Home História

Pedro – A primeira máquina que realmente fala

0

matéria de uma revista de 1939
(clique na imagem para ampliar)

Ele não tem nenhuma boca, pulmões ou laringe, mas fala com fluidez. Seu nome é ´Pedro the Voder´, e você pode vê-lo em ação na exposição mundial de Nova Iorque e São Francisco. Sua criação de válvulas e circuitos elétricos, pelos engenheiros do Bell Telephone Laboratories, coroa um século de esforços para duplicar a voz humana.

Para realizar a conversação de Pedro, o seu operador emprega um teclado como aqueles de antigos pianos. Treze teclas preto e brancas, dedilhadas uma ou mais a cada vez, produzem todas vogais e consoantes da voz. Outra tecla regula o volume da voz sintética, que é emitida por um auto falante. Um pedal enquanto isso também varia a inflexão; tal que a sentença possa indicar uma afirmação ou pergunta.

Com um ano de prática um operador poderá fazer Pedro falar com fluência. Ele sussurra e grita, fala com uma voz de homem, mulher, ou criança, e conversa em qualquer lingua, apesar de seu leve sotaque metalizado.

Mais do que uma estrela de palco, contudo, os criadores de Pedro avaliam ele como um instrumento para explorar os mistérios no nosso próprio sistema de voz.

Leia mais em
http://blog.modernmechanix.com/2006/01/17/pedro-the-first-machine-that-really-talks/

Original (English) content from Modern Mechanix (http://blog.modernmechanix.com/). Content translated with permission, but portuguese text not reviewed by the original author. Please do not distribute beyond this site without permission from both author and translator.




Nenhum comentário

Escreva um comentário: