Em órbita: Como os satélites dominam nossas vidas

primeiro satélite em orbita
Título original: In Orbit: How Satellites Rule Our World
Ano 2012
BBC
estrelas nota 10

A Dra. Maggie Aderin-Pocock, física e engenheira participante do projeto Telescópio Espacial James Webb, mostra neste documentário as drásticas mudanças que os satélites causaram em nossas vidas.

Já ao acordarmos pela manhã, o horário registrado em nossos celulares (e sincronizado via web) mostra a hora precisa com ajuda de informações provenientes de satélites, a TV que exibe o noticiário matutino também depende de satélites, a previsão de chuvas para a semana, o controle da agricultura que fornece o cereal que comemos, a água que bebemos, a energia que consumimos, o GPS que nos guia, o controle dos trens e aviões que nos transportam; tudo isso tem alguma participação direta de alguns dos milhares de satélites que riscam o espaço todos os dias.

Dra. Maggie demonstra também as dificuldades técnicas e históricas de se conseguir por um objeto em órbita regular ou estacionária. Inúmeros fracassos foram necessários para se aprender todos os detalhes da área, aquecendo ainda mais a furiosa corrida espacial travada entre EUA e URSS durante a Guerra Fria – com reverberações na geopolítica atual.

A mesma disputa política fez surgir o interesse no uso de satélites como um meio de espionagem. Com segredos aos poucos revelados, podemos ter uma noção de como foram as primeiras missões de espionagem espacial. Incluindo a difícil tarefa de resgatar ainda no ar rolos de filmes com as fotografias registradas do território inimigo – antes da preciosa invenção de sensores CCD que possibilitaram o registro eletrônico de imagens com envio direto e criptografado para bases em terra.

A mesma tecnologia de registro de imagens digitais está atualmente permitindo que arqueólogos investiguem padrões no terreno, que possam dar pistas de construções e locais antigos. E você pode participar como voluntário em uma dessas pesquisas, que pretende achar indícios da tumba de Genghis Khan – para isto basta acessar e se inscrever no website Field Expedition: Mongolia.

Além de contribuições na identificação de padrões em imagens, as novas fronteiras da tecnologia aeroespecial estão permitindo que pequenos grupos de pesquisadores ou até mesmo civis proponham projetos que utilizem pequenos satélites cúbicos. Não maiores do que uma caixa de sapatos, esses equipamentos podem surgir até de engenhosas adaptações de funções em smartphones! Agora é a sua vez!

Trechos oficiais do documentário
Observação da passagem da estação espacial internacional


Recobrimento com fina camada de ouro de um dos espelhos do Telescópio Espacial James Webb.

One Response

  1. Mario out 25, 2018

Deixe uma resposta para Mario Cancelar resposta