SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: Luis Brudna <luisbrudna@gmail.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 13/11/2009 15:15

Foi Papai Noel que disse que NÃO!

Ou agora vc vai dizer que Noel não existe e é impossível?!

:-)
Até
Luís Brudna


2009/11/13 Amauri Jr A <amaurijunior23@zoho.com>
>
>
>
> Quem disse que não?
>
> sds
> Amauri


SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: Amauri Jr A <amaurijunior23@zoho.com>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 13/11/2009 15:23

Quem ta dizendo isso é vcs Brudna...:-)

sds
Amauri

Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.

Pierre-Joseph Proudhon

http://twitter.com/Amaurijr23

http://masterofdarkness.multiply.com
http://serumdeficiente.wordpress.com/
http://methodossophia.wordpress.com/


---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 09:15:35 -0800 Luis Brudna <luisbrudna@gmail.com> escreveu ----

Foi Papai Noel que disse que NÃO!

Ou agora vc vai dizer que Noel não existe e é impossível?!

:-)
Até
Luís Brudna

2009/11/13 Amauri Jr A <amaurijunior23@zoho.com>
>
>
>
> Quem disse que não?
>
> sds
> Amauri



SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: Homero <oraculo@atibaia.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 13/11/2009 15:25

Amauri: "Quem disse que não?"

He, he, he..:-) Já vi esse filme antes, isso vai longe..:-) Se precisar
de alguém para manter uma conversa totalmente circular, "ad nauseum", já
sabe quem chamar..:-)

Homero


SUBJECT: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 13/11/2009 15:31

Senhores,

 

Com esta encerro minha participação nessa thread. Já gastei tempo demais nisso e tenho toneladas de coisas para fazer antes do Natal. Se surgir outro assunto, tudo bem, mas este deu pra mim.

 

[ ]s

 

Alvaro Augusto

alvaro@lunabay.com.br

http://www.lunabay.com.br/

http://twitter.com/alvaro_augusto

 

 

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 15:23
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país

 



Quem ta dizendo isso é vcs Brudna...:-)

sds

Amauri

 

Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.

Pierre-Joseph Proudhon

http://twitter.com/Amaurijr23

 



---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 09:15:35 -0800 Luis Brudna <luisbrudna@gmail.com> escreveu ----

Foi Papai Noel que disse que NÃO!

Ou agora vc vai dizer que Noel não existe e é impossível?!

:-)
Até
Luís Brudna

2009/11/13 Amauri Jr A <amaurijunior23@zoho.com>
>
>
>
> Quem disse que não?
>
> sds
> Amauri






SUBJECT: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 13/11/2009 15:31

Bem, se você precisa fazer essa pergunta, então não importa qual resposta eu dê, pois você não ficará satisfeito.

 

Mas, se você acha que é possível ultrapassar a velocidade da luz ou criar energia, então prove!

 

[ ]s

 

Alvaro Augusto

alvaro@lunabay.com.br

http://www.lunabay.com.br/

http://twitter.com/alvaro_augusto

 

 

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 15:02
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país

 



Quem disse que não?

sds

Amauri

 

Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.

Pierre-Joseph Proudhon

http://twitter.com/Amaurijr23

 



---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 08:48:23 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br> escreveu ----

Não, nem tudo é possível. Viajar mais rápido que a luz, por exemplo, não é possível. Destruir ou criar energia também não é possível.

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 13:47
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país



O problema Algusto é que vc ta fechando a questão, tudo é possivel, por que não? Nem mesmo a ciência fecha a coisas como vc fez

sds

Amauri

Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.

Pierre-Joseph Proudhon

http://twitter.com/Amaurijr23



---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 06:40:32 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br> escreveu ----

Ai Jesus, tá difícil! Eu não estou calculando probabilidades de nada. Apenas fiz um cálculo que ilustra a dimensão do problema e que mostra que, mesmo que a vida inteligente no universo seja improvável, ela deve ser abundante. E, se ela é abundante, por que ainda não apareceu por aqui? Algumas respostas possíveis, sem cair na tentação da diretriz primeira (que nada mais é do que uma das inúmeras versões do argumento do dragão na garagem), são:

1. A viagem interestelar não é possível ou não é viável.

2. Qualquer civilização avançada o suficiente para alcançar as estrelas acaba por se destruir antes de fazê-lo.

Mas, no final, tudo o que interessa, repito, é a pergunta de Fermi: onde estão eles? Se eles estão aqui, mostrem-nos. Se não estão, então essa é a resposta: não estão aqui. É só isso que interessa.

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de marcelleandro2009
Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 11:55
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país





Alvaro,

"...Quando à origem do argumento da extinção, simples novamente: a história do nosso planeta mostra que 95% de todas as espécies que já existiram estão hoje extintas. Por que seria a nossa a primeira a durar para sempre? Tem certeza que sou eu quem está usando argumentos antropocêntricos?..."

Estes dados estatísticos sendo considerados assim arrepiam até o bigode...Este é um simples exemplo do problema que citei ao Homero em um e-mail anterior.

Vocês quererem definir a probabilidade de um contexto só olhando-o superficialmente (ou sobre uma muito regra básica), rodeados de lacunas que no fim das contas, no seu resultado, podem ser verdadeiros abismos, não passa de masturbação mental.

Quantas espécies às quais você conhece foram extintas que conseguiam ao menos *lavar uma batata antes de come-la?

**(auto preservação/flexibilidade de adaptação/inteligência / aprendizado, etc)

Você não pode acreditar que nossas condições de sobrevivência, ou se espécies inteligentes, são equivalentes a "estes" 95%. Não é simples assim...!! Estas avaliações de probabilidade, mais conhecida por orelhadas, vai para o ralo quando feita desta forma.

Marcel


--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...> escreveu
>
> Felipe,
>
>
>
> Obviamente que as premissas não podem ser comprovadas! Eu apenas apontei que SE existir apenas uma estrela por galáxia com condições de abrigar vida inteligente, então devem existir uns 100 bilhões de civilizações inteligentes no universo. Simples assim. Apenas uma hipótese que leva a uma conclusão embasada no nosso conhecimento do número de galáxias no universo.
>
>
>
> O resto é com você. É você que deve mostrar que, sendo o universo tão vasto e sendo o número mínimo de civilizações inteligentes tão grande, porque eles não estão aqui. Se você não gosta de 100 bilhões, divida por 10, multiplique por 20, tanto faz. Só não use o argumento de civilizações avançadíssimas escondidas por trás de um tipo de diretriz primeira.
>
>
>
> Quando à origem do argumento da extinção, simples novamente: a história do nosso planeta mostra que 95% de todas as espécies que já existiram estão hoje extintas. Por que seria a nossa a primeira a durar para sempre? Tem certeza que sou eu quem está usando argumentos antropocêntricos?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de luiz silva
> Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:33
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> Ola Alvaro,
>
>
>
> O problema são as probabilidades........todas feitas com premissas que nem de longe podem ser provadas como verdadeiras........por exemplo, de onde surgiu este no. mágico...apresente o raciocínio, o desenvolvimento que leva a esta probabilidade.....vamos analisar estas contas....
>
>
>
> As conclusões tb são antropocêntricas....de onde tiraram este argumento de extinção....olhando para os nossos problemas ?....
>
>
>
> Onde estão eles ? Talvez sendo classificados como anomalias em eqtos, reflexos, etc...Ainda assim, esta questão deste falso paradoxo já foi discutida na lista.......e é nada mais que isso, um falso paradoxo...
>
>
>
> Abs
>
> Felipe
>
> --- Em qui, 12/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@... escreveu:
>
>
> De: Alvaro Augusto (L) alvaro@...
> Assunto: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 13:53
>
>
>
> Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere. “Improvável†não significa “impossível†. Por exemplo, o número de estrelas por galáxia deve ser de 100 bilhões e existem mais de 100 bilhões de galáxias no universo. Se apenas uma estrela por galáxia contiver um planeta com vida inteligente, isso significa que devem existir 100 bilhões de civilizações inteligentes por aí, mas a probabilidade disso é menor do que 1e-11. Pouquíssimo provável, mas infinitamente distante de “impossível†. Contudo, tais civilizações estariam tão distantes umas das outras que fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possível “primeiro contato†.
>
>
>
> É claro que podem existir civilizações “sortudas†, surgidas nos primórdios do universo, que conseguiram sobreviver a todas as tragédias e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens interestelares, intergalácticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta de Fermi: onde estão elas?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@lunabay. com.br <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@...
>
> http://www.lunabay. com.br/ <http://www.lunabay.com.br/>
>
> http://twitter. <http://twitter.com/alvaro_augusto> com/alvaro_ augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos. com.br] Em nome de luiz silva
> Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> Ola João,
>
>
>
> Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas de ETs......Vamos ao que ele disse :
>
>
>
> A vida simples é provável no universo;
>
> A vida complexa, pouco provável;
>
> A vida inteligente, muito improvável;
>
> ETs que visitam a terra, quase impossível.
>
>
>
> Interessante os "bicos" com relação a possibilidade disso ou daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoácidos fora da terra era uma coisa impensável, muito improvável, quase impossível... .e hj sabemos que eles estão espalhados por todo o universo, em cometas, etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a existência de planetas fora do sistema solar era tida como pouco provável....e, atualmente, estima-se que os planetas estão presente em abundância em nosso universo.... .Ou seja, o que significa pouco provável ou impossível em ciência...será que significa nossa própria limitação tecnológica ou científica ou crenças ???
>
>
>
> Com relação a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres teriam as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetárias que nós enfrentamos. ..Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc.. .
>
>
>
> Ora, a civilização humana existe a uns milhares de anos, e estamos no nível tecnológico atual....... será tão absurdo achar que num universo de 14 bilhões da anos de idade, zilhões de galaxias, estrelas e planetas nao possa existir uma civilização com alguns milhões de anos e com uma tecnologia alguns milhões de anos a nossa frente??
>
>
>
> Resumo : a sua análise é correta, dentro de uma visão antropocêntrica do universo.Este argumento do cadê eles, pq não falam conosco....novament e reflete todo o antropocentrismo presente em sua visão de mundo....
>
>
>
> Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilização ainda em estado embrionário de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos interagir diretamente com esta civilização, ou a estudaremos e acompanharemos o seu desenvolvimento? ?
>
>
>
> Abs
>
> Felipe
>
>
>
> --- Em qui, 12/11/09, J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br> escreveu:
>
>
> De: J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br>
> Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
>
>
>
> E outra pergunta, ainda:
>
>
>
> Qual a razão de, apesar de tantas "aparições", ao longo dos séculos, "documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNI´s nunca quiseram nos dar o ar da graça de suas eventualmente majestosas figuras. Sequer para um cafezinho rápido.
>
> Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nós? Se sim, vieram até cá para quê?
>
>
>
> Já sei, já sei, devem ser tão feios, ante nossa monumental beleza, que, inteligentes como são, têm uma vergonha... Então, "aparecem", tomam um chá de nossa
>
> beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, à velocidade da luz-deltac, deixando-nos com água na boca e os olhos esbulhagados, de ansiedade e vontade de ver. Isto é assim desde que começaram
>
> a escrever a bíblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua montagem. E muitos relatos alí, que alguns identificam com o mister, talvez incrementem as certezas
>
> de alguns, na crença disso que sequer chega a ser mito. Como deuses, duendes, espíritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco houvesse para encher de nada.
>
>
>
> Ou talvez sejam honestos demais, e não queiram se misturar com muitos de nossos políticos. Que não são bestas.
>
>
>
> Sds,
>
> Victor.
>
>
>
>
>
> ----- Original Message -----
>
> From: Alvaro Augusto (L) <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@...
>
> To: ciencialist@ yahoogrupos. <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=ciencialist@yahoogrupos.com.br com.br
>
> Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
>
> Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
>
>
>
>
>
> UFOs não me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com anjos e deuses, na Idade Média, com bruxas e, hoje, são identificados com espaçonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada mais do que um mito moderno.
>
> A única pergunta que interessa é: se os ETs existem, onde estão eles?
>
> [ ]s
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@lunabay. com.br <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@...
>
> http://www.lunabay. <http://www.lunabay.com.br/> com.br/
>
> http://twitter. <http://twitter.com/alvaro_augusto> com/alvaro_ augusto
>
> De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos. com.br] Em nome de Fabricio Braga
> Enviada em: terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
>
>
>
> Marcel,
>
> O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem todos os dias aqui e no mundo. Pular daí para "seres de outras galáxias e naves", é um salto lógico absurdo e sem sentido.
>
> Onde estão as provas?
>
> []s
>
> 2009/11/10 marcelleandro2009 <marcelleandro2009@ yahoo.com. br <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=marcelleandro2009@... >
>
>
>
> Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates Monteiro faz espantosas declarações sobre a ação de UFOs no país
>
> http://www.ufo.. . com.br/index. php?arquivo= <http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=4545> notComp.php&id=4545
>
>
> Mais um militar graduado apóia a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já
> No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade o ex-ministro da Aeronáutica do Governo Fernando Collor no período de 1990-1992, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro. A entrevista se deu em sua residência no Rio de Janeiro e foi conduzida pelo editor A. J. Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos consultores Francisco Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira Neto, do Rio de Janeiro. Foram mais de duas horas de conversa extremamente interessante e proveitosa, em que o militar sentiu-se a vontade e sem qualquer constrangimento para falar sobre Ufologia, como alguns outros oficiais que também já prestaram depoimento à Revista UFO.. Monteiro está na reserva da Força Aérea Brasileira (FAB) há anos, mas mantém vínculos com militares na ativa de vários setores do oficialato brasileiro. Tem memória extremamente lúcida de fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronáutica e â€" de especial interesse para a Ufologia Brasileira â€" sobre como o país lidou com a questão durante o tempo em que ele esteve na ativa. Como outros ministros, antes e depois dele, Monteiro também teve acesso a informações graves sobre a manifestação de outras espécies cósmicas em nosso país, relatando-nos alguns casos. Ele foi piloto de várias aeronaves, inclusive de caça, nas quais tem mais de cinco mil horas de vôo.
>
> Tecnologia muito mais avançada do que a nossa - O militar foi comandante do I Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta), em Brasília, fase em que esteve à frente do registro de ocorrências ufológicas em todo o país, em especial na área do Distrito Federal e Região Sudeste... Ele revelou que as observações de objetos voadores não identificados eram constantes nas telas de radar do órgão, bem antes dele assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente anotados, sendo que alguns eram investigados pela Força Aérea Brasileira (FAB). Naquela ocasião ainda não se empregava o termo Tráfego Hotel para designar UFOs. Monteiro descreveu uma situação em que a estação de radar do Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa altitude por um objeto discóide de grandes proporções, e que seus homens, sem saber o que fazer, abriram fogo contra no intruso. Ao saber disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas para interromperem o tiroteio imediatamente. "Eles têm uma tecnologia muito mais avançada do que a nossa e não sabemos com o reagiriam à nossa ação", disse referindo-se aos tripulantes do veículo, informando ainda que esta era a doutrina adotada na época, ou seja, não agredir para não sofrer as conseqüências.
>
> O entrevistado também foi comandante do IV Comando Aéreo Regional (COMAR), em São Paulo, órgão que controla o espaço aéreo da Região Sudeste, durante a famosa Noite Oficial dos UFOs no Brasil, em 19 de maio de 1986, quando a área ficou inundada com o aparecimento de mais de 20 esferas voadoras de mais de 100 m de diâmetro cada, que foram perseguidas por sete caças F-5E e Mirage da FAB, enviados das bases aéreas de Santa Cruz (RJ) e Anápolis (GO). Este é um dos casos ufológicos mais importantes do país, que contou com a participação do então presidente da Embraer Ozires Silva, a bordo de um avião Xingu que seguia de Brasília para São José dos Campos. Silva teve um avistamento dos objetos e chegou a persegui-lo sobre o estado de São Paulo. Como se sabe, o então ministro da Aeronáutica brigadeiro Octávio Moreira Lima chegou a ir à TV em rede nacional, no dia seguinte, para admitir a "invasão" do espaço aéreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e Moreira Lima, são amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou detalhes de seu avistamento. Silva está neste instante sendo contatado pelo Revista UFO para novos esclarecimentos.. .
>
> O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
>
> Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de liberar um documento importantíssimo sobre a referida Noite Oficial dos UFOs no Brasil, em que admite que os objetos observados eram "sólidos e refletem certa forma de inteligência" , além de realizarem manobras espantosas. O documento pode ser acessado neste link: http://www.ufo. <http://www.ufo.com.br/documentos/night/> com.br/documento s/night/. Com esta liberação, o assunto central da entrevista, naturalmente, foi a ocorrência de 19 de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por Monteiro, inclusive com detalhes até então desconhecidos. A ele são atribuídas algumas contundentes declarações sobre os fatos, prestadas na época. Por exemplo, o militar teria dito que "há muitos anos esses casos vêm sendo registrados pela Aeronáutica" e que os UFOs "passaram de 250 para 1.500 km/h em frações de segundo". Monteiro também teria dito que "A FAB filmou todo o evento em vídeotapes". Estes fatos são agora complementados por ele... Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrônicas, "na falta de uma explicação melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro, o entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente estarrecedora e que os caças conseguiam se aproximar deles apenas por alguns instantes, porque em seguida os artefatos disparavam a altíssima velocidade. "Não havia como nos aproximarmos deles e então acabamos abandonando as buscas. Que duraram muitas horas naquela madrugada". Há referência de que os UFOs chegaram a atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade som, o que Monteiro disse ser possível, embora os instrumentos tivessem chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter sofrido distorções naturais de leitura"... Quanto à Força Aérea Brasileira (FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que, na verdade, o órgão â€" em especial o Cindacta â€" sempre anotava o que ocorria nas telas de radar, e que tudo aquilo foi registrado em gravações apropriadas feitas a partir daqueles instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas são apagadas e reutilizadas.
>
> Visitados por outras espécies cósmicas - O entrevistado foi cauteloso o tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo à pressão dos entrevistadores e deixando logo claro que, assim como outros militares graduados do país, também tem nítida noção de que estamos sendo visitados por outras espécies cósmicas. Mesmo que no início tenha se referido aos UFOs como anomalias eletrônicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar seus tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus veículos, mencionando também sua "tecnologia" . Também se referiu abertamente às inteligências por trás do fenômeno, dando a clara noção de que estamos diante de civilizações superiores. Esta foi uma afirmação mais contundente, que ele deu ao final da entrevista, quando voltou a se referir ao caso em que seus homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve que intervir imediatamente, pois "a reação deles poderia ser trágica para nós". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos Estados Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu avião foi destroçado após uma perseguição a um UFO. "Por isso, os caças, quando perseguiam tais `anomalias eletrônicas', o faziam com cautela". Já ao fim da conversa, quando estava mais à vontade com os entrevistadores, se referia às tais anomalias quase praticamente rindo de sua própria interpretação do fenômeno e admitindo que apenas usava a expressão "por não ter um UFO nas mãos pra poder dizer exatamente o que é".
>
> Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilância da Amazônia, que ele implantou
>
> Apoio à campanha pela liberdade de informação - Enfim, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro é mais um homem do meio militar brasileiro que, reconhecendo a séria missão dos ufólogos da Revista UFO em levantar estas questões, apóia a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, conduzida pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) através da publicação. Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre eles o brigadeiro José Carlos Pereira e os coronéis Uyrangê Hollanda e Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestação ufológica e a necessidade de se tratar dela de forma transparente. E declarou: "Os arquivos devem ser abertos e vocês devem continuar sua ação junto ao Governo, para garantir que isso ocorra".
>
>
>
> _____
>
> Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/> - Celebridades <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/celebridades/> - Música <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo..com/m%C3%BAsica/> - Esportes <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/esportes/>
>
>
>
>
>
> _____
>
> Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/> 10 - Celebridades <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/celebridades/> - Música <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/m%C3%BAsica/> - Esportes <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/esportes/>
>














SUBJECT: Suspensão ad aeternum de Amauri Nolasco Jr
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 13/11/2009 15:45

O membro Amauri Nolasco Sanches Jr. foi suspenso definitivamente da lista por reiterada manifestação de atitudes de troll.

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 13/11/2009 16:40

Amauri,

 

Para que o tempo de viagem fosse encurtado de 10 anos para um segundo seria necessária uma velocidade praticamente igual à da luz. Você tem ideia da energia necessária para acelerar um corpo a essa velocidade?

 

Mas, no fim, não estou dizendo que viagens interestelares são impossíveis. Estou apenas perguntando que, se tais viagens são possíveis, onde estão os ETs? Por que eles viajariam tanto só para brincar de dragões invisíveis e indetectáveis?

 

[ ]s

 

Alvaro Augusto

alvaro@lunabay.com.br

http://www.lunabay.com.br/

http://twitter.com/alvaro_augusto

 

 

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 14:00
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U

 



Olá Alvaro (desculpe, sempre esqueço que vc prefere Alvaro)

Estou aqui lendo sobre o padoxo dos gemeos e não tem nada o que vc disse. Veja, esse paradoxo foi para mostrar que não existe tempo unico para todos os seres, assim, cada ser vivo tem esse tempo relativo aquilo que se observa. Se a nave demorar dez anos para ele vai ser um segundo, graças a velocidade da luz, isso incurtaria a viagem muito. Ao meu ver vamos pensar que civilizações extraterrestres podem ter desenvolvido tecnologia para isso, por que não?

Não lembro de ter dito que meu pensamento e independente, disse que não fico preso em conceitos de livros e tiro minhas conclusões.

 

sds

Amauri

 

Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.

Pierre-Joseph Proudhon

http://twitter.com/Amaurijr23

 



---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 05:21:32 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br> escreveu ----

Caro Amauri,

O paradoxo dos gêmeos só surge quando os gêmeos são recolocados em contato após a viagem. Para o irmão que viajou, o tempo é sempre o tempo local. Por exemplo, se a nave demorar 10 anos para chegar a outro planeta, ele terá envelhecido 10 anos, não importa a velocidade da nave. Infelizmente há muita confusão em torno do paradoxo dos gêmeos, em parte por causa das apropriações feitas por alguns filmes de ficção científica.

Eu não somente “acho” que você não inventou essa história de pensamento independente, como tenho certeza. Isso é mais velho do que as pirâmides.

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:35
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U



Olá Algusto

>>>>Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem “galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.<<<

Garotão, Albert Einstein não imaginou a paradoxo do gemeos, que diz que se uns deles viajar em grande velocidade numa nave, isso reduziria seu envelhecimento e voltaria mais novo que seu irmão? Por quue não imaginarmos que grandes velocidades estabilizam o tempo de tal maneira, que retardaria nossa velhice e assim, seria possivel as viagens galacticas?

>>>Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?<<<



Por que vc "acha" isso?

sds

Amauri

Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.

Pierre-Joseph Proudhon

http://twitter.com/Amaurijr23



---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 18:11:54 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br> escreveu ----

Caro Amauri,

Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem “galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.

Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:20
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U



Homero, vamos a restropectiva

Homero San: São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)

Amauri: se vc prestou atenção entre a minha conversa com o Alvaro, o Alvaro disse: "Talvez eu esteja enganado, mas a teoria da relatividade não é aquela que diz existe uma velocidade máxima para corpos materiais? De que maneira isso torna possível viagens intergalácticas? Eu só fiz perguntar as perguntas relevantes a isso que ele escreveu, que não tem nada a ver com "sem pé e nem cabeça"...:-)

Homero: "Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça."

Amauri: Unica coisa que não entendo é por qual razão tenho que ser dogmatico perante os livros de ciência? Eu posso ler e ter entendido numa outra forma que não é a forma que vc entendeu, portanto irrelevante ao debate dos OVINIS ou de outra coisa, que a maioria diz não ser verdade. Aliás, qual é a verdade? Num Universo de bilhóes ou mais de galaxia, seria muita arrogancia humana fixar um determinado limite dentro do universo o que seria ou não, verdadeiro.


Homero: "Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça"

Amauri: Não penso que vc é meu inimigo, muito pelo ao contrario, gosto muito de debater contigo...:-) Mas acho que vc não entendeu que não sigo ninguém, não escrevo igual a nenhuma cartilha, apenas tenho minhas idéias...:-)


Homero: "Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária."

Amauri: Por qual razão uma viagem interplanetaria é inviavel? Agora alguem pode responder, já que elaborei a pergunta...:-)


Homero: "Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável."

Amauri: Pode ser confiavel, sólida jamais!


sds

Amauri

Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.

Pierre-Joseph Proudhon

http://twitter.com/Amaurijr23



---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 10:28:05 -0800 oraculo333 <oraculo@atibaia.com.br> escreveu ----

Amauri: "Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas "

Não porque não se saiba como responde-las, mas por não fazer sentido como perguntas. Sei que deve pensar que são "perguntas importantes", mas na verdade não tem nenhum significado racional, e não podem ser respondidas por isso. Apenas por isso.

Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça.

Veja o que escreveu:

Amauri: "Se a lei da relatividade trás velocidades deterninadas para cada corpo, como você explica que graças a ela, temos a energia nuclear operando como uma alternativa de energia e tambem para destruição em massa? E por outro lado, como voc~e explica a teoria dos gemeos?"

São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)

E a teoria dos gêmeos, que NÃO é uma teoria, mas um exemplo usado por Einstein para facilitar o entendimento de sua teoria física, tem menos ainda com isso..:-)

Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça.

Suas "perguntas" são como a repimboca da parafuseta que não encaixa no pino da grampola, infelizmente.

Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária.

Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável.

Um abraço.

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Amauri Jr A <amaurijunior23@...> escreveu
>
> Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas
>
> sds
> Amauri
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> Pierre-Joseph Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
> http://masterofdarkness.multiply.com
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
> ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 09:35:24 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@... escreveu ----
>
>
> Eu gostaria de ganhar um dólar cada vez que alguém me diz que isso ou aquilo é “apenas uma teoria†(na verdade, eu gostaria de ganhar um milhão de dólares a cada vez, mas um dólar já éstaria bom)...
>
> Mais uma confusão, dessa vez entre os significados leigo e científico do conceito de teoria. Praticamente um estelionato semântico.
>
> Sugiro estudar mais (e bastante).
>
> [ ]s
>
> Alvaro Augusto
> alvaro@...
> http://www.lunabay.com.br/
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
>
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 15:04
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
>
>
>
>
>
> Quem garante que é uma verdade absoluta Alvaro? Nem mesmo a ciencia diz isso, é e somente, uma teoria.
> sds
>
> Amauri
>
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> Pierre-Joseph Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
>
> http://masterofdarkness.multiply.com
>
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
>
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
>
> ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:47:35 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@... escreveu ----
> É claro que há verdades absolutas, ao menos em física. A segunda lei da termodinâmica, por exemplo.
> [ ]s
> Alvaro Augusto
> alvaro@...
> http://www.lunabay.com.br/
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 14:33
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
>
>
>
>
> Que saco Marcel? Não há fatos eterno e não há verdades absolutas.
> sds
>
> Amauri
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> Pierre-Joseph Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
> http://masterofdarkness.multiply.com
>
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
>
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
>
> ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:29:29 -0800 marcelleandro2009 marcelleandro2009@... escreveu ----
>
> A garantia irrefutável e confiante vem "daquele" mesmo saco... :o)
>
> Marcel
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Amauri Jr A amaurijunior23@
> escreveu
> &gt;
> &gt; Quem garante tudo que vc falou Alvaro? A mais facinante descoberta do
> ser humano é a Teorias tanto quantica, quanto da relatividade que nos
> faz pensar que uma viagem galactica é possivel...até mesmo
> podemos, digamos assim, viajar na maionese e dizer que existem
> civilizações que podem (não disse ser verdade), dominar a viagem
> no hiperespaço. Até mesmo civilizações, segundo uma teoria de
> um cara que esqueci o nome, que passariam de organicas para inorganicas
> que tivessem tecnologia quantica de se transformar naquilo que
> precisassem para se adaptar como os Transformers.
> &gt;
> &gt;
> &gt; sds
> &gt; Amauri
> &gt;
> &gt; Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um
> usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> &gt; Pierre-Joseph Proudhon
> &gt;
> &gt; http://twitter.com/Amaurijr23
> &gt; http://masterofdarkness.multiply.com
> &gt; http://serumdeficiente.wordpress.com/
> &gt; http://methodossophia.wordpress.com/
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 07:53:56 -0800 Alvaro Augusto (L)
> &amp;lt;alvaro@&amp;gt; escreveu ----
> &gt;
> &gt;
> &gt; Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere.
> â€Å"Improvável†não significa
> â€Å"impossível†. Por exemplo, o número de estrelas por
> galáxia deve ser de 100 bilhões e existem mais de 100 bilhões
> de galáxias no universo. Se apenas uma estrela por galáxia
> contiver um planeta com vida inteligente, isso significa que devem
> existir 100 bilhões de civilizações inteligentes por aí, mas a
> probabilidade disso é menor do que 1e-11. Pouquíssimo provável,
> mas infinitamente distante de â€Å"impossível†. Contudo,
> tais civilizações estariam tão distantes umas das outras que
> fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possível
> â€Å"primeiro contato†.
> &gt;
> &gt; É claro que podem existir civilizações â€Å"sortudas†,
> surgidas nos primórdios do universo, que conseguiram sobreviver a
> todas as tragédias e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens
> interestelares, intergalácticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta
> de Fermi: onde estão elas?
> &gt;
> &gt; [ ]s
> &gt;
> &gt; Alvaro Augusto
> &gt; alvaro@
> &gt; http://www.lunabay.com.br/
> &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> &gt;
> &gt;
> &gt; De: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de luiz silva
> &gt; Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> ação de UFOs no país
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Ola João,
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
> Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas
> de ETs......Vamos ao que ele disse :
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; A vida simples é provável no universo;
> &gt;
> &gt; A vida complexa, pouco provável;
> &gt;
> &gt; A vida inteligente, muito improvável;
> &gt;
> &gt; ETs que visitam a terra, quase impossível.
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Interessante os "bicos" com relação a possibilidade disso ou
> daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoácidos
> fora da terra era uma coisa impensável, muito improvável, quase
> impossível....e hj sabemos que eles estão espalhados por todo o
> universo, em cometas, etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a
> existência de planetas fora do sistema solar era tida como pouco
> provável....e, atualmente, estima-se que os planetas estão
> presente em abundância em nosso universo.....Ou seja, o que significa
> pouco provável ou impossível em ciência...será que significa
> nossa própria limitação tecnológica ou científica ou
> crenças ???
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Com relação a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
> interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres
> teriam as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetárias que
> nós enfrentamos...Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc...
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Ora, a civilização humana existe a uns milhares de anos, e estamos
> no nível tecnológico atual.......será tão absurdo achar que
> num universo de 14 bilhões da anos de idade, zilhões de galaxias,
> estrelas e planetas nao possa existir uma civilização com alguns
> milhões de anos e com uma tecnologia alguns milhões de anos a
> nossa frente??
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Resumo : a sua análise é correta, dentro de uma visão
> antropocêntrica do universo.Este argumento do cadê eles, pq não
> falam conosco....novamente reflete todo o antropocentrismo presente em
> sua visão de mundo....
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilização ainda
> em estado embrionário de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos
> interagir diretamente com esta civilização, ou a estudaremos e
> acompanharemos o seu desenvolvimento??
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Abs
> &gt;
> &gt; Felipe
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; --- Em qui, 12/11/09, J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt; escreveu:
> &gt;
> &gt;
> &gt; De: J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt;
> &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> ação de UFOs no país
> &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> &gt; Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> &gt;
> &gt; E outra pergunta, ainda:
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Qual a razão de, apesar de tantas "aparições", ao longo dos
> séculos, "documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNI´s
> nunca quiseram nos dar o ar da graça de suas eventualmente majestosas
> figuras. Sequer para um cafezinho rápido.
> &gt;
> &gt; Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nós? Se sim, vieram
> até cá para quê?
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Já sei, já sei, devem ser tão feios, ante nossa monumental
> beleza, que, inteligentes como são, têm uma vergonha... Então,
> "aparecem", tomam um chá de nossa
> &gt;
> &gt; beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, à velocidade
> da luz-deltac, deixando-nos com água na boca e os olhos esbulhagados,
> de ansiedade e vontade de ver. Isto é assim desde que começaram
> &gt;
> &gt; a escrever a bíblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
> montagem. E muitos relatos alí, que alguns identificam com o mister,
> talvez incrementem as certezas
> &gt;
> &gt; de alguns, na crença disso que sequer chega a ser mito. Como
> deuses, duendes, espíritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco
> houvesse para encher de nada.
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Ou talvez sejam honestos demais, e não queiram se misturar com
> muitos de nossos políticos. Que não são bestas.
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Sds,
> &gt;
> &gt; Victor.
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; ----- Original Message -----
> &gt;
> &gt; From: Alvaro Augusto (L)
> &gt;
> &gt; To: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> &gt;
> &gt; Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> &gt;
> &gt; Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates
> - ação de UFOs no país
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; UFOs não me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com
> anjos e deuses, na Idade Média, com bruxas e, hoje, são
> identificados com espaçonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada
> mais do que um mito moderno.
> &gt;
> &gt;
> &gt; A única pergunta que interessa é: se os ETs existem, onde
> estão eles?
> &gt;
> &gt; [ ]s
> &gt;
> &gt;
> &gt; Alvaro Augusto
> &gt;
> &gt; alvaro@lunabay. com.br
> &gt;
> &gt; http://www.lunabay.com.br/
> &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> &gt; De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
> com.br] Em nome de Fabricio Braga
> &gt; Enviada em: terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> &gt; Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> ação de UFOs no país
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Marcel,
> &gt;
> &gt; O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem
> todos os dias aqui e no mundo. Pular daí para "seres de outras
> galáxias e naves", é um salto lógico absurdo e sem sentido.
> &gt;
> &gt; Onde estão as provas?
> &gt; []s
> &gt;
> &gt; 2009/11/10 marcelleandro2009 &amp;lt;marcelleandro2009@ yahoo.com. br&amp;gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt; Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates Monteiro faz espantosas
> declarações sobre a ação de UFOs no país
> &gt;
> &gt; http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=4545
> &gt;
> &gt;
> &gt; Mais um militar graduado apóia a campanha UFOs: Liberdade de
> Informação Já
> &gt; No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade
> o ex-ministro da Aeronáutica do Governo Fernando Collor no período
> de 1990-1992, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro. A
> entrevista se deu em sua residência no Rio de Janeiro e foi conduzida
> pelo editor A. J. Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos
> consultores Francisco Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira
> Neto, do Rio de Janeiro. Foram mais de duas horas de conversa
> extremamente interessante e proveitosa, em que o militar sentiu-se a
> vontade e sem qualquer constrangimento para falar sobre Ufologia, como
> alguns outros oficiais que também já prestaram depoimento à
> Revista UFO. Monteiro está na reserva da Força Aérea Brasileira
> (FAB) há anos, mas mantém vínculos com militares na ativa de
> vários setores do oficialato brasileiro. Tem memória extremamente
> lúcida de fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronáutica e
> â€" de especial interesse para a Ufologia Brasileira â€" sobre
> como o país lidou com a questão durante o tempo em que ele esteve
> na ativa. Como outros ministros, antes e depois dele, Monteiro também
> teve acesso a informações graves sobre a manifestação de outras
> espécies cósmicas em nosso país, relatando-nos alguns casos.
> Ele foi piloto de várias aeronaves, inclusive de caça, nas quais
> tem mais de cinco mil horas de vôo.
> &gt;
> &gt; Tecnologia muito mais avançada do que a nossa - O militar foi
> comandante do I Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de
> Tráfego Aéreo (Cindacta), em Brasília, fase em que esteve à
> frente do registro de ocorrências ufológicas em todo o país, em
> especial na área do Distrito Federal e Região Sudeste.. Ele
> revelou que as observações de objetos voadores não identificados
> eram constantes nas telas de radar do órgão, bem antes dele
> assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente anotados,
> sendo que alguns eram investigados pela Força Aérea Brasileira
> (FAB). Naquela ocasião ainda não se empregava o termo Tráfego
> Hotel para designar UFOs. Monteiro descreveu uma situação em que a
> estação de radar do Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa
> altitude por um objeto discóide de grandes proporções, e que seus
> homens, sem saber o que fazer, abriram fogo contra no intruso. Ao saber
> disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas para interromperem o tiroteio
> imediatamente. "Eles têm uma tecnologia muito mais avançada do que
> a nossa e não sabemos com o reagiriam à nossa ação", disse
> referindo-se aos tripulantes do veículo, informando ainda que esta
> era a doutrina adotada na época, ou seja, não agredir para não
> sofrer as conseqüências.
> &gt;
> &gt; O entrevistado também foi comandante do IV Comando Aéreo
> Regional (COMAR), em São Paulo, órgão que controla o espaço
> aéreo da Região Sudeste, durante a famosa Noite Oficial dos UFOs
> no Brasil, em 19 de maio de 1986, quando a área ficou inundada com o
> aparecimento de mais de 20 esferas voadoras de mais de 100 m de
> diâmetro cada, que foram perseguidas por sete caças F-5E e Mirage
> da FAB, enviados das bases aéreas de Santa Cruz (RJ) e Anápolis
> (GO). Este é um dos casos ufológicos mais importantes do país,
> que contou com a participação do então presidente da Embraer
> Ozires Silva, a bordo de um avião Xingu que seguia de Brasília
> para São José dos Campos. Silva teve um avistamento dos objetos e
> chegou a persegui-lo sobre o estado de São Paulo. Como se sabe, o
> então ministro da Aeronáutica brigadeiro Octávio Moreira Lima
> chegou a ir à TV em rede nacional, no dia seguinte, para admitir a
> "invasão" do espaço aéreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
> Moreira Lima, são amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou
> detalhes de seu avistamento. Silva está neste instante sendo
> contatado pelo Revista UFO para novos esclarecimentos..
> &gt;
> &gt; O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> &gt;
> &gt; Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
> liberar um documento importantíssimo sobre a referida Noite Oficial
> dos UFOs no Brasil, em que admite que os objetos observados eram
> "sólidos e refletem certa forma de inteligência" , além de
> realizarem manobras espantosas. O documento pode ser acessado neste
> link: http://www.ufo.com.br/documentos/night/ Com esta liberação, o
> assunto central da entrevista, naturalmente, foi a ocorrência de 19
> de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por Monteiro,
> inclusive com detalhes até então desconhecidos. A ele são
> atribuídas algumas contundentes declarações sobre os fatos,
> prestadas na época. Por exemplo, o militar teria dito que "há
> muitos anos esses casos vêm sendo registrados pela Aeronáutica" e
> que os UFOs "passaram de 250 para 1.500 km/h em frações de segundo".
> Monteiro também teria dito que "A FAB filmou todo o evento em
> vídeotapes". Estes fatos são agora complementados por ele..
> Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrônicas, "na falta de uma
> explicação melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro,
> o entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente
> estarrecedora e que os caças conseguiam se aproximar deles apenas por
> alguns instantes, porque em seguida os artefatos disparavam a
> altíssima velocidade. "Não havia como nos aproximarmos deles e
> então acabamos abandonando as buscas. Que duraram muitas horas
> naquela madrugada". Há referência de que os UFOs chegaram a
> atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade som, o
> que Monteiro disse ser possível, embora os instrumentos tivessem
> chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
> sofrido distorções naturais de leitura".. Quanto à Força
> Aérea Brasileira (FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que,
> na verdade, o órgão â€" em especial o Cindacta â€"
> sempre anotava o que ocorria nas telas de radar, e que tudo aquilo foi
> registrado em gravações apropriadas feitas a partir daqueles
> instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas são apagadas e
> reutilizadas.
> &gt;
> &gt; Visitados por outras espécies cósmicas - O entrevistado foi
> cauteloso o tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo à
> pressão dos entrevistadores e deixando logo claro que, assim como
> outros militares graduados do país, também tem nítida noção
> de que estamos sendo visitados por outras espécies cósmicas. Mesmo
> que no início tenha se referido aos UFOs como anomalias
> eletrônicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar seus
> tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
> veículos, mencionando também sua "tecnologia" . Também se
> referiu abertamente às inteligências por trás do fenômeno,
> dando a clara noção de que estamos diante de civilizações
> superiores. Esta foi uma afirmação mais contundente, que ele deu ao
> final da entrevista, quando voltou a se referir ao caso em que seus
> homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve que intervir
> imediatamente, pois "a reação deles poderia ser trágica para
> nós". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos
> Estados Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu
> avião foi destroçado após uma perseguição a um UFO. "Por
> isso, os caças, quando perseguiam tais `anomalias eletrônicas', o
> faziam com cautela". Já ao fim da conversa, quando estava mais à
> vontade com os entrevistadores, se referia às tais anomalias quase
> praticamente rindo de sua própria interpretação do fenômeno e
> admitindo que apenas usava a expressão "por não ter um UFO nas
> mãos pra poder dizer exatamente o que é".
> &gt;
> &gt; Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilância da Amazônia, que
> ele implantou
> &gt;
> &gt; Apoio à campanha pela liberdade de informação - Enfim, o
> tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro é mais um homem do
> meio militar brasileiro que, reconhecendo a séria missão dos
> ufólogos da Revista UFO em levantar estas questões, apóia a
> campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, conduzida pela
> Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) através da publicação.
> Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre eles o
> brigadeiro José Carlos Pereira e os coronéis Uyrangê Hollanda e
> Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestação
> ufológica e a necessidade de se tratar dela de forma transparente. E
> declarou: "Os arquivos devem ser abertos e vocês devem continuar sua
> ação junto ao Governo, para garantir que isso ocorra".
> &gt;
> &gt;
> &gt;
> &gt;
>

#####   #####   #####   #####

http://geo.yahoo.com/serv?s=97490435/grpId=1044856/grpspId=2137111528/msgId=75347/stime=1258128059

Suas configurações de e-mail: E-mail individual |Tradicional
Alterar configurações via web (Requer Yahoo! ID)
Alterar configurações via e-mail: Alterar recebimento para lista diária de mensagens | Alterar para completo
Visite seu grupo | Termos de Uso do Yahoo! Grupos | Descadastrado

 


SUBJECT: hortensias e o ph do solo
FROM: Aline Santos <haline_santos@yahoo.com.br>
TO: ciencialist <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 13/11/2009 17:37

Olá! Mais uma vez venho aqui pedir SOCORROOO!
 
Li em vários sites que um dos fatores na coloração das hortensias é o pH do solo, no qual em pH ácido teremos flores azuis e em pH alcalinos teremos a cor rosa. E aí esta a minha dúvida, o que é que ocorre quimicamente?
 
Help me, please!!  
 

[ ]'s

Aline



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Water on the moon!
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 13/11/2009 17:59


SUBJECT: Re: hortensias e o ph do solo
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 13/11/2009 19:17

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Aline Santos
> Li em vários sites que um dos fatores na coloração das hortensias é o
> pH do solo, no qual em pH ácido teremos flores azuis e em pH
> alcalinos teremos a cor rosa. E aí esta a minha dúvida, o que é que
> ocorre quimicamente?

Uma protonação ou desprotonação. Suficiente para fazer uma variedade de antocianina mudar de cor. Funciona com suco de repolho roxo tb.

http://www.howstuffworks.com/experiment1.htm
---------

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: O Extraterrestre AMOCO
FROM: Kentaro Mori <kentaro.mori@gmail.com>
TO:
DATE: 14/11/2009 02:11

O Extraterrestre AMOCO

image

É um imagem impressionante. Com uma origem nada impressionante: mesmo crédulos e vendedores de falsos mistérios irão lhe informar, corretamente, que veio de um anúncio publicitário no fim dos anos 1980:

"Em novembro de 1989, AMOCO [American Oil Company] publicou um anúncio de páginas inteiras na revista Aviation Week & Space Technology com a chamada ‘Tecnologia tão avançada que lhe ajudará a responder algumas grandes questões’. No verso havia uma fotografia colorida preenchendo toda a página de um alienígena com sua mão de quatro dedos erguida em um gesto de amizade". [Donald M. Ware]

A foto do alienígena foi publicada mais precisamente na página 51. Como vimos, no entanto, o fato de que uma imagem tenha uma origem muito prosaica não é nenhum grande obstáculo para que entre no folclore ufológico como um mistério. Mesmo quando alguns ufólogos sabem desde o início o que é e de onde veio. Este caso não foi diferente: a imagem não podia ser simplesmente uma criação publicitária. Isto seria muito entediante.

AUFORN cita três histórias relacionadas à foto. A primeira, a mais selvagem, é a mais conhecida:

"Explicação 1: Em um vídeo em uma conferência OVNI o palestrante, o falecido William Cooper, diz que ‘a explicação oficial era de que esta fotografia era de uma estátua de bronze. Como pode ser bronze? Se você olhar atentamente verá os poros da pele, pequenos pêlos do lado do pescoço e umidade nos olhos e narinas. Linda Moulton Howe diz que viu a estátua, mas ela não estava segura se era a coisa vista nesta imagem".

Não é surpresa que esta seja a explicação promovida por Jaime Maussán. No clipe abaixo vemos sua "análise".

Assista ao vídeo

Bob Dean (de quem você talvez se lembre) dá uma versão levemente diferente:

"Explicação 2: Em outro vídeo, desta vez de uma conferência OVNI em Brisbane em 1996, Robert Dean mostra a mesma imagem mas tem uma história diferente. Ele diz que a imagem é ’supostamente’ de um modelo de argila. E o artista, desta vez é uma mulher… que foi perguntada se venderia o modelo por U$100.000. Ela nunca mostrou o ‘busto’ para a venda. Dean então diz que não acha que a figura seja de um modelo, e exibe uma foto de um crânio antigo, que lembra o formato da imagem do alienígena… especialmente a parte posterior e superior da cabeça".

E finalmente, para a explicação mais plausível:

"Explicação 3: Quando esta fotografia foi enviada à lista de discussão AUFORN, recebi muitos emails de membros da lista interessados. Um era de um americano que trabalha para a indústria cinematográfica, com efeitos especiais. Ele disse que a imagem era de um modelo… desta vez por outro artista… chamado William Bosco. Ele disse que poderia prová-lo além de dúvida, que sua filha teria fotos do modelo alienígena no estúdio do artista e que me enviaria cópias das imagens. Nada jamais chegou e isso me surpreendeu porque este sujeito estava tão seguro em sua forma de explicar o que ’sabia’ a respeito".

Este é um caso que deveria dispensar maiores comentários. Em resumo, algumas pessoas afirmam, ou especulam, que uma imagem publicada em um anúncio para uma companhia petrolífera nos EUA parece muito realística para ser falsa. E é só. Não há origens misteriosas, histórias sobre quedas de discos voadores… nada. É uma propaganda em uma revista, e parece real. Deve ser real, especulam.

Por certo, os que vendem a idéia de que um alienígena de verdade posaria para uma foto que circularia em um anúncio são figuras tarimbadas como Bill Cooper, notório paranóico morto depois de atirar e ferir policiais; Bob Dean, que promoveu um alienígena do filme Intruders como uma entidade real; e Jaime Maussán, que recentemente vem divulgando um macaco despelado como extraterrestre (sendo esta apenas a mais recente de suas peripécias).

De nossa parte, não pensamos que a figura do anúncio seja feita de bronze, como Cooper informou ser a "explicação oficial". Cooper não é uma fonte muito confiável. Moldes de bronze podem ter sido usados no processo de criação, mas a figura não deve ser de bronze.

Ela poderia ser de argila, como sugerido por Dean, mas nossa sugestão é de que seja feita de látex.

É uma escultura altamente detalhada, que exibe detalhes da pele indo de poros a rugas e veias. Mas então, mesmo o E.T. de Steven Spielberg exibia tais detalhamentos:

etpores

E este E.T. era animatrônico, se movia. Possuía até um dedo que brilhava.

O principal elemento da mística do extraterrestre AMOCO é sua iluminação, que em verdade deixa muito à própria imaginação do leitor.

Diz-se que o anúncio não alavancou as vendas da AMOCO, mas receberam muitas ligações perguntando sobre o alienígena. [via ATS, com agradecimentos a internos e Luis Noguez!] Blog Widget by LinkWithin

Categoria: Extraterrestres

Endereço desta página: http://fotos.ceticismoaberto.com/extraterrestres/o-extraterrestre-amoco/




SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócra
FROM: "marcelomjr" <marcelomjr@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 14/11/2009 11:55

Olá, Achei este livro: "The Einstein Conspiracy" de Roger Anderson, ainda nao li (nem sei se vou), mas, basicamente, ele diz que "a velocidade da luz nao é constante" e etc, e que Einstein, antes de morrer, na verdade completou a teoria do campo unificado junto com um certo cientista russo (um certo Baranski), e logo depois morreu. Vejam aí...
http://members.iimetro.com.au/~hubbca/einstein-conspiracy.htm

http://www.jrbooksonline.com/PDF_Books/EinsteinConspiracy.pdf

Science is unable to be reconciled into one unified theory -- which hasn't always been the case. Somewhere along the way, some theories became misinterpreted leading to corruption. Roger Anderton explains how this happened.

The Einstein Conspiracy
http://www.jrbooksonline.com/PDF_Books/
EinsteinConspiracy.pdf

Supplementary information at www.einsteinconspiracy.co.uk

Marcelo



--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...> escreveu
>
> Amauri,
>
>
>
> Para que o tempo de viagem fosse encurtado de 10 anos para um segundo seria necessária uma velocidade praticamente igual à da luz. Você tem ideia da energia necessária para acelerar um corpo a essa velocidade?
>
>
>
> Mas, no fim, não estou dizendo que viagens interestelares são impossíveis. Estou apenas perguntando que, se tais viagens são possíveis, onde estão os ETs? Por que eles viajariam tanto só para brincar de dragões invisíveis e indetectáveis?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 14:00
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
>
>
>
>
>
> Olá Alvaro (desculpe, sempre esqueço que vc prefere Alvaro)
>
> Estou aqui lendo sobre o padoxo dos gemeos e não tem nada o que vc disse. Veja, esse paradoxo foi para mostrar que não existe tempo unico para todos os seres, assim, cada ser vivo tem esse tempo relativo aquilo que se observa. Se a nave demorar dez anos para ele vai ser um segundo, graças a velocidade da luz, isso incurtaria a viagem muito. Ao meu ver vamos pensar que civilizações extraterrestres podem ter desenvolvido tecnologia para isso, por que não?
>
> Não lembro de ter dito que meu pensamento e independente, disse que não fico preso em conceitos de livros e tiro minhas conclusões.
>
>
>
> sds
>
> Amauri
>
>
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
>
> Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
>
>
>
> http://masterofdarkness.multiply.com
>
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
>
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
> ---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 05:21:32 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@...> escreveu ----
>
> Caro Amauri,
>
> O paradoxo dos gêmeos só surge quando os gêmeos são recolocados em contato após a viagem. Para o irmão que viajou, o tempo é sempre o tempo local. Por exemplo, se a nave demorar 10 anos para chegar a outro planeta, ele terá envelhecido 10 anos, não importa a velocidade da nave. Infelizmente há muita confusão em torno do paradoxo dos gêmeos, em parte por causa das apropriações feitas por alguns filmes de ficção científica.
>
> Eu não somente “acho” que você não inventou essa história de pensamento independente, como tenho certeza. Isso é mais velho do que as pirâmides.
>
> [ ]s
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:35
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
>
>
>
> Olá Algusto
>
> >>>>Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem “galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.<<<
>
> Garotão, Albert Einstein não imaginou a paradoxo do gemeos, que diz que se uns deles viajar em grande velocidade numa nave, isso reduziria seu envelhecimento e voltaria mais novo que seu irmão? Por quue não imaginarmos que grandes velocidades estabilizam o tempo de tal maneira, que retardaria nossa velhice e assim, seria possivel as viagens galacticas?
>
> >>>Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?<<<
>
>
>
> Por que vc "acha" isso?
>
> sds
>
> Amauri
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
>
> Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
>
> http://masterofdarkness.multiply.com
>
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
>
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
> ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 18:11:54 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@...> escreveu ----
>
> Caro Amauri,
>
> Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem “galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.
>
> Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?
>
> [ ]s
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:20
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
>
>
>
> Homero, vamos a restropectiva
>
> Homero San: São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)
>
> Amauri: se vc prestou atenção entre a minha conversa com o Alvaro, o Alvaro disse: "Talvez eu esteja enganado, mas a teoria da relatividade não é aquela que diz existe uma velocidade máxima para corpos materiais? De que maneira isso torna possível viagens intergalácticas? Eu só fiz perguntar as perguntas relevantes a isso que ele escreveu, que não tem nada a ver com "sem pé e nem cabeça"...:-)
>
> Homero: "Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça."
>
> Amauri: Unica coisa que não entendo é por qual razão tenho que ser dogmatico perante os livros de ciência? Eu posso ler e ter entendido numa outra forma que não é a forma que vc entendeu, portanto irrelevante ao debate dos OVINIS ou de outra coisa, que a maioria diz não ser verdade. Aliás, qual é a verdade? Num Universo de bilhóes ou mais de galaxia, seria muita arrogancia humana fixar um determinado limite dentro do universo o que seria ou não, verdadeiro.
>
>
> Homero: "Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça"
>
> Amauri: Não penso que vc é meu inimigo, muito pelo ao contrario, gosto muito de debater contigo...:-) Mas acho que vc não entendeu que não sigo ninguém, não escrevo igual a nenhuma cartilha, apenas tenho minhas idéias...:-)
>
>
> Homero: "Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária."
>
> Amauri: Por qual razão uma viagem interplanetaria é inviavel? Agora alguem pode responder, já que elaborei a pergunta...:-)
>
>
> Homero: "Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável."
>
> Amauri: Pode ser confiavel, sólida jamais!
>
>
>
>
> sds
>
> Amauri
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
>
> Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
>
> http://masterofdarkness.multiply.com
>
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
>
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
> ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 10:28:05 -0800 oraculo333 <oraculo@...> escreveu ----
>
> Amauri: "Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas "
>
> Não porque não se saiba como responde-las, mas por não fazer sentido como perguntas. Sei que deve pensar que são "perguntas importantes", mas na verdade não tem nenhum significado racional, e não podem ser respondidas por isso. Apenas por isso.
>
> Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça.
>
> Veja o que escreveu:
>
> Amauri: "Se a lei da relatividade trás velocidades deterninadas para cada corpo, como você explica que graças a ela, temos a energia nuclear operando como uma alternativa de energia e tambem para destruição em massa? E por outro lado, como voc~e explica a teoria dos gemeos?"
>
> São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)
>
> E a teoria dos gêmeos, que NÃO é uma teoria, mas um exemplo usado por Einstein para facilitar o entendimento de sua teoria física, tem menos ainda com isso..:-)
>
> Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça.
>
> Suas "perguntas" são como a repimboca da parafuseta que não encaixa no pino da grampola, infelizmente.
>
> Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária.
>
> Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável.
>
> Um abraço.
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> , Amauri Jr A <amaurijunior23@> escreveu
> >
> > Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas
> >
> > sds
> > Amauri
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > Pierre-Joseph Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 09:35:24 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu ----
> >
> >
> > Eu gostaria de ganhar um dólar cada vez que alguém me diz que isso ou aquilo é â€Å"apenas uma teoria†(na verdade, eu gostaria de ganhar um milhão de dólares a cada vez, mas um dólar já éstaria bom)...
> >
> > Mais uma confusão, dessa vez entre os significados leigo e científico do conceito de teoria. Praticamente um estelionato semântico.
> >
> > Sugiro estudar mais (e bastante).
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> > alvaro@
> > http://www.lunabay.com.br/
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 15:04
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> > Quem garante que é uma verdade absoluta Alvaro? Nem mesmo a ciencia diz isso, é e somente, uma teoria.
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > Pierre-Joseph Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> >
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:47:35 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu ----
> > É claro que há verdades absolutas, ao menos em física. A segunda lei da termodinâmica, por exemplo.
> > [ ]s
> > Alvaro Augusto
> > alvaro@
> > http://www.lunabay.com.br/
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 14:33
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> > Que saco Marcel? Não há fatos eterno e não há verdades absolutas.
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > Pierre-Joseph Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:29:29 -0800 marcelleandro2009 marcelleandro2009@ escreveu ----
> >
> > A garantia irrefutável e confiante vem "daquele" mesmo saco... :o)
> >
> > Marcel
> >
> > --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> , Amauri Jr A amaurijunior23@
> > escreveu
> > &gt;
> > &gt; Quem garante tudo que vc falou Alvaro? A mais facinante descoberta do
> > ser humano é a Teorias tanto quantica, quanto da relatividade que nos
> > faz pensar que uma viagem galactica é possivel...até mesmo
> > podemos, digamos assim, viajar na maionese e dizer que existem
> > civilizações que podem (não disse ser verdade), dominar a viagem
> > no hiperespaço. Até mesmo civilizações, segundo uma teoria de
> > um cara que esqueci o nome, que passariam de organicas para inorganicas
> > que tivessem tecnologia quantica de se transformar naquilo que
> > precisassem para se adaptar como os Transformers.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; sds
> > &gt; Amauri
> > &gt;
> > &gt; Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um
> > usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > &gt; Pierre-Joseph Proudhon
> > &gt;
> > &gt; http://twitter.com/Amaurijr23
> > &gt; http://masterofdarkness.multiply.com
> > &gt; http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > &gt; http://methodossophia.wordpress.com/
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 07:53:56 -0800 Alvaro Augusto (L)
> > &amp;lt;alvaro@&amp;gt; escreveu ----
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere.
> > â€Å"Improvável†não significa
> > â€Å"impossível†. Por exemplo, o número de estrelas por
> > galáxia deve ser de 100 bilhões e existem mais de 100 bilhões
> > de galáxias no universo. Se apenas uma estrela por galáxia
> > contiver um planeta com vida inteligente, isso significa que devem
> > existir 100 bilhões de civilizações inteligentes por aí, mas a
> > probabilidade disso é menor do que 1e-11. Pouquíssimo provável,
> > mas infinitamente distante de â€Å"impossível†. Contudo,
> > tais civilizações estariam tão distantes umas das outras que
> > fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possível
> > â€Å"primeiro contato†.
> > &gt;
> > &gt; É claro que podem existir civilizações â€Å"sortudas†,
> > surgidas nos primórdios do universo, que conseguiram sobreviver a
> > todas as tragédias e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens
> > interestelares, intergalácticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta
> > de Fermi: onde estão elas?
> > &gt;
> > &gt; [ ]s
> > &gt;
> > &gt; Alvaro Augusto
> > &gt; alvaro@
> > &gt; http://www.lunabay.com.br/
> > &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de luiz silva
> > &gt; Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > ação de UFOs no país
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Ola João,
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
> > Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas
> > de ETs......Vamos ao que ele disse :
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; A vida simples é provável no universo;
> > &gt;
> > &gt; A vida complexa, pouco provável;
> > &gt;
> > &gt; A vida inteligente, muito improvável;
> > &gt;
> > &gt; ETs que visitam a terra, quase impossível.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Interessante os "bicos" com relação a possibilidade disso ou
> > daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoácidos
> > fora da terra era uma coisa impensável, muito improvável, quase
> > impossível....e hj sabemos que eles estão espalhados por todo o
> > universo, em cometas, etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a
> > existência de planetas fora do sistema solar era tida como pouco
> > provável....e, atualmente, estima-se que os planetas estão
> > presente em abundância em nosso universo.....Ou seja, o que significa
> > pouco provável ou impossível em ciência...será que significa
> > nossa própria limitação tecnológica ou científica ou
> > crenças ???
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Com relação a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
> > interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres
> > teriam as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetárias que
> > nós enfrentamos...Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc...
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Ora, a civilização humana existe a uns milhares de anos, e estamos
> > no nível tecnológico atual.......será tão absurdo achar que
> > num universo de 14 bilhões da anos de idade, zilhões de galaxias,
> > estrelas e planetas nao possa existir uma civilização com alguns
> > milhões de anos e com uma tecnologia alguns milhões de anos a
> > nossa frente??
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Resumo : a sua análise é correta, dentro de uma visão
> > antropocêntrica do universo.Este argumento do cadê eles, pq não
> > falam conosco....novamente reflete todo o antropocentrismo presente em
> > sua visão de mundo....
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilização ainda
> > em estado embrionário de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos
> > interagir diretamente com esta civilização, ou a estudaremos e
> > acompanharemos o seu desenvolvimento??
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Abs
> > &gt;
> > &gt; Felipe
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; --- Em qui, 12/11/09, J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt; escreveu:
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; De: J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt;
> > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > ação de UFOs no país
> > &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > &gt; Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> > &gt;
> > &gt; E outra pergunta, ainda:
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Qual a razão de, apesar de tantas "aparições", ao longo dos
> > séculos, "documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNI´s
> > nunca quiseram nos dar o ar da graça de suas eventualmente majestosas
> > figuras. Sequer para um cafezinho rápido.
> > &gt;
> > &gt; Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nós? Se sim, vieram
> > até cá para quê?
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Já sei, já sei, devem ser tão feios, ante nossa monumental
> > beleza, que, inteligentes como são, têm uma vergonha... Então,
> > "aparecem", tomam um chá de nossa
> > &gt;
> > &gt; beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, à velocidade
> > da luz-deltac, deixando-nos com água na boca e os olhos esbulhagados,
> > de ansiedade e vontade de ver. Isto é assim desde que começaram
> > &gt;
> > &gt; a escrever a bíblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
> > montagem. E muitos relatos alí, que alguns identificam com o mister,
> > talvez incrementem as certezas
> > &gt;
> > &gt; de alguns, na crença disso que sequer chega a ser mito. Como
> > deuses, duendes, espíritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco
> > houvesse para encher de nada.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Ou talvez sejam honestos demais, e não queiram se misturar com
> > muitos de nossos políticos. Que não são bestas.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Sds,
> > &gt;
> > &gt; Victor.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; ----- Original Message -----
> > &gt;
> > &gt; From: Alvaro Augusto (L)
> > &gt;
> > &gt; To: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > &gt;
> > &gt; Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> > &gt;
> > &gt; Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates
> > - ação de UFOs no país
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; UFOs não me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com
> > anjos e deuses, na Idade Média, com bruxas e, hoje, são
> > identificados com espaçonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada
> > mais do que um mito moderno.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; A única pergunta que interessa é: se os ETs existem, onde
> > estão eles?
> > &gt;
> > &gt; [ ]s
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Alvaro Augusto
> > &gt;
> > &gt; alvaro@lunabay. com.br
> > &gt;
> > &gt; http://www.lunabay.com.br/
> > &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> > &gt; De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
> > com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > &gt; Enviada em: terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > &gt; Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > ação de UFOs no país
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Marcel,
> > &gt;
> > &gt; O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem
> > todos os dias aqui e no mundo. Pular daí para "seres de outras
> > galáxias e naves", é um salto lógico absurdo e sem sentido.
> > &gt;
> > &gt; Onde estão as provas?
> > &gt; []s
> > &gt;
> > &gt; 2009/11/10 marcelleandro2009 &amp;lt;marcelleandro2009@ yahoo.com. br&amp;gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates Monteiro faz espantosas
> > declarações sobre a ação de UFOs no país
> > &gt;
> > &gt; http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php <http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=4545> &id=4545
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Mais um militar graduado apóia a campanha UFOs: Liberdade de
> > Informação Já
> > &gt; No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade
> > o ex-ministro da Aeronáutica do Governo Fernando Collor no período
> > de 1990-1992, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro. A
> > entrevista se deu em sua residência no Rio de Janeiro e foi conduzida
> > pelo editor A. J. Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos
> > consultores Francisco Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira
> > Neto, do Rio de Janeiro. Foram mais de duas horas de conversa
> > extremamente interessante e proveitosa, em que o militar sentiu-se a
> > vontade e sem qualquer constrangimento para falar sobre Ufologia, como
> > alguns outros oficiais que também já prestaram depoimento à
> > Revista UFO. Monteiro está na reserva da Força Aérea Brasileira
> > (FAB) há anos, mas mantém vínculos com militares na ativa de
> > vários setores do oficialato brasileiro. Tem memória extremamente
> > lúcida de fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronáutica e
> > â€" de especial interesse para a Ufologia Brasileira â€" sobre
> > como o país lidou com a questão durante o tempo em que ele esteve
> > na ativa. Como outros ministros, antes e depois dele, Monteiro também
> > teve acesso a informações graves sobre a manifestação de outras
> > espécies cósmicas em nosso país, relatando-nos alguns casos.
> > Ele foi piloto de várias aeronaves, inclusive de caça, nas quais
> > tem mais de cinco mil horas de vôo.
> > &gt;
> > &gt; Tecnologia muito mais avançada do que a nossa - O militar foi
> > comandante do I Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de
> > Tráfego Aéreo (Cindacta), em Brasília, fase em que esteve à
> > frente do registro de ocorrências ufológicas em todo o país, em
> > especial na área do Distrito Federal e Região Sudeste.. Ele
> > revelou que as observações de objetos voadores não identificados
> > eram constantes nas telas de radar do órgão, bem antes dele
> > assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente anotados,
> > sendo que alguns eram investigados pela Força Aérea Brasileira
> > (FAB). Naquela ocasião ainda não se empregava o termo Tráfego
> > Hotel para designar UFOs. Monteiro descreveu uma situação em que a
> > estação de radar do Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa
> > altitude por um objeto discóide de grandes proporções, e que seus
> > homens, sem saber o que fazer, abriram fogo contra no intruso. Ao saber
> > disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas para interromperem o tiroteio
> > imediatamente. "Eles têm uma tecnologia muito mais avançada do que
> > a nossa e não sabemos com o reagiriam à nossa ação", disse
> > referindo-se aos tripulantes do veículo, informando ainda que esta
> > era a doutrina adotada na época, ou seja, não agredir para não
> > sofrer as conseqüências.
> > &gt;
> > &gt; O entrevistado também foi comandante do IV Comando Aéreo
> > Regional (COMAR), em São Paulo, órgão que controla o espaço
> > aéreo da Região Sudeste, durante a famosa Noite Oficial dos UFOs
> > no Brasil, em 19 de maio de 1986, quando a área ficou inundada com o
> > aparecimento de mais de 20 esferas voadoras de mais de 100 m de
> > diâmetro cada, que foram perseguidas por sete caças F-5E e Mirage
> > da FAB, enviados das bases aéreas de Santa Cruz (RJ) e Anápolis
> > (GO). Este é um dos casos ufológicos mais importantes do país,
> > que contou com a participação do então presidente da Embraer
> > Ozires Silva, a bordo de um avião Xingu que seguia de Brasília
> > para São José dos Campos. Silva teve um avistamento dos objetos e
> > chegou a persegui-lo sobre o estado de São Paulo. Como se sabe, o
> > então ministro da Aeronáutica brigadeiro Octávio Moreira Lima
> > chegou a ir à TV em rede nacional, no dia seguinte, para admitir a
> > "invasão" do espaço aéreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
> > Moreira Lima, são amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou
> > detalhes de seu avistamento. Silva está neste instante sendo
> > contatado pelo Revista UFO para novos esclarecimentos..
> > &gt;
> > &gt; O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> > &gt;
> > &gt; Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
> > liberar um documento importantíssimo sobre a referida Noite Oficial
> > dos UFOs no Brasil, em que admite que os objetos observados eram
> > "sólidos e refletem certa forma de inteligência" , além de
> > realizarem manobras espantosas. O documento pode ser acessado neste
> > link: http://www.ufo.com.br/documentos/night/ Com esta liberação, o
> > assunto central da entrevista, naturalmente, foi a ocorrência de 19
> > de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por Monteiro,
> > inclusive com detalhes até então desconhecidos. A ele são
> > atribuídas algumas contundentes declarações sobre os fatos,
> > prestadas na época. Por exemplo, o militar teria dito que "há
> > muitos anos esses casos vêm sendo registrados pela Aeronáutica" e
> > que os UFOs "passaram de 250 para 1.500 km/h em frações de segundo".
> > Monteiro também teria dito que "A FAB filmou todo o evento em
> > vídeotapes". Estes fatos são agora complementados por ele..
> > Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrônicas, "na falta de uma
> > explicação melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro,
> > o entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente
> > estarrecedora e que os caças conseguiam se aproximar deles apenas por
> > alguns instantes, porque em seguida os artefatos disparavam a
> > altíssima velocidade. "Não havia como nos aproximarmos deles e
> > então acabamos abandonando as buscas. Que duraram muitas horas
> > naquela madrugada". Há referência de que os UFOs chegaram a
> > atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade som, o
> > que Monteiro disse ser possível, embora os instrumentos tivessem
> > chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
> > sofrido distorções naturais de leitura".. Quanto à Força
> > Aérea Brasileira (FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que,
> > na verdade, o órgão â€" em especial o Cindacta â€"
> > sempre anotava o que ocorria nas telas de radar, e que tudo aquilo foi
> > registrado em gravações apropriadas feitas a partir daqueles
> > instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas são apagadas e
> > reutilizadas.
> > &gt;
> > &gt; Visitados por outras espécies cósmicas - O entrevistado foi
> > cauteloso o tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo à
> > pressão dos entrevistadores e deixando logo claro que, assim como
> > outros militares graduados do país, também tem nítida noção
> > de que estamos sendo visitados por outras espécies cósmicas. Mesmo
> > que no início tenha se referido aos UFOs como anomalias
> > eletrônicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar seus
> > tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
> > veículos, mencionando também sua "tecnologia" . Também se
> > referiu abertamente às inteligências por trás do fenômeno,
> > dando a clara noção de que estamos diante de civilizações
> > superiores. Esta foi uma afirmação mais contundente, que ele deu ao
> > final da entrevista, quando voltou a se referir ao caso em que seus
> > homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve que intervir
> > imediatamente, pois "a reação deles poderia ser trágica para
> > nós". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos
> > Estados Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu
> > avião foi destroçado após uma perseguição a um UFO. "Por
> > isso, os caças, quando perseguiam tais `anomalias eletrônicas', o
> > faziam com cautela". Já ao fim da conversa, quando estava mais à
> > vontade com os entrevistadores, se referia às tais anomalias quase
> > praticamente rindo de sua própria interpretação do fenômeno e
> > admitindo que apenas usava a expressão "por não ter um UFO nas
> > mãos pra poder dizer exatamente o que é".
> > &gt;
> > &gt; Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilância da Amazônia, que
> > ele implantou
> > &gt;
> > &gt; Apoio à campanha pela liberdade de informação - Enfim, o
> > tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro é mais um homem do
> > meio militar brasileiro que, reconhecendo a séria missão dos
> > ufólogos da Revista UFO em levantar estas questões, apóia a
> > campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, conduzida pela
> > Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) através da publicação.
> > Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre eles o
> > brigadeiro José Carlos Pereira e os coronéis Uyrangê Hollanda e
> > Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestação
> > ufológica e a necessidade de se tratar dela de forma transparente. E
> > declarou: "Os arquivos devem ser abertos e vocês devem continuar sua
> > ação junto ao Governo, para garantir que isso ocorra".
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> >
>
> ##### ##### ##### #####
>
> http://geo.yahoo.com/serv?s=97490435/grpId=1044856/grpspId=2137111528/msgId=75347/stime=1258128059
>
> Suas configurações de e-mail: E-mail individual |Tradicional
> Alterar <http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/join;_ylc=X3oDMTJmZDJxOGVrBF9TAzk3NDkwNDM1BGdycElkAzEwNDQ4NTYEZ3Jwc3BJZAMyMTM3MTExNTI4BHNlYwNmdHIEc2xrA3N0bmdzBHN0aW1lAzEyNTgxMjgwNTk-> configurações via web (Requer Yahoo! ID)
> Alterar configurações via e-mail: Alterar <mailto:ciencialist-digest@yahoogrupos.com.br?subject=Email%20Delivery:%20Digest> recebimento para lista diária de mensagens | Alterar <mailto:ciencialist-fullfeatured@yahoogrupos.com.br?subject=%20Alterar%20formato%20de%20distribuição:%20Completo> para completo
> Visite <http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist;_ylc=X3oDMTJkZjI1djYzBF9TAzk3NDkwNDM1BGdycElkAzEwNDQ4NTYEZ3Jwc3BJZAMyMTM3MTExNTI4BHNlYwNmdHIEc2xrA2hwZgRzdGltZQMxMjU4MTI4MDU5> seu grupo | Termos de Uso do <http://br.yahoo.com/info/utos.html> Yahoo! Grupos | Descadastrado <mailto:ciencialist-unsubscribe@yahoogrupos.com.br?subject=Unsubscribe>
>




SUBJECT: El Silbo, agora o mundo acaba
FROM: Kentaro Mori <kentaro.mori@gmail.com>
TO:
DATE: 14/11/2009 13:23

El Silbo, agora o mundo acaba

elsilbo

Com vocês, o esquema para o fim do mundo, a gênese do juízo final, a espada do Armageddon. Ou alguma coisa assim. Em tese. Explico.

É apenas o circuito criado por Michael J. Rainey para “El Silbo”, um adorável rádio-transmissor movido unicamente pela energia da voz do operador. Nada de baterias, nem mesmo manivelas, basta falar e a energia das ondas sonoras é convertida em pequenos sinais elétricos que por sua vez se transformam em sinais de rádio, com potência variando de 5 a picos de 15 mW.

silbo02

Pode ser muito pouco, mas Rainey diz ter conseguido usar seu “El Silbo” para falar com outros rádio-amadores a uma distância de até 160 km! É a energia de uma voz humana, cruzando distâncias literalmente muito além do horizonte, graças à engenhosidade do cérebro humano.

O próprio nome “El Silbo” é uma referência à Silbo Gomero, uma linguagem assobiada – !!! – falada por habitantes de La Gomera nas Ilhas Canárias – acredite se quiser, ou leia na BBC e em trabalhos acadêmicos. Aproveitando-se do relevo montanhoso, e com seus altos assobios, a linguagem Silbo aparentemente permtiria conversas com interlocutores a pouco mais de três quilômetros de distância. Fascinante como possa ser, o “El Silbo” eletrônico multiplicou em dezenas de vezes o melhor que a biologia pôde nos oferecer. Nenhum assobio humano deve chegar a 160 km de distância.

Assista ao vídeo

A parte rápida e curiosa do post acaba aqui… caso queira adentrar uma longa divagação sobre como isso se relaciona com o Apocalipse, continue lendo. Explico.


SUBJECT: Leite de soja natural na sua casa
FROM: Milenar PR <millenarpr@yahoo.com.br>
TO: undisclosed recipients: ;
DATE: 14/11/2009 13:40

Melhore sua saúde e economize com leite de soja natural

Agora você não precisa mais comprar leite de soja nos mercados, a preços exorbitantes, nem beber leite de soja cheio de produtos químicos (conservantes, corantes, etc.).

Produto importado, com pronta-entrega em todo Brasil.

■ Totalmente automática (requer apenas um botão para operar)
■ Faz leite de soja, leite de amêndoas, leite de nozes, leite de milho, cappuccino, tofu e muito mais!
■ Ciclo rápido de 16 a 19 minutos
■ Kit para limpeza
■ Jarra inoxidável
■ Filtro inoxidável
■ Capacidade de 1,5 litros
■ Alerta suave de término com indicador de luz
■ Manual em português
■ Guia de receitas
■ Garantia de 1 ano
■ Ganhadora de dois prêmios de qualidade
■ Mais de 30 milhões de unidades vendidas
■ Eleita a número 1 dos consumidores por sua qualidade e  serviço
■ Recomendada pelos nutricionistas e grupos vegetarianos
■ Faz 1,5 litro de leite de soja por apenas R$ 0,25

Benefícios do Leite de Soja

■ Diminui o mau colesterol e aumenta os níveis do bom, podendo reduzir o risco de doenças coronarianas;
■ Controle da Hipertensão;
■ Pode ajudar no tratamento de anêmicos (contém ferro, nutriente não encontrado no leite de vaca);
■ Pode ajudar no tratamento de diabéticos (por conter baixo teor de açucar);
■ Pode ajudar nos pós-operatórios (por não produzir gases);
■ Possui ação antioxidante, ou seja, combate o envelhecimento, e atua também na redução da acne;
■ É indicado para o controle dos efeitos da TPM e da menopausa e no tratamento de alguns tipos de câncer.

O que o Leite de Soja Natural NÃO TEM

■ Aromatizantes
■ Estabilizantes
■ Corantess
■ Emulsificantes
■ Espessantes

Beba saúde. Beba leite de soja feito em casa.

Para mais informações acesse:

http://piramidalcwb.wordpress.com/2009/10/16/soyquick-maquina-de-leite-de-soja


Esta mensagem foi enviada respeitando as normas de e-mail marketing da ABENDAssociação Brasileira de Marketing Direto. Caso não deseje mais receber e-mails nossos responda a este e-mail solicitando a retirada de nosso cadastro.
Este e-mail não será enviado novamento.


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: RES: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócra
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 14/11/2009 14:19

Bobagem dupla. Todas as evidências empíricas atestam a constância da velocidade da luz no vácuo e, mesmo que Einstein tivesse acabado sua teoria do campo unificado, ela não seria realmente unificada, pois deixava de fora as interações nucleares forte e fraca.

[ ]s

Alvaro Augusto
alvaro@lunabay.com.br
http://www.lunabay.com.br/
http://twitter.com/alvaro_augusto


-----Mensagem original-----
De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de marcelomjr
Enviada em: sábado, 14 de novembro de 2009 11:55
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócra

Olá, Achei este livro: "The Einstein Conspiracy" de Roger Anderson, ainda nao li (nem sei se vou), mas, basicamente, ele diz que "a velocidade da luz nao é constante" e etc, e que Einstein, antes de morrer, na verdade completou a teoria do campo unificado junto com um certo cientista russo (um certo Baranski), e logo depois morreu. Vejam aí...
http://members.iimetro.com.au/~hubbca/einstein-conspiracy.htm

http://www.jrbooksonline.com/PDF_Books/EinsteinConspiracy.pdf

Science is unable to be reconciled into one unified theory -- which hasn't always been the case. Somewhere along the way, some theories became misinterpreted leading to corruption. Roger Anderton explains how this happened.

The Einstein Conspiracy
http://www.jrbooksonline.com/PDF_Books/
EinsteinConspiracy.pdf

Supplementary information at www.einsteinconspiracy.co.uk

Marcelo



--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...> escreveu
>
> Amauri,
>
>
>
> Para que o tempo de viagem fosse encurtado de 10 anos para um segundo seria necessária uma velocidade praticamente igual à da luz. Você tem ideia da energia necessária para acelerar um corpo a essa velocidade?
>
>
>
> Mas, no fim, não estou dizendo que viagens interestelares são impossíveis. Estou apenas perguntando que, se tais viagens são possíveis, onde estão os ETs? Por que eles viajariam tanto só para brincar de dragões invisíveis e indetectáveis?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 14:00
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
>
>
>
>
>
> Olá Alvaro (desculpe, sempre esqueço que vc prefere Alvaro)
>
> Estou aqui lendo sobre o padoxo dos gemeos e não tem nada o que vc disse. Veja, esse paradoxo foi para mostrar que não existe tempo unico para todos os seres, assim, cada ser vivo tem esse tempo relativo aquilo que se observa. Se a nave demorar dez anos para ele vai ser um segundo, graças a velocidade da luz, isso incurtaria a viagem muito. Ao meu ver vamos pensar que civilizações extraterrestres podem ter desenvolvido tecnologia para isso, por que não?
>
> Não lembro de ter dito que meu pensamento e independente, disse que não fico preso em conceitos de livros e tiro minhas conclusões.
>
>
>
> sds
>
> Amauri
>
>
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
>
> Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
>
>
>
> http://masterofdarkness.multiply.com
>
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
>
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
> ---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 05:21:32 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@...> escreveu ----
>
> Caro Amauri,
>
> O paradoxo dos gêmeos só surge quando os gêmeos são recolocados em contato após a viagem. Para o irmão que viajou, o tempo é sempre o tempo local. Por exemplo, se a nave demorar 10 anos para chegar a outro planeta, ele terá envelhecido 10 anos, não importa a velocidade da nave. Infelizmente há muita confusão em torno do paradoxo dos gêmeos, em parte por causa das apropriações feitas por alguns filmes de ficção científica.
>
> Eu não somente “acho” que você não inventou essa história de pensamento independente, como tenho certeza. Isso é mais velho do que as pirâmides.
>
> [ ]s
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:35
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
>
>
>
> Olá Algusto
>
> >>>>Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem “galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.<<<
>
> Garotão, Albert Einstein não imaginou a paradoxo do gemeos, que diz que se uns deles viajar em grande velocidade numa nave, isso reduziria seu envelhecimento e voltaria mais novo que seu irmão? Por quue não imaginarmos que grandes velocidades estabilizam o tempo de tal maneira, que retardaria nossa velhice e assim, seria possivel as viagens galacticas?
>
> >>>Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?<<<
>
>
>
> Por que vc "acha" isso?
>
> sds
>
> Amauri
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
>
> Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
>
> http://masterofdarkness.multiply.com
>
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
>
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
> ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 18:11:54 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@...> escreveu ----
>
> Caro Amauri,
>
> Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem “galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.
>
> Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?
>
> [ ]s
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:20
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
>
>
>
> Homero, vamos a restropectiva
>
> Homero San: São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)
>
> Amauri: se vc prestou atenção entre a minha conversa com o Alvaro, o Alvaro disse: "Talvez eu esteja enganado, mas a teoria da relatividade não é aquela que diz existe uma velocidade máxima para corpos materiais? De que maneira isso torna possível viagens intergalácticas? Eu só fiz perguntar as perguntas relevantes a isso que ele escreveu, que não tem nada a ver com "sem pé e nem cabeça"...:-)
>
> Homero: "Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça."
>
> Amauri: Unica coisa que não entendo é por qual razão tenho que ser dogmatico perante os livros de ciência? Eu posso ler e ter entendido numa outra forma que não é a forma que vc entendeu, portanto irrelevante ao debate dos OVINIS ou de outra coisa, que a maioria diz não ser verdade. Aliás, qual é a verdade? Num Universo de bilhóes ou mais de galaxia, seria muita arrogancia humana fixar um determinado limite dentro do universo o que seria ou não, verdadeiro.
>
>
> Homero: "Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça"
>
> Amauri: Não penso que vc é meu inimigo, muito pelo ao contrario, gosto muito de debater contigo...:-) Mas acho que vc não entendeu que não sigo ninguém, não escrevo igual a nenhuma cartilha, apenas tenho minhas idéias...:-)
>
>
> Homero: "Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária."
>
> Amauri: Por qual razão uma viagem interplanetaria é inviavel? Agora alguem pode responder, já que elaborei a pergunta...:-)
>
>
> Homero: "Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável."
>
> Amauri: Pode ser confiavel, sólida jamais!
>
>
>
>
> sds
>
> Amauri
>
> Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
>
> Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
>
> http://twitter.com/Amaurijr23
>
> http://masterofdarkness.multiply.com
>
> http://serumdeficiente.wordpress.com/
>
> http://methodossophia.wordpress.com/
>
>
>
> ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 10:28:05 -0800 oraculo333 <oraculo@...> escreveu ----
>
> Amauri: "Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas "
>
> Não porque não se saiba como responde-las, mas por não fazer sentido como perguntas. Sei que deve pensar que são "perguntas importantes", mas na verdade não tem nenhum significado racional, e não podem ser respondidas por isso. Apenas por isso.
>
> Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça.
>
> Veja o que escreveu:
>
> Amauri: "Se a lei da relatividade trás velocidades deterninadas para cada corpo, como você explica que graças a ela, temos a energia nuclear operando como uma alternativa de energia e tambem para destruição em massa? E por outro lado, como voc~e explica a teoria dos gemeos?"
>
> São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)
>
> E a teoria dos gêmeos, que NÃO é uma teoria, mas um exemplo usado por Einstein para facilitar o entendimento de sua teoria física, tem menos ainda com isso..:-)
>
> Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça.
>
> Suas "perguntas" são como a repimboca da parafuseta que não encaixa no pino da grampola, infelizmente.
>
> Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária.
>
> Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável.
>
> Um abraço.
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> , Amauri Jr A <amaurijunior23@> escreveu
> >
> > Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas
> >
> > sds
> > Amauri
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > Pierre-Joseph Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 09:35:24 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu ----
> >
> >
> > Eu gostaria de ganhar um dólar cada vez que alguém me diz que isso ou aquilo é â€Å"apenas uma teoria†(na verdade, eu gostaria de ganhar um milhão de dólares a cada vez, mas um dólar já éstaria bom)...
> >
> > Mais uma confusão, dessa vez entre os significados leigo e científico do conceito de teoria. Praticamente um estelionato semântico.
> >
> > Sugiro estudar mais (e bastante).
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> > alvaro@
> > http://www.lunabay.com.br/
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 15:04
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> > Quem garante que é uma verdade absoluta Alvaro? Nem mesmo a ciencia diz isso, é e somente, uma teoria.
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > Pierre-Joseph Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> >
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:47:35 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu ----
> > É claro que há verdades absolutas, ao menos em física. A segunda lei da termodinâmica, por exemplo.
> > [ ]s
> > Alvaro Augusto
> > alvaro@
> > http://www.lunabay.com.br/
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 14:33
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> > Que saco Marcel? Não há fatos eterno e não há verdades absolutas.
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > Pierre-Joseph Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:29:29 -0800 marcelleandro2009 marcelleandro2009@ escreveu ----
> >
> > A garantia irrefutável e confiante vem "daquele" mesmo saco... :o)
> >
> > Marcel
> >
> > --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> , Amauri Jr A amaurijunior23@
> > escreveu
> > &gt;
> > &gt; Quem garante tudo que vc falou Alvaro? A mais facinante descoberta do
> > ser humano é a Teorias tanto quantica, quanto da relatividade que nos
> > faz pensar que uma viagem galactica é possivel...até mesmo
> > podemos, digamos assim, viajar na maionese e dizer que existem
> > civilizações que podem (não disse ser verdade), dominar a viagem
> > no hiperespaço. Até mesmo civilizações, segundo uma teoria de
> > um cara que esqueci o nome, que passariam de organicas para inorganicas
> > que tivessem tecnologia quantica de se transformar naquilo que
> > precisassem para se adaptar como os Transformers.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; sds
> > &gt; Amauri
> > &gt;
> > &gt; Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um
> > usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > &gt; Pierre-Joseph Proudhon
> > &gt;
> > &gt; http://twitter.com/Amaurijr23
> > &gt; http://masterofdarkness.multiply.com
> > &gt; http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > &gt; http://methodossophia.wordpress.com/
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 07:53:56 -0800 Alvaro Augusto (L)
> > &amp;lt;alvaro@&amp;gt; escreveu ----
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere.
> > â€Å"Improvável†não significa
> > â€Å"impossível†. Por exemplo, o número de estrelas por
> > galáxia deve ser de 100 bilhões e existem mais de 100 bilhões
> > de galáxias no universo. Se apenas uma estrela por galáxia
> > contiver um planeta com vida inteligente, isso significa que devem
> > existir 100 bilhões de civilizações inteligentes por aí, mas a
> > probabilidade disso é menor do que 1e-11. Pouquíssimo provável,
> > mas infinitamente distante de â€Å"impossível†. Contudo,
> > tais civilizações estariam tão distantes umas das outras que
> > fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possível
> > â€Å"primeiro contato†.
> > &gt;
> > &gt; É claro que podem existir civilizações â€Å"sortudas†,
> > surgidas nos primórdios do universo, que conseguiram sobreviver a
> > todas as tragédias e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens
> > interestelares, intergalácticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta
> > de Fermi: onde estão elas?
> > &gt;
> > &gt; [ ]s
> > &gt;
> > &gt; Alvaro Augusto
> > &gt; alvaro@
> > &gt; http://www.lunabay.com.br/
> > &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de luiz silva
> > &gt; Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > ação de UFOs no país
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Ola João,
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
> > Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas
> > de ETs......Vamos ao que ele disse :
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; A vida simples é provável no universo;
> > &gt;
> > &gt; A vida complexa, pouco provável;
> > &gt;
> > &gt; A vida inteligente, muito improvável;
> > &gt;
> > &gt; ETs que visitam a terra, quase impossível.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Interessante os "bicos" com relação a possibilidade disso ou
> > daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoácidos
> > fora da terra era uma coisa impensável, muito improvável, quase
> > impossível....e hj sabemos que eles estão espalhados por todo o
> > universo, em cometas, etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a
> > existência de planetas fora do sistema solar era tida como pouco
> > provável....e, atualmente, estima-se que os planetas estão
> > presente em abundância em nosso universo.....Ou seja, o que significa
> > pouco provável ou impossível em ciência...será que significa
> > nossa própria limitação tecnológica ou científica ou
> > crenças ???
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Com relação a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
> > interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres
> > teriam as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetárias que
> > nós enfrentamos...Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc...
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Ora, a civilização humana existe a uns milhares de anos, e estamos
> > no nível tecnológico atual.......será tão absurdo achar que
> > num universo de 14 bilhões da anos de idade, zilhões de galaxias,
> > estrelas e planetas nao possa existir uma civilização com alguns
> > milhões de anos e com uma tecnologia alguns milhões de anos a
> > nossa frente??
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Resumo : a sua análise é correta, dentro de uma visão
> > antropocêntrica do universo.Este argumento do cadê eles, pq não
> > falam conosco....novamente reflete todo o antropocentrismo presente em
> > sua visão de mundo....
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilização ainda
> > em estado embrionário de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos
> > interagir diretamente com esta civilização, ou a estudaremos e
> > acompanharemos o seu desenvolvimento??
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Abs
> > &gt;
> > &gt; Felipe
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; --- Em qui, 12/11/09, J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt; escreveu:
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; De: J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt;
> > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > ação de UFOs no país
> > &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > &gt; Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> > &gt;
> > &gt; E outra pergunta, ainda:
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Qual a razão de, apesar de tantas "aparições", ao longo dos
> > séculos, "documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNI´s
> > nunca quiseram nos dar o ar da graça de suas eventualmente majestosas
> > figuras. Sequer para um cafezinho rápido.
> > &gt;
> > &gt; Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nós? Se sim, vieram
> > até cá para quê?
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Já sei, já sei, devem ser tão feios, ante nossa monumental
> > beleza, que, inteligentes como são, têm uma vergonha... Então,
> > "aparecem", tomam um chá de nossa
> > &gt;
> > &gt; beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, à velocidade
> > da luz-deltac, deixando-nos com água na boca e os olhos esbulhagados,
> > de ansiedade e vontade de ver. Isto é assim desde que começaram
> > &gt;
> > &gt; a escrever a bíblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
> > montagem. E muitos relatos alí, que alguns identificam com o mister,
> > talvez incrementem as certezas
> > &gt;
> > &gt; de alguns, na crença disso que sequer chega a ser mito. Como
> > deuses, duendes, espíritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco
> > houvesse para encher de nada.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Ou talvez sejam honestos demais, e não queiram se misturar com
> > muitos de nossos políticos. Que não são bestas.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Sds,
> > &gt;
> > &gt; Victor.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; ----- Original Message -----
> > &gt;
> > &gt; From: Alvaro Augusto (L)
> > &gt;
> > &gt; To: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > &gt;
> > &gt; Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> > &gt;
> > &gt; Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates
> > - ação de UFOs no país
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; UFOs não me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com
> > anjos e deuses, na Idade Média, com bruxas e, hoje, são
> > identificados com espaçonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada
> > mais do que um mito moderno.
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; A única pergunta que interessa é: se os ETs existem, onde
> > estão eles?
> > &gt;
> > &gt; [ ]s
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Alvaro Augusto
> > &gt;
> > &gt; alvaro@lunabay. com.br
> > &gt;
> > &gt; http://www.lunabay.com.br/
> > &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> > &gt; De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
> > com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > &gt; Enviada em: terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > &gt; Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > ação de UFOs no país
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Marcel,
> > &gt;
> > &gt; O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem
> > todos os dias aqui e no mundo. Pular daí para "seres de outras
> > galáxias e naves", é um salto lógico absurdo e sem sentido.
> > &gt;
> > &gt; Onde estão as provas?
> > &gt; []s
> > &gt;
> > &gt; 2009/11/10 marcelleandro2009 &amp;lt;marcelleandro2009@ yahoo.com. br&amp;gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates Monteiro faz espantosas
> > declarações sobre a ação de UFOs no país
> > &gt;
> > &gt; http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php <http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=4545> &id=4545
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt; Mais um militar graduado apóia a campanha UFOs: Liberdade de
> > Informação Já
> > &gt; No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade
> > o ex-ministro da Aeronáutica do Governo Fernando Collor no período
> > de 1990-1992, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro. A
> > entrevista se deu em sua residência no Rio de Janeiro e foi conduzida
> > pelo editor A. J. Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos
> > consultores Francisco Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira
> > Neto, do Rio de Janeiro. Foram mais de duas horas de conversa
> > extremamente interessante e proveitosa, em que o militar sentiu-se a
> > vontade e sem qualquer constrangimento para falar sobre Ufologia, como
> > alguns outros oficiais que também já prestaram depoimento à
> > Revista UFO. Monteiro está na reserva da Força Aérea Brasileira
> > (FAB) há anos, mas mantém vínculos com militares na ativa de
> > vários setores do oficialato brasileiro. Tem memória extremamente
> > lúcida de fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronáutica e
> > â€" de especial interesse para a Ufologia Brasileira â€" sobre
> > como o país lidou com a questão durante o tempo em que ele esteve
> > na ativa. Como outros ministros, antes e depois dele, Monteiro também
> > teve acesso a informações graves sobre a manifestação de outras
> > espécies cósmicas em nosso país, relatando-nos alguns casos.
> > Ele foi piloto de várias aeronaves, inclusive de caça, nas quais
> > tem mais de cinco mil horas de vôo.
> > &gt;
> > &gt; Tecnologia muito mais avançada do que a nossa - O militar foi
> > comandante do I Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de
> > Tráfego Aéreo (Cindacta), em Brasília, fase em que esteve à
> > frente do registro de ocorrências ufológicas em todo o país, em
> > especial na área do Distrito Federal e Região Sudeste.. Ele
> > revelou que as observações de objetos voadores não identificados
> > eram constantes nas telas de radar do órgão, bem antes dele
> > assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente anotados,
> > sendo que alguns eram investigados pela Força Aérea Brasileira
> > (FAB). Naquela ocasião ainda não se empregava o termo Tráfego
> > Hotel para designar UFOs. Monteiro descreveu uma situação em que a
> > estação de radar do Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa
> > altitude por um objeto discóide de grandes proporções, e que seus
> > homens, sem saber o que fazer, abriram fogo contra no intruso. Ao saber
> > disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas para interromperem o tiroteio
> > imediatamente. "Eles têm uma tecnologia muito mais avançada do que
> > a nossa e não sabemos com o reagiriam à nossa ação", disse
> > referindo-se aos tripulantes do veículo, informando ainda que esta
> > era a doutrina adotada na época, ou seja, não agredir para não
> > sofrer as conseqüências.
> > &gt;
> > &gt; O entrevistado também foi comandante do IV Comando Aéreo
> > Regional (COMAR), em São Paulo, órgão que controla o espaço
> > aéreo da Região Sudeste, durante a famosa Noite Oficial dos UFOs
> > no Brasil, em 19 de maio de 1986, quando a área ficou inundada com o
> > aparecimento de mais de 20 esferas voadoras de mais de 100 m de
> > diâmetro cada, que foram perseguidas por sete caças F-5E e Mirage
> > da FAB, enviados das bases aéreas de Santa Cruz (RJ) e Anápolis
> > (GO). Este é um dos casos ufológicos mais importantes do país,
> > que contou com a participação do então presidente da Embraer
> > Ozires Silva, a bordo de um avião Xingu que seguia de Brasília
> > para São José dos Campos. Silva teve um avistamento dos objetos e
> > chegou a persegui-lo sobre o estado de São Paulo. Como se sabe, o
> > então ministro da Aeronáutica brigadeiro Octávio Moreira Lima
> > chegou a ir à TV em rede nacional, no dia seguinte, para admitir a
> > "invasão" do espaço aéreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
> > Moreira Lima, são amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou
> > detalhes de seu avistamento. Silva está neste instante sendo
> > contatado pelo Revista UFO para novos esclarecimentos..
> > &gt;
> > &gt; O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> > &gt;
> > &gt; Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
> > liberar um documento importantíssimo sobre a referida Noite Oficial
> > dos UFOs no Brasil, em que admite que os objetos observados eram
> > "sólidos e refletem certa forma de inteligência" , além de
> > realizarem manobras espantosas. O documento pode ser acessado neste
> > link: http://www.ufo.com.br/documentos/night/ Com esta liberação, o
> > assunto central da entrevista, naturalmente, foi a ocorrência de 19
> > de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por Monteiro,
> > inclusive com detalhes até então desconhecidos. A ele são
> > atribuídas algumas contundentes declarações sobre os fatos,
> > prestadas na época. Por exemplo, o militar teria dito que "há
> > muitos anos esses casos vêm sendo registrados pela Aeronáutica" e
> > que os UFOs "passaram de 250 para 1.500 km/h em frações de segundo".
> > Monteiro também teria dito que "A FAB filmou todo o evento em
> > vídeotapes". Estes fatos são agora complementados por ele..
> > Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrônicas, "na falta de uma
> > explicação melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro,
> > o entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente
> > estarrecedora e que os caças conseguiam se aproximar deles apenas por
> > alguns instantes, porque em seguida os artefatos disparavam a
> > altíssima velocidade. "Não havia como nos aproximarmos deles e
> > então acabamos abandonando as buscas. Que duraram muitas horas
> > naquela madrugada". Há referência de que os UFOs chegaram a
> > atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade som, o
> > que Monteiro disse ser possível, embora os instrumentos tivessem
> > chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
> > sofrido distorções naturais de leitura".. Quanto à Força
> > Aérea Brasileira (FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que,
> > na verdade, o órgão â€" em especial o Cindacta â€"
> > sempre anotava o que ocorria nas telas de radar, e que tudo aquilo foi
> > registrado em gravações apropriadas feitas a partir daqueles
> > instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas são apagadas e
> > reutilizadas.
> > &gt;
> > &gt; Visitados por outras espécies cósmicas - O entrevistado foi
> > cauteloso o tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo à
> > pressão dos entrevistadores e deixando logo claro que, assim como
> > outros militares graduados do país, também tem nítida noção
> > de que estamos sendo visitados por outras espécies cósmicas. Mesmo
> > que no início tenha se referido aos UFOs como anomalias
> > eletrônicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar seus
> > tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
> > veículos, mencionando também sua "tecnologia" . Também se
> > referiu abertamente às inteligências por trás do fenômeno,
> > dando a clara noção de que estamos diante de civilizações
> > superiores. Esta foi uma afirmação mais contundente, que ele deu ao
> > final da entrevista, quando voltou a se referir ao caso em que seus
> > homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve que intervir
> > imediatamente, pois "a reação deles poderia ser trágica para
> > nós". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos
> > Estados Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu
> > avião foi destroçado após uma perseguição a um UFO. "Por
> > isso, os caças, quando perseguiam tais `anomalias eletrônicas', o
> > faziam com cautela". Já ao fim da conversa, quando estava mais à
> > vontade com os entrevistadores, se referia às tais anomalias quase
> > praticamente rindo de sua própria interpretação do fenômeno e
> > admitindo que apenas usava a expressão "por não ter um UFO nas
> > mãos pra poder dizer exatamente o que é".
> > &gt;
> > &gt; Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilância da Amazônia, que
> > ele implantou
> > &gt;
> > &gt; Apoio à campanha pela liberdade de informação - Enfim, o
> > tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro é mais um homem do
> > meio militar brasileiro que, reconhecendo a séria missão dos
> > ufólogos da Revista UFO em levantar estas questões, apóia a
> > campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, conduzida pela
> > Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) através da publicação.
> > Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre eles o
> > brigadeiro José Carlos Pereira e os coronéis Uyrangê Hollanda e
> > Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestação
> > ufológica e a necessidade de se tratar dela de forma transparente. E
> > declarou: "Os arquivos devem ser abertos e vocês devem continuar sua
> > ação junto ao Governo, para garantir que isso ocorra".
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> > &gt;
> >
>
> ##### ##### ##### #####
>
> http://geo.yahoo.com/serv?s=97490435/grpId=1044856/grpspId=2137111528/msgId=75347/stime=1258128059
>
> Suas configurações de e-mail: E-mail individual |Tradicional
> Alterar <http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/join;_ylc=X3oDMTJmZDJxOGVrBF9TAzk3NDkwNDM1BGdycElkAzEwNDQ4NTYEZ3Jwc3BJZAMyMTM3MTExNTI4BHNlYwNmdHIEc2xrA3N0bmdzBHN0aW1lAzEyNTgxMjgwNTk-> configurações via web (Requer Yahoo! ID)
> Alterar configurações via e-mail: Alterar <mailto:ciencialist-digest@yahoogrupos.com.br?subject=Email%20Delivery:%20Digest> recebimento para lista diária de mensagens | Alterar <mailto:ciencialist-fullfeatured@yahoogrupos.com.br?subject=%20Alterar%20formato%20de%20distribuição:%20Completo> para completo
> Visite <http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist;_ylc=X3oDMTJkZjI1djYzBF9TAzk3NDkwNDM1BGdycElkAzEwNDQ4NTYEZ3Jwc3BJZAMyMTM3MTExNTI4BHNlYwNmdHIEc2xrA2hwZgRzdGltZQMxMjU4MTI4MDU5> seu grupo | Termos de Uso do <http://br.yahoo.com/info/utos.html> Yahoo! Grupos | Descadastrado <mailto:ciencialist-unsubscribe@yahoogrupos.com.br?subject=Unsubscribe>
>




------------------------------------

##### ##### #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos




SUBJECT: Re: Leite de soja natural na sua casa
FROM: "brudna" <brudna@yahoo.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 14/11/2009 14:46


Banido por spam.

Até
Luís Brudna
luisbrudna@gmail.com


--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Milenar PR <millenarpr@...> escreveu
>
> Melhore sua saúde e economize com leite de soja
> natural
>



SUBJECT: Re: [ciencialist] El Silbo, agora o mundo acaba
FROM: "JVictor" <j.victor.neto@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 14/11/2009 19:32

Caro Mori,
 
Parabéns pelo artigo. Parabéns mesmo. Mais um trabalho de nível e cheio de conteudo util.
 
Sds,
Victor.
 
 
----- Original Message -----
From: Kentaro Mori
To: undisclosed-recipients:
Sent: Saturday, November 14, 2009 12:23 PM
Subject: [ciencialist] El Silbo, agora o mundo acaba

 

El Silbo, agora o mundo acaba

elsilbo

Com vocês, o esquema para o fim do mundo, a gênese do juízo final, a espada do Armageddon. Ou alguma coisa assim. Em tese. Explico.

É apenas o circuito criado por Michael J. Rainey para “El Silbo”, um adorável rádio-transmissor movido unicamente pela energia da voz do operador. Nada de baterias, nem mesmo manivelas, basta falar e a energia das ondas sonoras é convertida em pequenos sinais elétricos que por sua vez se transformam em sinais de rádio, com potência variando de 5 a picos de 15 mW.

silbo02

Pode ser muito pouco, mas Rainey diz ter conseguido usar seu “El Silbo” para falar com outros rádio-amadores a uma distância de até 160 km! É a energia de uma voz humana, cruzando distâncias literalmente muito além do horizonte, graças à engenhosidade do cérebro humano.

O próprio nome “El Silbo” é uma referência à Silbo Gomero, uma linguagem assobiada – !!! – falada por habitantes de La Gomera nas Ilhas Canárias – acredite se quiser, ou leia na BBC e em trabalhos acadêmicos. Aproveitando-se do relevo montanhoso, e com seus altos assobios, a linguagem Silbo aparentemente permtiria conversas com interlocutores a pouco mais de três quilômetros de distância. Fascinante como possa ser, o “El Silbo” eletrônico multiplicou em dezenas de vezes o melhor que a biologia pôde nos oferecer. Nenhum assobio humano deve chegar a 160 km de distância.

Assista ao vídeo

A parte rápida e curiosa do post acaba aqui… caso queira adentrar uma longa divagação sobre como isso se relaciona com o Apocalipse, continue lendo. Explico.



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.65/2503 - Release Date: 11/13/09 18:22:00

SUBJECT: RE: [ciencialist] Filtro de garrafa PET e esponjas
FROM: murilo filo <avalanchedrive@hotmail.com>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 15/11/2009 11:57

Tipo, oi...
Tudo certim?
Tem uma coisa que eu nao saquei em seu filtro.
A conexao das garrafas com os elementos filtradores nao deveria estar em SERIE com a saida?
Um fluido sempre vai seguir o caminho da menor resistencia.
Quero dizer, cada garrafa com uma entrada e uma saida, em serie com o consumo final.
Perdi alguma coisa?
Gadaum, braçaum.
Murilo


To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
From: tipoalgo@gmail.com
Date: Thu, 12 Nov 2009 16:48:56 -0200
Subject: [ciencialist] Filtro de garrafa PET e esponjas



Olá a todos.

Fiz um filtro de garrafa PET e esponjas.

As fotos que indicam  como replicá-lo podem ser vistas em http://picasaweb.google.com.br/tipoalgo/Diversos#

Abraços
Tipoalgo





SUBJECT: Re: [ciencialist] Filtro de garrafa PET e esponjas
FROM: Tipoalgo <tipoalgo@gmail.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 15/11/2009 19:26

Olá Mestre Murilo.

Acho que você está se referindo aos filtros anteriores (um contendo pedra e outro esponjas).
Em cada um desses dois filtros existe uma mangueira interna que faz a captação da água na base da garrafa e a conduz para fora da garrafa, ou seja, a água entra no centro do "tê" e entra na garrafa, passa pelo elemento filtrante de cima para baixo e entra na mangueira pela parte de baixo para sair da garrafa.

Não cheguei a detalhar esse sistema porque apesar de funcional, o achei "complexo".

O motivo desse tópico foi divulgar a nova versão (http://picasaweb.google.com.br/tipoalgo/Diversos#5402251460660028818). Aqui não tem segredo, a água entra em uma extremidade, passa pelas esponjas e sai na outra extremidade.

No momento estou usando esse filtro no lugar dos outros e a água manteve a qualidade anterior. Lembrando tratar-se de água captada da chuva (água pesada) para uso em lavagem de piso, descarga de vaso, lavar carro, tapetes etc.

Se for necessário maior pureza na água outro filtro pode ser colocado em série, como você observou, inclusive um filtro com carvão.

Abraços
Tipoalgo


2009/11/15 murilo filo <avalanchedrive@hotmail.com>
 

Tipo, oi...
Tudo certim?
Tem uma coisa que eu nao saquei em seu filtro.
A conexao das garrafas com os elementos filtradores nao deveria estar em SERIE com a saida?
Um fluido sempre vai seguir o caminho da menor resistencia.
Quero dizer, cada garrafa com uma entrada e uma saida, em serie com o consumo final.
Perdi alguma coisa?
Gadaum, braçaum.
Murilo
,_._,___


SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "marcelleandro2009" <marcelleandro2009@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 10:39

Oá Alvaro,

Não tinha visto antes este e-mail e já até saiu do contexto, mas...
Dentre as espécies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de extinção. Para quem não entendeu, quiz dizer que a proporção de extinção geral das espécies não se aplica para este "nicho" de espécies.

Marcel

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...> escreveu
>
> 0,001% de sobrevivência ou de extinção?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de marcelleandro2009
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 12:05
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
>
>
>
>
>
>
>
>
> Álvaro,
>
> " ...O processo detalhado da evolução em outro planeta certamente será diferente do da Terra, mas as leis fundamentais são as mesmas..."
>
> Sim, mas mesmo assim desconsideramos os "seus" 95%, certo? Para uma espécie que consiga ir além de "lavar a batata" talvez este valor caia para 0,001%.
>
>
>
> Marcel
>
>
>
>
>
>
>
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@> escreveu
> >
> > Você não entendeu ainda. É claro que as contas não são simples. É por isso que meu texto começa com um â€Å"SE”.
> >
> >
> > Qualquer espécie viva, aqui ou em qualquer lugar, está sujeita à extinção, pois as leis da termodinâmica são universais. O processo detalhado da evolução em outro planeta certamente será diferente do da Terra, mas as leis fundamentais são as mesmas.
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:36
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > Como já falei, eles podem estar sendo classificados como OVNIS, como fenômenos meteorológicos, etc...
> >
> >
> >
> > Alem disso, com relação as contas....não sao tao simples (email q enviei para o Homero).
> >
> >
> >
> > Qto a extinção, nada simples...pq a vida em outro planeta tem que evoluir de forma semelhante (qto a extinções de espécies) que na terra ??
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em sex, 13/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@
> > Assunto: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Data: Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009, 0:11
> >
> >
> >
> > Felipe,
> >
> >
> >
> > Obviamente que as premissas não podem ser comprovadas! Eu apenas apontei que SE existir apenas uma estrela por galáxia com condições de abrigar vida inteligente, então devem existir uns 100 bilhões de civilizações inteligentes no universo. Simples assim. Apenas uma hipótese que leva a uma conclusão embasada no nosso conhecimento do número de galáxias no universo.
> >
> >
> >
> > O resto é com você. É você que deve mostrar que, sendo o universo tão vasto e sendo o número mínimo de civilizações inteligentes tão grande, porque eles não estão aqui. Se você não gosta de 100 bilhões, divida por 10, multiplique por 20, tanto faz. Só não use o argumento de civilizações avançadíssimas escondidas por trás de um tipo de diretriz primeira.
> >
> >
> >
> > Quando à origem do argumento da extinção, simples novamente: a história do nosso planeta mostra que 95% de todas as espécies que já existiram estão hoje extintas. Por que seria a nossa a primeira a durar para sempre? Tem certeza que sou eu quem está usando argumentos antropocêntricos?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. com.br/ <http://www.lunabay.com.br/>
> >
> > http://twitter. <http://twitter.com/alvaro_augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos. com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:33
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > O problema são as probabilidades. .......todas feitas com premissas que nem de longe podem ser provadas como verdadeiras. ........por exemplo, de onde surgiu este no. mágico...apresente o raciocínio, o desenvolvimento que leva a esta probabilidade. ....vamos analisar estas contas....
> >
> >
> >
> > As conclusões tb são antropocêntricas. ....de onde tiraram este argumento de extinção....olhando para os nossos problemas ?....
> >
> >
> >
> > Onde estão eles ? Talvez sendo classificados como anomalias em eqtos, reflexos, etc...Ainda assim, esta questão deste falso paradoxo já foi discutida na lista....... e é nada mais que isso, um falso paradoxo...
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br> escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
> > Assunto: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 13:53
> >
> >
> >
> > Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere. â€Å"Improvável” não significa â€Å"impossível”. Por exemplo, o número de estrelas por galáxia deve ser de 100 bilhões e existem mais de 100 bilhões de galáxias no universo. Se apenas uma estrela por galáxia contiver um planeta com vida inteligente, isso significa que devem existir 100 bilhões de civilizações inteligentes por aí, mas a probabilidade disso é menor do que 1e-11. Pouquíssimo provável, mas infinitamente distante de â€Å"impossível”. Contudo, tais civilizações estariam tão distantes umas das outras que fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possível â€Å"primeiro contato”.
> >
> >
> >
> > É claro que podem existir civilizações â€Å"sortudas”, surgidas nos primórdios do universo, que conseguiram sobreviver a todas as tragédias e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens interestelares, intergalácticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta de Fermi: onde estão elas?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay.com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter.com/alvaro_augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos. com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola João,
> >
> >
> >
> > Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas de ETs......Vamos ao que ele disse :
> >
> >
> >
> > A vida simples é provável no universo;
> >
> > A vida complexa, pouco provável;
> >
> > A vida inteligente, muito improvável;
> >
> > ETs que visitam a terra, quase impossível.
> >
> >
> >
> > Interessante os "bicos" com relação a possibilidade disso ou daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoácidos fora da terra era uma coisa impensável, muito improvável, quase impossível... .e hj sabemos que eles estão espalhados por todo o universo, em cometas, etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a existência de planetas fora do sistema solar era tida como pouco provável....e, atualmente, estima-se que os planetas estão presente em abundância em nosso universo.... .Ou seja, o que significa pouco provável ou impossível em ciência...será que significa nossa própria limitação tecnológica ou científica ou crenças ???
> >
> >
> >
> > Com relação a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres teriam as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetárias que nós enfrentamos. ..Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc.. .
> >
> >
> >
> > Ora, a civilização humana existe a uns milhares de anos, e estamos no nível tecnológico atual....... será tão absurdo achar que num universo de 14 bilhões da anos de idade, zilhões de galaxias, estrelas e planetas nao possa existir uma civilização com alguns milhões de anos e com uma tecnologia alguns milhões de anos a nossa frente??
> >
> >
> >
> > Resumo : a sua análise é correta, dentro de uma visão antropocêntrica do universo.Este argumento do cadê eles, pq não falam conosco....novament e reflete todo o antropocentrismo presente em sua visão de mundo....
> >
> >
> >
> > Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilização ainda em estado embrionário de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos interagir diretamente com esta civilização, ou a estudaremos e acompanharemos o seu desenvolvimento? ?
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> >
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br> escreveu:
> >
> >
> > De: J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br>
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> >
> >
> >
> > E outra pergunta, ainda:
> >
> >
> >
> > Qual a razão de, apesar de tantas "aparições", ao longo dos séculos, "documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNI´s nunca quiseram nos dar o ar da graça de suas eventualmente majestosas figuras. Sequer para um cafezinho rápido.
> >
> > Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nós? Se sim, vieram até cá para quê?
> >
> >
> >
> > Já sei, já sei, devem ser tão feios, ante nossa monumental beleza, que, inteligentes como são, têm uma vergonha... Então, "aparecem", tomam um chá de nossa
> >
> > beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, à velocidade da luz-deltac, deixando-nos com água na boca e os olhos esbulhagados, de ansiedade e vontade de ver. Isto é assim desde que começaram
> >
> > a escrever a bíblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua montagem. E muitos relatos alí, que alguns identificam com o mister, talvez incrementem as certezas
> >
> > de alguns, na crença disso que sequer chega a ser mito. Como deuses, duendes, espíritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco houvesse para encher de nada.
> >
> >
> >
> > Ou talvez sejam honestos demais, e não queiram se misturar com muitos de nossos políticos. Que não são bestas.
> >
> >
> >
> > Sds,
> >
> > Victor.
> >
> >
> >
> >
> >
> > ----- Original Message -----
> >
> > From: Alvaro Augusto (L) <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@
> >
> > To: ciencialist@ <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=ciencialist@yahoogrupos.com.br yahoogrupos. com.br
> >
> > Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> >
> > Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> > UFOs não me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com anjos e deuses, na Idade Média, com bruxas e, hoje, são identificados com espaçonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada mais do que um mito moderno.
> >
> > A única pergunta que interessa é: se os ETs existem, onde estão eles?
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay.com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter.com/alvaro_augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos. com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > Enviada em: terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> > Marcel,
> >
> > O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem todos os dias aqui e no mundo. Pular daí para "seres de outras galáxias e naves", é um salto lógico absurdo e sem sentido.
> >
> > Onde estão as provas?
> >
> > []s
> >
> > 2009/11/10 marcelleandro2009 <marcelleandro2009@ yahoo.com. br <http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=marcelleandro2009@ >
> >
> >
> >
> > Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates Monteiro faz espantosas declarações sobre a ação de UFOs no país
> >
> > http://www.ufo.. . . com.br/index. php?arquivo= notComp.php <http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=4545> &id=4545
> >
> >
> > Mais um militar graduado apóia a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já
> > No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade o ex-ministro da Aeronáutica do Governo Fernando Collor no período de 1990-1992, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro. A entrevista se deu em sua residência no Rio de Janeiro e foi conduzida pelo editor A. J. Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos consultores Francisco Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira Neto, do Rio de Janeiro. Foram mais de duas horas de conversa extremamente interessante e proveitosa, em que o militar sentiu-se a vontade e sem qualquer constrangimento para falar sobre Ufologia, como alguns outros oficiais que também já prestaram depoimento à Revista UFO.. Monteiro está na reserva da Força Aérea Brasileira (FAB) há anos, mas mantém vínculos com militares na ativa de vários setores do oficialato brasileiro. Tem memória extremamente lúcida de fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronáutica e â€" de especial interesse para a Ufologia Brasileira â€" sobre como o país lidou com a questão durante o tempo em que ele esteve na ativa. Como outros ministros, antes e depois dele, Monteiro também teve acesso a informações graves sobre a manifestação de outras espécies cósmicas em nosso país, relatando-nos alguns casos. Ele foi piloto de várias aeronaves, inclusive de caça, nas quais tem mais de cinco mil horas de vôo.
> >
> > Tecnologia muito mais avançada do que a nossa - O militar foi comandante do I Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (Cindacta), em Brasília, fase em que esteve à frente do registro de ocorrências ufológicas em todo o país, em especial na área do Distrito Federal e Região Sudeste... Ele revelou que as observações de objetos voadores não identificados eram constantes nas telas de radar do órgão, bem antes dele assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente anotados, sendo que alguns eram investigados pela Força Aérea Brasileira (FAB). Naquela ocasião ainda não se empregava o termo Tráfego Hotel para designar UFOs. Monteiro descreveu uma situação em que a estação de radar do Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa altitude por um objeto discóide de grandes proporções, e que seus homens, sem saber o que fazer, abriram fogo contra no intruso. Ao saber disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas para interromperem o tiroteio imediatamente. "Eles têm uma tecnologia muito mais avançada do que a nossa e não sabemos com o reagiriam à nossa ação", disse referindo-se aos tripulantes do veículo, informando ainda que esta era a doutrina adotada na época, ou seja, não agredir para não sofrer as conseqüências.
> >
> > O entrevistado também foi comandante do IV Comando Aéreo Regional (COMAR), em São Paulo, órgão que controla o espaço aéreo da Região Sudeste, durante a famosa Noite Oficial dos UFOs no Brasil, em 19 de maio de 1986, quando a área ficou inundada com o aparecimento de mais de 20 esferas voadoras de mais de 100 m de diâmetro cada, que foram perseguidas por sete caças F-5E e Mirage da FAB, enviados das bases aéreas de Santa Cruz (RJ) e Anápolis (GO). Este é um dos casos ufológicos mais importantes do país, que contou com a participação do então presidente da Embraer Ozires Silva, a bordo de um avião Xingu que seguia de Brasília para São José dos Campos. Silva teve um avistamento dos objetos e chegou a persegui-lo sobre o estado de São Paulo. Como se sabe, o então ministro da Aeronáutica brigadeiro Octávio Moreira Lima chegou a ir à TV em rede nacional, no dia seguinte, para admitir a "invasão" do espaço aéreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e Moreira Lima, são amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou detalhes de seu avistamento. Silva está neste instante sendo contatado pelo Revista UFO para novos esclarecimentos. . .
> >
> > O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> >
> > Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de liberar um documento importantíssimo sobre a referida Noite Oficial dos UFOs no Brasil, em que admite que os objetos observados eram "sólidos e refletem certa forma de inteligência" , além de realizarem manobras espantosas. O documento pode ser acessado neste link: http://www.ufo. <http://www.ufo.com.br/documentos/night/> com.br/documento s/night/. Com esta liberação, o assunto central da entrevista, naturalmente, foi a ocorrência de 19 de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por Monteiro, inclusive com detalhes até então desconhecidos. A ele são atribuídas algumas contundentes declarações sobre os fatos, prestadas na época. Por exemplo, o militar teria dito que "há muitos anos esses casos vêm sendo registrados pela Aeronáutica" e que os UFOs "passaram de 250 para 1.500 km/h em frações de segundo". Monteiro também teria dito que "A FAB filmou todo o evento em vídeotapes". Estes fatos são agora complementados por ele... Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrônicas, "na falta de uma explicação melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro, o entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente estarrecedora e que os caças conseguiam se aproximar deles apenas por alguns instantes, porque em seguida os artefatos disparavam a altíssima velocidade. "Não havia como nos aproximarmos deles e então acabamos abandonando as buscas. Que duraram muitas horas naquela madrugada". Há referência de que os UFOs chegaram a atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade som, o que Monteiro disse ser possível, embora os instrumentos tivessem chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter sofrido distorções naturais de leitura"... Quanto à Força Aérea Brasileira (FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que, na verdade, o órgão â€" em especial o Cindacta â€" sempre anotava o que ocorria nas telas de radar, e que tudo aquilo foi registrado em gravações apropriadas feitas a partir daqueles instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas são apagadas e reutilizadas.
> >
> > Visitados por outras espécies cósmicas - O entrevistado foi cauteloso o tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo à pressão dos entrevistadores e deixando logo claro que, assim como outros militares graduados do país, também tem nítida noção de que estamos sendo visitados por outras espécies cósmicas. Mesmo que no início tenha se referido aos UFOs como anomalias eletrônicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar seus tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus veículos, mencionando também sua "tecnologia" . Também se referiu abertamente às inteligências por trás do fenômeno, dando a clara noção de que estamos diante de civilizações superiores. Esta foi uma afirmação mais contundente, que ele deu ao final da entrevista, quando voltou a se referir ao caso em que seus homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve que intervir imediatamente, pois "a reação deles poderia ser trágica para nós". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos Estados Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu avião foi destroçado após uma perseguição a um UFO. "Por isso, os caças, quando perseguiam tais `anomalias eletrônicas', o faziam com cautela". Já ao fim da conversa, quando estava mais à vontade com os entrevistadores, se referia às tais anomalias quase praticamente rindo de sua própria interpretação do fenômeno e admitindo que apenas usava a expressão "por não ter um UFO nas mãos pra poder dizer exatamente o que é".
> >
> > Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilância da Amazônia, que ele implantou
> >
> > Apoio à campanha pela liberdade de informação - Enfim, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro é mais um homem do meio militar brasileiro que, reconhecendo a séria missão dos ufólogos da Revista UFO em levantar estas questões, apóia a campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, conduzida pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) através da publicação.. Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre eles o brigadeiro José Carlos Pereira e os coronéis Uyrangê Hollanda e Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestação ufológica e a necessidade de se tratar dela de forma transparente. E declarou: "Os arquivos devem ser abertos e vocês devem continuar sua ação junto ao Governo, para garantir que isso ocorra".
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/> - Celebridades <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/celebridades/> - Música <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo...com/m%C3%BAsica/> - Esportes <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo..com/esportes/>
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/> - Celebridades <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/celebridades/> - Música <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo..com/m%C3%BAsica/> - Esportes <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/esportes/>
> >
> >
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/> 10 - Celebridades <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/celebridades/> - Música <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/m%C3%BAsica/> - Esportes <http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/esportes/>
> >
>




SUBJECT: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 16/11/2009 11:21

Marcel,

Essa sua estimativa de 0,001% de extinção para espécies inteligentes inclui
também o fato de que tais espécies podem vir a desenvolver armas de
destruição em massa?

[ ]s

Alvaro Augusto
alvaro@lunabay.com.br
http://www.lunabay.com.br/
http://twitter.com/alvaro_augusto


-----Mensagem original-----
De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br]
Em nome de marcelleandro2009
Enviada em: segunda-feira, 16 de novembro de 2009 10:40
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica
Sócrates - ação de UFOs no país

Oá Alvaro,

Não tinha visto antes este e-mail e já até saiu do contexto, mas...
Dentre as espécies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de extinção.
Para quem não entendeu, quiz dizer que a proporção de extinção geral das
espécies não se aplica para este "nicho" de espécies.

Marcel

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...>
escreveu
>
> 0,001% de sobrevivência ou de extinção?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay.com.br/
>
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br]
Em nome de marcelleandro2009
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 12:05
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica
Sócrates - ação de UFOs no país
>
>
>
>
>
>
>
>
> Álvaro,
>
> " ...O processo detalhado da evolução em outro planeta certamente será
diferente do da Terra, mas as leis fundamentais são as mesmas..."
>
> Sim, mas mesmo assim desconsideramos os "seus" 95%, certo? Para uma
espécie que consiga ir além de "lavar a batata" talvez este valor caia para
0,001%.
>
>
>
> Marcel
>
>
>
>
>
>
>
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@>
escreveu
> >
> > Você não entendeu ainda. É claro que as contas não são simples. É por
isso que meu texto começa com um â€Å"SE”.
> >
> >
> > Qualquer espécie viva, aqui ou em qualquer lugar, está sujeita à
extinção, pois as leis da termodinâmica são universais. O processo detalhado
da evolução em outro planeta certamente será diferente do da Terra, mas as
leis fundamentais são as mesmas.
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br
[mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:36
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates
- ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > Como já falei, eles podem estar sendo classificados como OVNIS, como
fenômenos meteorológicos, etc...
> >
> >
> >
> > Alem disso, com relação as contas....não sao tao simples (email q enviei
para o Homero).
> >
> >
> >
> > Qto a extinção, nada simples...pq a vida em outro planeta tem que
evoluir de forma semelhante (qto a extinções de espécies) que na terra ??
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em sex, 13/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@
> > Assunto: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
ação de UFOs no país
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Data: Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009, 0:11
> >
> >
> >
> > Felipe,
> >
> >
> >
> > Obviamente que as premissas não podem ser comprovadas! Eu apenas apontei
que SE existir apenas uma estrela por galáxia com condições de abrigar vida
inteligente, então devem existir uns 100 bilhões de civilizações
inteligentes no universo. Simples assim. Apenas uma hipótese que leva a uma
conclusão embasada no nosso conhecimento do número de galáxias no universo.
> >
> >
> >
> > O resto é com você. É você que deve mostrar que, sendo o universo tão
vasto e sendo o número mínimo de civilizações inteligentes tão grande,
porque eles não estão aqui. Se você não gosta de 100 bilhões, divida por 10,
multiplique por 20, tanto faz. Só não use o argumento de civilizações
avançadíssimas escondidas por trás de um tipo de diretriz primeira.
> >
> >
> >
> > Quando à origem do argumento da extinção, simples novamente: a história
do nosso planeta mostra que 95% de todas as espécies que já existiram estão
hoje extintas. Por que seria a nossa a primeira a durar para sempre? Tem
certeza que sou eu quem está usando argumentos antropocêntricos?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. com.br/ <http://www.lunabay.com.br/>
> >
> > http://twitter. <http://twitter.com/alvaro_augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:33
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
ação de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > O problema são as probabilidades. .......todas feitas com premissas que
nem de longe podem ser provadas como verdadeiras. ........por exemplo, de
onde surgiu este no. mágico...apresente o raciocínio, o desenvolvimento que
leva a esta probabilidade. ....vamos analisar estas contas....
> >
> >
> >
> > As conclusões tb são antropocêntricas. ....de onde tiraram este
argumento de extinção....olhando para os nossos problemas ?....
> >
> >
> >
> > Onde estão eles ? Talvez sendo classificados como anomalias em eqtos,
reflexos, etc...Ainda assim, esta questão deste falso paradoxo já foi
discutida na lista....... e é nada mais que isso, um falso paradoxo...
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
> > Assunto: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação
de UFOs no país
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 13:53
> >
> >
> >
> > Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere. â€Å"Improvável” não
significa â€Å"impossível”. Por exemplo, o número de estrelas por
galáxia deve ser de 100 bilhões e existem mais de 100 bilhões de galáxias no
universo. Se apenas uma estrela por galáxia contiver um planeta com vida
inteligente, isso significa que devem existir 100 bilhões de civilizações
inteligentes por aí, mas a probabilidade disso é menor do que 1e-11.
Pouquíssimo provável, mas infinitamente distante de
â€Å"impossível”. Contudo, tais civilizações estariam tão distantes
umas das outras que fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possível
â€Å"primeiro contato”.
> >
> >
> >
> > É claro que podem existir civilizações â€Å"sortudas”, surgidas
nos primórdios do universo, que conseguiram sobreviver a todas as tragédias
e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens interestelares,
intergalácticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta de Fermi: onde estão
elas?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay.com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter.com/alvaro_augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de
UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola João,
> >
> >
> >
> > Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas de
ETs......Vamos ao que ele disse :
> >
> >
> >
> > A vida simples é provável no universo;
> >
> > A vida complexa, pouco provável;
> >
> > A vida inteligente, muito improvável;
> >
> > ETs que visitam a terra, quase impossível.
> >
> >
> >
> > Interessante os "bicos" com relação a possibilidade disso ou
daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoácidos fora
da terra era uma coisa impensável, muito improvável, quase impossível... .e
hj sabemos que eles estão espalhados por todo o universo, em cometas,
etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a existência de planetas fora do
sistema solar era tida como pouco provável....e, atualmente, estima-se que
os planetas estão presente em abundância em nosso universo.... .Ou seja, o
que significa pouco provável ou impossível em ciência...será que significa
nossa própria limitação tecnológica ou científica ou crenças ???
> >
> >
> >
> > Com relação a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres teriam
as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetárias que nós
enfrentamos. ..Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc.. .
> >
> >
> >
> > Ora, a civilização humana existe a uns milhares de anos, e estamos no
nível tecnológico atual....... será tão absurdo achar que num universo de 14
bilhões da anos de idade, zilhões de galaxias, estrelas e planetas nao possa
existir uma civilização com alguns milhões de anos e com uma tecnologia
alguns milhões de anos a nossa frente??
> >
> >
> >
> > Resumo : a sua análise é correta, dentro de uma visão antropocêntrica do
universo.Este argumento do cadê eles, pq não falam conosco....novament e
reflete todo o antropocentrismo presente em sua visão de mundo....
> >
> >
> >
> > Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilização ainda em
estado embrionário de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos interagir
diretamente com esta civilização, ou a estudaremos e acompanharemos o seu
desenvolvimento? ?
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> >
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br> escreveu:
> >
> >
> > De: J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br>
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de
UFOs no país
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> >
> >
> >
> > E outra pergunta, ainda:
> >
> >
> >
> > Qual a razão de, apesar de tantas "aparições", ao longo dos séculos,
"documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNI´s nunca quiseram nos
dar o ar da graça de suas eventualmente majestosas figuras. Sequer para um
cafezinho rápido.
> >
> > Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nós? Se sim, vieram até cá
para quê?
> >
> >
> >
> > Já sei, já sei, devem ser tão feios, ante nossa monumental beleza, que,
inteligentes como são, têm uma vergonha... Então, "aparecem", tomam um chá
de nossa
> >
> > beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, à velocidade da
luz-deltac, deixando-nos com água na boca e os olhos esbulhagados, de
ansiedade e vontade de ver. Isto é assim desde que começaram
> >
> > a escrever a bíblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
montagem. E muitos relatos alí, que alguns identificam com o mister, talvez
incrementem as certezas
> >
> > de alguns, na crença disso que sequer chega a ser mito. Como deuses,
duendes, espíritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco houvesse para encher
de nada.
> >
> >
> >
> > Ou talvez sejam honestos demais, e não queiram se misturar com muitos de
nossos políticos. Que não são bestas.
> >
> >
> >
> > Sds,
> >
> > Victor.
> >
> >
> >
> >
> >
> > ----- Original Message -----
> >
> > From: Alvaro Augusto (L)
<http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@
> >
> > To: ciencialist@
<http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=ciencialist@yahoogrupos.com.br
yahoogrupos. com.br
> >
> > Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> >
> > Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação
de UFOs no país
> >
> >
> >
> >
> >
> > UFOs não me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com anjos
e deuses, na Idade Média, com bruxas e, hoje, são identificados com
espaçonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada mais do que um mito
moderno.
> >
> > A única pergunta que interessa é: se os ETs existem, onde estão eles?
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay.com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter.com/alvaro_augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > Enviada em: terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de
UFOs no país
> >
> >
> >
> > Marcel,
> >
> > O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem todos
os dias aqui e no mundo. Pular daí para "seres de outras galáxias e naves",
é um salto lógico absurdo e sem sentido.
> >
> > Onde estão as provas?
> >
> > []s
> >
> > 2009/11/10 marcelleandro2009 <marcelleandro2009@ yahoo.com. br
<http://br.mc657.mail.yahoo.com/mc/compose?to=marcelleandro2009@ >
> >
> >
> >
> > Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates Monteiro faz espantosas declarações
sobre a ação de UFOs no país
> >
> > http://www.ufo.. . . com.br/index. php?arquivo= notComp.php
<http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=4545> &id=4545
> >
> >
> > Mais um militar graduado apóia a campanha UFOs: Liberdade de Informação

> > No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade o
ex-ministro da Aeronáutica do Governo Fernando Collor no período de
1990-1992, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro. A entrevista se
deu em sua residência no Rio de Janeiro e foi conduzida pelo editor A. J.
Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos consultores Francisco
Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira Neto, do Rio de Janeiro.
Foram mais de duas horas de conversa extremamente interessante e proveitosa,
em que o militar sentiu-se a vontade e sem qualquer constrangimento para
falar sobre Ufologia, como alguns outros oficiais que também já prestaram
depoimento à Revista UFO.. Monteiro está na reserva da Força Aérea
Brasileira (FAB) há anos, mas mantém vínculos com militares na ativa de
vários setores do oficialato brasileiro. Tem memória extremamente lúcida de
fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronáutica e â€" de especial
interesse para a Ufologia Brasileira â€" sobre como o país lidou com a
questão durante o tempo em que ele esteve na ativa. Como outros ministros,
antes e depois dele, Monteiro também teve acesso a informações graves sobre
a manifestação de outras espécies cósmicas em nosso país, relatando-nos
alguns casos. Ele foi piloto de várias aeronaves, inclusive de caça, nas
quais tem mais de cinco mil horas de vôo.
> >
> > Tecnologia muito mais avançada do que a nossa - O militar foi comandante
do I Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo
(Cindacta), em Brasília, fase em que esteve à frente do registro de
ocorrências ufológicas em todo o país, em especial na área do Distrito
Federal e Região Sudeste... Ele revelou que as observações de objetos
voadores não identificados eram constantes nas telas de radar do órgão, bem
antes dele assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente
anotados, sendo que alguns eram investigados pela Força Aérea Brasileira
(FAB). Naquela ocasião ainda não se empregava o termo Tráfego Hotel para
designar UFOs. Monteiro descreveu uma situação em que a estação de radar do
Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa altitude por um objeto discóide
de grandes proporções, e que seus homens, sem saber o que fazer, abriram
fogo contra no intruso. Ao saber disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas
para interromperem o tiroteio imediatamente. "Eles têm uma tecnologia muito
mais avançada do que a nossa e não sabemos com o reagiriam à nossa ação",
disse referindo-se aos tripulantes do veículo, informando ainda que esta era
a doutrina adotada na época, ou seja, não agredir para não sofrer as
conseqüências.
> >
> > O entrevistado também foi comandante do IV Comando Aéreo Regional
(COMAR), em São Paulo, órgão que controla o espaço aéreo da Região Sudeste,
durante a famosa Noite Oficial dos UFOs no Brasil, em 19 de maio de 1986,
quando a área ficou inundada com o aparecimento de mais de 20 esferas
voadoras de mais de 100 m de diâmetro cada, que foram perseguidas por sete
caças F-5E e Mirage da FAB, enviados das bases aéreas de Santa Cruz (RJ) e
Anápolis (GO). Este é um dos casos ufológicos mais importantes do país, que
contou com a participação do então presidente da Embraer Ozires Silva, a
bordo de um avião Xingu que seguia de Brasília para São José dos Campos.
Silva teve um avistamento dos objetos e chegou a persegui-lo sobre o estado
de São Paulo. Como se sabe, o então ministro da Aeronáutica brigadeiro
Octávio Moreira Lima chegou a ir à TV em rede nacional, no dia seguinte,
para admitir a "invasão" do espaço aéreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
Moreira Lima, são amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou detalhes
de seu avistamento. Silva está neste instante sendo contatado pelo Revista
UFO para novos esclarecimentos. . .
> >
> > O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> >
> > Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
liberar um documento importantíssimo sobre a referida Noite Oficial dos UFOs
no Brasil, em que admite que os objetos observados eram "sólidos e refletem
certa forma de inteligência" , além de realizarem manobras espantosas. O
documento pode ser acessado neste link: http://www.ufo.
<http://www.ufo.com.br/documentos/night/> com.br/documento s/night/. Com
esta liberação, o assunto central da entrevista, naturalmente, foi a
ocorrência de 19 de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por
Monteiro, inclusive com detalhes até então desconhecidos. A ele são
atribuídas algumas contundentes declarações sobre os fatos, prestadas na
época. Por exemplo, o militar teria dito que "há muitos anos esses casos vêm
sendo registrados pela Aeronáutica" e que os UFOs "passaram de 250 para
1.500 km/h em frações de segundo". Monteiro também teria dito que "A FAB
filmou todo o evento em vídeotapes". Estes fatos são agora complementados
por ele... Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrônicas, "na falta de
uma explicação melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro, o
entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente estarrecedora e
que os caças conseguiam se aproximar deles apenas por alguns instantes,
porque em seguida os artefatos disparavam a altíssima velocidade. "Não havia
como nos aproximarmos deles e então acabamos abandonando as buscas. Que
duraram muitas horas naquela madrugada". Há referência de que os UFOs
chegaram a atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade
som, o que Monteiro disse ser possível, embora os instrumentos tivessem
chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
sofrido distorções naturais de leitura"... Quanto à Força Aérea Brasileira
(FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que, na verdade, o órgão
â€" em especial o Cindacta â€" sempre anotava o que ocorria nas telas
de radar, e que tudo aquilo foi registrado em gravações apropriadas feitas a
partir daqueles instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas são
apagadas e reutilizadas.
> >
> > Visitados por outras espécies cósmicas - O entrevistado foi cauteloso o
tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo à pressão dos
entrevistadores e deixando logo claro que, assim como outros militares
graduados do país, também tem nítida noção de que estamos sendo visitados
por outras espécies cósmicas. Mesmo que no início tenha se referido aos UFOs
como anomalias eletrônicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar
seus tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
veículos, mencionando também sua "tecnologia" . Também se referiu
abertamente às inteligências por trás do fenômeno, dando a clara noção de
que estamos diante de civilizações superiores. Esta foi uma afirmação mais
contundente, que ele deu ao final da entrevista, quando voltou a se referir
ao caso em que seus homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve
que intervir imediatamente, pois "a reação deles poderia ser trágica para
nós". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos Estados
Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu avião foi
destroçado após uma perseguição a um UFO. "Por isso, os caças, quando
perseguiam tais `anomalias eletrônicas', o faziam com cautela". Já ao fim da
conversa, quando estava mais à vontade com os entrevistadores, se referia às
tais anomalias quase praticamente rindo de sua própria interpretação do
fenômeno e admitindo que apenas usava a expressão "por não ter um UFO nas
mãos pra poder dizer exatamente o que é".
> >
> > Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilância da Amazônia, que ele
implantou
> >
> > Apoio à campanha pela liberdade de informação - Enfim, o
tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro é mais um homem do meio
militar brasileiro que, reconhecendo a séria missão dos ufólogos da Revista
UFO em levantar estas questões, apóia a campanha UFOs: Liberdade de
Informação Já, conduzida pela Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) através
da publicação.. Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre
eles o brigadeiro José Carlos Pereira e os coronéis Uyrangê Hollanda e
Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestação ufológica e a
necessidade de se tratar dela de forma transparente. E declarou: "Os
arquivos devem ser abertos e vocês devem continuar sua ação junto ao
Governo, para garantir que isso ocorra".
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
> - Celebridades
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
celebridades/> - Música
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo...co
m/m%C3%BAsica/> - Esportes
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo..com
/esportes/>
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
> - Celebridades
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
celebridades/> - Música
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo..com
/m%C3%BAsica/> - Esportes
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
esportes/>
> >
> >
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
> 10 - Celebridades
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
celebridades/> - Música
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
m%C3%BAsica/> - Esportes
<http://br.rd.yahoo.com/mail/taglines/mail/*http:/br.maisbuscados.yahoo.com/
esportes/>
> >
>




------------------------------------

##### ##### #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos




SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 12:07

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "marcelleandro2009"
> Dentre as espécies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de
> extinção.

Até o momento são conhecidos seis gêneros de hominina. Cinco dos quais extintos. Dentro do gênero Homo, provavelmente existiram algo como 7 espécies, 6 das quais extinguiram. Coexistiram com os H. sapiens ao menos duas outras espécies congenéricas, também extintas hoje em dia.

Na melhor das hipóteses, temos uma taxa de extinção de 2/3 = 66,67% em cerca de 250 mil anos.

Sua taxa de 0,001% é *muito* otimista.

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: Re: [ciencialist] El Silbo, agora o mundo acaba
FROM: "Luiz Ferraz Netto" <leobarretos@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 16/11/2009 12:14

Eu, particularmente, imprimi tal esquema e estou a estudá-lo. Estou fazendo umas continhas, levando em conta que o alto falante utilizado seja "excelente" e permita pelo menos 10% de conversão de energia sonora em energia elétrica. Não estou duvidando do alcance e sim da modulação do sinal.
Aguardem....
 
[]´
     ===========================
            Luiz Ferraz Netto [Léo] 
        leo@feiradeciencias.com.br
           leobarretos@uol.com.br
         luizferraz.netto@gmail.com
     http://www.feiradeciencias.com.br
     ===========================
----- Original Message -----
From: JVictor
To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Sent: Saturday, November 14, 2009 7:32 PM
Subject: Re: [ciencialist] El Silbo, agora o mundo acaba

 

Caro Mori,
 
Parabéns pelo artigo. Parabéns mesmo. Mais um trabalho de nível e cheio de conteudo util.
 
Sds,
Victor.
 
 
----- Original Message -----
Sent: Saturday, November 14, 2009 12:23 PM
Subject: [ciencialist] El Silbo, agora o mundo acaba

 

El Silbo, agora o mundo acaba

elsilbo

Com vocês, o esquema para o fim do mundo, a gênese do juízo final, a espada do Armageddon. Ou alguma coisa assim. Em tese. Explico.

É apenas o circuito criado por Michael J. Rainey para “El Silbo”, um adorável rádio-transmissor movido unicamente pela energia da voz do operador. Nada de baterias, nem mesmo manivelas, basta falar e a energia das ondas sonoras é convertida em pequenos sinais elétricos que por sua vez se transformam em sinais de rádio, com potência variando de 5 a picos de 15 mW.

silbo02

Pode ser muito pouco, mas Rainey diz ter conseguido usar seu “El Silbo” para falar com outros rádio-amadores a uma distância de até 160 km! É a energia de uma voz humana, cruzando distâncias literalmente muito além do horizonte, graças à engenhosidade do cérebro humano.

O próprio nome “El Silbo” é uma referência à Silbo Gomero, uma linguagem assobiada – !!! – falada por habitantes de La Gomera nas Ilhas Canárias – acredite se quiser, ou leia na BBC e em trabalhos acadêmicos. Aproveitando-se do relevo montanhoso, e com seus altos assobios, a linguagem Silbo aparentemente permtiria conversas com interlocutores a pouco mais de três quilômetros de distância. Fascinante como possa ser, o “El Silbo” eletrônico multiplicou em dezenas de vezes o melhor que a biologia pôde nos oferecer. Nenhum assobio humano deve chegar a 160 km de distância.

Assista ao vídeo

A parte rápida e curiosa do post acaba aqui… caso queira adentrar uma longa divagação sobre como isso se relaciona com o Apocalipse, continue lendo. Explico.



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.65/2503 - Release Date: 11/13/09 18:22:00



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.67/2506 - Release Date: 11/16/09 07:43:00

SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: luiz silva <luizfelipecsrj@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 12:22

O problema é quantificar esta possibilidade de extinção...mesmo que se desenvolva armas de destruição em massa....
 
Abs
Felipe

--- Em seg, 16/11/09, Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br> escreveu:

De: Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br>
Assunto: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009, 11:21

 
Marcel,

Essa sua estimativa de 0,001% de extinчуo para espщcies inteligentes inclui
tambщm o fato de que tais espщcies podem vir a desenvolver armas de
destruiчуo em massa?

[ ]s

Alvaro Augusto
alvaro@lunabay. com.br
http://www.lunabay. com.br/
http://twitter. com/alvaro_ augusto

-----Mensagem original---- -
De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br]
Em nome de marcelleandro2009
Enviada em: segunda-feira, 16 de novembro de 2009 10:40
Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica
Sѓcrates - aчуo de UFOs no paэs

Oс Alvaro,

Nуo tinha visto antes este e-mail e jс atщ saiu do contexto, mas...
Dentre as espщcies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de extinчуo.
Para quem nуo entendeu, quiz dizer que a proporчуo de extinчуo geral das
espщcies nуo se aplica para este "nicho" de espщcies.

Marcel

--- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...>
escreveu
>
> 0,001% de sobrevivъncia ou de extinчуo?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay. com.br/
>
> http://twitter. com/alvaro_ augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br]
Em nome de marcelleandro2009
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 12:05
> Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica
Sѓcrates - aчуo de UFOs no paэs
>
>
>
>
>
>
>
>
> Сlvaro,
>
> " ...O processo detalhado da evoluчуo em outro planeta certamente serс
diferente do da Terra, mas as leis fundamentais sуo as mesmas..."
>
> Sim, mas mesmo assim desconsideramos os "seus" 95%, certo? Para uma
espщcie que consiga ir alщm de "lavar a batata" talvez este valor caia para
0,001%.
>
>
>
> Marcel
>
>
>
>
>
>
>
>
> --- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@>
escreveu
> >
> > Vocъ nуo entendeu ainda. Щ claro que as contas nуo sуo simples. Щ por
isso que meu texto comeчa com um УЂтЌХ"SEУЂтЌТ.
> >
> >
> > Qualquer espщcie viva, aqui ou em qualquer lugar, estс sujeita р
extinчуo, pois as leis da termodinтmica sуo universais. O processo detalhado
da evoluчуo em outro planeta certamente serс diferente do da Terra, mas as
leis fundamentais sуo as mesmas.
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. com.br/
> >
> > http://twitter. com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
[mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:36
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates
- aчуo de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > Como jс falei, eles podem estar sendo classificados como OVNIS, como
fenєmenos meteorolѓgicos, etc...
> >
> >
> >
> > Alem disso, com relaчуo as contas....nуo sao tao simples (email q enviei
para o Homero).
> >
> >
> >
> > Qto a extinчуo, nada simples...pq a vida em outro planeta tem que
evoluir de forma semelhante (qto a extinчѕes de espщcies) que na terra ??
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em sex, 13/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@
> > Assunto: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates -
aчуo de UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009, 0:11
> >
> >
> >
> > Felipe,
> >
> >
> >
> > Obviamente que as premissas nуo podem ser comprovadas! Eu apenas apontei
que SE existir apenas uma estrela por galсxia com condiчѕes de abrigar vida
inteligente, entуo devem existir uns 100 bilhѕes de civilizaчѕes
inteligentes no universo. Simples assim. Apenas uma hipѓtese que leva a uma
conclusуo embasada no nosso conhecimento do nњmero de galсxias no universo.
> >
> >
> >
> > O resto щ com vocъ. Щ vocъ que deve mostrar que, sendo o universo tуo
vasto e sendo o nњmero mэnimo de civilizaчѕes inteligentes tуo grande,
porque eles nуo estуo aqui. Se vocъ nуo gosta de 100 bilhѕes, divida por 10,
multiplique por 20, tanto faz. Sѓ nуo use o argumento de civilizaчѕes
avanчadэssimas escondidas por trсs de um tipo de diretriz primeira.
> >
> >
> >
> > Quando р origem do argumento da extinчуo, simples novamente: a histѓria
do nosso planeta mostra que 95% de todas as espщcies que jс existiram estуo
hoje extintas. Por que seria a nossa a primeira a durar para sempre? Tem
certeza que sou eu quem estс usando argumentos antropocъntricos?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. com.br/ <http://www.lunabay. com.br/>
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:33
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates -
aчуo de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > O problema sуo as probabilidades. .......todas feitas com premissas que
nem de longe podem ser provadas como verdadeiras. ........por exemplo, de
onde surgiu este no. mсgico...apresente o raciocэnio, o desenvolvimento que
leva a esta probabilidade. ....vamos analisar estas contas....
> >
> >
> >
> > As conclusѕes tb sуo antropocъntricas. ....de onde tiraram este
argumento de extinчуo....olhando para os nossos problemas ?....
> >
> >
> >
> > Onde estуo eles ? Talvez sendo classificados como anomalias em eqtos,
reflexos, etc...Ainda assim, esta questуo deste falso paradoxo jс foi
discutida na lista....... e щ nada mais que isso, um falso paradoxo...
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
> > Assunto: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo
de UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 13:53
> >
> >
> >
> > Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere. УЂтЌХ"ImprovсvelУЂтЌТ nуo
significa УЂтЌХ"impossэvelУЂтЌТ. Por exemplo, o nњmero de estrelas por
galсxia deve ser de 100 bilhѕes e existem mais de 100 bilhѕes de galсxias no
universo. Se apenas uma estrela por galсxia contiver um planeta com vida
inteligente, isso significa que devem existir 100 bilhѕes de civilizaчѕes
inteligentes por aэ, mas a probabilidade disso щ menor do que 1e-11.
Pouquэssimo provсvel, mas infinitamente distante de
УЂтЌХ"impossэvelУЂтЌТ. Contudo, tais civilizaчѕes estariam tуo distantes
umas das outras que fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possэvel
УЂтЌХ"primeiro contatoУЂтЌТ.
> >
> >
> >
> > Щ claro que podem existir civilizaчѕes УЂтЌХ"sortudasУЂтЌТ, surgidas
nos primѓrdios do universo, que conseguiram sobreviver a todas as tragщdias
e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens interestelares,
intergalсcticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta de Fermi: onde estуo
elas?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay. com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Joуo,
> >
> >
> >
> > Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas de
ETs......Vamos ao que ele disse :
> >
> >
> >
> > A vida simples щ provсvel no universo;
> >
> > A vida complexa, pouco provсvel;
> >
> > A vida inteligente, muito improvсvel;
> >
> > ETs que visitam a terra, quase impossэvel.
> >
> >
> >
> > Interessante os "bicos" com relaчуo a possibilidade disso ou
daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoсcidos fora
da terra era uma coisa impensсvel, muito improvсvel, quase impossэvel... .e
hj sabemos que eles estуo espalhados por todo o universo, em cometas,
etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a existъncia de planetas fora do
sistema solar era tida como pouco provсvel....e, atualmente, estima-se que
os planetas estуo presente em abundтncia em nosso universo.... .Ou seja, o
que significa pouco provсvel ou impossэvel em ciъncia...serс que significa
nossa prѓpria limitaчуo tecnolѓgica ou cientэfica ou crenчas ???
> >
> >
> >
> > Com relaчуo a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres teriam
as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetсrias que nѓs
enfrentamos. ..Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc.. .
> >
> >
> >
> > Ora, a civilizaчуo humana existe a uns milhares de anos, e estamos no
nэvel tecnolѓgico atual........ serс tуo absurdo achar que num universo de 14
bilhѕes da anos de idade, zilhѕes de galaxias, estrelas e planetas nao possa
existir uma civilizaчуo com alguns milhѕes de anos e com uma tecnologia
alguns milhѕes de anos a nossa frente??
> >
> >
> >
> > Resumo : a sua anсlise щ correta, dentro de uma visуo antropocъntrica do
universo.Este argumento do cadъ eles, pq nуo falam conosco....novament e
reflete todo o antropocentrismo presente em sua visуo de mundo....
> >
> >
> >
> > Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilizaчуo ainda em
estado embrionсrio de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos interagir
diretamente com esta civilizaчуo, ou a estudaremos e acompanharemos o seu
desenvolvimento? ?
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> >
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br> escreveu:
> >
> >
> > De: J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br>
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> >
> >
> >
> > E outra pergunta, ainda:
> >
> >
> >
> > Qual a razуo de, apesar de tantas "apariчѕes", ao longo dos sщculos,
"documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNIДs nunca quiseram nos
dar o ar da graчa de suas eventualmente majestosas figuras. Sequer para um
cafezinho rсpido.
> >
> > Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nѓs? Se sim, vieram atщ cс
para quъ?
> >
> >
> >
> > Jс sei, jс sei, devem ser tуo feios, ante nossa monumental beleza, que,
inteligentes como sуo, tъm uma vergonha... Entуo, "aparecem", tomam um chс
de nossa
> >
> > beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, р velocidade da
luz-deltac, deixando-nos com сgua na boca e os olhos esbulhagados, de
ansiedade e vontade de ver. Isto щ assim desde que comeчaram
> >
> > a escrever a bэblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
montagem. E muitos relatos alэ, que alguns identificam com o mister, talvez
incrementem as certezas
> >
> > de alguns, na crenчa disso que sequer chega a ser mito. Como deuses,
duendes, espэritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco houvesse para encher
de nada.
> >
> >
> >
> > Ou talvez sejam honestos demais, e nуo queiram se misturar com muitos de
nossos polэticos. Que nуo sуo bestas.
> >
> >
> >
> > Sds,
> >
> > Victor.
> >
> >
> >
> >
> >
> > ----- Original Message -----
> >
> > From: Alvaro Augusto (L)
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > To: ciencialist@
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=ciencialist@ yahoogrupos. com.br
yahoogrupos. com.br
> >
> > Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> >
> > Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo
de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> > UFOs nуo me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com anjos
e deuses, na Idade Mщdia, com bruxas e, hoje, sуo identificados com
espaчonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada mais do que um mito
moderno.
> >
> > A њnica pergunta que interessa щ: se os ETs existem, onde estуo eles?
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay. com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > Enviada em: terчa-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> >
> >
> >
> > Marcel,
> >
> > O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem todos
os dias aqui e no mundo. Pular daэ para "seres de outras galсxias e naves",
щ um salto lѓgico absurdo e sem sentido.
> >
> > Onde estуo as provas?
> >
> > []s
> >
> > 2009/11/10 marcelleandro2009 <marcelleandro2009@ yahoo.com. br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=marcelleandro 2009@ >
> >
> >
> >
> > Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates Monteiro faz espantosas declaraчѕes
sobre a aчуo de UFOs no paэs
> >
> > http://www.ufo. . . . com.br/index. php?arquivo= notComp.php
<http://www.ufo. com.br/index. php?arquivo= notComp.php& id=4545> &id=4545
> >
> >
> > Mais um militar graduado apѓia a campanha UFOs: Liberdade de Informaчуo

> > No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade o
ex-ministro da Aeronсutica do Governo Fernando Collor no perэodo de
1990-1992, o tenente-brigadeiro Sѓcrates da Costa Monteiro. A entrevista se
deu em sua residъncia no Rio de Janeiro e foi conduzida pelo editor A. J.
Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos consultores Francisco
Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira Neto, do Rio de Janeiro.
Foram mais de duas horas de conversa extremamente interessante e proveitosa,
em que o militar sentiu-se a vontade e sem qualquer constrangimento para
falar sobre Ufologia, como alguns outros oficiais que tambщm jс prestaram
depoimento р Revista UFO.. Monteiro estс na reserva da Forчa Aщrea
Brasileira (FAB) hс anos, mas mantщm vэnculos com militares na ativa de
vсrios setores do oficialato brasileiro. Tem memѓria extremamente lњcida de
fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronсutica e УЂтЌ" de especial
interesse para a Ufologia Brasileira УЂтЌ" sobre como o paэs lidou com a
questуo durante o tempo em que ele esteve na ativa. Como outros ministros,
antes e depois dele, Monteiro tambщm teve acesso a informaчѕes graves sobre
a manifestaчуo de outras espщcies cѓsmicas em nosso paэs, relatando-nos
alguns casos. Ele foi piloto de vсrias aeronaves, inclusive de caчa, nas
quais tem mais de cinco mil horas de vєo.
> >
> > Tecnologia muito mais avanчada do que a nossa - O militar foi comandante
do I Centro Integrado de Defesa Aщrea e Controle de Trсfego Aщreo
(Cindacta), em Brasэlia, fase em que esteve р frente do registro de
ocorrъncias ufolѓgicas em todo o paэs, em especial na сrea do Distrito
Federal e Regiуo Sudeste... Ele revelou que as observaчѕes de objetos
voadores nуo identificados eram constantes nas telas de radar do ѓrgуo, bem
antes dele assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente
anotados, sendo que alguns eram investigados pela Forчa Aщrea Brasileira
(FAB). Naquela ocasiуo ainda nуo se empregava o termo Trсfego Hotel para
designar UFOs. Monteiro descreveu uma situaчуo em que a estaчуo de radar do
Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa altitude por um objeto discѓide
de grandes proporчѕes, e que seus homens, sem saber o que fazer, abriram
fogo contra no intruso. Ao saber disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas
para interromperem o tiroteio imediatamente. "Eles tъm uma tecnologia muito
mais avanчada do que a nossa e nуo sabemos com o reagiriam р nossa aчуo",
disse referindo-se aos tripulantes do veэculo, informando ainda que esta era
a doutrina adotada na щpoca, ou seja, nуo agredir para nуo sofrer as
conseqќъncias.
> >
> > O entrevistado tambщm foi comandante do IV Comando Aщreo Regional
(COMAR), em Sуo Paulo, ѓrgуo que controla o espaчo aщreo da Regiуo Sudeste,
durante a famosa Noite Oficial dos UFOs no Brasil, em 19 de maio de 1986,
quando a сrea ficou inundada com o aparecimento de mais de 20 esferas
voadoras de mais de 100 m de diтmetro cada, que foram perseguidas por sete
caчas F-5E e Mirage da FAB, enviados das bases aщreas de Santa Cruz (RJ) e
Anсpolis (GO). Este щ um dos casos ufolѓgicos mais importantes do paэs, que
contou com a participaчуo do entуo presidente da Embraer Ozires Silva, a
bordo de um aviуo Xingu que seguia de Brasэlia para Sуo Josщ dos Campos.
Silva teve um avistamento dos objetos e chegou a persegui-lo sobre o estado
de Sуo Paulo. Como se sabe, o entуo ministro da Aeronсutica brigadeiro
Octсvio Moreira Lima chegou a ir р TV em rede nacional, no dia seguinte,
para admitir a "invasуo" do espaчo aщreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
Moreira Lima, sуo amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou detalhes
de seu avistamento. Silva estс neste instante sendo contatado pelo Revista
UFO para novos esclarecimentos. . .
> >
> > O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> >
> > Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
liberar um documento importantэssimo sobre a referida Noite Oficial dos UFOs
no Brasil, em que admite que os objetos observados eram "sѓlidos e refletem
certa forma de inteligъncia" , alщm de realizarem manobras espantosas. O
documento pode ser acessado neste link: http://www.ufo.
<http://www.ufo. com.br/documento s/night/> com.br/documento s/night/. Com
esta liberaчуo, o assunto central da entrevista, naturalmente, foi a
ocorrъncia de 19 de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por
Monteiro, inclusive com detalhes atщ entуo desconhecidos. A ele sуo
atribuэdas algumas contundentes declaraчѕes sobre os fatos, prestadas na
щpoca. Por exemplo, o militar teria dito que "hс muitos anos esses casos vъm
sendo registrados pela Aeronсutica" e que os UFOs "passaram de 250 para
1.500 km/h em fraчѕes de segundo". Monteiro tambщm teria dito que "A FAB
filmou todo o evento em vэdeotapes". Estes fatos sуo agora complementados
por ele... Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrєnicas, "na falta de
uma explicaчуo melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro, o
entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente estarrecedora e
que os caчas conseguiam se aproximar deles apenas por alguns instantes,
porque em seguida os artefatos disparavam a altэssima velocidade. "Nуo havia
como nos aproximarmos deles e entуo acabamos abandonando as buscas. Que
duraram muitas horas naquela madrugada". Hс referъncia de que os UFOs
chegaram a atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade
som, o que Monteiro disse ser possэvel, embora os instrumentos tivessem
chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
sofrido distorчѕes naturais de leitura"... Quanto р Forчa Aщrea Brasileira
(FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que, na verdade, o ѓrgуo
УЂтЌ" em especial o Cindacta УЂтЌ" sempre anotava o que ocorria nas telas
de radar, e que tudo aquilo foi registrado em gravaчѕes apropriadas feitas a
partir daqueles instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas sуo
apagadas e reutilizadas.
> >
> > Visitados por outras espщcies cѓsmicas - O entrevistado foi cauteloso o
tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo р pressуo dos
entrevistadores e deixando logo claro que, assim como outros militares
graduados do paэs, tambщm tem nэtida noчуo de que estamos sendo visitados
por outras espщcies cѓsmicas. Mesmo que no inэcio tenha se referido aos UFOs
como anomalias eletrєnicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar
seus tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
veэculos, mencionando tambщm sua "tecnologia" . Tambщm se referiu
abertamente рs inteligъncias por trсs do fenєmeno, dando a clara noчуo de
que estamos diante de civilizaчѕes superiores. Esta foi uma afirmaчуo mais
contundente, que ele deu ao final da entrevista, quando voltou a se referir
ao caso em que seus homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve
que intervir imediatamente, pois "a reaчуo deles poderia ser trсgica para
nѓs". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos Estados
Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu aviуo foi
destroчado apѓs uma perseguiчуo a um UFO. "Por isso, os caчas, quando
perseguiam tais `anomalias eletrєnicas', o faziam com cautela". Jс ao fim da
conversa, quando estava mais р vontade com os entrevistadores, se referia рs
tais anomalias quase praticamente rindo de sua prѓpria interpretaчуo do
fenєmeno e admitindo que apenas usava a expressуo "por nуo ter um UFO nas
mуos pra poder dizer exatamente o que щ".
> >
> > Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilтncia da Amazєnia, que ele
implantou
> >
> > Apoio р campanha pela liberdade de informaчуo - Enfim, o
tenente-brigadeiro Sѓcrates da Costa Monteiro щ mais um homem do meio
militar brasileiro que, reconhecendo a sщria missуo dos ufѓlogos da Revista
UFO em levantar estas questѕes, apѓia a campanha UFOs: Liberdade de
Informaчуo Jс, conduzida pela Comissуo Brasileira de Ufѓlogos (CBU) atravщs
da publicaчуo.. Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre
eles o brigadeiro Josщ Carlos Pereira e os coronщis Uyrangъ Hollanda e
Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestaчуo ufolѓgica e a
necessidade de se tratar dela de forma transparente. E declarou: "Os
arquivos devem ser abertos e vocъs devem continuar sua aчуo junto ao
Governo, para garantir que isso ocorra".
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.... co
m/m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo..com
/esportes/>
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo..com
/m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
esportes/>
> >
> >
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> 10 - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
esportes/>
> >
>

------------ --------- --------- ------

##### ##### #####

Pсgina de apoio
http://www.ciencial ist.com

##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: luiz silva <luizfelipecsrj@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 12:27

Ola Takata,
 
Somente espécies inteligentes....a situação proposta é a probabilidade de uma civilização como a nossa se extinguir......
 
Abs
Felipe

--- Em seg, 16/11/09, roberto <roberto.takata@bol.com.br> escreveu:

De: roberto <roberto.takata@bol.com.br>
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009, 12:07

 
--- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "marcelleandro2009"
> Dentre as espécies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de
> extinção.

Até o momento são conhecidos seis gêneros de hominina. Cinco dos quais extintos. Dentro do gênero Homo, provavelmente existiram algo como 7 espécies, 6 das quais extinguiram. Coexistiram com os H. sapiens ao menos duas outras espécies congenéricas, também extintas hoje em dia.

Na melhor das hipóteses, temos uma taxa de extinção de 2/3 = 66,67% em cerca de 250 mil anos.

Sua taxa de 0,001% é *muito* otimista.

[]s,

Roberto Takata



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: [ciencialist] El Silbo, agora o mundo acaba
FROM: Kentaro Mori <kentaro.mori@gmail.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 12:51

Léo, confira a página:
http://mjrainey.googlepages.com/elsilbo
Lá há duas gravações do sinal do El Silbo captados por outras
estações. A primeira é um sinal que mal é inteligível... a segunda, em
que ele usou um microfone de eletretos com picos de 100mW, já é mais
compreensível.

Aproveitando para agradecer a gentileza do Victor, dá ânimo de
continuar escrevendo essas bobagens :-)

[]s

Mori

2009/11/16 Luiz Ferraz Netto <leobarretos@uol.com.br>
>
>
>
> Eu, particularmente, imprimi tal esquema e estou a estudá-lo. Estou fazendo umas continhas, levando em conta que o alto falante utilizado seja "excelente" e permita pelo menos 10% de conversão de energia sonora em energia elétrica. Não estou duvidando do alcance e sim da modulação do sinal.
> Aguardem....
>
> []´
>      ===========================
>             Luiz Ferraz Netto [Léo]
>         leo@feiradeciencias.com.br
>            leobarretos@uol.com.br
>          luizferraz.netto@gmail.com
>      http://www.feiradeciencias.com.br
>      ===========================
>
> ----- Original Message -----
> From: JVictor
> To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Sent: Saturday, November 14, 2009 7:32 PM
> Subject: Re: [ciencialist] El Silbo, agora o mundo acaba
>
>
> Caro Mori,
>
> Parabéns pelo artigo. Parabéns mesmo. Mais um trabalho de nível e cheio de conteudo util.
>
> Sds,
> Victor.
>
>
>
> ----- Original Message -----
> From: Kentaro Mori
> To: undisclosed-recipients:
> Sent: Saturday, November 14, 2009 12:23 PM
> Subject: [ciencialist] El Silbo, agora o mundo acaba
>
>
> El Silbo, agora o mundo acaba
>
> Com vocês, o esquema para o fim do mundo, a gênese do juízo final, a espada do Armageddon. Ou alguma coisa assim. Em tese. Explico.
>
> É apenas o circuito criado por Michael J. Rainey para “El Silbo”, um adorável rádio-transmissor movido unicamente pela energia da voz do operador. Nada de baterias, nem mesmo manivelas, basta falar e a energia das ondas sonoras é convertida em pequenos sinais elétricos que por sua vez se transformam em sinais de rádio, com potência variando de 5 a picos de 15 mW.
>
> Pode ser muito pouco, mas Rainey diz ter conseguido usar seu “El Silbo” para falar com outros rádio-amadores a uma distância de até 160 km! É a energia de uma voz humana, cruzando distâncias literalmente muito além do horizonte, graças à engenhosidade do cérebro humano.
>
> O próprio nome “El Silbo” é uma referência à Silbo Gomero, uma linguagem assobiada – !!! – falada por habitantes de La Gomera nas Ilhas Canárias – acredite se quiser, ou leia na BBC e em trabalhos acadêmicos. Aproveitando-se do relevo montanhoso, e com seus altos assobios, a linguagem Silbo aparentemente permtiria conversas com interlocutores a pouco mais de três quilômetros de distância. Fascinante como possa ser, o “El Silbo” eletrônico multiplicou em dezenas de vezes o melhor que a biologia pôde nos oferecer. Nenhum assobio humano deve chegar a 160 km de distância.
>
> Assista ao vídeo
>
> A parte rápida e curiosa do post acaba aqui… caso queira adentrar uma longa divagação sobre como isso se relaciona com o Apocalipse, continue lendo. Explico.
>
> Continue lendo »
>
> ________________________________
>
> No virus found in this incoming message.
> Checked by AVG - www.avg.com
> Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.65/2503 - Release Date: 11/13/09 18:22:00
>
> ________________________________
>
> No virus found in this incoming message.
> Checked by AVG - www.avg.com
> Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.67/2506 - Release Date: 11/16/09 07:43:00
>
>


SUBJECT: Documentário History - Operação Prato
FROM: luiz silva <luizfelipecsrj@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 12:58

Ola Kentaro,
 
Ontem passou um documentário sobre a operação prato no History Channel....Vc tem algum material sobre este assunto, alguma opinião formada ?
 
Ps: Uma  outra questão : Uma vez, ocorreu um acidente com um tucano da Fab onde, analisando-se o vídeo em camera lenta, percebe-se uma esfera escura passando pela asa do avião, aparentemente no local onde ocorreu a ruptura da asa....Vc tem algum mateiral sobre este caso...alguma possível explicação ?
 
Desde já, agradeço.
Abs
Felipe


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 16/11/2009 12:59

QED, hehe...

[ ]s

Alvaro Augusto
alvaro@lunabay.com.br
http://www.lunabay.com.br/
http://twitter.com/alvaro_augusto



-----Mensagem original-----
De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br]
Em nome de roberto
Enviada em: segunda-feira, 16 de novembro de 2009 12:07
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica
Sócrates - ação de UFOs no país

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "marcelleandro2009"
> Dentre as espécies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de
> extinção.

Até o momento são conhecidos seis gêneros de hominina. Cinco dos quais
extintos. Dentro do gênero Homo, provavelmente existiram algo como 7
espécies, 6 das quais extinguiram. Coexistiram com os H. sapiens ao menos
duas outras espécies congenéricas, também extintas hoje em dia.

Na melhor das hipóteses, temos uma taxa de extinção de 2/3 = 66,67% em cerca
de 250 mil anos.

Sua taxa de 0,001% é *muito* otimista.

[]s,

Roberto Takata



------------------------------------

##### ##### #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos




SUBJECT: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 16/11/2009 12:59

Simples. Basta chamar de Nt o número total de espécies inteligentes no universo e de Ne o número de espécies inteligentes extintas por armas de destruição em massa. A probabilidade procurada será Ne/Nt. O resto são detalhes...

 

[ ]s

 

Alvaro Augusto

alvaro@lunabay.com.br

http://www.lunabay.com.br/

http://twitter.com/alvaro_augusto

 

 

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de luiz silva
Enviada em: segunda-feira, 16 de novembro de 2009 12:22
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país

 




O problema é quantificar esta possibilidade de extinção...mesmo que se desenvolva armas de destruição em massa....

 

Abs

Felipe

--- Em seg, 16/11/09, Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br> escreveu:


De: Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br>
Assunto: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009, 11:21

 

Marcel,

Essa sua estimativa de 0,001% de extinчуo para espщcies inteligentes inclui
tambщm o fato de que tais espщcies podem vir a desenvolver armas de
destruiчуo em massa?

[ ]s

Alvaro Augusto
alvaro@lunabay. com.br
http://www.lunabay. com.br/
http://twitter. com/alvaro_ augusto

-----Mensagem original---- -
De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br]
Em nome de marcelleandro2009
Enviada em: segunda-feira, 16 de novembro de 2009 10:40
Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica
Sѓcrates - aчуo de UFOs no paэs

Oс Alvaro,

Nуo tinha visto antes este e-mail e jс atщ saiu do contexto, mas...
Dentre as espщcies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de extinчуo.
Para quem nуo entendeu, quiz dizer que a proporчуo de extinчуo geral das
espщcies nуo se aplica para este "nicho" de espщcies.

Marcel

--- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...>
escreveu
>
> 0,001% de sobrevivъncia ou de extinчуo?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay. com.br/
>
> http://twitter. com/alvaro_ augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br]
Em nome de marcelleandro2009
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 12:05
> Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica
Sѓcrates - aчуo de UFOs no paэs
>
>
>
>
>
>
>
>
> Сlvaro,
>
> " ...O processo detalhado da evoluчуo em outro planeta certamente serс
diferente do da Terra, mas as leis fundamentais sуo as mesmas..."
>
> Sim, mas mesmo assim desconsideramos os "seus" 95%, certo? Para uma
espщcie que consiga ir alщm de "lavar a batata" talvez este valor caia para
0,001%.
>
>
>
> Marcel
>
>
>
>
>
>
>
>
> --- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@>
escreveu
> >
> > Vocъ nуo entendeu ainda. Щ claro que as contas nуo sуo simples. Щ por
isso que meu texto comeчa com um УЂтЌХ"SEУЂтЌТ.
> >
> >
> > Qualquer espщcie viva, aqui ou em qualquer lugar, estс sujeita р
extinчуo, pois as leis da termodinтmica sуo universais. O processo detalhado
da evoluчуo em outro planeta certamente serс diferente do da Terra, mas as
leis fundamentais sуo as mesmas.
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. com.br/
> >
> > http://twitter. com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
[mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:36
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates
- aчуo de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > Como jс falei, eles podem estar sendo classificados como OVNIS, como
fenєmenos meteorolѓgicos, etc...
> >
> >
> >
> > Alem disso, com relaчуo as contas....nуo sao tao simples (email q enviei
para o Homero).
> >
> >
> >
> > Qto a extinчуo, nada simples...pq a vida em outro planeta tem que
evoluir de forma semelhante (qto a extinчѕes de espщcies) que na terra ??
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em sex, 13/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@
> > Assunto: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates -
aчуo de UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009, 0:11
> >
> >
> >
> > Felipe,
> >
> >
> >
> > Obviamente que as premissas nуo podem ser comprovadas! Eu apenas apontei
que SE existir apenas uma estrela por galсxia com condiчѕes de abrigar vida
inteligente, entуo devem existir uns 100 bilhѕes de civilizaчѕes
inteligentes no universo. Simples assim. Apenas uma hipѓtese que leva a uma
conclusуo embasada no nosso conhecimento do nњmero de galсxias no universo.
> >
> >
> >
> > O resto щ com vocъ. Щ vocъ que deve mostrar que, sendo o universo tуo
vasto e sendo o nњmero mэnimo de civilizaчѕes inteligentes tуo grande,
porque eles nуo estуo aqui. Se vocъ nуo gosta de 100 bilhѕes, divida por 10,
multiplique por 20, tanto faz. Sѓ nуo use o argumento de civilizaчѕes
avanчadэssimas escondidas por trсs de um tipo de diretriz primeira.
> >
> >
> >
> > Quando р origem do argumento da extinчуo, simples novamente: a histѓria
do nosso planeta mostra que 95% de todas as espщcies que jс existiram estуo
hoje extintas. Por que seria a nossa a primeira a durar para sempre? Tem
certeza que sou eu quem estс usando argumentos antropocъntricos?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. com.br/ <http://www.lunabay. com.br/>
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:33
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates -
aчуo de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > O problema sуo as probabilidades. .......todas feitas com premissas que
nem de longe podem ser provadas como verdadeiras. ........por exemplo, de
onde surgiu este no. mсgico...apresente o raciocэnio, o desenvolvimento que
leva a esta probabilidade. ....vamos analisar estas contas....
> >
> >
> >
> > As conclusѕes tb sуo antropocъntricas. ....de onde tiraram este
argumento de extinчуo....olhando para os nossos problemas ?....
> >
> >
> >
> > Onde estуo eles ? Talvez sendo classificados como anomalias em eqtos,
reflexos, etc...Ainda assim, esta questуo deste falso paradoxo jс foi
discutida na lista....... e щ nada mais que isso, um falso paradoxo...
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
> > Assunto: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo
de UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 13:53
> >
> >
> >
> > Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere. УЂтЌХ"ImprovсvelУЂтЌТ nуo
significa УЂтЌХ"impossэvelУЂтЌТ. Por exemplo, o nњmero de estrelas por
galсxia deve ser de 100 bilhѕes e existem mais de 100 bilhѕes de galсxias no
universo. Se apenas uma estrela por galсxia contiver um planeta com vida
inteligente, isso significa que devem existir 100 bilhѕes de civilizaчѕes
inteligentes por aэ, mas a probabilidade disso щ menor do que 1e-11.
Pouquэssimo provсvel, mas infinitamente distante de
УЂтЌХ"impossэvelУЂтЌТ. Contudo, tais civilizaчѕes estariam tуo distantes
umas das outras que fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possэvel
УЂтЌХ"primeiro contatoУЂтЌТ.
> >
> >
> >
> > Щ claro que podem existir civilizaчѕes УЂтЌХ"sortudasУЂтЌТ, surgidas
nos primѓrdios do universo, que conseguiram sobreviver a todas as tragщdias
e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens interestelares,
intergalсcticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta de Fermi: onde estуo
elas?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay. com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Joуo,
> >
> >
> >
> > Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas de
ETs......Vamos ao que ele disse :
> >
> >
> >
> > A vida simples щ provсvel no universo;
> >
> > A vida complexa, pouco provсvel;
> >
> > A vida inteligente, muito improvсvel;
> >
> > ETs que visitam a terra, quase impossэvel.
> >
> >
> >
> > Interessante os "bicos" com relaчуo a possibilidade disso ou
daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoсcidos fora
da terra era uma coisa impensсvel, muito improvсvel, quase impossэvel... .e
hj sabemos que eles estуo espalhados por todo o universo, em cometas,
etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a existъncia de planetas fora do
sistema solar era tida como pouco provсvel....e, atualmente, estima-se que
os planetas estуo presente em abundтncia em nosso universo.... .Ou seja, o
que significa pouco provсvel ou impossэvel em ciъncia...serс que significa
nossa prѓpria limitaчуo tecnolѓgica ou cientэfica ou crenчas ???
> >
> >
> >
> > Com relaчуo a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres teriam
as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetсrias que nѓs
enfrentamos. ..Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc.. .
> >
> >
> >
> > Ora, a civilizaчуo humana existe a uns milhares de anos, e estamos no
nэvel tecnolѓgico atual........ serс tуo absurdo achar que num universo de 14
bilhѕes da anos de idade, zilhѕes de galaxias, estrelas e planetas nao possa
existir uma civilizaчуo com alguns milhѕes de anos e com uma tecnologia
alguns milhѕes de anos a nossa frente??
> >
> >
> >
> > Resumo : a sua anсlise щ correta, dentro de uma visуo antropocъntrica do
universo.Este argumento do cadъ eles, pq nуo falam conosco....novament e
reflete todo o antropocentrismo presente em sua visуo de mundo....
> >
> >
> >
> > Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilizaчуo ainda em
estado embrionсrio de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos interagir
diretamente com esta civilizaчуo, ou a estudaremos e acompanharemos o seu
desenvolvimento? ?
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> >
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br> escreveu:
> >
> >
> > De: J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br>
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> >
> >
> >
> > E outra pergunta, ainda:
> >
> >
> >
> > Qual a razуo de, apesar de tantas "apariчѕes", ao longo dos sщculos,
"documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNIДs nunca quiseram nos
dar o ar da graчa de suas eventualmente majestosas figuras. Sequer para um
cafezinho rсpido.
> >
> > Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nѓs? Se sim, vieram atщ cс
para quъ?
> >
> >
> >
> > Jс sei, jс sei, devem ser tуo feios, ante nossa monumental beleza, que,
inteligentes como sуo, tъm uma vergonha... Entуo, "aparecem", tomam um chс
de nossa
> >
> > beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, р velocidade da
luz-deltac, deixando-nos com сgua na boca e os olhos esbulhagados, de
ansiedade e vontade de ver. Isto щ assim desde que comeчaram
> >
> > a escrever a bэblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
montagem. E muitos relatos alэ, que alguns identificam com o mister, talvez
incrementem as certezas
> >
> > de alguns, na crenчa disso que sequer chega a ser mito. Como deuses,
duendes, espэritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco houvesse para encher
de nada.
> >
> >
> >
> > Ou talvez sejam honestos demais, e nуo queiram se misturar com muitos de
nossos polэticos. Que nуo sуo bestas.
> >
> >
> >
> > Sds,
> >
> > Victor.
> >
> >
> >
> >
> >
> > ----- Original Message -----
> >
> > From: Alvaro Augusto (L)
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > To: ciencialist@
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=ciencialist@ yahoogrupos. com.br
yahoogrupos. com.br
> >
> > Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> >
> > Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo
de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> > UFOs nуo me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com anjos
e deuses, na Idade Mщdia, com bruxas e, hoje, sуo identificados com
espaчonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada mais do que um mito
moderno.
> >
> > A њnica pergunta que interessa щ: se os ETs existem, onde estуo eles?
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay. com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > Enviada em: terчa-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> >
> >
> >
> > Marcel,
> >
> > O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem todos
os dias aqui e no mundo. Pular daэ para "seres de outras galсxias e naves",
щ um salto lѓgico absurdo e sem sentido.
> >
> > Onde estуo as provas?
> >
> > []s
> >
> > 2009/11/10 marcelleandro2009 <marcelleandro2009@ yahoo.com. br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=marcelleandro 2009@ >
> >
> >
> >
> > Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates Monteiro faz espantosas declaraчѕes
sobre a aчуo de UFOs no paэs
> >
> > http://www.ufo. . . . com.br/index. php?arquivo= notComp.php
<http://www.ufo. com.br/index. php?arquivo= notComp.php& id=4545> &id=4545
> >
> >
> > Mais um militar graduado apѓia a campanha UFOs: Liberdade de Informaчуo

> > No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade o
ex-ministro da Aeronсutica do Governo Fernando Collor no perэodo de
1990-1992, o tenente-brigadeiro Sѓcrates da Costa Monteiro. A entrevista se
deu em sua residъncia no Rio de Janeiro e foi conduzida pelo editor A. J.
Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos consultores Francisco
Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira Neto, do Rio de Janeiro.
Foram mais de duas horas de conversa extremamente interessante e proveitosa,
em que o militar sentiu-se a vontade e sem qualquer constrangimento para
falar sobre Ufologia, como alguns outros oficiais que tambщm jс prestaram
depoimento р Revista UFO.. Monteiro estс na reserva da Forчa Aщrea
Brasileira (FAB) hс anos, mas mantщm vэnculos com militares na ativa de
vсrios setores do oficialato brasileiro. Tem memѓria extremamente lњcida de
fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronсutica e УЂтЌ" de especial
interesse para a Ufologia Brasileira УЂтЌ" sobre como o paэs lidou com a
questуo durante o tempo em que ele esteve na ativa. Como outros ministros,
antes e depois dele, Monteiro tambщm teve acesso a informaчѕes graves sobre
a manifestaчуo de outras espщcies cѓsmicas em nosso paэs, relatando-nos
alguns casos. Ele foi piloto de vсrias aeronaves, inclusive de caчa, nas
quais tem mais de cinco mil horas de vєo.
> >
> > Tecnologia muito mais avanчada do que a nossa - O militar foi comandante
do I Centro Integrado de Defesa Aщrea e Controle de Trсfego Aщreo
(Cindacta), em Brasэlia, fase em que esteve р frente do registro de
ocorrъncias ufolѓgicas em todo o paэs, em especial na сrea do Distrito
Federal e Regiуo Sudeste... Ele revelou que as observaчѕes de objetos
voadores nуo identificados eram constantes nas telas de radar do ѓrgуo, bem
antes dele assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente
anotados, sendo que alguns eram investigados pela Forчa Aщrea Brasileira
(FAB). Naquela ocasiуo ainda nуo se empregava o termo Trсfego Hotel para
designar UFOs. Monteiro descreveu uma situaчуo em que a estaчуo de radar do
Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa altitude por um objeto discѓide
de grandes proporчѕes, e que seus homens, sem saber o que fazer, abriram
fogo contra no intruso. Ao saber disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas
para interromperem o tiroteio imediatamente. "Eles tъm uma tecnologia muito
mais avanчada do que a nossa e nуo sabemos com o reagiriam р nossa aчуo",
disse referindo-se aos tripulantes do veэculo, informando ainda que esta era
a doutrina adotada na щpoca, ou seja, nуo agredir para nуo sofrer as
conseqќъncias.
> >
> > O entrevistado tambщm foi comandante do IV Comando Aщreo Regional
(COMAR), em Sуo Paulo, ѓrgуo que controla o espaчo aщreo da Regiуo Sudeste,
durante a famosa Noite Oficial dos UFOs no Brasil, em 19 de maio de 1986,
quando a сrea ficou inundada com o aparecimento de mais de 20 esferas
voadoras de mais de 100 m de diтmetro cada, que foram perseguidas por sete
caчas F-5E e Mirage da FAB, enviados das bases aщreas de Santa Cruz (RJ) e
Anсpolis (GO). Este щ um dos casos ufolѓgicos mais importantes do paэs, que
contou com a participaчуo do entуo presidente da Embraer Ozires Silva, a
bordo de um aviуo Xingu que seguia de Brasэlia para Sуo Josщ dos Campos.
Silva teve um avistamento dos objetos e chegou a persegui-lo sobre o estado
de Sуo Paulo. Como se sabe, o entуo ministro da Aeronсutica brigadeiro
Octсvio Moreira Lima chegou a ir р TV em rede nacional, no dia seguinte,
para admitir a "invasуo" do espaчo aщreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
Moreira Lima, sуo amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou detalhes
de seu avistamento. Silva estс neste instante sendo contatado pelo Revista
UFO para novos esclarecimentos. . .
> >
> > O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> >
> > Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
liberar um documento importantэssimo sobre a referida Noite Oficial dos UFOs
no Brasil, em que admite que os objetos observados eram "sѓlidos e refletem
certa forma de inteligъncia" , alщm de realizarem manobras espantosas. O
documento pode ser acessado neste link: http://www.ufo.
<http://www.ufo. com.br/documento s/night/> com.br/documento s/night/. Com
esta liberaчуo, o assunto central da entrevista, naturalmente, foi a
ocorrъncia de 19 de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por
Monteiro, inclusive com detalhes atщ entуo desconhecidos. A ele sуo
atribuэdas algumas contundentes declaraчѕes sobre os fatos, prestadas na
щpoca. Por exemplo, o militar teria dito que "hс muitos anos esses casos vъm
sendo registrados pela Aeronсutica" e que os UFOs "passaram de 250 para
1.500 km/h em fraчѕes de segundo". Monteiro tambщm teria dito que "A FAB
filmou todo o evento em vэdeotapes". Estes fatos sуo agora complementados
por ele... Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrєnicas, "na falta de
uma explicaчуo melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro, o
entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente estarrecedora e
que os caчas conseguiam se aproximar deles apenas por alguns instantes,
porque em seguida os artefatos disparavam a altэssima velocidade. "Nуo havia
como nos aproximarmos deles e entуo acabamos abandonando as buscas. Que
duraram muitas horas naquela madrugada". Hс referъncia de que os UFOs
chegaram a atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade
som, o que Monteiro disse ser possэvel, embora os instrumentos tivessem
chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
sofrido distorчѕes naturais de leitura"... Quanto р Forчa Aщrea Brasileira
(FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que, na verdade, o ѓrgуo
УЂтЌ" em especial o Cindacta УЂтЌ" sempre anotava o que ocorria nas telas
de radar, e que tudo aquilo foi registrado em gravaчѕes apropriadas feitas a
partir daqueles instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas sуo
apagadas e reutilizadas.
> >
> > Visitados por outras espщcies cѓsmicas - O entrevistado foi cauteloso o
tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo р pressуo dos
entrevistadores e deixando logo claro que, assim como outros militares
graduados do paэs, tambщm tem nэtida noчуo de que estamos sendo visitados
por outras espщcies cѓsmicas. Mesmo que no inэcio tenha se referido aos UFOs
como anomalias eletrєnicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar
seus tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
veэculos, mencionando tambщm sua "tecnologia" . Tambщm se referiu
abertamente рs inteligъncias por trсs do fenєmeno, dando a clara noчуo de
que estamos diante de civilizaчѕes superiores. Esta foi uma afirmaчуo mais
contundente, que ele deu ao final da entrevista, quando voltou a se referir
ao caso em que seus homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve
que intervir imediatamente, pois "a reaчуo deles poderia ser trсgica para
nѓs". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos Estados
Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu aviуo foi
destroчado apѓs uma perseguiчуo a um UFO. "Por isso, os caчas, quando
perseguiam tais `anomalias eletrєnicas', o faziam com cautela". Jс ao fim da
conversa, quando estava mais р vontade com os entrevistadores, se referia рs
tais anomalias quase praticamente rindo de sua prѓpria interpretaчуo do
fenєmeno e admitindo que apenas usava a expressуo "por nуo ter um UFO nas
mуos pra poder dizer exatamente o que щ".
> >
> > Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilтncia da Amazєnia, que ele
implantou
> >
> > Apoio р campanha pela liberdade de informaчуo - Enfim, o
tenente-brigadeiro Sѓcrates da Costa Monteiro щ mais um homem do meio
militar brasileiro que, reconhecendo a sщria missуo dos ufѓlogos da Revista
UFO em levantar estas questѕes, apѓia a campanha UFOs: Liberdade de
Informaчуo Jс, conduzida pela Comissуo Brasileira de Ufѓlogos (CBU) atravщs
da publicaчуo.. Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre
eles o brigadeiro Josщ Carlos Pereira e os coronщis Uyrangъ Hollanda e
Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestaчуo ufolѓgica e a
necessidade de se tratar dela de forma transparente. E declarou: "Os
arquivos devem ser abertos e vocъs devem continuar sua aчуo junto ao
Governo, para garantir que isso ocorra".
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.... co
m/m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo..com
/esportes/>
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo..com
/m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
esportes/>
> >
> >
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> 10 - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
esportes/>
> >
>

------------ --------- --------- ------

##### ##### #####

Pсgina de apoio
http://www.ciencial ist.com

##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos

 


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes



SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: luiz silva <luizfelipecsrj@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 13:09

rsrsr....exatamente!!!!


--- Em seg, 16/11/09, Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br> escreveu:

De: Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br>
Assunto: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009, 12:59

 

Simples. Basta chamar de Nt o número total de espécies inteligentes no universo e de Ne o número de espécies inteligentes extintas por armas de destruição em massa. A probabilidade procurada será Ne/Nt. O resto são detalhes...

 

[ ]s

 

Alvaro Augusto

alvaro@lunabay. com.br

http://www.lunabay. com.br/

http://twitter. com/alvaro_ augusto

 

 

De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos. com.br] Em nome de luiz silva
Enviada em: segunda-feira, 16 de novembro de 2009 12:22
Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país

 




O problema é quantificar esta possibilidade de extinção...mesmo que se desenvolva armas de destruição em massa....

 

Abs

Felipe

--- Em seg, 16/11/09, Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay. com.br> escreveu:


De: Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay. com.br>
Assunto: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
Data: Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009, 11:21

 

Marcel,

Essa sua estimativa de 0,001% de extinчуo para espщcies inteligentes inclui
tambщm o fato de que tais espщcies podem vir a desenvolver armas de
destruiчуo em massa?

[ ]s

Alvaro Augusto
alvaro@lunabay. com.br
http://www.lunabay. com.br/
http://twitter. com/alvaro_ augusto

-----Mensagem original---- -
De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br]
Em nome de marcelleandro2009
Enviada em: segunda-feira, 16 de novembro de 2009 10:40
Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica
Sѓcrates - aчуo de UFOs no paэs

Oс Alvaro,

Nуo tinha visto antes este e-mail e jс atщ saiu do contexto, mas...
Dentre as espщcies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de extinчуo.
Para quem nуo entendeu, quiz dizer que a proporчуo de extinчуo geral das
espщcies nуo se aplica para este "nicho" de espщcies.

Marcel

--- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...>
escreveu
>
> 0,001% de sobrevivъncia ou de extinчуo?
>
>
>
> [ ]s
>
>
>
> Alvaro Augusto
>
> alvaro@...
>
> http://www.lunabay. com.br/
>
> http://twitter. com/alvaro_ augusto
>
>
>
>
>
> De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br]
Em nome de marcelleandro2009
> Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 12:05
> Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica
Sѓcrates - aчуo de UFOs no paэs
>
>
>
>
>
>
>
>
> Сlvaro,
>
> " ...O processo detalhado da evoluчуo em outro planeta certamente serс
diferente do da Terra, mas as leis fundamentais sуo as mesmas..."
>
> Sim, mas mesmo assim desconsideramos os "seus" 95%, certo? Para uma
espщcie que consiga ir alщm de "lavar a batata" talvez este valor caia para
0,001%.
>
>
>
> Marcel
>
>
>
>
>
>
>
>
> --- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@>
escreveu
> >
> > Vocъ nуo entendeu ainda. Щ claro que as contas nуo sуo simples. Щ por
isso que meu texto comeчa com um УЂтЌХ"SEУЂтЌТ.
> >
> >
> > Qualquer espщcie viva, aqui ou em qualquer lugar, estс sujeita р
extinчуo, pois as leis da termodinтmica sуo universais. O processo detalhado
da evoluчуo em outro planeta certamente serс diferente do da Terra, mas as
leis fundamentais sуo as mesmas.
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. com.br/
> >
> > http://twitter. com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com..br
[mailto:ciencialist@ yahoogrupos. com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:36
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates
- aчуo de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > Como jс falei, eles podem estar sendo classificados como OVNIS, como
fenєmenos meteorolѓgicos, etc...
> >
> >
> >
> > Alem disso, com relaчуo as contas.....nуo sao tao simples (email q enviei
para o Homero).
> >
> >
> >
> > Qto a extinчуo, nada simples...pq a vida em outro planeta tem que
evoluir de forma semelhante (qto a extinчѕes de espщcies) que na terra ??
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em sex, 13/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@
> > Assunto: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates -
aчуo de UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Sexta-feira, 13 de Novembro de 2009, 0:11
> >
> >
> >
> > Felipe,
> >
> >
> >
> > Obviamente que as premissas nуo podem ser comprovadas! Eu apenas apontei
que SE existir apenas uma estrela por galсxia com condiчѕes de abrigar vida
inteligente, entуo devem existir uns 100 bilhѕes de civilizaчѕes
inteligentes no universo. Simples assim. Apenas uma hipѓtese que leva a uma
conclusуo embasada no nosso conhecimento do nњmero de galсxias no universo.
> >
> >
> >
> > O resto щ com vocъ. Щ vocъ que deve mostrar que, sendo o universo tуo
vasto e sendo o nњmero mэnimo de civilizaчѕes inteligentes tуo grande,
porque eles nуo estуo aqui. Se vocъ nуo gosta de 100 bilhѕes, divida por 10,
multiplique por 20, tanto faz.. Sѓ nуo use o argumento de civilizaчѕes
avanчadэssimas escondidas por trсs de um tipo de diretriz primeira.
> >
> >
> >
> > Quando р origem do argumento da extinчуo, simples novamente: a histѓria
do nosso planeta mostra que 95% de todas as espщcies que jс existiram estуo
hoje extintas. Por que seria a nossa a primeira a durar para sempre? Tem
certeza que sou eu quem estс usando argumentos antropocъntricos?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. com.br/ <http://www.lunabay. com.br/>
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos..
com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:33
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates -
aчуo de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Alvaro,
> >
> >
> >
> > O problema sуo as probabilidades. ........todas feitas com premissas que
nem de longe podem ser provadas como verdadeiras. ........por exemplo, de
onde surgiu este no. mсgico...apresente o raciocэnio, o desenvolvimento que
leva a esta probabilidade. ....vamos analisar estas contas....
> >
> >
> >
> > As conclusѕes tb sуo antropocъntricas. ....de onde tiraram este
argumento de extinчуo....olhando para os nossos problemas ?....
> >
> >
> >
> > Onde estуo eles ? Talvez sendo classificados como anomalias em eqtos,
reflexos, etc...Ainda assim, esta questуo deste falso paradoxo jс foi
discutida na lista....... e щ nada mais que isso, um falso paradoxo...
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
escreveu:
> >
> >
> > De: Alvaro Augusto (L) alvaro@lunabay. com.br>
> > Assunto: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo
de UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 13:53
> >
> >
> >
> > Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere. УЂтЌХ"ImprovсvelУЂтЌТ nуo
significa УЂтЌХ"impossэvelУЂтЌТ. Por exemplo, o nњmero de estrelas por
galсxia deve ser de 100 bilhѕes e existem mais de 100 bilhѕes de galсxias no
universo. Se apenas uma estrela por galсxia contiver um planeta com vida
inteligente, isso significa que devem existir 100 bilhѕes de civilizaчѕes
inteligentes por aэ, mas a probabilidade disso щ menor do que 1e-11.
Pouquэssimo provсvel, mas infinitamente distante de
УЂтЌХ"impossэvelУЂтЌТ. Contudo, tais civilizaчѕes estariam tуo distantes
umas das outras que fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possэvel
УЂтЌХ"primeiro contatoУЂтЌТ.
> >
> >
> >
> > Щ claro que podem existir civilizaчѕes УЂтЌХ"sortudasУЂтЌТ, surgidas
nos primѓrdios do universo, que conseguiram sobreviver a todas as tragщdias
e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens interestelares,
intergalсcticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta de Fermi: onde estуo
elas?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay. com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de luiz silva
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ola Joуo,
> >
> >
> >
> > Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas de
ETs......Vamos ao que ele disse :
> >
> >
> >
> > A vida simples щ provсvel no universo;
> >
> > A vida complexa, pouco provсvel;
> >
> > A vida inteligente, muito improvсvel;
> >
> > ETs que visitam a terra, quase impossэvel.
> >
> >
> >
> > Interessante os "bicos" com relaчуo a possibilidade disso ou
daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoсcidos fora
da terra era uma coisa impensсvel, muito improvсvel, quase impossэvel... .e
hj sabemos que eles estуo espalhados por todo o universo, em cometas,
etc.......Basta lembrarmos que a pouco tempo a existъncia de planetas fora do
sistema solar era tida como pouco provсvel....e, atualmente, estima-se que
os planetas estуo presente em abundтncia em nosso universo.... .Ou seja, o
que significa pouco provсvel ou impossэvel em ciъncia...serс que significa
nossa prѓpria limitaчуo tecnolѓgica ou cientэfica ou crenчas ???
> >
> >
> >
> > Com relaчуo a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres teriam
as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetсrias que nѓs
enfrentamos. ..Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc.. .
> >
> >
> >
> > Ora, a civilizaчуo humana existe a uns milhares de anos, e estamos no
nэvel tecnolѓgico atual....... . serс tуo absurdo achar que num universo de 14
bilhѕes da anos de idade, zilhѕes de galaxias, estrelas e planetas nao possa
existir uma civilizaчуo com alguns milhѕes de anos e com uma tecnologia
alguns milhѕes de anos a nossa frente??
> >
> >
> >
> > Resumo : a sua anсlise щ correta, dentro de uma visуo antropocъntrica do
universo.Este argumento do cadъ eles, pq nуo falam conosco....novament e
reflete todo o antropocentrismo presente em sua visуo de mundo....
> >
> >
> >
> > Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilizaчуo ainda em
estado embrionсrio de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos interagir
diretamente com esta civilizaчуo, ou a estudaremos e acompanharemos o seu
desenvolvimento? ?
> >
> >
> >
> > Abs
> >
> > Felipe
> >
> >
> >
> > --- Em qui, 12/11/09, J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br> escreveu:
> >
> >
> > De: J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br>
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> >
> >
> >
> > E outra pergunta, ainda:
> >
> >
> >
> > Qual a razуo de, apesar de tantas "apariчѕes", ao longo dos sщculos,
"documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNIДs nunca quiseram nos
dar o ar da graчa de suas eventualmente majestosas figuras. Sequer para um
cafezinho rсpido.
> >
> > Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nѓs? Se sim, vieram atщ cс
para quъ?
> >
> >
> >
> > Jс sei, jс sei, devem ser tуo feios, ante nossa monumental beleza, que,
inteligentes como sуo, tъm uma vergonha... Entуo, "aparecem", tomam um chс
de nossa
> >
> > beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, р velocidade da
luz-deltac, deixando-nos com сgua na boca e os olhos esbulhagados, de
ansiedade e vontade de ver. Isto щ assim desde que comeчaram
> >
> > a escrever a bэblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
montagem. E muitos relatos alэ, que alguns identificam com o mister, talvez
incrementem as certezas
> >
> > de alguns, na crenчa disso que sequer chega a ser mito. Como deuses,
duendes, espэritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco houvesse para encher
de nada.
> >
> >
> >
> > Ou talvez sejam honestos demais, e nуo queiram se misturar com muitos de
nossos polэticos. Que nуo sуo bestas.
> >
> >
> >
> > Sds,
> >
> > Victor.
> >
> >
> >
> >
> >
> > ----- Original Message -----
> >
> > From: Alvaro Augusto (L)
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > To: ciencialist@
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=ciencialist@ yahoogrupos. com.br
yahoogrupos. com.br
> >
> > Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> >
> > Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo
de UFOs no paэs
> >
> >
> >
> >
> >
> > UFOs nуo me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com anjos
e deuses, na Idade Mщdia, com bruxas e, hoje, sуo identificados com
espaчonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada mais do que um mito
moderno.
> >
> > A њnica pergunta que interessa щ: se os ETs existem, onde estуo eles?
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@lunabay. com.br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=alvaro@
> >
> > http://www.lunabay. <http://www.lunabay. com.br/> com.br/
> >
> > http://twitter. <http://twitter. com/alvaro_ augusto> com/alvaro_ augusto
> >
> > De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > Enviada em: terчa-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates - aчуo de
UFOs no paэs
> >
> >
> >
> > Marcel,
> >
> > O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem todos
os dias aqui e no mundo. Pular daэ para "seres de outras galсxias e naves",
щ um salto lѓgico absurdo e sem sentido.
> >
> > Onde estуo as provas?
> >
> > []s
> >
> > 2009/11/10 marcelleandro2009 <marcelleandro2009@ yahoo.com. br
<http://br.mc657. mail.yahoo. com/mc/compose? to=marcelleandro 2009@ >
> >
> >
> >
> > Ex-ministro da Aeronсutica Sѓcrates Monteiro faz espantosas declaraчѕes
sobre a aчуo de UFOs no paэs
> >
> > http://www.ufo. . . . com.br/index. php?arquivo= notComp.php
<http://www.ufo. com.br/index. php?arquivo= notComp.php& id=4545> &id=4545
> >
> >
> > Mais um militar graduado apѓia a campanha UFOs: Liberdade de Informaчуo

> > No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade o
ex-ministro da Aeronсutica do Governo Fernando Collor no perэodo de
1990-1992, o tenente-brigadeiro Sѓcrates da Costa Monteiro. A entrevista se
deu em sua residъncia no Rio de Janeiro e foi conduzida pelo editor A. J.
Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos consultores Francisco
Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira Neto, do Rio de Janeiro.
Foram mais de duas horas de conversa extremamente interessante e proveitosa,
em que o militar sentiu-se a vontade e sem qualquer constrangimento para
falar sobre Ufologia, como alguns outros oficiais que tambщm jс prestaram
depoimento р Revista UFO.. Monteiro estс na reserva da Forчa Aщrea
Brasileira (FAB) hс anos, mas mantщm vэnculos com militares na ativa de
vсrios setores do oficialato brasileiro. Tem memѓria extremamente lњcida de
fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronсutica e УЂтЌ" de especial
interesse para a Ufologia Brasileira УЂтЌ" sobre como o paэs lidou com a
questуo durante o tempo em que ele esteve na ativa. Como outros ministros,
antes e depois dele, Monteiro tambщm teve acesso a informaчѕes graves sobre
a manifestaчуo de outras espщcies cѓsmicas em nosso paэs, relatando-nos
alguns casos. Ele foi piloto de vсrias aeronaves, inclusive de caчa, nas
quais tem mais de cinco mil horas de vєo.
> >
> > Tecnologia muito mais avanчada do que a nossa - O militar foi comandante
do I Centro Integrado de Defesa Aщrea e Controle de Trсfego Aщreo
(Cindacta), em Brasэlia, fase em que esteve р frente do registro de
ocorrъncias ufolѓgicas em todo o paэs, em especial na сrea do Distrito
Federal e Regiуo Sudeste... Ele revelou que as observaчѕes de objetos
voadores nуo identificados eram constantes nas telas de radar do ѓrgуo, bem
antes dele assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente
anotados, sendo que alguns eram investigados pela Forчa Aщrea Brasileira
(FAB). Naquela ocasiуo ainda nуo se empregava o termo Trсfego Hotel para
designar UFOs. Monteiro descreveu uma situaчуo em que a estaчуo de radar do
Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa altitude por um objeto discѓide
de grandes proporчѕes, e que seus homens, sem saber o que fazer, abriram
fogo contra no intruso. Ao saber disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas
para interromperem o tiroteio imediatamente. "Eles tъm uma tecnologia muito
mais avanчada do que a nossa e nуo sabemos com o reagiriam р nossa aчуo",
disse referindo-se aos tripulantes do veэculo, informando ainda que esta era
a doutrina adotada na щpoca, ou seja, nуo agredir para nуo sofrer as
conseqќъncias.
> >
> > O entrevistado tambщm foi comandante do IV Comando Aщreo Regional
(COMAR), em Sуo Paulo, ѓrgуo que controla o espaчo aщreo da Regiуo Sudeste,
durante a famosa Noite Oficial dos UFOs no Brasil, em 19 de maio de 1986,
quando a сrea ficou inundada com o aparecimento de mais de 20 esferas
voadoras de mais de 100 m de diтmetro cada, que foram perseguidas por sete
caчas F-5E e Mirage da FAB, enviados das bases aщreas de Santa Cruz (RJ) e
Anсpolis (GO). Este щ um dos casos ufolѓgicos mais importantes do paэs, que
contou com a participaчуo do entуo presidente da Embraer Ozires Silva, a
bordo de um aviуo Xingu que seguia de Brasэlia para Sуo Josщ dos Campos.
Silva teve um avistamento dos objetos e chegou a persegui-lo sobre o estado
de Sуo Paulo. Como se sabe, o entуo ministro da Aeronсutica brigadeiro
Octсvio Moreira Lima chegou a ir р TV em rede nacional, no dia seguinte,
para admitir a "invasуo" do espaчo aщreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
Moreira Lima, sуo amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou detalhes
de seu avistamento. Silva estс neste instante sendo contatado pelo Revista
UFO para novos esclarecimentos. . .
> >
> > O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> >
> > Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
liberar um documento importantэssimo sobre a referida Noite Oficial dos UFOs
no Brasil, em que admite que os objetos observados eram "sѓlidos e refletem
certa forma de inteligъncia" , alщm de realizarem manobras espantosas. O
documento pode ser acessado neste link: http://www.ufo.
<http://www.ufo. com.br/documento s/night/> com.br/documento s/night/. Com
esta liberaчуo, o assunto central da entrevista, naturalmente, foi a
ocorrъncia de 19 de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por
Monteiro, inclusive com detalhes atщ entуo desconhecidos. A ele sуo
atribuэdas algumas contundentes declaraчѕes sobre os fatos, prestadas na
щpoca. Por exemplo, o militar teria dito que "hс muitos anos esses casos vъm
sendo registrados pela Aeronсutica" e que os UFOs "passaram de 250 para
1.500 km/h em fraчѕes de segundo". Monteiro tambщm teria dito que "A FAB
filmou todo o evento em vэdeotapes". Estes fatos sуo agora complementados
por ele... Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrєnicas, "na falta de
uma explicaчуo melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro, o
entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente estarrecedora e
que os caчas conseguiam se aproximar deles apenas por alguns instantes,
porque em seguida os artefatos disparavam a altэssima velocidade. "Nуo havia
como nos aproximarmos deles e entуo acabamos abandonando as buscas. Que
duraram muitas horas naquela madrugada". Hс referъncia de que os UFOs
chegaram a atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade
som, o que Monteiro disse ser possэvel, embora os instrumentos tivessem
chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
sofrido distorчѕes naturais de leitura"... Quanto р Forчa Aщrea Brasileira
(FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que, na verdade, o ѓrgуo
УЂтЌ" em especial o Cindacta УЂтЌ" sempre anotava o que ocorria nas telas
de radar, e que tudo aquilo foi registrado em gravaчѕes apropriadas feitas a
partir daqueles instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas sуo
apagadas e reutilizadas.
> >
> > Visitados por outras espщcies cѓsmicas - O entrevistado foi cauteloso o
tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo р pressуo dos
entrevistadores e deixando logo claro que, assim como outros militares
graduados do paэs, tambщm tem nэtida noчуo de que estamos sendo visitados
por outras espщcies cѓsmicas. Mesmo que no inэcio tenha se referido aos UFOs
como anomalias eletrєnicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar
seus tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
veэculos, mencionando tambщm sua "tecnologia" . Tambщm se referiu
abertamente рs inteligъncias por trсs do fenєmeno, dando a clara noчуo de
que estamos diante de civilizaчѕes superiores. Esta foi uma afirmaчуo mais
contundente, que ele deu ao final da entrevista, quando voltou a se referir
ao caso em que seus homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve
que intervir imediatamente, pois "a reaчуo deles poderia ser trсgica para
nѓs". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos Estados
Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu aviуo foi
destroчado apѓs uma perseguiчуo a um UFO. "Por isso, os caчas, quando
perseguiam tais `anomalias eletrєnicas', o faziam com cautela". Jс ao fim da
conversa, quando estava mais р vontade com os entrevistadores, se referia рs
tais anomalias quase praticamente rindo de sua prѓpria interpretaчуo do
fenєmeno e admitindo que apenas usava a expressуo "por nуo ter um UFO nas
mуos pra poder dizer exatamente o que щ".
> >
> > Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilтncia da Amazєnia, que ele
implantou
> >
> > Apoio р campanha pela liberdade de informaчуo - Enfim, o
tenente-brigadeiro Sѓcrates da Costa Monteiro щ mais um homem do meio
militar brasileiro que, reconhecendo a sщria missуo dos ufѓlogos da Revista
UFO em levantar estas questѕes, apѓia a campanha UFOs: Liberdade de
Informaчуo Jс, conduzida pela Comissуo Brasileira de Ufѓlogos (CBU) atravщs
da publicaчуo.. Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre
eles o brigadeiro Josщ Carlos Pereira e os coronщis Uyrangъ Hollanda e
Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestaчуo ufolѓgica e a
necessidade de se tratar dela de forma transparente. E declarou: "Os
arquivos devem ser abertos e vocъs devem continuar sua aчуo junto ao
Governo, para garantir que isso ocorra".
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.... co
m/m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo..com
/esportes/>
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo..com
/m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
esportes/>
> >
> >
> >
> >
> >
> > _____
> >
> > Veja quais sуo os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
> 10 - Celebridades
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
celebridades/ > - Mњsica
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
m%C3%BAsica/ > - Esportes
<http://br.rd. yahoo.com/ mail/taglines/ mail/*http: /br.maisbuscados .yahoo.com/
esportes/>
> >
>

------------ --------- --------- ------

##### ##### #####

Pсgina de apoio
http://www.ciencial ist.com

##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos

 


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes




Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "marcelleandro2009" <marcelleandro2009@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 13:16

Roberto,

O contexto era de espécies inteligentes o suficente para civilização/tecnologia, mudo o exemplo de "lavar batatas" para "fritar batatas". :O)

Marcel

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "roberto" <roberto.takata@...> escreveu
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "marcelleandro2009"
> > Dentre as espécies "inteligentes" (batatas & Cia) 0,001%(ZERO) de
> > extinção.
>
> Até o momento são conhecidos seis gêneros de hominina. Cinco dos quais extintos. Dentro do gênero Homo, provavelmente existiram algo como 7 espécies, 6 das quais extinguiram. Coexistiram com os H. sapiens ao menos duas outras espécies congenéricas, também extintas hoje em dia.
>
> Na melhor das hipóteses, temos uma taxa de extinção de 2/3 = 66,67% em cerca de 250 mil anos.
>
> Sua taxa de 0,001% é *muito* otimista.
>
> []s,
>
> Roberto Takata
>




SUBJECT: Nível de água descoberto na Lua enche 12 baldes, diz Nasa
FROM: "marcelleandro2009" <marcelleandro2009@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 16:08

http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI4099866-EI238,00-Nivel+de+agua+descoberto+na+Lua+enche+baldes+diz+Nasa.html

Nasa acha o equivalente a 12 baldes de água na Lua


Reduzir Normal Aumentar Imprimir A Nasa, agência espacial americana, confirmou nesta sexta-feira a existência de água congelada em uma cratera da Lua após a análise dos dados enviados pela sonda espacial LCROSS (Lunar Crater Observation and Sensing Satellite, em inglês), que se chocou com o satélite terrestre no último dia 9 de outubro. Segundo a agência, a quantidade do recurso natural encontrado no buraco, com profundidade de cerca de 20 m, é equivalente a 12 baldes de água.

Em comunicado, a agência espacial informou que a descoberta abre um novo capítulo na história que compreende a Lua. "Estamos descobrindo os mistérios do nosso vizinho mais próximo e, por consequência, do Sistema Solar", afirmou Michael Wargo, cientista-chefe da missão, na sede da Nasa, em Washington. "A lua abriga muitos segredos e a LCROSS acrescentou um novo ingrediente para nossa compreensão", disse.

Antes da colisão, a LCROSS lançou com sucesso um foguete sobre a cratera Cabeus A, que se encontra na região do pólo sul, na face oculta da Lua. O primeiro impacto do foguete vazio provocou uma coluna de poeira que subiu sobre o alto da cratera e foi seguido minutos depois pela sonda, que recolheu informação da esteira antes de cair.

Um porta-voz da Nasa explicou nesta sexta que "provavelmente a água está congelada e misturada a outras substâncias". "A água só foi vista após o impacto, o que indica que ela não estava disponível na superfície", disse. No entanto, o porta-voz afirmou que "ainda não é possível determinar que tipo de água é essa".

Segundo ele, o foco agora é em estudar as informações obtidas para atingir novas descobertas. "Agora temos que dar um passo para trás e pensar no que mais pode haver lá. A Lua é viva", acrescentou.

Os cientistas têm investigado há tempos a origem de quantidades significativas de hidrogênio que foram detectadas nos pólos lunares. De acordo com a agência, os dados coletados pela LCROSS podem indicar ainda uma quantidade de água maior do que se suspeitava anteriormente.

Se a água realmente se formou ou permaneceu em depósitos em bilhões de anos, isto seria a chave para os especialistas entenderem a história e a evolução do Sistema Solar. Além disso, a água e outros compostos são recursos potenciais que poderiam sustentar o sonho humano de fixar uma base no solo lunar futuramente.

A sonda espacial partiu da Terra em junho passado, a bordo de um foguete Atlas V, junto à sonda LRO (Lunar Reconaissance Orbiter). Os dois artefatos integram a primeira missão do programa Constellation, que prevê a volta do homem à Lua a partir de 2020.




SUBJECT: RE: [ciencialist] Filtro de garrafa PET e esponjas
FROM: murilo filo <avalanchedrive@hotmail.com>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 16/11/2009 19:57

grande tipo...
agora sim. blz.
tamozai, sacome', direto e reto.
braço!
muliro  16/nov


To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
From: tipoalgo@gmail.com
Date: Sun, 15 Nov 2009 19:26:10 -0200
Subject: Re: [ciencialist] Filtro de garrafa PET e esponjas



Olá Mestre Murilo.

Acho que você está se referindo aos filtros anteriores (um contendo pedra e outro esponjas).
Em cada um desses dois filtros existe uma mangueira interna que faz a captação da água na base da garrafa e a conduz para fora da garrafa, ou seja, a água entra no centro do "tê" e entra na garrafa, passa pelo elemento filtrante de cima para baixo e entra na mangueira pela parte de baixo para sair da garrafa.

Não cheguei a detalhar esse sistema porque apesar de funcional, o achei "complexo".

O motivo desse tópico foi divulgar a nova versão (http://picasaweb.google.com.br/tipoalgo/Diversos#5402251460660028818). Aqui não tem segredo, a água entra em uma extremidade, passa pelas esponjas e sai na outra extremidade.

No momento estou usando esse filtro no lugar dos outros e a água manteve a qualidade anterior. Lembrando tratar-se de água captada da chuva (água pesada) para uso em lavagem de piso, descarga de vaso, lavar carro, tapetes etc.

Se for necessário maior pureza na água outro filtro pode ser colocado em série, como você observou, inclusive um filtro com carvão.

Abraços
Tipoalgo


2009/11/15 murilo filo <avalanchedrive@hotmail.com>
 

Tipo, oi...
Tudo certim?
Tem uma coisa que eu nao saquei em seu filtro.
A conexao das garrafas com os elementos filtradores nao deveria estar em SERIE com a saida?
Um fluido sempre vai seguir o caminho da menor resistencia.
Quero dizer, cada garrafa com uma entrada e uma saida, em serie com o consumo final.
Perdi alguma coisa?
Gadaum, braçaum.
Murilo
,_._,___




SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 16/11/2009 21:54

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, luiz silva
> Somente espécies inteligentes....a situação proposta é a
> probabilidade de uma civilização como a nossa se extinguir.......

Espécies inteligentes =/= civilização. As duas espécies do gênero Homo extintas nos últimos 250 mil anos certamente eram inteligentes - a ponto de dominar o fogo e ter ferramentas de caça.

Em relação à civilizações. Temos uma taxa de extinção ainda mais acentuada. Egípcios, gregos, maias, babilônios, romanos...

Em relação à nossa civilização ocidental atual com sua tecnologia, a probabilidade de extinção pode ser calculada de dois modos. Um é vendo os eventos próximos de catástrofes já deflagrados ao longo de nossa curta história: como o episódio dos mísses cubanos e a atual ameaça das mudanças climáticas globais. O outro é valendo-se de um artifício estatístico que considera que não vivemos em um ponto mais importante do que qualquer outro ponto de toda a nossa história pregressa e futura: não estamos nem no ponto exato de início, nem no ponto exato do término de nossa civilização.

Nesse caso, considerando-se uma faixa de 95%, os 40 anos da era espacial podem representar os 5% iniciais de nossa história como civilização espacial ou 95% já passados. O que nos dá um intervalo de 42 a 800 anos de nossa civilização persistir - com 95% de probabilidade.

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: RE: [ciencialist] Filtro de garrafa PET e esponjas
FROM: murilo filo <avalanchedrive@hotmail.com>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 16/11/2009 22:37

Peço perdao aa moderaçao!
Esta e' a segunda msg minha ao Tipoalgo que deveria ter sido feita em pvt.
E' a danada da pressa!
( moderaçao inteligente e moderada. :)
Sorry and thanx!  Murilo


To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
From: avalanchedrive@hotmail.com
Date: Mon, 16 Nov 2009 19:57:50 -0200
Subject: RE: [ciencialist] Filtro de garrafa PET e esponjas



grande tipo...
agora sim. blz.
tamozai, sacome', direto e reto.
braço!
muliro  16/nov


To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
From: tipoalgo@gmail.com
Date: Sun, 15 Nov 2009 19:26:10 -0200
Subject: Re: [ciencialist] Filtro de garrafa PET e esponjas



Olá Mestre Murilo.

Acho que você está se referindo aos filtros anteriores (um contendo pedra e outro esponjas).
Em cada um desses dois filtros existe uma mangueira interna que faz a captação da água na base da garrafa e a conduz para fora da garrafa, ou seja, a água entra no centro do "tê" e entra na garrafa, passa pelo elemento filtrante de cima para baixo e entra na mangueira pela parte de baixo para sair da garrafa.

Não cheguei a detalhar esse sistema porque apesar de funcional, o achei "complexo".

O motivo desse tópico foi divulgar a nova versão (http://picasaweb.google.com.br/tipoalgo/Diversos#5402251460660028818). Aqui não tem segredo, a água entra em uma extremidade, passa pelas esponjas e sai na outra extremidade.

No momento estou usando esse filtro no lugar dos outros e a água manteve a qualidade anterior. Lembrando tratar-se de água captada da chuva (água pesada) para uso em lavagem de piso, descarga de vaso, lavar carro, tapetes etc.

Se for necessário maior pureza na água outro filtro pode ser colocado em série, como você observou, inclusive um filtro com carvão.

Abraços
Tipoalgo


2009/11/15 murilo filo <avalanchedrive@hotmail.com>
 

Tipo, oi...
Tudo certim?
Tem uma coisa que eu nao saquei em seu filtro.
A conexao das garrafas com os elementos filtradores nao deveria estar em SERIE com a saida?
Um fluido sempre vai seguir o caminho da menor resistencia.
Quero dizer, cada garrafa com uma entrada e uma saida, em serie com o consumo final.
Perdi alguma coisa?
Gadaum, braçaum.
Murilo
,_._,___






SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica
FROM: "marcelomjr" <marcelomjr@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 17/11/2009 11:29

Olá,
É, pode ser... De qualquer modo é sempre estimulante conhecer as opiniões, teorias e/ou sistemas de crenças diferentes das nossas; e ver como os outros se saem explicando coisas que ja sabemos, ou imaginamos saber, com absoluta certeza. Surgem algumas perolas (no bom sentido) como esta:

"We are as much in the dark as medieval man when faced with the Copernican theory. If Copernicus was correct, then nearly everything that medieval man believed was therefore wrong. Medieval science had been building upon one core central idea namely that the "earth was the centre of the universe". If you said this idea was wrong, then all the ideas that were developed from that idea were themselves wrong. It was too much a shock for medieval man. Is it too much of a shock for 21st century man to realise that the so-called rational scientific man of the 20th century, has built everything upon one `core central idea' that is wrong and hence lived a life of delusions?"
W Macneile Dixon
http://members.iimetro.com.au/~hubbca/ether.htm

ABraco,
Marcelo

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...> escreveu
>
> Bobagem dupla. Todas as evidências empíricas atestam a constância da velocidade da luz no vácuo e, mesmo que Einstein tivesse acabado sua teoria do campo unificado, ela não seria realmente unificada, pois deixava de fora as interações nucleares forte e fraca.
>
> [ ]s
>
> Alvaro Augusto
> alvaro@...
> http://www.lunabay.com.br/
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
>
> -----Mensagem original-----
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de marcelomjr
> Enviada em: sábado, 14 de novembro de 2009 11:55
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócra
>
> Olá, Achei este livro: "The Einstein Conspiracy" de Roger Anderson, ainda nao li (nem sei se vou), mas, basicamente, ele diz que "a velocidade da luz nao é constante" e etc, e que Einstein, antes de morrer, na verdade completou a teoria do campo unificado junto com um certo cientista russo (um certo Baranski), e logo depois morreu. Vejam aí...
> http://members.iimetro.com.au/~hubbca/einstein-conspiracy.htm
>
> http://www.jrbooksonline.com/PDF_Books/EinsteinConspiracy.pdf
>
> Science is unable to be reconciled into one unified theory -- which hasn't always been the case. Somewhere along the way, some theories became misinterpreted leading to corruption. Roger Anderton explains how this happened.
>
> The Einstein Conspiracy
> http://www.jrbooksonline.com/PDF_Books/
> EinsteinConspiracy.pdf
>
> Supplementary information at www.einsteinconspiracy.co.uk
>
> Marcelo
>
>
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@> escreveu
> >
> > Amauri,
> >
> >
> >
> > Para que o tempo de viagem fosse encurtado de 10 anos para um segundo seria necessária uma velocidade praticamente igual à da luz. Você tem ideia da energia necessária para acelerar um corpo a essa velocidade?
> >
> >
> >
> > Mas, no fim, não estou dizendo que viagens interestelares são impossíveis. Estou apenas perguntando que, se tais viagens são possíveis, onde estão os ETs? Por que eles viajariam tanto só para brincar de dragões invisíveis e indetectáveis?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 14:00
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
> >
> >
> >
> >
> >
> > Olá Alvaro (desculpe, sempre esqueço que vc prefere Alvaro)
> >
> > Estou aqui lendo sobre o padoxo dos gemeos e não tem nada o que vc disse. Veja, esse paradoxo foi para mostrar que não existe tempo unico para todos os seres, assim, cada ser vivo tem esse tempo relativo aquilo que se observa. Se a nave demorar dez anos para ele vai ser um segundo, graças a velocidade da luz, isso incurtaria a viagem muito. Ao meu ver vamos pensar que civilizações extraterrestres podem ter desenvolvido tecnologia para isso, por que não?
> >
> > Não lembro de ter dito que meu pensamento e independente, disse que não fico preso em conceitos de livros e tiro minhas conclusões.
> >
> >
> >
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> >
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> >
> > Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> >
> >
> >
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 05:21:32 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@> escreveu ----
> >
> > Caro Amauri,
> >
> > O paradoxo dos gêmeos só surge quando os gêmeos são recolocados em contato após a viagem. Para o irmão que viajou, o tempo é sempre o tempo local. Por exemplo, se a nave demorar 10 anos para chegar a outro planeta, ele terá envelhecido 10 anos, não importa a velocidade da nave. Infelizmente há muita confusão em torno do paradoxo dos gêmeos, em parte por causa das apropriações feitas por alguns filmes de ficção científica.
> >
> > Eu não somente â€Å"acho” que você não inventou essa história de pensamento independente, como tenho certeza. Isso é mais velho do que as pirâmides.
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:35
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
> >
> >
> >
> > Olá Algusto
> >
> > >>>>Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem â€Å"galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.<<<
> >
> > Garotão, Albert Einstein não imaginou a paradoxo do gemeos, que diz que se uns deles viajar em grande velocidade numa nave, isso reduziria seu envelhecimento e voltaria mais novo que seu irmão? Por quue não imaginarmos que grandes velocidades estabilizam o tempo de tal maneira, que retardaria nossa velhice e assim, seria possivel as viagens galacticas?
> >
> > >>>Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?<<<
> >
> >
> >
> > Por que vc "acha" isso?
> >
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> >
> > Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> >
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 18:11:54 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@> escreveu ----
> >
> > Caro Amauri,
> >
> > Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem â€Å"galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.
> >
> > Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:20
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
> >
> >
> >
> > Homero, vamos a restropectiva
> >
> > Homero San: São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)
> >
> > Amauri: se vc prestou atenção entre a minha conversa com o Alvaro, o Alvaro disse: "Talvez eu esteja enganado, mas a teoria da relatividade não é aquela que diz existe uma velocidade máxima para corpos materiais? De que maneira isso torna possível viagens intergalácticas? Eu só fiz perguntar as perguntas relevantes a isso que ele escreveu, que não tem nada a ver com "sem pé e nem cabeça"...:-)
> >
> > Homero: "Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça."
> >
> > Amauri: Unica coisa que não entendo é por qual razão tenho que ser dogmatico perante os livros de ciência? Eu posso ler e ter entendido numa outra forma que não é a forma que vc entendeu, portanto irrelevante ao debate dos OVINIS ou de outra coisa, que a maioria diz não ser verdade. Aliás, qual é a verdade? Num Universo de bilhóes ou mais de galaxia, seria muita arrogancia humana fixar um determinado limite dentro do universo o que seria ou não, verdadeiro.
> >
> >
> > Homero: "Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça"
> >
> > Amauri: Não penso que vc é meu inimigo, muito pelo ao contrario, gosto muito de debater contigo...:-) Mas acho que vc não entendeu que não sigo ninguém, não escrevo igual a nenhuma cartilha, apenas tenho minhas idéias...:-)
> >
> >
> > Homero: "Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária."
> >
> > Amauri: Por qual razão uma viagem interplanetaria é inviavel? Agora alguem pode responder, já que elaborei a pergunta...:-)
> >
> >
> > Homero: "Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável."
> >
> > Amauri: Pode ser confiavel, sólida jamais!
> >
> >
> >
> >
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> >
> > Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> >
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 10:28:05 -0800 oraculo333 <oraculo@> escreveu ----
> >
> > Amauri: "Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas "
> >
> > Não porque não se saiba como responde-las, mas por não fazer sentido como perguntas. Sei que deve pensar que são "perguntas importantes", mas na verdade não tem nenhum significado racional, e não podem ser respondidas por isso. Apenas por isso.
> >
> > Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça.
> >
> > Veja o que escreveu:
> >
> > Amauri: "Se a lei da relatividade trás velocidades deterninadas para cada corpo, como você explica que graças a ela, temos a energia nuclear operando como uma alternativa de energia e tambem para destruição em massa? E por outro lado, como voc~e explica a teoria dos gemeos?"
> >
> > São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)
> >
> > E a teoria dos gêmeos, que NÃO é uma teoria, mas um exemplo usado por Einstein para facilitar o entendimento de sua teoria física, tem menos ainda com isso..:-)
> >
> > Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça.
> >
> > Suas "perguntas" são como a repimboca da parafuseta que não encaixa no pino da grampola, infelizmente.
> >
> > Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária.
> >
> > Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável.
> >
> > Um abraço.
> >
> > Homero
> >
> > --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> , Amauri Jr A <amaurijunior23@> escreveu
> > >
> > > Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas
> > >
> > > sds
> > > Amauri
> > >
> > > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > > Pierre-Joseph Proudhon
> > >
> > > http://twitter.com/Amaurijr23
> > > http://masterofdarkness.multiply.com
> > > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > > http://methodossophia.wordpress.com/
> > >
> > >
> > >
> > > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 09:35:24 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu ----
> > >
> > >
> > > Eu gostaria de ganhar um dólar cada vez que alguém me diz que isso ou aquilo é â€Å"apenas uma teoria†(na verdade, eu gostaria de ganhar um milhão de dólares a cada vez, mas um dólar já éstaria bom)...
> > >
> > > Mais uma confusão, dessa vez entre os significados leigo e científico do conceito de teoria. Praticamente um estelionato semântico.
> > >
> > > Sugiro estudar mais (e bastante).
> > >
> > > [ ]s
> > >
> > > Alvaro Augusto
> > > alvaro@
> > > http://www.lunabay.com.br/
> > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > >
> > >
> > >
> > > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de Amauri Jr A
> > > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 15:04
> > > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > Quem garante que é uma verdade absoluta Alvaro? Nem mesmo a ciencia diz isso, é e somente, uma teoria.
> > > sds
> > >
> > > Amauri
> > >
> > >
> > > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > > Pierre-Joseph Proudhon
> > >
> > > http://twitter.com/Amaurijr23
> > >
> > > http://masterofdarkness.multiply.com
> > >
> > > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > >
> > > http://methodossophia.wordpress.com/
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:47:35 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu ----
> > > É claro que há verdades absolutas, ao menos em física. A segunda lei da termodinâmica, por exemplo.
> > > [ ]s
> > > Alvaro Augusto
> > > alvaro@
> > > http://www.lunabay.com.br/
> > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > >
> > > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de Amauri Jr A
> > > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 14:33
> > > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > Que saco Marcel? Não há fatos eterno e não há verdades absolutas.
> > > sds
> > >
> > > Amauri
> > >
> > > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > > Pierre-Joseph Proudhon
> > >
> > > http://twitter.com/Amaurijr23
> > > http://masterofdarkness.multiply.com
> > >
> > > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > >
> > > http://methodossophia.wordpress.com/
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:29:29 -0800 marcelleandro2009 marcelleandro2009@ escreveu ----
> > >
> > > A garantia irrefutável e confiante vem "daquele" mesmo saco... :o)
> > >
> > > Marcel
> > >
> > > --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> , Amauri Jr A amaurijunior23@
> > > escreveu
> > > &gt;
> > > &gt; Quem garante tudo que vc falou Alvaro? A mais facinante descoberta do
> > > ser humano é a Teorias tanto quantica, quanto da relatividade que nos
> > > faz pensar que uma viagem galactica é possivel...até mesmo
> > > podemos, digamos assim, viajar na maionese e dizer que existem
> > > civilizações que podem (não disse ser verdade), dominar a viagem
> > > no hiperespaço. Até mesmo civilizações, segundo uma teoria de
> > > um cara que esqueci o nome, que passariam de organicas para inorganicas
> > > que tivessem tecnologia quantica de se transformar naquilo que
> > > precisassem para se adaptar como os Transformers.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; sds
> > > &gt; Amauri
> > > &gt;
> > > &gt; Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um
> > > usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > > &gt; Pierre-Joseph Proudhon
> > > &gt;
> > > &gt; http://twitter.com/Amaurijr23
> > > &gt; http://masterofdarkness.multiply.com
> > > &gt; http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > > &gt; http://methodossophia.wordpress.com/
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 07:53:56 -0800 Alvaro Augusto (L)
> > > &amp;lt;alvaro@&amp;gt; escreveu ----
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere.
> > > ÃÆ'¢â‚¬Å"ImprovávelÃÆ'¢â‚¬ não significa
> > > ÃÆ'¢â‚¬Å"impossívelÃÆ'¢â‚¬ . Por exemplo, o número de estrelas por
> > > galáxia deve ser de 100 bilhões e existem mais de 100 bilhões
> > > de galáxias no universo. Se apenas uma estrela por galáxia
> > > contiver um planeta com vida inteligente, isso significa que devem
> > > existir 100 bilhões de civilizações inteligentes por aí, mas a
> > > probabilidade disso é menor do que 1e-11. Pouquíssimo provável,
> > > mas infinitamente distante de ÃÆ'¢â‚¬Å"impossívelÃÆ'¢â‚¬ . Contudo,
> > > tais civilizações estariam tão distantes umas das outras que
> > > fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possível
> > > ÃÆ'¢â‚¬Å"primeiro contatoÃÆ'¢â‚¬ .
> > > &gt;
> > > &gt; É claro que podem existir civilizações ÃÆ'¢â‚¬Å"sortudasÃÆ'¢â‚¬ ,
> > > surgidas nos primórdios do universo, que conseguiram sobreviver a
> > > todas as tragédias e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens
> > > interestelares, intergalácticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta
> > > de Fermi: onde estão elas?
> > > &gt;
> > > &gt; [ ]s
> > > &gt;
> > > &gt; Alvaro Augusto
> > > &gt; alvaro@
> > > &gt; http://www.lunabay.com.br/
> > > &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de luiz silva
> > > &gt; Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > > &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > > ação de UFOs no país
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Ola João,
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
> > > Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas
> > > de ETs......Vamos ao que ele disse :
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; A vida simples é provável no universo;
> > > &gt;
> > > &gt; A vida complexa, pouco provável;
> > > &gt;
> > > &gt; A vida inteligente, muito improvável;
> > > &gt;
> > > &gt; ETs que visitam a terra, quase impossível.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Interessante os "bicos" com relação a possibilidade disso ou
> > > daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoácidos
> > > fora da terra era uma coisa impensável, muito improvável, quase
> > > impossível....e hj sabemos que eles estão espalhados por todo o
> > > universo, em cometas, etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a
> > > existência de planetas fora do sistema solar era tida como pouco
> > > provável....e, atualmente, estima-se que os planetas estão
> > > presente em abundância em nosso universo.....Ou seja, o que significa
> > > pouco provável ou impossível em ciência...será que significa
> > > nossa própria limitação tecnológica ou científica ou
> > > crenças ???
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Com relação a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
> > > interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres
> > > teriam as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetárias que
> > > nós enfrentamos...Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc...
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Ora, a civilização humana existe a uns milhares de anos, e estamos
> > > no nível tecnológico atual.......será tão absurdo achar que
> > > num universo de 14 bilhões da anos de idade, zilhões de galaxias,
> > > estrelas e planetas nao possa existir uma civilização com alguns
> > > milhões de anos e com uma tecnologia alguns milhões de anos a
> > > nossa frente??
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Resumo : a sua análise é correta, dentro de uma visão
> > > antropocêntrica do universo.Este argumento do cadê eles, pq não
> > > falam conosco....novamente reflete todo o antropocentrismo presente em
> > > sua visão de mundo....
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilização ainda
> > > em estado embrionário de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos
> > > interagir diretamente com esta civilização, ou a estudaremos e
> > > acompanharemos o seu desenvolvimento??
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Abs
> > > &gt;
> > > &gt; Felipe
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; --- Em qui, 12/11/09, J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt; escreveu:
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; De: J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt;
> > > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > > ação de UFOs no país
> > > &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > &gt; Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> > > &gt;
> > > &gt; E outra pergunta, ainda:
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Qual a razão de, apesar de tantas "aparições", ao longo dos
> > > séculos, "documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNI´s
> > > nunca quiseram nos dar o ar da graça de suas eventualmente majestosas
> > > figuras. Sequer para um cafezinho rápido.
> > > &gt;
> > > &gt; Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nós? Se sim, vieram
> > > até cá para quê?
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Já sei, já sei, devem ser tão feios, ante nossa monumental
> > > beleza, que, inteligentes como são, têm uma vergonha... Então,
> > > "aparecem", tomam um chá de nossa
> > > &gt;
> > > &gt; beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, à velocidade
> > > da luz-deltac, deixando-nos com água na boca e os olhos esbulhagados,
> > > de ansiedade e vontade de ver. Isto é assim desde que começaram
> > > &gt;
> > > &gt; a escrever a bíblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
> > > montagem. E muitos relatos alí, que alguns identificam com o mister,
> > > talvez incrementem as certezas
> > > &gt;
> > > &gt; de alguns, na crença disso que sequer chega a ser mito. Como
> > > deuses, duendes, espíritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco
> > > houvesse para encher de nada.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Ou talvez sejam honestos demais, e não queiram se misturar com
> > > muitos de nossos políticos. Que não são bestas.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Sds,
> > > &gt;
> > > &gt; Victor.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; ----- Original Message -----
> > > &gt;
> > > &gt; From: Alvaro Augusto (L)
> > > &gt;
> > > &gt; To: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > > &gt;
> > > &gt; Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> > > &gt;
> > > &gt; Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates
> > > - ação de UFOs no país
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; UFOs não me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com
> > > anjos e deuses, na Idade Média, com bruxas e, hoje, são
> > > identificados com espaçonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada
> > > mais do que um mito moderno.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; A única pergunta que interessa é: se os ETs existem, onde
> > > estão eles?
> > > &gt;
> > > &gt; [ ]s
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Alvaro Augusto
> > > &gt;
> > > &gt; alvaro@lunabay. com.br
> > > &gt;
> > > &gt; http://www.lunabay.com.br/
> > > &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> > > &gt; De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
> > > com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > > &gt; Enviada em: terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > > &gt; Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > > ação de UFOs no país
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Marcel,
> > > &gt;
> > > &gt; O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem
> > > todos os dias aqui e no mundo. Pular daí para "seres de outras
> > > galáxias e naves", é um salto lógico absurdo e sem sentido.
> > > &gt;
> > > &gt; Onde estão as provas?
> > > &gt; []s
> > > &gt;
> > > &gt; 2009/11/10 marcelleandro2009 &amp;lt;marcelleandro2009@ yahoo.com. br&amp;gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates Monteiro faz espantosas
> > > declarações sobre a ação de UFOs no país
> > > &gt;
> > > &gt; http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php <http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=4545> &id=4545
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Mais um militar graduado apóia a campanha UFOs: Liberdade de
> > > Informação Já
> > > &gt; No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade
> > > o ex-ministro da Aeronáutica do Governo Fernando Collor no período
> > > de 1990-1992, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro. A
> > > entrevista se deu em sua residência no Rio de Janeiro e foi conduzida
> > > pelo editor A. J. Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos
> > > consultores Francisco Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira
> > > Neto, do Rio de Janeiro. Foram mais de duas horas de conversa
> > > extremamente interessante e proveitosa, em que o militar sentiu-se a
> > > vontade e sem qualquer constrangimento para falar sobre Ufologia, como
> > > alguns outros oficiais que também já prestaram depoimento à
> > > Revista UFO. Monteiro está na reserva da Força Aérea Brasileira
> > > (FAB) há anos, mas mantém vínculos com militares na ativa de
> > > vários setores do oficialato brasileiro. Tem memória extremamente
> > > lúcida de fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronáutica e
> > > ÃÆ'¢â‚¬" de especial interesse para a Ufologia Brasileira ÃÆ'¢â‚¬" sobre
> > > como o país lidou com a questão durante o tempo em que ele esteve
> > > na ativa. Como outros ministros, antes e depois dele, Monteiro também
> > > teve acesso a informações graves sobre a manifestação de outras
> > > espécies cósmicas em nosso país, relatando-nos alguns casos.
> > > Ele foi piloto de várias aeronaves, inclusive de caça, nas quais
> > > tem mais de cinco mil horas de vôo.
> > > &gt;
> > > &gt; Tecnologia muito mais avançada do que a nossa - O militar foi
> > > comandante do I Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de
> > > Tráfego Aéreo (Cindacta), em Brasília, fase em que esteve à
> > > frente do registro de ocorrências ufológicas em todo o país, em
> > > especial na área do Distrito Federal e Região Sudeste.. Ele
> > > revelou que as observações de objetos voadores não identificados
> > > eram constantes nas telas de radar do órgão, bem antes dele
> > > assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente anotados,
> > > sendo que alguns eram investigados pela Força Aérea Brasileira
> > > (FAB). Naquela ocasião ainda não se empregava o termo Tráfego
> > > Hotel para designar UFOs. Monteiro descreveu uma situação em que a
> > > estação de radar do Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa
> > > altitude por um objeto discóide de grandes proporções, e que seus
> > > homens, sem saber o que fazer, abriram fogo contra no intruso. Ao saber
> > > disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas para interromperem o tiroteio
> > > imediatamente. "Eles têm uma tecnologia muito mais avançada do que
> > > a nossa e não sabemos com o reagiriam à nossa ação", disse
> > > referindo-se aos tripulantes do veículo, informando ainda que esta
> > > era a doutrina adotada na época, ou seja, não agredir para não
> > > sofrer as conseqüências.
> > > &gt;
> > > &gt; O entrevistado também foi comandante do IV Comando Aéreo
> > > Regional (COMAR), em São Paulo, órgão que controla o espaço
> > > aéreo da Região Sudeste, durante a famosa Noite Oficial dos UFOs
> > > no Brasil, em 19 de maio de 1986, quando a área ficou inundada com o
> > > aparecimento de mais de 20 esferas voadoras de mais de 100 m de
> > > diâmetro cada, que foram perseguidas por sete caças F-5E e Mirage
> > > da FAB, enviados das bases aéreas de Santa Cruz (RJ) e Anápolis
> > > (GO). Este é um dos casos ufológicos mais importantes do país,
> > > que contou com a participação do então presidente da Embraer
> > > Ozires Silva, a bordo de um avião Xingu que seguia de Brasília
> > > para São José dos Campos. Silva teve um avistamento dos objetos e
> > > chegou a persegui-lo sobre o estado de São Paulo. Como se sabe, o
> > > então ministro da Aeronáutica brigadeiro Octávio Moreira Lima
> > > chegou a ir à TV em rede nacional, no dia seguinte, para admitir a
> > > "invasão" do espaço aéreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
> > > Moreira Lima, são amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou
> > > detalhes de seu avistamento. Silva está neste instante sendo
> > > contatado pelo Revista UFO para novos esclarecimentos..
> > > &gt;
> > > &gt; O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> > > &gt;
> > > &gt; Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
> > > liberar um documento importantíssimo sobre a referida Noite Oficial
> > > dos UFOs no Brasil, em que admite que os objetos observados eram
> > > "sólidos e refletem certa forma de inteligência" , além de
> > > realizarem manobras espantosas. O documento pode ser acessado neste
> > > link: http://www.ufo.com.br/documentos/night/ Com esta liberação, o
> > > assunto central da entrevista, naturalmente, foi a ocorrência de 19
> > > de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por Monteiro,
> > > inclusive com detalhes até então desconhecidos. A ele são
> > > atribuídas algumas contundentes declarações sobre os fatos,
> > > prestadas na época. Por exemplo, o militar teria dito que "há
> > > muitos anos esses casos vêm sendo registrados pela Aeronáutica" e
> > > que os UFOs "passaram de 250 para 1.500 km/h em frações de segundo".
> > > Monteiro também teria dito que "A FAB filmou todo o evento em
> > > vídeotapes". Estes fatos são agora complementados por ele..
> > > Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrônicas, "na falta de uma
> > > explicação melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro,
> > > o entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente
> > > estarrecedora e que os caças conseguiam se aproximar deles apenas por
> > > alguns instantes, porque em seguida os artefatos disparavam a
> > > altíssima velocidade. "Não havia como nos aproximarmos deles e
> > > então acabamos abandonando as buscas. Que duraram muitas horas
> > > naquela madrugada". Há referência de que os UFOs chegaram a
> > > atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade som, o
> > > que Monteiro disse ser possível, embora os instrumentos tivessem
> > > chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
> > > sofrido distorções naturais de leitura".. Quanto à Força
> > > Aérea Brasileira (FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que,
> > > na verdade, o órgão ÃÆ'¢â‚¬" em especial o Cindacta ÃÆ'¢â‚¬"
> > > sempre anotava o que ocorria nas telas de radar, e que tudo aquilo foi
> > > registrado em gravações apropriadas feitas a partir daqueles
> > > instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas são apagadas e
> > > reutilizadas.
> > > &gt;
> > > &gt; Visitados por outras espécies cósmicas - O entrevistado foi
> > > cauteloso o tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo à
> > > pressão dos entrevistadores e deixando logo claro que, assim como
> > > outros militares graduados do país, também tem nítida noção
> > > de que estamos sendo visitados por outras espécies cósmicas. Mesmo
> > > que no início tenha se referido aos UFOs como anomalias
> > > eletrônicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar seus
> > > tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
> > > veículos, mencionando também sua "tecnologia" . Também se
> > > referiu abertamente às inteligências por trás do fenômeno,
> > > dando a clara noção de que estamos diante de civilizações
> > > superiores. Esta foi uma afirmação mais contundente, que ele deu ao
> > > final da entrevista, quando voltou a se referir ao caso em que seus
> > > homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve que intervir
> > > imediatamente, pois "a reação deles poderia ser trágica para
> > > nós". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos
> > > Estados Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu
> > > avião foi destroçado após uma perseguição a um UFO. "Por
> > > isso, os caças, quando perseguiam tais `anomalias eletrônicas', o
> > > faziam com cautela". Já ao fim da conversa, quando estava mais à
> > > vontade com os entrevistadores, se referia às tais anomalias quase
> > > praticamente rindo de sua própria interpretação do fenômeno e
> > > admitindo que apenas usava a expressão "por não ter um UFO nas
> > > mãos pra poder dizer exatamente o que é".
> > > &gt;
> > > &gt; Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilância da Amazônia, que
> > > ele implantou
> > > &gt;
> > > &gt; Apoio à campanha pela liberdade de informação - Enfim, o
> > > tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro é mais um homem do
> > > meio militar brasileiro que, reconhecendo a séria missão dos
> > > ufólogos da Revista UFO em levantar estas questões, apóia a
> > > campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, conduzida pela
> > > Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) através da publicação.
> > > Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre eles o
> > > brigadeiro José Carlos Pereira e os coronéis Uyrangê Hollanda e
> > > Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestação
> > > ufológica e a necessidade de se tratar dela de forma transparente. E
> > > declarou: "Os arquivos devem ser abertos e vocês devem continuar sua
> > > ação junto ao Governo, para garantir que isso ocorra".
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > >
> >
> > ##### ##### ##### #####
> >
> > http://geo.yahoo.com/serv?s=97490435/grpId=1044856/grpspId=2137111528/msgId=75347/stime=1258128059
> >
> > Suas configurações de e-mail: E-mail individual |Tradicional
> > Alterar <http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/join;_ylc=X3oDMTJmZDJxOGVrBF9TAzk3NDkwNDM1BGdycElkAzEwNDQ4NTYEZ3Jwc3BJZAMyMTM3MTExNTI4BHNlYwNmdHIEc2xrA3N0bmdzBHN0aW1lAzEyNTgxMjgwNTk-> configurações via web (Requer Yahoo! ID)
> > Alterar configurações via e-mail: Alterar <mailto:ciencialist-digest@yahoogrupos.com.br?subject=Email%20Delivery:%20Digest> recebimento para lista diária de mensagens | Alterar <mailto:ciencialist-fullfeatured@yahoogrupos.com.br?subject=%20Alterar%20formato%20de%20distribuição:%20Completo> para completo
> > Visite <http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist;_ylc=X3oDMTJkZjI1djYzBF9TAzk3NDkwNDM1BGdycElkAzEwNDQ4NTYEZ3Jwc3BJZAMyMTM3MTExNTI4BHNlYwNmdHIEc2xrA2hwZgRzdGltZQMxMjU4MTI4MDU5> seu grupo | Termos de Uso do <http://br.yahoo.com/info/utos.html> Yahoo! Grupos | Descadastrado <mailto:ciencialist-unsubscribe@yahoogrupos.com.br?subject=Unsubscribe>
> >
>
>
>
>
> ------------------------------------
>
> ##### ##### #####
>
> Página de apoio
> http://www.ciencialist.com
>
>
> ##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos
>




SUBJECT: RES: RES: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 17/11/2009 12:28

Essa comparação entre "ciência" medieval e ciência moderna é no mínimo estranha. Embora tenha existido tecnologia medieval, não existiu propriamente uma ciência medieval, pois naquela época não existia verificação experimental.

[ ]s

Alvaro Augusto
alvaro@lunabay.com.br
http://www.lunabay.com.br/
http://twitter.com/alvaro_augusto


-----Mensagem original-----
De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de marcelomjr
Enviada em: terça-feira, 17 de novembro de 2009 11:29
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica

Olá,
É, pode ser... De qualquer modo é sempre estimulante conhecer as opiniões, teorias e/ou sistemas de crenças diferentes das nossas; e ver como os outros se saem explicando coisas que ja sabemos, ou imaginamos saber, com absoluta certeza. Surgem algumas perolas (no bom sentido) como esta:

"We are as much in the dark as medieval man when faced with the Copernican theory. If Copernicus was correct, then nearly everything that medieval man believed was therefore wrong. Medieval science had been building upon one core central idea namely that the "earth was the centre of the universe". If you said this idea was wrong, then all the ideas that were developed from that idea were themselves wrong. It was too much a shock for medieval man. Is it too much of a shock for 21st century man to realise that the so-called rational scientific man of the 20th century, has built everything upon one `core central idea' that is wrong and hence lived a life of delusions?"
W Macneile Dixon
http://members.iimetro.com.au/~hubbca/ether.htm

ABraco,
Marcelo

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@...> escreveu
>
> Bobagem dupla. Todas as evidências empíricas atestam a constância da velocidade da luz no vácuo e, mesmo que Einstein tivesse acabado sua teoria do campo unificado, ela não seria realmente unificada, pois deixava de fora as interações nucleares forte e fraca.
>
> [ ]s
>
> Alvaro Augusto
> alvaro@...
> http://www.lunabay.com.br/
> http://twitter.com/alvaro_augusto
>
>
> -----Mensagem original-----
> De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de marcelomjr
> Enviada em: sábado, 14 de novembro de 2009 11:55
> Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócra
>
> Olá, Achei este livro: "The Einstein Conspiracy" de Roger Anderson, ainda nao li (nem sei se vou), mas, basicamente, ele diz que "a velocidade da luz nao é constante" e etc, e que Einstein, antes de morrer, na verdade completou a teoria do campo unificado junto com um certo cientista russo (um certo Baranski), e logo depois morreu. Vejam aí...
> http://members.iimetro.com.au/~hubbca/einstein-conspiracy.htm
>
> http://www.jrbooksonline.com/PDF_Books/EinsteinConspiracy.pdf
>
> Science is unable to be reconciled into one unified theory -- which hasn't always been the case. Somewhere along the way, some theories became misinterpreted leading to corruption. Roger Anderton explains how this happened.
>
> The Einstein Conspiracy
> http://www.jrbooksonline.com/PDF_Books/
> EinsteinConspiracy.pdf
>
> Supplementary information at www.einsteinconspiracy.co.uk
>
> Marcelo
>
>
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@> escreveu
> >
> > Amauri,
> >
> >
> >
> > Para que o tempo de viagem fosse encurtado de 10 anos para um segundo seria necessária uma velocidade praticamente igual à da luz. Você tem ideia da energia necessária para acelerar um corpo a essa velocidade?
> >
> >
> >
> > Mas, no fim, não estou dizendo que viagens interestelares são impossíveis. Estou apenas perguntando que, se tais viagens são possíveis, onde estão os ETs? Por que eles viajariam tanto só para brincar de dragões invisíveis e indetectáveis?
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 14:00
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
> >
> >
> >
> >
> >
> > Olá Alvaro (desculpe, sempre esqueço que vc prefere Alvaro)
> >
> > Estou aqui lendo sobre o padoxo dos gemeos e não tem nada o que vc disse. Veja, esse paradoxo foi para mostrar que não existe tempo unico para todos os seres, assim, cada ser vivo tem esse tempo relativo aquilo que se observa. Se a nave demorar dez anos para ele vai ser um segundo, graças a velocidade da luz, isso incurtaria a viagem muito. Ao meu ver vamos pensar que civilizações extraterrestres podem ter desenvolvido tecnologia para isso, por que não?
> >
> > Não lembro de ter dito que meu pensamento e independente, disse que não fico preso em conceitos de livros e tiro minhas conclusões.
> >
> >
> >
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> >
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> >
> > Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> >
> >
> >
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Sex, 13 Nov 2009 05:21:32 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@> escreveu ----
> >
> > Caro Amauri,
> >
> > O paradoxo dos gêmeos só surge quando os gêmeos são recolocados em contato após a viagem. Para o irmão que viajou, o tempo é sempre o tempo local. Por exemplo, se a nave demorar 10 anos para chegar a outro planeta, ele terá envelhecido 10 anos, não importa a velocidade da nave. Infelizmente há muita confusão em torno do paradoxo dos gêmeos, em parte por causa das apropriações feitas por alguns filmes de ficção científica.
> >
> > Eu não somente â€Å"acho” que você não inventou essa história de pensamento independente, como tenho certeza. Isso é mais velho do que as pirâmides.
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: sexta-feira, 13 de novembro de 2009 10:35
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
> >
> >
> >
> > Olá Algusto
> >
> > >>>>Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem â€Å"galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.<<<
> >
> > Garotão, Albert Einstein não imaginou a paradoxo do gemeos, que diz que se uns deles viajar em grande velocidade numa nave, isso reduziria seu envelhecimento e voltaria mais novo que seu irmão? Por quue não imaginarmos que grandes velocidades estabilizam o tempo de tal maneira, que retardaria nossa velhice e assim, seria possivel as viagens galacticas?
> >
> > >>>Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?<<<
> >
> >
> >
> > Por que vc "acha" isso?
> >
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> >
> > Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> >
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 18:11:54 -0800 Alvaro Augusto (L) <alvaro@> escreveu ----
> >
> > Caro Amauri,
> >
> > Confesso que tenho dificuldades em discutir com alguém que afirma que a teoria da relatividade nos faz pensar que uma viagem â€Å"galáctica” (sic) é possível, quando todos sabemos que é exatamente o contrário.
> >
> > Você pode até afirmar que é independente e não segue ninguém, mas isso não é verdade. Por exemplo, eu aposto que a ideia de que não é preciso seguir ninguém não é sua, né?
> >
> > [ ]s
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Amauri Jr A
> > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 18:20
> > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Assunto: Re: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de U
> >
> >
> >
> > Homero, vamos a restropectiva
> >
> > Homero San: São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)
> >
> > Amauri: se vc prestou atenção entre a minha conversa com o Alvaro, o Alvaro disse: "Talvez eu esteja enganado, mas a teoria da relatividade não é aquela que diz existe uma velocidade máxima para corpos materiais? De que maneira isso torna possível viagens intergalácticas? Eu só fiz perguntar as perguntas relevantes a isso que ele escreveu, que não tem nada a ver com "sem pé e nem cabeça"...:-)
> >
> > Homero: "Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça."
> >
> > Amauri: Unica coisa que não entendo é por qual razão tenho que ser dogmatico perante os livros de ciência? Eu posso ler e ter entendido numa outra forma que não é a forma que vc entendeu, portanto irrelevante ao debate dos OVINIS ou de outra coisa, que a maioria diz não ser verdade. Aliás, qual é a verdade? Num Universo de bilhóes ou mais de galaxia, seria muita arrogancia humana fixar um determinado limite dentro do universo o que seria ou não, verdadeiro.
> >
> >
> > Homero: "Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça"
> >
> > Amauri: Não penso que vc é meu inimigo, muito pelo ao contrario, gosto muito de debater contigo...:-) Mas acho que vc não entendeu que não sigo ninguém, não escrevo igual a nenhuma cartilha, apenas tenho minhas idéias...:-)
> >
> >
> > Homero: "Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária."
> >
> > Amauri: Por qual razão uma viagem interplanetaria é inviavel? Agora alguem pode responder, já que elaborei a pergunta...:-)
> >
> >
> > Homero: "Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável."
> >
> > Amauri: Pode ser confiavel, sólida jamais!
> >
> >
> >
> >
> > sds
> >
> > Amauri
> >
> > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> >
> > Pierre-Joseph <http://www.pensador.info/autor/Pierre-Joseph_Proudhon/> Proudhon
> >
> > http://twitter.com/Amaurijr23
> >
> > http://masterofdarkness.multiply.com
> >
> > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> >
> > http://methodossophia.wordpress.com/
> >
> >
> >
> > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 10:28:05 -0800 oraculo333 <oraculo@> escreveu ----
> >
> > Amauri: "Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas "
> >
> > Não porque não se saiba como responde-las, mas por não fazer sentido como perguntas. Sei que deve pensar que são "perguntas importantes", mas na verdade não tem nenhum significado racional, e não podem ser respondidas por isso. Apenas por isso.
> >
> > Aparentemente, não entendeu muita coisa dos livros que leu, sobre ciência. Não é pecado, muita gente não entende, mas você parece não ter entendido que não entendeu, e por isso cria essas "perguntas" sem pé nem cabeça.
> >
> > Veja o que escreveu:
> >
> > Amauri: "Se a lei da relatividade trás velocidades deterninadas para cada corpo, como você explica que graças a ela, temos a energia nuclear operando como uma alternativa de energia e tambem para destruição em massa? E por outro lado, como voc~e explica a teoria dos gemeos?"
> >
> > São perguntas irrespondíveis sim..:-) Mas absolutamente irrelevantes e sem sentido. A energia nuclear, embora tenha relação com a relatividade, não é um problema relacionado a velocidades da luz, e nada na relatividade diz algo sobre "velocidades determinadas para cada corpo" (que nem sei o que significa, a não ser em questões de vestibular de física/dinâmica de corpos..:-)
> >
> > E a teoria dos gêmeos, que NÃO é uma teoria, mas um exemplo usado por Einstein para facilitar o entendimento de sua teoria física, tem menos ainda com isso..:-)
> >
> > Não sou seu inimigo, Amauri, e deveria confiar um pouco em mim, todo mundo ri escondido quando escreve coisas assim, sem pé nem cabeça.
> >
> > Suas "perguntas" são como a repimboca da parafuseta que não encaixa no pino da grampola, infelizmente.
> >
> > Faça um esforço, tente elaborar mais o que deseja perguntar, explicar o que está causando confusão em sua mente. Sem isso, só pode dar em piada mesmo, e as vezes, involuntária.
> >
> > Começa por entender a diferença entre ser uma "teoria", do ponto de vista do uso leigo do termo (palpite) e Teoria Científica, que é outra coisa bem diferente e mais sólida e confiável.
> >
> > Um abraço.
> >
> > Homero
> >
> > --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> , Amauri Jr A <amaurijunior23@> escreveu
> > >
> > > Tenho livros cientificos Alvaro, só fiz uma ou duas perguntas, que aliás, não foram respondidas
> > >
> > > sds
> > > Amauri
> > >
> > > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > > Pierre-Joseph Proudhon
> > >
> > > http://twitter.com/Amaurijr23
> > > http://masterofdarkness.multiply.com
> > > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > > http://methodossophia.wordpress.com/
> > >
> > >
> > >
> > > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 09:35:24 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu ----
> > >
> > >
> > > Eu gostaria de ganhar um dólar cada vez que alguém me diz que isso ou aquilo é â€Å"apenas uma teoria†(na verdade, eu gostaria de ganhar um milhão de dólares a cada vez, mas um dólar já éstaria bom)...
> > >
> > > Mais uma confusão, dessa vez entre os significados leigo e científico do conceito de teoria. Praticamente um estelionato semântico.
> > >
> > > Sugiro estudar mais (e bastante).
> > >
> > > [ ]s
> > >
> > > Alvaro Augusto
> > > alvaro@
> > > http://www.lunabay.com.br/
> > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > >
> > >
> > >
> > > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de Amauri Jr A
> > > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 15:04
> > > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > Assunto: Re: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > Quem garante que é uma verdade absoluta Alvaro? Nem mesmo a ciencia diz isso, é e somente, uma teoria.
> > > sds
> > >
> > > Amauri
> > >
> > >
> > > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > > Pierre-Joseph Proudhon
> > >
> > > http://twitter.com/Amaurijr23
> > >
> > > http://masterofdarkness.multiply.com
> > >
> > > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > >
> > > http://methodossophia.wordpress.com/
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:47:35 -0800 Alvaro Augusto (L) alvaro@ escreveu ----
> > > É claro que há verdades absolutas, ao menos em física. A segunda lei da termodinâmica, por exemplo.
> > > [ ]s
> > > Alvaro Augusto
> > > alvaro@
> > > http://www.lunabay.com.br/
> > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > >
> > > De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de Amauri Jr A
> > > Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 14:33
> > > Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > Assunto: Re: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > Que saco Marcel? Não há fatos eterno e não há verdades absolutas.
> > > sds
> > >
> > > Amauri
> > >
> > > Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > > Pierre-Joseph Proudhon
> > >
> > > http://twitter.com/Amaurijr23
> > > http://masterofdarkness.multiply.com
> > >
> > > http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > >
> > > http://methodossophia.wordpress.com/
> > >
> > >
> > >
> > >
> > > ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 08:29:29 -0800 marcelleandro2009 marcelleandro2009@ escreveu ----
> > >
> > > A garantia irrefutável e confiante vem "daquele" mesmo saco... :o)
> > >
> > > Marcel
> > >
> > > --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> , Amauri Jr A amaurijunior23@
> > > escreveu
> > > &gt;
> > > &gt; Quem garante tudo que vc falou Alvaro? A mais facinante descoberta do
> > > ser humano é a Teorias tanto quantica, quanto da relatividade que nos
> > > faz pensar que uma viagem galactica é possivel...até mesmo
> > > podemos, digamos assim, viajar na maionese e dizer que existem
> > > civilizações que podem (não disse ser verdade), dominar a viagem
> > > no hiperespaço. Até mesmo civilizações, segundo uma teoria de
> > > um cara que esqueci o nome, que passariam de organicas para inorganicas
> > > que tivessem tecnologia quantica de se transformar naquilo que
> > > precisassem para se adaptar como os Transformers.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; sds
> > > &gt; Amauri
> > > &gt;
> > > &gt; Aquele que botar as mão sobre mim, para me governar, é um
> > > usurpador, um tirano. Eu o declaro meu inimigo.
> > > &gt; Pierre-Joseph Proudhon
> > > &gt;
> > > &gt; http://twitter.com/Amaurijr23
> > > &gt; http://masterofdarkness.multiply.com
> > > &gt; http://serumdeficiente.wordpress.com/
> > > &gt; http://methodossophia.wordpress.com/
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; ---- Ligado Qui, 12 Nov 2009 07:53:56 -0800 Alvaro Augusto (L)
> > > &amp;lt;alvaro@&amp;gt; escreveu ----
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Sei bem a que o Marcelo Gleiser se refere.
> > > ÃÆ'¢â‚¬Å"ImprovávelÃÆ'¢â‚¬ não significa
> > > ÃÆ'¢â‚¬Å"impossívelÃÆ'¢â‚¬ . Por exemplo, o número de estrelas por
> > > galáxia deve ser de 100 bilhões e existem mais de 100 bilhões
> > > de galáxias no universo. Se apenas uma estrela por galáxia
> > > contiver um planeta com vida inteligente, isso significa que devem
> > > existir 100 bilhões de civilizações inteligentes por aí, mas a
> > > probabilidade disso é menor do que 1e-11. Pouquíssimo provável,
> > > mas infinitamente distante de ÃÆ'¢â‚¬Å"impossívelÃÆ'¢â‚¬ . Contudo,
> > > tais civilizações estariam tão distantes umas das outras que
> > > fatalmente se extinguiriam antes de qualquer possível
> > > ÃÆ'¢â‚¬Å"primeiro contatoÃÆ'¢â‚¬ .
> > > &gt;
> > > &gt; É claro que podem existir civilizações ÃÆ'¢â‚¬Å"sortudasÃÆ'¢â‚¬ ,
> > > surgidas nos primórdios do universo, que conseguiram sobreviver a
> > > todas as tragédias e desenvolvidas a ponto de dominarem viagens
> > > interestelares, intergalácticas, etc. Ainda assim, resta a pergunta
> > > de Fermi: onde estão elas?
> > > &gt;
> > > &gt; [ ]s
> > > &gt;
> > > &gt; Alvaro Augusto
> > > &gt; alvaro@
> > > &gt; http://www.lunabay.com.br/
> > > &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; De: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br> ] Em nome de luiz silva
> > > &gt; Enviada em: quinta-feira, 12 de novembro de 2009 12:42
> > > &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > > ação de UFOs no país
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Ola João,
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Outro dia eu estava vendo o History ou Discovery, e apareceu o Marcelo
> > > Glaiser, falando sobre possibilidades de vida extra-terrestre e visitas
> > > de ETs......Vamos ao que ele disse :
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; A vida simples é provável no universo;
> > > &gt;
> > > &gt; A vida complexa, pouco provável;
> > > &gt;
> > > &gt; A vida inteligente, muito improvável;
> > > &gt;
> > > &gt; ETs que visitam a terra, quase impossível.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Interessante os "bicos" com relação a possibilidade disso ou
> > > daquilo....Basta lembramos que em passado pouco distante, aminoácidos
> > > fora da terra era uma coisa impensável, muito improvável, quase
> > > impossível....e hj sabemos que eles estão espalhados por todo o
> > > universo, em cometas, etc......Basta lembrarmos que a pouco tempo a
> > > existência de planetas fora do sistema solar era tida como pouco
> > > provável....e, atualmente, estima-se que os planetas estão
> > > presente em abundância em nosso universo.....Ou seja, o que significa
> > > pouco provável ou impossível em ciência...será que significa
> > > nossa própria limitação tecnológica ou científica ou
> > > crenças ???
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Com relação a possibilidade de visita extra-terrestre, o mais
> > > interessante foram os motivos apresentados pelo Marcelo: estes seres
> > > teriam as mesmas dificuldades para fazer viagens interplanetárias que
> > > nós enfrentamos...Ou seja, tamanho do universo, energia etc....etc...
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Ora, a civilização humana existe a uns milhares de anos, e estamos
> > > no nível tecnológico atual.......será tão absurdo achar que
> > > num universo de 14 bilhões da anos de idade, zilhões de galaxias,
> > > estrelas e planetas nao possa existir uma civilização com alguns
> > > milhões de anos e com uma tecnologia alguns milhões de anos a
> > > nossa frente??
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Resumo : a sua análise é correta, dentro de uma visão
> > > antropocêntrica do universo.Este argumento do cadê eles, pq não
> > > falam conosco....novamente reflete todo o antropocentrismo presente em
> > > sua visão de mundo....
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Agora pense: se num futuro distante acharmos uma civilização ainda
> > > em estado embrionário de desenvolvimento, vc acha que realmente vamos
> > > interagir diretamente com esta civilização, ou a estudaremos e
> > > acompanharemos o seu desenvolvimento??
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Abs
> > > &gt;
> > > &gt; Felipe
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; --- Em qui, 12/11/09, J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt; escreveu:
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; De: J.Victor &amp;lt;j.victor.neto@&amp;gt;
> > > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > > ação de UFOs no país
> > > &gt; Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br <mailto:ciencialist%40yahoogrupos.com.br>
> > > &gt; Data: Quinta-feira, 12 de Novembro de 2009, 11:23
> > > &gt;
> > > &gt; E outra pergunta, ainda:
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Qual a razão de, apesar de tantas "aparições", ao longo dos
> > > séculos, "documentadas" e tudo o mais, os condutores dos OVNI´s
> > > nunca quiseram nos dar o ar da graça de suas eventualmente majestosas
> > > figuras. Sequer para um cafezinho rápido.
> > > &gt;
> > > &gt; Qual o motivo, ou os motivos? Teriam medo de nós? Se sim, vieram
> > > até cá para quê?
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Já sei, já sei, devem ser tão feios, ante nossa monumental
> > > beleza, que, inteligentes como são, têm uma vergonha... Então,
> > > "aparecem", tomam um chá de nossa
> > > &gt;
> > > &gt; beleza, e, vapt vupt, somem rapidinho, fogem, chispam, à velocidade
> > > da luz-deltac, deixando-nos com água na boca e os olhos esbulhagados,
> > > de ansiedade e vontade de ver. Isto é assim desde que começaram
> > > &gt;
> > > &gt; a escrever a bíblia, ao longo dos cerca de 1400 anos que durou sua
> > > montagem. E muitos relatos alí, que alguns identificam com o mister,
> > > talvez incrementem as certezas
> > > &gt;
> > > &gt; de alguns, na crença disso que sequer chega a ser mito. Como
> > > deuses, duendes, espíritos. Tudo farinha do mesmo saco, se saco
> > > houvesse para encher de nada.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Ou talvez sejam honestos demais, e não queiram se misturar com
> > > muitos de nossos políticos. Que não são bestas.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Sds,
> > > &gt;
> > > &gt; Victor.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; ----- Original Message -----
> > > &gt;
> > > &gt; From: Alvaro Augusto (L)
> > > &gt;
> > > &gt; To: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > > &gt;
> > > &gt; Sent: Thursday, November 12, 2009 9:28 AM
> > > &gt;
> > > &gt; Subject: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates
> > > - ação de UFOs no país
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; UFOs não me interessam. Na antiguidade eles eram identificados com
> > > anjos e deuses, na Idade Média, com bruxas e, hoje, são
> > > identificados com espaçonaves extraterrestres. Como disse Jung, nada
> > > mais do que um mito moderno.
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; A única pergunta que interessa é: se os ETs existem, onde
> > > estão eles?
> > > &gt;
> > > &gt; [ ]s
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Alvaro Augusto
> > > &gt;
> > > &gt; alvaro@lunabay. com.br
> > > &gt;
> > > &gt; http://www.lunabay.com.br/
> > > &gt; http://twitter.com/alvaro_augusto
> > > &gt; De: ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:ciencialist @yahoogrupos.
> > > com.br] Em nome de Fabricio Braga
> > > &gt; Enviada em: terça-feira, 10 de novembro de 2009 16:55
> > > &gt; Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > > &gt; Assunto: Re: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates -
> > > ação de UFOs no país
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Marcel,
> > > &gt;
> > > &gt; O documento apenas relata as anomalias nos radares - que acontecem
> > > todos os dias aqui e no mundo. Pular daí para "seres de outras
> > > galáxias e naves", é um salto lógico absurdo e sem sentido.
> > > &gt;
> > > &gt; Onde estão as provas?
> > > &gt; []s
> > > &gt;
> > > &gt; 2009/11/10 marcelleandro2009 &amp;lt;marcelleandro2009@ yahoo.com. br&amp;gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates Monteiro faz espantosas
> > > declarações sobre a ação de UFOs no país
> > > &gt;
> > > &gt; http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php <http://www.ufo.com.br/index.php?arquivo=notComp.php&id=4545> &id=4545
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt; Mais um militar graduado apóia a campanha UFOs: Liberdade de
> > > Informação Já
> > > &gt; No domingo, 25 de outubro, a Revista UFO entrevistou com exclusividade
> > > o ex-ministro da Aeronáutica do Governo Fernando Collor no período
> > > de 1990-1992, o tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro. A
> > > entrevista se deu em sua residência no Rio de Janeiro e foi conduzida
> > > pelo editor A. J. Gevaerd, pelo co-editor Marco Antonio Petit e pelos
> > > consultores Francisco Pires de Campos, de Barueri, e Arthur Ferreira
> > > Neto, do Rio de Janeiro. Foram mais de duas horas de conversa
> > > extremamente interessante e proveitosa, em que o militar sentiu-se a
> > > vontade e sem qualquer constrangimento para falar sobre Ufologia, como
> > > alguns outros oficiais que também já prestaram depoimento à
> > > Revista UFO. Monteiro está na reserva da Força Aérea Brasileira
> > > (FAB) há anos, mas mantém vínculos com militares na ativa de
> > > vários setores do oficialato brasileiro. Tem memória extremamente
> > > lúcida de fatos marcantes sobre suas atividades da Aeronáutica e
> > > ÃÆ'¢â‚¬" de especial interesse para a Ufologia Brasileira ÃÆ'¢â‚¬" sobre
> > > como o país lidou com a questão durante o tempo em que ele esteve
> > > na ativa. Como outros ministros, antes e depois dele, Monteiro também
> > > teve acesso a informações graves sobre a manifestação de outras
> > > espécies cósmicas em nosso país, relatando-nos alguns casos.
> > > Ele foi piloto de várias aeronaves, inclusive de caça, nas quais
> > > tem mais de cinco mil horas de vôo.
> > > &gt;
> > > &gt; Tecnologia muito mais avançada do que a nossa - O militar foi
> > > comandante do I Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de
> > > Tráfego Aéreo (Cindacta), em Brasília, fase em que esteve à
> > > frente do registro de ocorrências ufológicas em todo o país, em
> > > especial na área do Distrito Federal e Região Sudeste.. Ele
> > > revelou que as observações de objetos voadores não identificados
> > > eram constantes nas telas de radar do órgão, bem antes dele
> > > assumir seu comando, e que todos os casos eram meticulosamente anotados,
> > > sendo que alguns eram investigados pela Força Aérea Brasileira
> > > (FAB). Naquela ocasião ainda não se empregava o termo Tráfego
> > > Hotel para designar UFOs. Monteiro descreveu uma situação em que a
> > > estação de radar do Cindacta no Gama (DF) foi sobrevoada a baixa
> > > altitude por um objeto discóide de grandes proporções, e que seus
> > > homens, sem saber o que fazer, abriram fogo contra no intruso. Ao saber
> > > disso, Monteiro deu-lhes ordens expressas para interromperem o tiroteio
> > > imediatamente. "Eles têm uma tecnologia muito mais avançada do que
> > > a nossa e não sabemos com o reagiriam à nossa ação", disse
> > > referindo-se aos tripulantes do veículo, informando ainda que esta
> > > era a doutrina adotada na época, ou seja, não agredir para não
> > > sofrer as conseqüências.
> > > &gt;
> > > &gt; O entrevistado também foi comandante do IV Comando Aéreo
> > > Regional (COMAR), em São Paulo, órgão que controla o espaço
> > > aéreo da Região Sudeste, durante a famosa Noite Oficial dos UFOs
> > > no Brasil, em 19 de maio de 1986, quando a área ficou inundada com o
> > > aparecimento de mais de 20 esferas voadoras de mais de 100 m de
> > > diâmetro cada, que foram perseguidas por sete caças F-5E e Mirage
> > > da FAB, enviados das bases aéreas de Santa Cruz (RJ) e Anápolis
> > > (GO). Este é um dos casos ufológicos mais importantes do país,
> > > que contou com a participação do então presidente da Embraer
> > > Ozires Silva, a bordo de um avião Xingu que seguia de Brasília
> > > para São José dos Campos. Silva teve um avistamento dos objetos e
> > > chegou a persegui-lo sobre o estado de São Paulo. Como se sabe, o
> > > então ministro da Aeronáutica brigadeiro Octávio Moreira Lima
> > > chegou a ir à TV em rede nacional, no dia seguinte, para admitir a
> > > "invasão" do espaço aéreo brasileiro por UFOs. Ambos, Silva e
> > > Moreira Lima, são amigos de Monteiro e o primeiro lhe confidenciou
> > > detalhes de seu avistamento. Silva está neste instante sendo
> > > contatado pelo Revista UFO para novos esclarecimentos..
> > > &gt;
> > > &gt; O entrevistado examina documentos oficiais liberados pelo Governo
> > > &gt;
> > > &gt; Noite Oficial dos UFOs no Brasil - Como se sabe, o Governo acaba de
> > > liberar um documento importantíssimo sobre a referida Noite Oficial
> > > dos UFOs no Brasil, em que admite que os objetos observados eram
> > > "sólidos e refletem certa forma de inteligência" , além de
> > > realizarem manobras espantosas. O documento pode ser acessado neste
> > > link: http://www.ufo.com.br/documentos/night/ Com esta liberação, o
> > > assunto central da entrevista, naturalmente, foi a ocorrência de 19
> > > de maio de 1986, que foi confirmada de diversas formas por Monteiro,
> > > inclusive com detalhes até então desconhecidos. A ele são
> > > atribuídas algumas contundentes declarações sobre os fatos,
> > > prestadas na época. Por exemplo, o militar teria dito que "há
> > > muitos anos esses casos vêm sendo registrados pela Aeronáutica" e
> > > que os UFOs "passaram de 250 para 1.500 km/h em frações de segundo".
> > > Monteiro também teria dito que "A FAB filmou todo o evento em
> > > vídeotapes". Estes fatos são agora complementados por ele..
> > > Referindo-se sempre ao termo anomalias eletrônicas, "na falta de uma
> > > explicação melhor para o que eram aqueles objetos", segundo Monteiro,
> > > o entrevistado disse que a velocidade dos UFOs era realmente
> > > estarrecedora e que os caças conseguiam se aproximar deles apenas por
> > > alguns instantes, porque em seguida os artefatos disparavam a
> > > altíssima velocidade. "Não havia como nos aproximarmos deles e
> > > então acabamos abandonando as buscas. Que duraram muitas horas
> > > naquela madrugada". Há referência de que os UFOs chegaram a
> > > atingir a velocidade de Mach 15, ou seja, 15 vezes a velocidade som, o
> > > que Monteiro disse ser possível, embora os instrumentos tivessem
> > > chegado a medir apenas perto de 3.500 km/h, "pois depois disso podem ter
> > > sofrido distorções naturais de leitura".. Quanto à Força
> > > Aérea Brasileira (FAB) ter gravado os fatos em videotapes, disse que,
> > > na verdade, o órgão ÃÆ'¢â‚¬" em especial o Cindacta ÃÆ'¢â‚¬"
> > > sempre anotava o que ocorria nas telas de radar, e que tudo aquilo foi
> > > registrado em gravações apropriadas feitas a partir daqueles
> > > instrumentos. Mas disse que a cada 30 dias as fitas são apagadas e
> > > reutilizadas.
> > > &gt;
> > > &gt; Visitados por outras espécies cósmicas - O entrevistado foi
> > > cauteloso o tempo todo. Mas, inicialmente fechado, foi cedendo à
> > > pressão dos entrevistadores e deixando logo claro que, assim como
> > > outros militares graduados do país, também tem nítida noção
> > > de que estamos sendo visitados por outras espécies cósmicas. Mesmo
> > > que no início tenha se referido aos UFOs como anomalias
> > > eletrônicas, aos poucos foi falando em "eles", para designar seus
> > > tripulantes, e em "naves" para efetivamente descrever o que eram seus
> > > veículos, mencionando também sua "tecnologia" . Também se
> > > referiu abertamente às inteligências por trás do fenômeno,
> > > dando a clara noção de que estamos diante de civilizações
> > > superiores. Esta foi uma afirmação mais contundente, que ele deu ao
> > > final da entrevista, quando voltou a se referir ao caso em que seus
> > > homens atiravam num disco voador no Gama, e que ele teve que intervir
> > > imediatamente, pois "a reação deles poderia ser trágica para
> > > nós". Para tanto, usou como analogia o Caso Mantell, ocorrido nos
> > > Estados Unidos em 1948, em que um piloto encontrou a morte e seu
> > > avião foi destroçado após uma perseguição a um UFO. "Por
> > > isso, os caças, quando perseguiam tais `anomalias eletrônicas', o
> > > faziam com cautela". Já ao fim da conversa, quando estava mais à
> > > vontade com os entrevistadores, se referia às tais anomalias quase
> > > praticamente rindo de sua própria interpretação do fenômeno e
> > > admitindo que apenas usava a expressão "por não ter um UFO nas
> > > mãos pra poder dizer exatamente o que é".
> > > &gt;
> > > &gt; Descreve o proheto Sivam/Sipam, de vigilância da Amazônia, que
> > > ele implantou
> > > &gt;
> > > &gt; Apoio à campanha pela liberdade de informação - Enfim, o
> > > tenente-brigadeiro Sócrates da Costa Monteiro é mais um homem do
> > > meio militar brasileiro que, reconhecendo a séria missão dos
> > > ufólogos da Revista UFO em levantar estas questões, apóia a
> > > campanha UFOs: Liberdade de Informação Já, conduzida pela
> > > Comissão Brasileira de Ufólogos (CBU) através da publicação.
> > > Ele, como seus colegas anteriormente entrevistados, entre eles o
> > > brigadeiro José Carlos Pereira e os coronéis Uyrangê Hollanda e
> > > Antonio Celente Videira, admitem a seriedade da manifestação
> > > ufológica e a necessidade de se tratar dela de forma transparente. E
> > > declarou: "Os arquivos devem ser abertos e vocês devem continuar sua
> > > ação junto ao Governo, para garantir que isso ocorra".
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > > &gt;
> > >
> >




SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "marcelleandro2009" <marcelleandro2009@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 17/11/2009 12:33

Espécies inteligentes =/= civilização. As duas espécies do gênero Homo extintas nos últimos 250 mil anos certamente eram inteligentes - a ponto de dominar o fogo e ter ferramentas de caça

1° O contexto discutido se devia mais ao sucesso de sobrevivência da habilidade intelectual do que propriamente ao da espécie, como interpretação literária biológica. Estas espécies estão extintas sim aos olhos didáticos, no entanto, esta estrutura (maior parte) genética e habilidade está viva ainda hoje em nossa espécie. Ela não foi apagada da natureza por uma eventual inapropriação mas sim herdada e ligeiramente modificada , talvez mais pela seleção sexual do que por uma pressão da natureza. A habilidade intelectual se mostrou de grande valia para tornar nossa espécie mais genérica (clima, alimentos, defesa, território, etc)  e muito menos sensível a mudanças na natureza do que as outras espécies comparadas (discussão a vários e-mails atrás)

 2° Dominar o fogo e ferramentas de caça sim, mas não sobre a facilidade de proliferação de conhecimento e vínculos sociais mais amplos, por exemplo, que nos proporcionam menores chances de auto destruição ou extinção natural.

Correndo o risco de ser otimista, mas vejo a sociedade no ponto em que vivemos hoje propicia, através da tecnologia de comunicação / globalização, cada vez mais uma universalidade de idéias, dificultando que ações extremistas (guerra por ex) ganhem espaço em crenças de grupos isolados, como ocorria em gerações passadas. A tendência (TENDÊNCIA) é que estejamos mais perto de nos tornar um grande grupo homogêneo (cooperante) do que "tribos" isoladas lutando entre si por n fatores particulares a cada uma, como ocorria em tempos remotos.

Em relação à civilizações. Temos uma taxa de extinção ainda mais acentuada. Egípcios, gregos, maias, babilônios, romanos...

Tão somente pela coexistência de outras civilizações também humanas, não por outro motivo (de ordem natural por exemplo). Mas eles, os descendentes de boa parte, continuam lá vivos, com outros nomes, culturas, políticas, crenças e religiões, etc...

Em relação à nossa civilização ocidental atual com sua tecnologia, a probabilidade de extinção pode ser calculada de dois modos. Um é vendo os eventos próximos de catástrofes já deflagrados ao longo de nossa curta história: como o episódio dos misses cubanos e a atual ameaça das mudanças climáticas globais.

Falariamos aqui de extinção ou no máximo uma comum (grande talvez) desaceleração tecnológica e social? É dificil dizer...

 

O outro é valendo-se de um artifício estatístico que considera que não vivemos em um ponto mais importante do que qualquer outro ponto de toda a nossa história pregressa e futura: não estamos nem no ponto exato de início, nem no
ponto exato do término de nossa civilização.



É vago esta avaliação já que se obriga a desconsiderar o extremo de estar próximo do início, da era espacial por exemplo. E se estivéssemos conversando em 1972, sobre esta ótica nossa civilização já teria até partido para uma melhor  ou no máximo sobreviveria por mais esta geração, neste intervalo com os mesmos 95 % de probabilidade.

 

Marcel




 


--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "roberto" <roberto.takata@...> escreveu
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, luiz silva
> > Somente espécies inteligentes....a situação proposta é a
> > probabilidade de uma civilização como a nossa se extinguir.......
>
> Espécies inteligentes =/= civilização. As duas espécies do gênero Homo extintas nos últimos 250 mil anos certamente eram inteligentes - a ponto de dominar o fogo e ter ferramentas de caça.
>
> Em relação à civilizações. Temos uma taxa de extinção ainda mais acentuada. Egípcios, gregos, maias, babilônios, romanos...
>
> Em relação à nossa civilização ocidental atual com sua tecnologia, a probabilidade de extinção pode ser calculada de dois modos. Um é vendo os eventos próximos de catástrofes já deflagrados ao longo de nossa curta história: como o episódio dos mísses cubanos e a atual ameaça das mudanças climáticas globais. O outro é valendo-se de um artifício estatístico que considera que não vivemos em um ponto mais importante do que qualquer outro ponto de toda a nossa história pregressa e futura: não estamos nem no ponto exato de início, nem no ponto exato do término de nossa civilização.
>
> Nesse caso, considerando-se uma faixa de 95%, os 40 anos da era espacial podem representar os 5% iniciais de nossa história como civilização espacial ou 95% já passados. O que nos dá um intervalo de 42 a 800 anos de nossa civilização persistir - com 95% de probabilidade.
>
> []s,
>
> Roberto Takata
>


SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 17/11/2009 13:35

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "marcelleandro2009"
> no entanto, esta estrutura (maior parte) genética e habilidade está
> viva ainda hoje em nossa espécie.

Não. Essas espécies não são nossos ancestrais. Ela foram derivadas de ancestrais em comum conosco.

> 2° Dominar o fogo e ferramentas de caça sim, mas não sobre a
> facilidade de proliferação de conhecimento e vínculos sociais mais
> amplos, por exemplo, que nos proporcionam menores chances de auto
> destruição ou extinção natural.

Wishful thinking que temos menos chances de autodestruição ou extinção.

Cinco palavras: Al-Qaeda, Darfur e armamentos nucleares.

> É vago esta avaliação já que se obriga a desconsiderar o
> extremo de estar próximo do início, da era espacial por exemplo.

Ela considera o fato de estar próximo ao início: 5% iniciais.

O q ela desconsidera é estarmos no próprio início (ou no próprio fim).

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: Processo criativo-Matemática
FROM: "J.Victor" <j.victor.neto@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 17/11/2009 16:18

Olá,
 
Em anexo, um texto de Henri Poincaré, sobre o
seu processo criativo em matemática. (peguei o texto
na internet, não pude averiguar se realmente é de sua
autoria. Mas creio que sim.)
 
Leitura de interêsse para quem, como eu, tem interêsse em saber a razão
pela qual alguns seres humanos têm  essa capacidade fantástica de criar,  
faculdade mental poderosa e rica em alguns, e paupérrima numa baita maioria.
Poincaré é considerado o último dos generalistas, homem de um conhecimento
gigantesco, e uma produção cioentífica igualmente giganstesca, tanto em matemática
como em física. É consenso que Poincaré é o único intelectual capaz de ombrear com
Einstein, em genialidade. Só não entendeu bem o que é Relatividade!....Ao menos, do ponto
de vista de Einstein, e do resto da comunidade científica que acordou do limbo....
Mas isso é só um detalhe. 
 
Sds,
Victor.

SUBJECT: Buzz no Brasil
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 18/11/2009 03:53

Que Madonna que nada. Buzz Aldrin visita o Brasil.

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1382057-5603,00.html
-------------

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: Re: [ciencialist] Buzz no Brasil
FROM: "Luiz Ferraz Netto" <leobarretos@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 18/11/2009 08:18

Ele vem de Buss?
[]´
     ===========================
            Luiz Ferraz Netto [Léo] 
        leo@feiradeciencias.com.br
           leobarretos@uol.com.br
         luizferraz.netto@gmail.com
     http://www.feiradeciencias.com.br
     ===========================
----- Original Message -----
From: roberto
To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Sent: Wednesday, November 18, 2009 3:53 AM
Subject: [ciencialist] Buzz no Brasil

 

Que Madonna que nada. Buzz Aldrin visita o Brasil.

http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1382057-5603,00.html
-------------

[]s,

Roberto Takata



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.69/2508 - Release Date: 11/17/09 07:40:00

SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "marcelleandro2009" <marcelleandro2009@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 18/11/2009 12:39

Não. Essas espécies não são nossos ancestrais. Ela foram derivadas de ancestrais em comum conosco.

Não afirmei isto! Eu disse que a estrutura biológica que compartilhamos em determinado período (um ancestral em comum não tão distante, como você falou), se manteve viva, mesmo que algumas "ramificações" tenham se perdido no caminho.

No entanto,  a maior parte dela (DNA), a mais eficiente em determinada espécie, conseguiu chegar até os dias de hoje sem "grandes" modificações.

Em suma (dentro do contexto), a seleção sexual nos casos de correlação genética ou o próprio confronto direto (mesmo nicho alimentar ou territorial) no caso de exclusa compatibilidade sexual, podem ser os grandes responsáveis pela extinção destas espécies. Neste caso, não seria o insucesso que a habilidade intelectual proporcionaria frente as dificuldades cotidianas da natureza, onde geraria o completo desaparecimento deste padrão genético.

 

Wishful thinking que temos menos chances de autodestruição ou extinção. Cinco palavras: Al-Qaeda, Darfur e armamentos nucleares.

 

Armas nucleares e extinção completa de nossa espécie? Imaginar que chegue a este ponto é se basear 100% no extremo do possível...

Tenho outras palavras de maior significância para o pensamento da maioria da civilização atual; ONU, Kyoto, Greenpeace, globalização, democracia, miscigenação, ecunemismo,e por ai vai.... 

 

Marcel


--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "roberto" <roberto.takata@...> escreveu
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "marcelleandro2009"
> > no entanto, esta estrutura (maior parte) genética e habilidade está
> > viva ainda hoje em nossa espécie.
>
> Não. Essas espécies não são nossos ancestrais. Ela foram derivadas de ancestrais em comum conosco.
>
> > 2° Dominar o fogo e ferramentas de caça sim, mas não sobre a
> > facilidade de proliferação de conhecimento e vínculos sociais mais
> > amplos, por exemplo, que nos proporcionam menores chances de auto
> > destruição ou extinção natural.
>
> Wishful thinking que temos menos chances de autodestruição ou extinção.
>
> Cinco palavras: Al-Qaeda, Darfur e armamentos nucleares.
>
> > É vago esta avaliação já que se obriga a desconsiderar o
> > extremo de estar próximo do início, da era espacial por exemplo.
>
> Ela considera o fato de estar próximo ao início: 5% iniciais.
>
> O q ela desconsidera é estarmos no próprio início (ou no próprio fim).
>
> []s,
>
> Roberto Takata
>

SUBJECT: Os limites da condição humana - José Geraldo dos Reis Santos
FROM: "Jose Renato" <jrma@terra.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 18/11/2009 13:07

 

[ A ciência e a tecnologia têm aumentado a nossa capacidade de ação, mas não se fazem acompanhar de aumento de capacidade de previsão e prevenção das consequências dessas ações científicas. ]

 

............................................................

 

Os limites da condição humana

 

José Geraldo dos Reis Santos

Sociólogo, diretor-geral da SEI e professor da

Universidade Estadual do Sudoeste da Bahia

 

 

A possível confirmação da Nasa da existência de água na Lua é uma notícia alvissareira, mas requer uma reflexão para além do fato em si.

 

A filósofa alemã Hannah Arent lançou uma célebre obra A Condição Humana, em 1958, como um grande instrumento de reflexão sobre a vida humana na terra. Para a autora, a condição humana é diferente de natureza humana e se caracterizaria como a soma total das atividades e capacidades essenciais à própria existência humana e sem as quais essa existência deixaria de ser humano. Nesse sentido, os homens são seres condicionados não apenas pelos constrangimentos normais da natureza como também pelas coisas artificiais criadas. Trata-se do eterno esforço do homem para se afastar da sua condição de ser originário da natureza e de sobrepô-la mediante a cultura, a ciência e a técnica.

 

Algumas das expectativas de criações científicas que eram vistas como temerosas pela autora, como esforço do homem em romper os limites da condição humana, se tornaram realidade. O primeiro temor era a possibilidade da criação de vidas humanas em proveta, buscando, sobretudo, criar as condições para a longevidade acima dos 100 anos.

Outro temor da autora era a possibilidade do advento da automação, que deveria libertar a humanidade do seu mais antigo fardo, que é o trabalho. Como se sabe, a automação foi apenas um dos aspectos de aprofundamento da substituição do trabalho vivo pelo trabalho morto, entretanto, a fadiga e o sofrimento do processo produtivo apenas mudaram de forma.

 

Telemática, nanotecnologia, robótica, biotecnologia e inúmeros outros “milagres” da ciência não previstos pela autora continuam a expandir o limiar da condição humana. Nunca se duvidou da capacidade de criação do ser humano, da mesma forma como não se duvida da capacidade de destruição da vida da Terra. Para Arent, a “Terra é a própria quintessência da condição humana” por ser o único planeta conhecido até então com as condições propícias para a vida. E por isso a mudança mais radical da condição humana especulada pela autora seria a emigração dos homens para outro planeta. Ainda assim, continuaríamos humanos, porém cada vez mais condicionados pelas nossas criações artificiais.

 

Na realidade, a grande preocupação de Arent era com o descontrole da ciência e da técnica, sobretudo o possível divórcio definitivo entre know-how e pensamento, que poderia nos transformar em escravos desprovidos de raciocínio. Embora a reflexão da autora seja digna de registro em função da sua radicalidade, outros pensadores expressaram preocupações similares,s tais como: Weber, ao salientar o desencantamento do mundo e a tendência crescente de racionalização em todas as esferas; a “Escola de Frankfurt”, com a crítica à absolutização da “razão instrumental”; e Boa-ventura de Souza Santos, que aponta leituras de que a ciência moderna não é apenas caminho para solução dos nossos problemas, mas também parte deles, pois a ciência e a tecnologia têm aumentado a nossa capacidade de ação, mas não se fazem acompanhar de aumento de capacidade de previsão das consequências da ação científica.

 

O atual contexto indica que o processo civilizatório está entrando em fase de fechamento de um grande ciclo em nível planetário. O atual cenário requer uma grande concentração entre os mais diversos povos e nações na busca por uma transição para uma sociedade mais reiterativa na sua relação com a natureza. De acordo com Darcy Ribeiro, uma das formas de suicídio de uma determinada civilização é a saturação de tecnologias eficazes. Não é nenhuma novidade afirmar que os padrões de produção, consumo e fruição de bens materiais da atualidade colocam em cheque a sustentabilidade do planeta. Mas, apesar do reconhecimento das limitações do cientificismo e do paradigma cognitivo dominante, tudo indica que não temos com efetivar uma nova inflexão na relação homem e natureza se não com base no instrumental científico e tecnológico disponível. A recente missão da Nasa na Lua é um bom exemplo dessa dubiedade.

 

 

# Transcrito do jornal A TARDE de quarta-feira, 18.11.2009, OPINIÃO, pág. A2.


SUBJECT: Será um novo troll?
FROM: "Luiz Ferraz Netto" <leobarretos@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 18/11/2009 13:16

Sei que estou pedindo demais ... mas, poderiam dar uma olhada e algum comentário de:
 
http://www.unintel.net/Volume-II/PDF/PT1-011.pdf
 
[]´
     ===========================
            Luiz Ferraz Netto [Léo] 
        leo@feiradeciencias.com.br
           leobarretos@uol.com.br
         luizferraz.netto@gmail.com
     http://www.feiradeciencias.com.br
     ===========================

SUBJECT: que Pais é êste?
FROM: "J.Victor" <j.victor.neto@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 18/11/2009 13:28

Recuso-me a acreditar na seriedade da proposição. Seria uma mera gozação?

"Sem conseguir aprovar a convocação da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) para falar sobre o apagão elétrico no Congresso, a oposição quer levar agora ao Senado um vidente para dar explicações sobre o blecaute que atingiu 18 Estados na semana passada.

Líderes de governo e oposição partiram para o enfrentamento nesta quarta-feira na Comissão de Ciência e Tecnologia depois que o senador Roberto Cavalcantti (PRB-PB) tentou estender para a comissão os requerimentos aprovados pelas comissões de Infraestrutura e de Assuntos Econômicos que pedem que a ministra seja convidada para tratar do apagão.

Irritado com a estratégia governista de apresentar em todas as comissões do Senado um requerimento convidando Dilma, o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) ao lado de 18 técnicos do setor para evitar a exploração política do caso, o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), pediu que fosse incluído no requerimento um convite para um representante da Fundação Cacique Cobra Coral, entidade científica esotérica, também apresentar suas análises sobre o problema."

(Deixo de copiar e colar o restante da "bomba" jornalísitca para não comprometer mais o senado; como se isto fosse possível. Ficar pior, impossível.

Lembro-me de Eça de Queiroz, em momentos assim, que pipocou a pérola: "Políticos e fraldas devem ser trocados frequentemente. E pelo mesmo motivo.!

Desconfio que já fui e não estou sabendo. Af!

Êta representantesinhos aloprados!

Sds,

Victor.

 

 

 

 


SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: luiz silva <luizfelipecsrj@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 18/11/2009 14:20

Ola Takata....
 
Estamos falando em extinção de civilizações inteligentes, mas a extinção é da espécie, não do "modo de vida"...Os exemplos citados foram de sociedades que deixaram de existir.....Os egípcios existem até hj, os gregos idem, etc...
 
Sei não..acho que o histórico de perigos, não serve como base matemática para o cálculo "estimado" de probabilidades....
 
Pq não  0,001%, 99,9999% ao invés de 5% ou 95% do tempo ??
 
Abs
Felipe

--- Em seg, 16/11/09, roberto <roberto.takata@bol.com.br> escreveu:

De: roberto <roberto.takata@bol.com.br>
Assunto: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Segunda-feira, 16 de Novembro de 2009, 21:54

 
--- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, luiz silva
> Somente espécies inteligentes. ...a situação proposta é a
> probabilidade de uma civilização como a nossa se extinguir... ....

Espécies inteligentes =/= civilização. As duas espécies do gênero Homo extintas nos últimos 250 mil anos certamente eram inteligentes - a ponto de dominar o fogo e ter ferramentas de caça.

Em relação à civilizações. Temos uma taxa de extinção ainda mais acentuada. Egípcios, gregos, maias, babilônios, romanos...

Em relação à nossa civilização ocidental atual com sua tecnologia, a probabilidade de extinção pode ser calculada de dois modos. Um é vendo os eventos próximos de catástrofes já deflagrados ao longo de nossa curta história: como o episódio dos mísses cubanos e a atual ameaça das mudanças climáticas globais. O outro é valendo-se de um artifício estatístico que considera que não vivemos em um ponto mais importante do que qualquer outro ponto de toda a nossa história pregressa e futura: não estamos nem no ponto exato de início, nem no ponto exato do término de nossa civilização.

Nesse caso, considerando- se uma faixa de 95%, os 40 anos da era espacial podem representar os 5% iniciais de nossa história como civilização espacial ou 95% já passados. O que nos dá um intervalo de 42 a 800 anos de nossa civilização persistir - com 95% de probabilidade.

[]s,

Roberto Takata



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: [ciencialist] que Pais é êste?
FROM: luiz silva <luizfelipecsrj@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 18/11/2009 14:31

É o mesmo que o Cesar Maia convidava para não chover no Ano Novo...rs


--- Em qua, 18/11/09, J.Victor <j.victor.neto@uol.com..br> escreveu:

De: J.Victor <j.victor.neto@uol.com.br>
Assunto: [ciencialist] que Pais é êste?
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009, 13:28

 
Recuso-me a acreditar na seriedade da proposição. Seria uma mera gozação?
"Sem conseguir aprovar a convocação da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) para falar sobre o apagão elétrico no Congresso, a oposição quer levar agora ao Senado um vidente para dar explicações sobre o blecaute que atingiu 18 Estados na semana passada.
Líderes de governo e oposição partiram para o enfrentamento nesta quarta-feira na Comissão de Ciência e Tecnologia depois que o senador Roberto Cavalcantti (PRB-PB) tentou estender para a comissão os requerimentos aprovados pelas comissões de Infraestrutura e de Assuntos Econômicos que pedem que a ministra seja convidada para tratar do apagão.
Irritado com a estratégia governista de apresentar em todas as comissões do Senado um requerimento convidando Dilma, o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) ao lado de 18 técnicos do setor para evitar a exploração política do caso, o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), pediu que fosse incluído no requerimento um convite para um representante da Fundação Cacique Cobra Coral, entidade científica esotérica, também apresentar suas análises sobre o problema."
(Deixo de copiar e colar o restante da "bomba" jornalísitca para não comprometer mais o senado; como se isto fosse possível. Ficar pior, impossível.
Lembro-me de Eça de Queiroz, em momentos assim, que pipocou a pérola: "Políticos e fraldas devem ser trocados frequentemente. E pelo mesmo motivo.!
Desconfio que já fui e não estou sabendo. Af!
Êta representantesinhos aloprados!
Sds,
Victor.
 
 
 
 


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Mandelbulb: Uma visualização tridimensional do fractal de Mandelbrot
FROM: Kentaro Mori <kentaro.mori@gmail.com>
TO:
DATE: 18/11/2009 14:46

Mandelbulb: Uma visualização tridimensional do fractal de Mandelbrot

Category: artecuriosidadesmatemática
Posted on: novembro 18, 2009 1:41 PM, by Kentaro Mori

mandelbrot_set

Pode ter pouco mais de 30 anos, mas a representação do conjunto de Mandelbrot, lembrando uma espécie de coração (ou cardióide) cercada por infinitos detalhes já é uma das mais belas e celebradas imagens da matemática. A figura fractal inspirou desde paródias a visualizações com referências curiosamente religiosas. Seria possível explorar a imagem de outra forma?

“No final, é apenas bidimensional, plana, não há profundidade, sombras, perspectiva ou iluminação”, escreve Daniel White, que seguindo uma proposta original original de Marco Vernaglione está em busca da visualização definitiva do conjunto de Mandelbrot em três dimensões.

É uma tarefa difícil porque não existe um análogo verdadeiro do plano complexo em três dimensões, não há uma representação óbvia e ao mesmo tempo rica do conjunto a partir de sua definição. Essa tradução terá necessariamente que transformar características do conjunto de Mandelbrot em coordenadas tridimensionais através de alguma manipulação que permita que a riqueza de detalhes do fractal floresça nesta nova dimensão. Vernaglione, White e outros estão em busca dessa manipulação.

i8-10-BIG-small

A que encontraram até agora é a que gera o “Mandelbulb” visto acima. É um objeto fractal fabuloso, não deixe de clicar para uma viagem nos detalhes. Sem tanta surpresa, o objeto lembra organismos biológicos, e em particular as gravuras de Ernst Haeckel tão caras aos Sciblings do Discutindo Ecologia. [via girino]

Astrophyton-darwinium-3_full


SUBJECT: Re: [ciencialist] Será um novo troll?
FROM: "J.Victor" <j.victor.neto@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 18/11/2009 15:08

Caro Léo,
 
Apesar de haver prometido a mim mesmo nunca mais perder tempo com essas "teorias" alternativas, conseguí chegar ao final
do "artigo" que você postou. Olha, chamá-lo de troll é elogio!. Mas, sequer é um troll, como  Pauli diria, simplesmente.
E eu digo: O "artigo" é muito bom...mas para a lixeira.
Já, se mandar para o Senado.... 
Perdí meu tempo. Bem feito prá mim.
 
Sds,
Victor.
 
 
----- Original Message -----
From: Luiz Ferraz Netto
To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Sent: Wednesday, November 18, 2009 12:16 PM
Subject: [ciencialist] Será um novo troll?

 

Sei que estou pedindo demais ... mas, poderiam dar uma olhada e algum comentário de:
 
 
[]´
     ===========================
            Luiz Ferraz Netto [Léo] 
        leo@feiradeciencias.com.br
           leobarretos@uol.com.br
         luizferraz.netto@gmail.com
     http://www.feiradeciencias.com.br
     ===========================


SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 18/11/2009 20:25

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, luiz silva
> Os egípcios existem até hj, os gregos idem, etc...

Na verdade não. O nome é o mesmo, mas não são a mesma população. Ademais, é preciso fixar qual o ponto q vc está querendo defender. Que a nossa espécie não corre risco de extinção significativa? Outras espécies intimamente aparentadas a nós já deram adeus. Que a nossa civilização não corre o risco de desaparecer? Outras civilizações vieram e foram.

> Sei não..acho que o histórico de perigos, não serve como base
> matemática para o cálculo "estimado" de probabilidades....

Tanto serve que é a base dos cálculos atuariais. Do contrário, empresas de seguros e resseguros iriam à bancarrota a toda hora.

> Pq não  0,001%, 99,9999% ao invés de 5% ou 95% do tempo ??

Pode usar a faixa que quiser: só não pode ser de 0 a 100% por q vai dar problemas. A probabilidade associada varia de acordo - bem como a faixa de incerteza.

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 18/11/2009 20:52

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "marcelleandro2009"
> Não afirmei isto! Eu disse que a estrutura biológica que
> compartilhamos em determinado período (um ancestral em comum não
> tão distante, como você falou), se manteve viva, mesmo que algumas
> "ramificações" tenham se perdido no caminho.

O que só faz a situação piorar para a tese de que temos um baixo risco de extinção. Se temos A, B, C, D... que estavam presentes nas espécies que se extinguiram, então A, B, C, D... já demonstraram *não* ser salvaguarda contra a extinção.

> Armas nucleares e extinção completa de nossa espécie? Imaginar que
> chegue a este ponto é se basear 100% no extremo do possível...

A doutrina do MAD - a destruição mútua garantida - torna o cenário da guerra nuclear um perigo seriíssimo - e não apenas para a nossa espécie.

> Tenho outras palavras de maior significância para o pensamento da
> maioria da civilização atual; ONU, Kyoto, Greenpeace,
> globalização, democracia, miscigenação, ecunemismo,e por ai
> vai....

Só ver em que sentido governos atuam diante das cinco outras. Pessoas abrem mão de democracia em nome de desenvolvimento econômico, da liberdade em nome da segurança, da cooperação em nome de ganhos pessoais.

Lamento - e lamento mesmo, de verdade -, mas sua visão não se casa bem com os dados.

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: Re: [ciencialist] que Pais é êste?
FROM: Gil <nanolink01@gmail.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 18/11/2009 21:01

Esse cara é meio maluco.

Não é a primeira vez que faz uma coisa esquisita em reunião do plenário.

Eu acho a que segue mais engraçada:

http://g1.globo.com/Noticias/Politica/0,,MUL16083-5601-6017,00.html



Em Wed, 18 Nov 2009 12:28:37 -0300, J.Victor <j.victor.neto@uol.com.br>
escreveu:

> Recuso-me a acreditar na seriedade da proposição. Seria uma mera gozação?
>
> "Sem conseguir aprovar a convocação da ministra Dilma Rousseff (Casa
> Civil) para falar sobre o apagão elétrico no Congresso, a oposição quer
> levar agora ao Senado um vidente para dar explicações sobre o blecaute
> que atingiu 18 Estados na semana passada.
>
> Líderes de governo e oposição partiram para o enfrentamento nesta
> quarta-feira na Comissão de Ciência e Tecnologia depois que o senador
> Roberto Cavalcantti (PRB-PB) tentou estender para a comissão os
> requerimentos aprovados pelas comissões de Infraestrutura e de Assuntos
> Econômicos que pedem que a ministra seja convidada para tratar do apagão.
>
> Irritado com a estratégia governista de apresentar em todas as comissões
> do Senado um requerimento convidando Dilma, o ministro Edison Lobão
> (Minas e Energia) ao lado de 18 técnicos do setor para evitar a
> exploração política do caso, o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM),
> pediu que fosse incluído no requerimento um convite para um
> representante da Fundação Cacique Cobra Coral, entidade científica
> esotérica, também apresentar suas análises sobre o problema."
>
> (Deixo de copiar e colar o restante da "bomba" jornalísitca para não
> comprometer mais o senado; como se isto fosse possível. Ficar pior,
> impossível.
>
> Lembro-me de Eça de Queiroz, em momentos assim, que pipocou a pérola:
> "Políticos e fraldas devem ser trocados frequentemente. E pelo mesmo
> motivo.!
>
> Desconfio que já fui e não estou sabendo. Af!
>
> Êta representantesinhos aloprados!
>
> Sds,
>
> Victor.
>
>
>
>
>
>
>



--
Usando o revolucionário cliente de e-mail do Opera:
http://www.opera.com/mail/


SUBJECT: Asas e evolucionismo
FROM: Gil <nanolink01@gmail.com>
TO: "ciencialist@yahoogrupos.com.br" <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 19/11/2009 01:44

Essa é pra descontrair:

Bom, como já estivemos até nos confins do universo essa semana;
acho que nao faz mal sugerir um assunto bastante livre, e facilmente
"especulável":

Vocês acham que as asas (essas mesmo!) são uma solução comum na natureza?
Quero dizer, considerando que a vida se instale e evolua em um planeta,
seria de se esperar que pelo menos uma parte das espécies adquirisse Asas?

Digo isso porque, observando nosso pobre e insignificante planetinha
judiado, vejo que existem diversos animais em diferentes ramos evolutivos
que desenvolveram asas como soluções também diferentes, estruturalmente.
Os insetos têm asas supereficientes. Os pássaros idem, desenvolvidos a
partir de ancestrais comuns aos répteis. Diabos, os mamíferos têm
representantes com asas! E, pra não falar dos parentes mais velhos, os
peixes! Alguns desenvolveram "coisas" bastante parecidas com asas.

Sendo assim, seria de se esperar que, em um longínquo planeta em que a
vida estivesse evoluindo aos trancos e barrancos, uma das "soluções" que
teriam mais probabilidades de surgir seriam as asas?

É isso. Viajei muito? que acham?


SUBJECT: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo
FROM: "Luiz Ferraz Netto" <leobarretos@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 19/11/2009 10:19

Na espécie homini a evolução das asas física foi substituída pelas ?asas da
imaginação?, um fator bem sólido!

[]?
===========================
Luiz Ferraz Netto [Léo]
leo@feiradeciencias.com.br
leobarretos@uol.com.br
luizferraz.netto@gmail.com
http://www.feiradeciencias.com.br
===========================

----- Original Message -----
From: "Gil" <nanolink01@gmail.com>
To: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
Sent: Thursday, November 19, 2009 1:44 AM
Subject: [ciencialist] Asas e evolucionismo


Essa é pra descontrair:

Bom, como já estivemos até nos confins do universo essa semana;
acho que nao faz mal sugerir um assunto bastante livre, e facilmente
"especulável":

Vocês acham que as asas (essas mesmo!) são uma solução comum na natureza?
Quero dizer, considerando que a vida se instale e evolua em um planeta,
seria de se esperar que pelo menos uma parte das espécies adquirisse Asas?

Digo isso porque, observando nosso pobre e insignificante planetinha
judiado, vejo que existem diversos animais em diferentes ramos evolutivos
que desenvolveram asas como soluções também diferentes, estruturalmente.
Os insetos têm asas supereficientes. Os pássaros idem, desenvolvidos a
partir de ancestrais comuns aos répteis. Diabos, os mamíferos têm
representantes com asas! E, pra não falar dos parentes mais velhos, os
peixes! Alguns desenvolveram "coisas" bastante parecidas com asas.

Sendo assim, seria de se esperar que, em um longínquo planeta em que a
vida estivesse evoluindo aos trancos e barrancos, uma das "soluções" que
teriam mais probabilidades de surgir seriam as asas?

É isso. Viajei muito? que acham?


------------------------------------

##### ##### #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos




--------------------------------------------------------------------------------



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.73/2512 - Release Date: 11/18/09
19:41:00



SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "marcelleandro2009" <marcelleandro2009@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 19/11/2009 12:58

Roberto,

O que só faz a situação piorar para a tese de que temos um baixo risco de
extinção. Se temos A, B, C, D... que estavam presentes nas espécies que se
extinguiram, então A, B, C, D... já demonstraram *não* ser salvaguarda contra a
extinção.

A questão é – baixo ou alto risco de extinção - sobre qual cenário? ABCD...no fundo tiveram o mesmo fim pois todos tiverem que sobreviver contra a mesma dificuldade. Não foi a natureza responsável pela extinção deles mas sim a exterminadora espécie humana e seus antecessores. Da mesma forma estamos acabando com tudo quanto é espécie em questão de poucas décadas, no caso do símios atuais, nossos "primos" ainda vivos, somos competentes em massacrá-los e o fim muito provavelmente será o mesmo.

Não podemos considerar a influência humana nesta avaliação pois logicamente ela distorce os números estatísticos de chances de sobrevivência contra qualquer outra espécie que entre em conflito (basta estar vivo) conosco, por mais competente que ela seja.

Novamente, estas espécies não se extinguiram por não conseguirem diversificar sua alimentação ou por não se adaptarem a mudanças climáticas como geralmente ocorrem em outras espécies (diferencial que nos torna uma espécie quase única), mas sim pelo choque direto para outra espécie tão exterminadora e inteligente quanto elas, primos próximos que ocupavam o mesmo nicho na natureza, se tornado inevitáveis concorrentes.

 

Armas nucleares e extinção completa de nossa espécie? Imaginar que chegue a este ponto é se basear 100% no extremo do possível...
A doutrina do MAD - a destruição mútua garantida - torna o cenário da guerra nuclear um perigo seriíssimo - e não apenas para a nossa espécie.

Mas no fundo este conceito busca por um equilíbrio, "minha morte é sua morte" como arma de evitar um futuro ataque ou ser subjugado frente um conflito. Ninguém (nenhum grupo por completo) tenta afogar alguém se afogando junto...ou ninguém coloca em posição de xeque-mate seu rei para tentar pegar o rei do oponente. Vai contra a nossa natureza a total descontinuidade genética...

Além de, talvez seja melhor do que apenas um pais tenha este tipo de armamento, ai sim, o desequilíbrio proporcionaria ações extremamente predatórias ou exploratórias.

 

 > Tenho outras palavras de maior significância para o pensamento da
> maioria da civilização atual; ONU, Kyoto, Greenpeace,
> globalização, democracia, miscigenação, ecunemismo,e por ai
> vai....
Só ver em que sentido governos atuam diante das cinco outras. Pessoas abrem mão
de democracia em nome de desenvolvimento econômico, da liberdade em nome da segurança, da cooperação em nome de ganhos pessoais.Lamento - e lamento mesmo, de verdade -, mas sua visão não se casa bem com os dados.

O inverso também vale, muitos abrem mão de suas próprias vidas para o benefício do próximo, entre as outras coisas citadas. O que vale é que espécies inteligentes tem junto a evolução tecnológica e armamentista, muito provavelmente, a evolução social, esta que tende (pela vontade de maioria) a buscar beneficiar o grupo, como um organismo só. É claro que há um processo até se chagar a tal, mas a direção é esta.

Em suma, é caótico demais para considerar estas questões de forma tão simples, projetando finais tão dramáticos. Ai a opinião e interpretação de cada tem um peso muito maior do que os dados extremamente abstratos...

 

Marcel


SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 19/11/2009 19:08

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "marcelleandro2009"
> A questão é – baixo ou alto risco de extinção - sobre qual
> cenário? ABCD...no fundo tiveram o mesmo fim pois todos tiverem que
> sobreviver contra a mesma dificuldade.

Nope. Veja assim. Temos uma tropa A com paraquedas, fuzil, granadas e muita munição; temos uma outra tropa B sem paraquedas, fuzil, granadas em muita munição.

As duas tropas são lançadas de um avião de uma altura de 20 mil pés. A tropa A chega sã e salva ao chão. A tropa B se estrepa.

Não é lícito dizer que, como a tropa A tem granadas, fuzil e munição; assim como a tropa B; então granadas, fuzil e munição *ajudaram* na sobrevivência da tropa A no cenário com a presença de paraquedas.

> Ninguém (nenhum grupo por completo) tenta afogar alguém se afogando
> junto...

Engana-se aí também. Até pais matam os próprios filhos.

A única coisa que a doutrina MAD garante é que quem tem armamento nuclear irá se armar até os dentes - dentro de suas possibilidades materiais - para assegurar a destruição de todos. A doutrina MAD não garante a racionalidade dos agentes. Ao contrário, estudos psicológicos demonstram muito claramente que a irracionalidade é um componente importante no psiquismo humano. (Se não por outra coisa, basta pensar no recente episódio na Uniban.)

> O inverso também vale, muitos abrem mão de suas próprias vidas
> para o benefício do próximo, entre as outras coisas citadas.

Pense no seguinte: quantos homens-hora são necessários para se *construir* um edifício? E quantos são necessários para destruí-lo (não estou falando em demolição)?

Mesmo que fosse a maioria q atuasse em prol da coletividade - e os números indicam que são uma minoria - bastaria uma minoria sabotadora para fazer tudo desandar (atenção qdo digo que os que trabalham para a coletividade são uma minoria, não estou dizendo que a maioria seja sabotadora). Não é por outra razão que há fome no mundo mesmo sendo produzida duas vezes mais comida do que a necessária para alimentar a todos; não é outra razão que não se chega a um tratado climático global.

> O que vale é que espécies inteligentes tem junto a evolução
> tecnológica e armamentista, muito provavelmente, a evolução
> social, esta que tende (pela vontade de maioria) a buscar
> beneficiar o grupo, como um organismo só. É claro que há um
> processo até se chagar a tal, mas a direção é esta.

Na verdade não há muitos indicativos de que se esteja nessa direção. O comportamento social básico humano ainda é essencialmente tribal. O que você está chamando de "evolução social" é apenas uma transformação no modo de vida forçada por mudanças materiais: cidades foram crescendo porq indivíduos buscavam ali melhores condições - não há um aumento no sentimento de coletividade que faz com que se deixe pequenas tribos de 10 a 20 pessoas para formar aglomerados absurdos de milhões de almas em poucos quilômetros quadrados. Ao contrário, pesquisas psicológicas indicam que o "Homo urbanus" tem uma maior tendência de se sentir só (mesmo no meio da multidão). E, novamente, essa tendência não é um ponto necessário pelas leis da física e/ou da lógica: cidades surgem, cidades desaparecem.

Um mecanismo muito simples de desaparecimento de aglomerações urbanas é o espalhamento de uma peste: todo mundo debanda para o campo.

> Em suma, é caótico demais para considerar estas questões de
> forma tão simples, projetando finais tão dramáticos. Ai a
> opinião e interpretação de cada tem um peso muito maior do que os
> dados extremamente abstratos...

Veja que são pelo menos duas vias que apontam *contra* a sua esperança - de sobrevivência ad aeternum:
1) histórico/comparativo;
2) probabilístico/matemático.

Bom lembrar que estudos genéticos indicam que a humanidade passou por alguns gargalos severos: no mais recente é possível que não houvesse ao final muito mais do que 10 mil pessoas - que depois repovoaram o local e se dispersaram pelo planeta. A nossa civilização é, em grande medida, fruto de um breve intervalo na era glacial em que estamos - somente nos últimos 10 mil anos o clima mudou a ponto de permitir a sustentação de grandes campos agrícolas. Menos de 5 graus para mais ou para menos, tornam a nossa civilização insustentável.

E lembre-se tb de que, se o sistema é caótico, há *muito* mais maneiras de que se atinja um estado de equilíbrio - extinção - do que de não-equilíbrio.

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo
FROM: Gil <nanolink01@gmail.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 19/11/2009 20:58

Bom, vá lá... fizemos até asas de metal :)

Em Thu, 19 Nov 2009 09:19:01 -0300, Luiz Ferraz Netto
<leobarretos@uol.com.br> escreveu:

> Na espécie homini a evolução das asas física foi substituída pelas ?asas
> da
> imaginação?, um fator bem sólido!
>
> []?
> ===========================
> Luiz Ferraz Netto [Léo]
> leo@feiradeciencias.com.br
> leobarretos@uol.com.br
> luizferraz.netto@gmail.com
> http://www.feiradeciencias.com.br
> ===========================
>
> ----- Original Message -----
> From: "Gil" <nanolink01@gmail.com>
> To: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
> Sent: Thursday, November 19, 2009 1:44 AM
> Subject: [ciencialist] Asas e evolucionismo
>
>
> Essa é pra descontrair:
>
> Bom, como já estivemos até nos confins do universo essa semana;
> acho que nao faz mal sugerir um assunto bastante livre, e facilmente
> "especulável":
>
> Vocês acham que as asas (essas mesmo!) são uma solução comum na natureza?
> Quero dizer, considerando que a vida se instale e evolua em um planeta,
> seria de se esperar que pelo menos uma parte das espécies adquirisse
> Asas?
>
> Digo isso porque, observando nosso pobre e insignificante planetinha
> judiado, vejo que existem diversos animais em diferentes ramos evolutivos
> que desenvolveram asas como soluções também diferentes, estruturalmente.
> Os insetos têm asas supereficientes. Os pássaros idem, desenvolvidos a
> partir de ancestrais comuns aos répteis. Diabos, os mamíferos têm
> representantes com asas! E, pra não falar dos parentes mais velhos, os
> peixes! Alguns desenvolveram "coisas" bastante parecidas com asas.
>
> Sendo assim, seria de se esperar que, em um longínquo planeta em que a
> vida estivesse evoluindo aos trancos e barrancos, uma das "soluções" que
> teriam mais probabilidades de surgir seriam as asas?
>
> É isso. Viajei muito? que acham?
>
>
> ------------------------------------
>
> ##### ##### #####
>
> Página de apoio
> http://www.ciencialist.com
>
>
> ##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos
>
>
>
>
> --------------------------------------------------------------------------------
>
>
>
> No virus found in this incoming message.
> Checked by AVG - www.avg.com
> Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.73/2512 - Release Date:
> 11/18/09
> 19:41:00
>
>
>
> ------------------------------------
>
> ##### ##### #####
>
> Página de apoio
> http://www.ciencialist.com
>
>
> ##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos
>
>



--
Usando o revolucionário cliente de e-mail do Opera:
http://www.opera.com/mail/


SUBJECT: Garrafa PET voltou (Ferrari voltar ?)
FROM: Luiz Eduardo <luizeduardo.egroups@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 20/11/2009 03:06

Ô...da fisico-quimica MUITO mal-feita,

essa pergunta é séria ?

O que os teus alunos respondem ?

Nos EUA eles vendem uma pequena bomba de ar manual para atarrachar na PET 
e bombear ar para manter o gas. Voce poderia fabricar isso no BR.

====================
 
 
Eu não quero fabricar nada.
Mas só entender por que é que bombeando ar...
Você  haveria de manter o gas no liquido.
Explica pra mim.
Eu tenho alguma hipotese...
mas fala tu primeiro.
 
===========================
Se tirar todo o ar da PET meio vazia, cria pressão negativa dentro pq a PET tende a voltar a forma original,
isso faz o gas sair mais rápido do líquido.

Encher a PET de ar aumenta a pressão sobre a superfície do liquido dificultando a saída do gas.

CQD
 
 



Sim...

mas você não acha que isso tem que ser considerado gas a gas.

Ou seja...
o equilíbrio entre o CO2 dentro da Sprite...
e o CO2... na atmosfera dentro da garrafa  ?


Então...
se o espaço "gasoso" dentro da garrafa é menor (devido ao amassamento do PET)...
será necessário sair menos CO2 da Sprite... até alcançar o equilíbrio ?


SUBJECT: EM BUSCA DA ESTABILIDADE
FROM: Alessandro Loiola <alessandroloiola@yahoo.com.br>
TO: alessandroloiola@yahoo.com.br
DATE: 20/11/2009 08:24

EM BUSCA DA ESTABILIDADE
 

© Dr. Alessandro Loiola

 
 
Vem se tornando mais comum a cada dia no consultório: pessoas infelizes e angustiadas porque não conseguem atingir a estabilidade. Querem casar, querem descasar. Querem um emprego, não querem mais o emprego. Querem tudo, não querem coisa alguma. Enveredam em uma cruzada de matéria e anti-matéria e terminam se perdendo em um mundo de ansiedade cega e, porque não dizer, completamente burra.
 
Desabam em um penhasco de desânimo porque queriam finalmente chegar em um porto de estabilidade, um mar sereno de coisas tranquilas, mas este destino é como o fim do arco-íris: quanto mais você persegue, mais ele se distancia.
 
- Por que nada parece dar certo, doutor? – e chora.
 
Fico pensando. Ofereço um lenço ou um daqueles chapéus bicudos dos filmes americanos escrito “donkey”?
 
Tsc tsc. Nada dá certo? Um brinde a todas as outras oportunidades que podem dar certo! A estabilidade nunca chega? Um brinde enorme ao fato de que tudo muda! Até porque, se você é daqueles que acha que só será feliz quando atingir a estabilidade, deixe-me lhe dizer algumas coisas:
 
A cada 3 meses, 10% do seu esqueleto se renova. Isso significa que, daqui a uns 3 anos, esses ossos que você tem aí não estarão mais aí. Serão outros ossos. Esses que sustentam seu corpo enquanto você lê este texto, bom, esses ossos serão um esqueleto do passado, urinado pelo seus rins e excretado em outros sais minerais nas suas fezes. Uma instabilidade contínua que se transforma em estabilidade cálcica e voilá!, você está andando. Andando e carregando uma pele que se renova a cada 30 dias, nutrida pelo sangue instável, que é trocado a cada 120 dias, mais ou menos.
 
Estabilidade?
 
Você está em um planeta que gira sobre seu próprio eixo mais rápido que a velocidade do som (1.669 km/h versus 1.200 km/h), enquanto brinca de pique correndo em torno do sol a inacreditáveis 100.000 km/h!
 
A matéria que constitui os planetas e estrelas responde por menos de 5% de toda a matéria no universo. Esta mesma matéria foi configurada para formar você, um aglomerado de moléculas baseadas em carbono que irá durar (estatisticamente) menos de 1 século.
 
Dentro deste século, você experimentará a tristeza, a fome, o ódio, a inveja e a arrogância, mas também tocará e será tocado pela alegria, pela satisfação, pelo amor, pelo conhecimento e pela generosidade. O animal que nós somos, não durará muito. Dentro de 150 anos, quem ainda recordava de nossa passagem por aqui também terá desaparecido, e a imensa maioria voltará para o limbo de esquecimento onde sempre esteve. Onde está a estabilidade?
 
Você não gosta de seu emprego desgastante mas prefere continuar nele porque lhe dá estabilidade? Ótimo. Assim você vai poder contar com uma renda fixa quando precisar cuidar daqueles problemas de saúde causados pelo desgaste no serviço estável. O mesmo vale para alguns casamentos.
 
Afinal de contas, quem disse que você tem que ser apenas uma única coisa a vida inteira? Se um dia não puder exercer sua profissão ou tiver que colocar uma pedra sobre aquele relacionamento, encare como um conselho de que seu papel neste filme acabou e é hora de viver um novo papel em uma nova película, quiçá mais divertida, engrandecedora e construtiva.
 
Acima de tudo, jamais venda sua consciência e motivação em troca de estabilidade. Não permita que a busca pela felicidade ideal deixe seus olhos cegos para toda a beleza que existe à sua volta.
 
Viva apenas com o mínimo (saudável) de medo, aproveite cada fração de cada segundo respeitando alguns princípios da Lei, encante-se!, e seja tudo que você puder ser considerando as limitações de sua carne - não adianta querer virar profissional da NBA tendo 1.60m de altura, mas existem bilhões e bilhões de coisas que você pode fazer neste mundo. Faça-as ontem! Faça-as todas.
 

---
Dr. Alessandro Loiola é médico, palestrante e escritor, autor de PARA ALÉM DA JUVENTUDE – GUIA PARA UMA MATURIDADE SAUDÁVEL (Ed. Leitura, 496 pág.) e VIDA E SAÚDE DA CRIANÇA (Ed. Natureza, 430 pág.). Atualmente reside e clinica em Belo Horizonte, Minas Gerais.



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: E se a Terra tivesse anéis como Saturno?
FROM: Kentaro Mori <kentaro.mori@gmail.com>
TO:
DATE: 20/11/2009 15:04

terra_aneis_saturno

A visão do espaço seria um tanto familiar, afinal, nós conhecemos os anéis de Saturno. Agora, você pode adivinhar como esse anel em torno do planeta pareceria visto de Paris, próximo do Equador, ou pela Groenlândia? Qual seria sua aparência de dia ou à noite? Que cosmogonias poderia inspirar? Como as religiões teriam interpretado essa faixa no céu? Seria visto como o arco de sustentação da abóbada celeste?

Fabuloso exercício de imaginação por Roy Prol. Imaginação, mas não pura fantasia! Não temos anéis em torno de nosso planeta, mas bem poderíamos ter, e os anéis renderizados por Prol obedecem ao limite de Roche para a Terra.

Ainda mais curioso é que existem sugestões científicas sérias de que nosso planeta já pode ter tido anéis no passado, com consequências não muito agradáveis. O astrônomo John O’Keefe especulou que o planeta pode ter formado um anel parecido com o de Saturno por alguns milhões de anos durante o fim do período Eoceno.

Como se pode ver na animação, o anel – apesar de sua beleza – bloquearia parte da radiação solar, o que teria provocado um esfriamento global. Infelizmente não podemos nos empolgar muito com a beleza de tais anéis… ou seria esta a solução mais bela para o aquecimento global?

Clique para conferir um vídeo bônus – esse sim fantasioso, mas igualmente fascinante.


SUBJECT: Re: [ciencialist] E se a Terra tivesse anéis como Saturno?
FROM: "J.Victor" <j.victor.neto@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 20/11/2009 16:26

Belas animações.
 
O dispositivo que repele água já era de conhecimento dos antiiiiiigos!.
Está explicado, pois, como  Moisés empurrou as águas do mar, abrindo um longo corredor para salvar os escolhidos e afogar os perseguidores,
homens maus.
Bem feito para eles. Que eram bestas, pois afrontaram a ira do deus mosáico.
E tudo saído do cajado mágico do homem. Já não se faz ciência como naqueles tempos!
 
Sds,
Victor.
 
 
----- Original Message -----
From: Kentaro Mori
To: undisclosed-recipients:
Sent: Friday, November 20, 2009 2:04 PM
Subject: [ciencialist] E se a Terra tivesse anéis como Saturno?

 

terra_aneis_saturno

A visão do espaço seria um tanto familiar, afinal, nós conhecemos os anéis de Saturno. Agora, você pode adivinhar como esse anel em torno do planeta pareceria visto de Paris, próximo do Equador, ou pela Groenlândia? Qual seria sua aparência de dia ou à noite? Que cosmogonias poderia inspirar? Como as religiões teriam interpretado essa faixa no céu? Seria visto como o arco de sustentação da abóbada celeste?

Fabuloso exercício de imaginação por Roy Prol. Imaginação, mas não pura fantasia! Não temos anéis em torno de nosso planeta, mas bem poderíamos ter, e os anéis renderizados por Prol obedecem ao limite de Roche para a Terra.

Ainda mais curioso é que existem sugestões científicas sérias de que nosso planeta já pode ter tido anéis no passado, com consequências não muito agradáveis. O astrônomo John O’Keefe especulou que o planeta pode ter formado um anel parecido com o de Saturno por alguns milhões de anos durante o fim do período Eoceno.

Como se pode ver na animação, o anel – apesar de sua beleza – bloquearia parte da radiação solar, o que teria provocado um esfriamento global. Infelizmente não podemos nos empolgar muito com a beleza de tais anéis… ou seria esta a solução mais bela para o aquecimento global?

Clique para conferir um vídeo bônus – esse sim fantasioso, mas igualmente fascinante.


SUBJECT: Re: [ciencialist] que Pais é êste?
FROM: Belmiro Wolski <belmirow@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 20/11/2009 17:33

   Pois é, e não chovia. Prá ver como o cara é bom... Viva o cacique!
 
   [],s
 
   Belmiro

--- Em qua, 18/11/09, luiz silva <luizfelipecsrj@yahoo.com.br> escreveu:

De: luiz silva <luizfelipecsrj@yahoo.com.br>
Assunto: Re: [ciencialist] que Pais é êste?
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009, 16:31

 
É o mesmo que o Cesar Maia convidava para não chover no Ano Novo...rs


--- Em qua, 18/11/09, J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.. br> escreveu:

De: J.Victor <j.victor.neto@ uol.com.br>
Assunto: [ciencialist] que Pais é êste?
Para: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
Data: Quarta-feira, 18 de Novembro de 2009, 13:28

 
Recuso-me a acreditar na seriedade da proposição. Seria uma mera gozação?
"Sem conseguir aprovar a convocação da ministra Dilma Rousseff (Casa Civil) para falar sobre o apagão elétrico no Congresso, a oposição quer levar agora ao Senado um vidente para dar explicações sobre o blecaute que atingiu 18 Estados na semana passada.
Líderes de governo e oposição partiram para o enfrentamento nesta quarta-feira na Comissão de Ciência e Tecnologia depois que o senador Roberto Cavalcantti (PRB-PB) tentou estender para a comissão os requerimentos aprovados pelas comissões de Infraestrutura e de Assuntos Econômicos que pedem que a ministra seja convidada para tratar do apagão.
Irritado com a estratégia governista de apresentar em todas as comissões do Senado um requerimento convidando Dilma, o ministro Edison Lobão (Minas e Energia) ao lado de 18 técnicos do setor para evitar a exploração política do caso, o líder do PSDB, Arthur Virgílio (AM), pediu que fosse incluído no requerimento um convite para um representante da Fundação Cacique Cobra Coral, entidade científica esotérica, também apresentar suas análises sobre o problema."
(Deixo de copiar e colar o restante da "bomba" jornalísitca para não comprometer mais o senado; como se isto fosse possível. Ficar pior, impossível.
Lembro-me de Eça de Queiroz, em momentos assim, que pipocou a pérola: "Políticos e fraldas devem ser trocados frequentemente. E pelo mesmo motivo.!
Desconfio que já fui e não estou sabendo. Af!
Êta representantesinhos aloprados!
Sds,
Victor.
 
 
 
 


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo
FROM: Belmiro Wolski <belmirow@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 20/11/2009 17:41

       Olá Gil.
 
       Já há tempos escrevi uma crônica sobre isto. Os evolucionistas vão me criticar dizendo que esta não seria a maneira pela qual o homem adquiriria asas. Eu sei disso, mas é só uma crônica. Espero que goste.
 
     [],s
 
     Belmiro

--- Em qui, 19/11/09, Gil <nanolink01@gmail.com> escreveu:

De: Gil <nanolink01@gmail.com>
Assunto: [ciencialist] Asas e evolucionismo
Para: "ciencialist@yahoogrupos.com.br" <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
Data: Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009, 3:44

Essa é pra descontrair:

Bom, como já estivemos até nos confins do universo essa semana;
acho que nao faz mal sugerir um assunto bastante livre, e facilmente
"especulável":

Vocês acham que as asas (essas mesmo!) são uma solução comum na natureza?
Quero dizer, considerando que a vida se instale e evolua em um planeta,
seria de se esperar que pelo menos uma parte das espécies adquirisse Asas?

Digo isso porque, observando nosso pobre e insignificante planetinha
judiado, vejo que existem diversos animais em diferentes ramos evolutivos
que desenvolveram asas como soluções também diferentes, estruturalmente.
Os insetos têm asas supereficientes. Os pássaros idem, desenvolvidos a
partir de ancestrais comuns aos répteis. Diabos, os mamíferos têm
representantes com asas! E, pra não falar dos parentes mais velhos, os
peixes! Alguns desenvolveram "coisas" bastante parecidas com asas.

Sendo assim, seria de se esperar que, em um longínquo planeta em que a
vida estivesse evoluindo aos trancos e barrancos, uma das "soluções" que
teriam mais probabilidades de surgir seriam as asas?

É isso. Viajei muito? que acham?


------------------------------------

#####   #####   #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


#####   #####   #####   #####Links do Yahoo! Grupos

<*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
    http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/

<*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
    ciencialist-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

<*> O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos:
    http://br.yahoo.com/info/utos.html




Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo [1 Anexo]
FROM: Gil <nanolink01@gmail.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 20/11/2009 22:26

Bacana a Crônica, Belmiro. Apesar de que, não sei se desenvolveríamos
algum tipo de tecnologia se pudéssemos caçar nossas presas facilmente
usando asas. Ou mesmo se não nos extinguiríamos mais rápido caso as
guerras fossem via aérea.

Uma coisa é certa: As casas não teriam mais portas e cadeiras, mas
clarabóias e puleiros.

E o medo de alturas seria desconhecido da nossa espécie :)

Em Fri, 20 Nov 2009 16:41:54 -0300, Belmiro Wolski <belmirow@yahoo.com.br>
escreveu:

>        Olá Gil.
>  
>        Já há tempos escrevi uma crônica sobre isto. Os evolucionistas
> vão me criticar dizendo que esta não seria a maneira pela qual o homem
> adquiriria asas. Eu sei disso, mas é só uma crônica. Espero que goste.
>  
>      [],s
>  
>      Belmiro
>
> --- Em qui, 19/11/09, Gil <nanolink01@gmail.com> escreveu:
>
>
> De: Gil <nanolink01@gmail.com>
> Assunto: [ciencialist] Asas e evolucionismo
> Para: "ciencialist@yahoogrupos.com.br" <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
> Data: Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009, 3:44
>
>
> Essa é pra descontrair:
>
> Bom, como já estivemos até nos confins do universo essa semana;
> acho que nao faz mal sugerir um assunto bastante livre, e facilmente
> "especulável":
>
> Vocês acham que as asas (essas mesmo!) são uma solução comum na natureza?
> Quero dizer, considerando que a vida se instale e evolua em um planeta,
> seria de se esperar que pelo menos uma parte das espécies adquirisse
> Asas?
>
> Digo isso porque, observando nosso pobre e insignificante planetinha
> judiado, vejo que existem diversos animais em diferentes ramos evolutivos
> que desenvolveram asas como soluções também diferentes, estruturalmente.
> Os insetos têm asas supereficientes. Os pássaros idem, desenvolvidos a
> partir de ancestrais comuns aos répteis. Diabos, os mamíferos têm
> representantes com asas! E, pra não falar dos parentes mais velhos, os
> peixes! Alguns desenvolveram "coisas" bastante parecidas com asas.
>
> Sendo assim, seria de se esperar que, em um longínquo planeta em que a
> vida estivesse evoluindo aos trancos e barrancos, uma das "soluções" que
> teriam mais probabilidades de surgir seriam as asas?
>
> É isso. Viajei muito? que acham?
>
>
> ------------------------------------
>
> #####   #####   #####
>
> Página de apoio
> http://www.ciencialist.com
>
>
> #####   #####   #####   #####Links do Yahoo! Grupos
>
>
>
>
>
> ____________________________________________________________________________________
> Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! +Buscados
> http://br.maisbuscados.yahoo.com



--
Usando o revolucionário cliente de e-mail do Opera:
http://www.opera.com/mail/


SUBJECT: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo [1 Anexo]
FROM: "JVictor" <j.victor.neto@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 21/11/2009 12:48

Grande Belmiro,
 
Gostei da crônica. Leve e bem humorada.
Parabéns.
 
Victor.
 
 
 
----- Original Message -----
From: Belmiro Wolski
To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Sent: Friday, November 20, 2009 4:41 PM
Subject: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo [1 Anexo]

 

       Olá Gil.
 
       Já há tempos escrevi uma crônica sobre isto. Os evolucionistas vão me criticar dizendo que esta não seria a maneira pela qual o homem adquiriria asas. Eu sei disso, mas é só uma crônica. Espero que goste.
 
     [],s
 
     Belmiro

--- Em qui, 19/11/09, Gil <nanolink01@gmail.com> escreveu:

De: Gil <nanolink01@gmail.com>
Assunto: [ciencialist] Asas e evolucionismo
Para: "ciencialist@yahoogrupos.com.br" <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
Data: Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009, 3:44

Essa é pra descontrair:

Bom, como já estivemos até nos confins do universo essa semana;
acho que nao faz mal sugerir um assunto bastante livre, e facilmente
"especulável":

Vocês acham que as asas (essas mesmo!) são uma solução comum na natureza?
Quero dizer, considerando que a vida se instale e evolua em um planeta,
seria de se esperar que pelo menos uma parte das espécies adquirisse Asas?

Digo isso porque, observando nosso pobre e insignificante planetinha
judiado, vejo que existem diversos animais em diferentes ramos evolutivos
que desenvolveram asas como soluções também diferentes, estruturalmente.
Os insetos têm asas supereficientes. Os pássaros idem, desenvolvidos a
partir de ancestrais comuns aos répteis. Diabos, os mamíferos têm
representantes com asas! E, pra não falar dos parentes mais velhos, os
peixes! Alguns desenvolveram "coisas" bastante parecidas com asas.

Sendo assim, seria de se esperar que, em um longínquo planeta em que a
vida estivesse evoluindo aos trancos e barrancos, uma das "soluções" que
teriam mais probabilidades de surgir seriam as asas?

É isso. Viajei muito? que acham?


------------------------------------

#####   #####   #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


#####   #####   #####   #####Links do Yahoo! Grupos

<*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
    http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/

<*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
    ciencialist-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

<*> O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos:
    http://br.yahoo.com/info/utos.html




Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.73/2514 - Release Date: 11/19/09 19:42:00

SUBJECT: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo
FROM: "JVictor" <j.victor.neto@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 22/11/2009 18:12

"Uma coisa é certa: As casas não teriam mais portas e cadeiras, mas
clarabóias e puleiros."

Até que poderia ser. O ser homo-aladus poderia muito bem desenvolver asas
retrátreis;
uma vez no chão, elas se retrairiam e seriam conveniente "entocadas"...
Afinal, nem Super-Man nem o meu heroi Capitão Marvel e família têm asas. Vai
ver que escondem os abanadores de ar sob aquelas capas ridículas, para
escondê-las de nossos belos
olhos inquiridores!
Um heroi "fulero", o assim assim Batman da Robin, que só "voa" quando o
menina Robin está por perto, nem conseguiu avançar muito. A evolução olhou
para os dois e disse: êpa, prá lá garotas, aqui não! Vai que é por isso que
ficaram atrás das outras herois acima citados.
Mas se o homo-aladus voasse mesmo seria até bom, e poderia se vingar mais
facilmente de certos
políticos, bombardeando suas cabeças, em voos rasantes, com certos e
específicos materiais, exatamente como um desgraçado de um pombo fez comigo
antes de ontem! Ante o fato, fiz a única coisa sensata que alguém poderia
fazer em semelhante ocasião: rir. Vai ver me confundiu com um desses
senadores da vida. Bicho sabido.

Sds,
Victor.


----- Original Message -----
From: "Gil" <nanolink01@gmail.com>
To: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
Sent: Friday, November 20, 2009 9:26 PM
Subject: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo


Bacana a Crônica, Belmiro. Apesar de que, não sei se desenvolveríamos
algum tipo de tecnologia se pudéssemos caçar nossas presas facilmente
usando asas. Ou mesmo se não nos extinguiríamos mais rápido caso as
guerras fossem via aérea.

Uma coisa é certa: As casas não teriam mais portas e cadeiras, mas
clarabóias e puleiros.

E o medo de alturas seria desconhecido da nossa espécie :)

Em Fri, 20 Nov 2009 16:41:54 -0300, Belmiro Wolski <belmirow@yahoo.com.br>
escreveu:

> Olá Gil.
>
> Já há tempos escrevi uma crônica sobre isto. Os evolucionistas
> vão me criticar dizendo que esta não seria a maneira pela qual o homem
> adquiriria asas. Eu sei disso, mas é só uma crônica. Espero que goste.
>
> [],s
>
> Belmiro
>
> --- Em qui, 19/11/09, Gil <nanolink01@gmail.com> escreveu:
>
>
> De: Gil <nanolink01@gmail.com>
> Assunto: [ciencialist] Asas e evolucionismo
> Para: "ciencialist@yahoogrupos.com.br" <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
> Data: Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009, 3:44
>
>
> Essa é pra descontrair:
>
> Bom, como já estivemos até nos confins do universo essa semana;
> acho que nao faz mal sugerir um assunto bastante livre, e facilmente
> "especulável":
>
> Vocês acham que as asas (essas mesmo!) são uma solução comum na natureza?
> Quero dizer, considerando que a vida se instale e evolua em um planeta,
> seria de se esperar que pelo menos uma parte das espécies adquirisse
> Asas?
>
> Digo isso porque, observando nosso pobre e insignificante planetinha
> judiado, vejo que existem diversos animais em diferentes ramos evolutivos
> que desenvolveram asas como soluções também diferentes, estruturalmente.
> Os insetos têm asas supereficientes. Os pássaros idem, desenvolvidos a
> partir de ancestrais comuns aos répteis. Diabos, os mamíferos têm
> representantes com asas! E, pra não falar dos parentes mais velhos, os
> peixes! Alguns desenvolveram "coisas" bastante parecidas com asas.
>
> Sendo assim, seria de se esperar que, em um longínquo planeta em que a
> vida estivesse evoluindo aos trancos e barrancos, uma das "soluções" que
> teriam mais probabilidades de surgir seriam as asas?
>
> É isso. Viajei muito? que acham?
>
>
> ------------------------------------
>
> ##### ##### #####
>
> Página de apoio
> http://www.ciencialist.com
>
>
> ##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos
>
>
>
>
>
>
> ____________________________________________________________________________________
> Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! +Buscados
> http://br.maisbuscados.yahoo.com



--
Usando o revolucionário cliente de e-mail do Opera:
http://www.opera.com/mail/


------------------------------------

##### ##### #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos




--------------------------------------------------------------------------------



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.73/2514 - Release Date: 11/19/09
19:42:00



SUBJECT: O triste paradoxo da ciência gaúcha
FROM: Fernanda Poletto <fspoletto@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 23/11/2009 01:25

O triste paradoxo da ciência gaúcha

A ciência do Rio Grande do Sul vive um triste paradoxo. O Estado é o quarto maior produtor de ciência e tecnologia do Brasil, com um corpo de 915 pesquisadores que possuem bolsa de produtividade em pesquisa do CNPq. Temos universidades que figuram entre as melhores do país, de acordo com dados do Ministério de Educação (MEC). As empresas locais vêm se interessando cada vez mais em incorporar pesquisa tecnológica e inovação em suas atividades. Com tantos ótimos indicadores, onde está o paradoxo? No apoio do governo estadual à ciência, que é simplesmente pífio.

FAP é uma agência estadual de fomento, cuja sigla significa Fundação de Amparo à Pesquisa. A função de uma FAP é basicamente custear projetos de pesquisa com recursos do Tesouro do Estado, a fim de promover a inovação tecnológica, a divulgação científica e estimular a formação de recursos humanos. Ao contrário de órgãos federais como o CNPq, que priorizam interesses nacionais ao fomentar projetos, uma FAP deve prezar pelos interesses regionais. A primeira FAP a ser fundada no Brasil foi a gaúcha FAPERGS, em 1964. Desde então, vários estados criaram as suas próprias FAP, muitas extremamente atuantes, como a FAPESP (São Paulo), a FAPERJ (Rio de Janeiro) e a FAPEMIG (Minas Gerais).

A Lei Complementar n.º 9.103 (8/07-1990) destina 1,5% da receita líquida de impostos do Estado do Rio Grande do Sul à FAPERGS. No entanto, esse percentual nunca foi cumprido. Na prática, apenas cerca de 30 % desse valor era repassado. Mesmo assim, a FAPERGS figurava entre as principais FAP do Brasil na década de 1990. Nessa época, a agência lançou o primeiro edital de interação universidade-empresa do país, cujo modelo foi posteriormente adotado pela FAPESP (que hoje investe cerca de R$ 40 milhões apenas nesse projeto). A situação da FAP gaúcha tem se agravado a cada ano e nos últimos tempos ganhou tons de drama apocalíptico: um corte de 50 % nos repasses ocorreu entre 2005 e 2007. Em 2007, foram recebidos R$ 8,2 milhões ao invés dos R$156,7 milhões de reais determinados pela Constituição Estadual.

A FAPERGS tentou emplacar duas emendas com mais de 13 mil assinaturas de apoio em busca de recursos para a instituição no orçamento de 2010. Só que ciência não é prioridade na opinião da maioria dos nossos deputados estaduais, já que as emendas não foram aprovadas. Devido a isso, a fundação irá fechar o ano com gasto inferior a R$ 9 milhões e a previsão para 2010 é de aproximadamente R$ 10 milhões em caixa. Para fins de comparação, o orçamento da FAPEMIG é de R$ 250 milhões (Minas Gerais tem um número de doutores e de recursos investidos por agências federais semelhante ao do Rio Grande do Sul). A consequência? Boa parte dos recursos federais propostos para a pesquisa no Estado não serão mais recebidos, pois é exigida uma contrapartida, mesmo que simbólica, da FAPERGS. O sucateamento da FAPERGS vai na contramão do que é observado na esfera federal, cujo apoio a Ciência, Tecnologia e Inovação nunca foi tão efetivo.

Essa situação estimulou a professora Marcia Barbosa, Diretora do Instituto de Física da UFRGS, a organizar um levante. Os nomes dos ilustres deputados que votaram contra a emenda de aumento do orçamento da FAPERGS foram publicados no site do Instituto de Física da UFRGS como forma de protesto e de conclamação da comunidade acadêmica a se rebelar contra esse descaso governamental. Do texto publicado pela professora Márcia Barbosa (que recomendo a leitura), extraio um trecho para apreciação do leitor:

"A insuficiência e a instabilidade de recursos da FAPERGS inviabilizam o:
- atendimento continuado da demanda espontânea dos grupos de pesquisa;
- aproveitamento pleno dos recursos federais vinculados à contrapartida do Estado, como é o caso de vários programas da FINEP, CNPq e CAPES;
- financiamento de projetos induzidos em áreas consideradas prioritárias pelo Governo do Estado."

Quando estive em São Paulo para o lançamento do Photoprot, ouvi reiteradas vezes que o produto inovador e a empresa que o desenvolveu são motivo de orgulho para os paulistas. Ouvir isso me fez pensar... Ora, o investimento governamental em ciência e tecnologia é estratégico, pois estas últimas estão intrinsecamente atreladas à inovação feita pelo setor industrial, que por sua vez gera riqueza econômica e desenvolvimento. A concretização desse ciclo virtuoso só é possível se pesquisa científica for prioridade política.

Esse é um bom momento para os habitantes do Rio Grande do Sul (acadêmicos, políticos, empresários, população em geral, na próxima eleição) tomarem uma decisão sobre que tipo de Estado querem construir para as próximas décadas: um pampa que preza pela inovação e a utiliza como força geradora de riqueza e desenvolvimento, ou um deserto cada vez mais árido de idéias, iniciativa e (por que não?) orgulho.


Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo
FROM: Belmiro Wolski <belmirow@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 23/11/2009 17:08

 
 
      Perdoai o pombo, caro Victor. Ele não sabe o que faz. Se o soubesse, saberia que você não é senador nem deputado. Mas gostei dos vôos rasantes do homo-aladus. Soubesse antes, teria incluido na crônica.
 
     Saudações atleticanas (rubro-negra, claro)
 
     Belmiro

--- Em dom, 22/11/09, JVictor <j.victor.neto@uol.com.br> escreveu:

De: JVictor <j.victor.neto@uol.com.br>
Assunto: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Domingo, 22 de Novembro de 2009, 20:12

"Uma coisa é certa: As casas não teriam mais portas e cadeiras, mas
clarabóias e puleiros."

Até que poderia ser. O ser homo-aladus poderia muito bem desenvolver asas
retrátreis;
uma vez no chão, elas se retrairiam e seriam conveniente "entocadas"...
Afinal, nem Super-Man nem o meu heroi Capitão Marvel e família têm asas. Vai
ver que escondem os abanadores de ar sob aquelas capas ridículas, para
escondê-las de nossos belos
olhos inquiridores!
Um heroi "fulero", o assim assim Batman da Robin, que só "voa" quando o
menina Robin está por perto, nem conseguiu avançar muito. A evolução olhou
para os dois e disse: êpa, prá lá garotas, aqui não! Vai que é por isso que
ficaram atrás das outras herois acima citados.
Mas se o homo-aladus voasse mesmo seria até bom, e poderia se vingar mais
facilmente de certos
políticos, bombardeando  suas cabeças,  em voos rasantes,  com certos e
específicos materiais, exatamente como um desgraçado de um pombo fez comigo
antes de ontem! Ante o fato, fiz a única coisa sensata que alguém poderia
fazer em semelhante ocasião: rir. Vai ver me confundiu com um desses
senadores da vida. Bicho sabido.

Sds,
Victor.


----- Original Message -----
From: "Gil" <nanolink01@gmail.com>
To: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
Sent: Friday, November 20, 2009 9:26 PM
Subject: Re: [ciencialist] Asas e evolucionismo


Bacana a Crônica, Belmiro. Apesar de que, não sei se desenvolveríamos
algum tipo de tecnologia se pudéssemos caçar nossas presas facilmente
usando asas. Ou mesmo se não nos extinguiríamos mais rápido caso as
guerras fossem via aérea.

Uma coisa é certa: As casas não teriam mais portas e cadeiras, mas
clarabóias e puleiros.

E o medo de alturas seria desconhecido da nossa espécie :)

Em Fri, 20 Nov 2009 16:41:54 -0300, Belmiro Wolski <belmirow@yahoo.com.br>
escreveu:

> Olá Gil.
>
> Já há tempos escrevi uma crônica sobre isto. Os evolucionistas
> vão me criticar dizendo que esta não seria a maneira pela qual o homem
> adquiriria asas. Eu sei disso, mas é só uma crônica. Espero que goste.
>
> [],s
>
> Belmiro
>
> --- Em qui, 19/11/09, Gil <nanolink01@gmail.com> escreveu:
>
>
> De: Gil <nanolink01@gmail.com>
> Assunto: [ciencialist] Asas e evolucionismo
> Para: "ciencialist@yahoogrupos.com.br" <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
> Data: Quinta-feira, 19 de Novembro de 2009, 3:44
>
>
> Essa é pra descontrair:
>
> Bom, como já estivemos até nos confins do universo essa semana;
> acho que nao faz mal sugerir um assunto bastante livre, e facilmente
> "especulável":
>
> Vocês acham que as asas (essas mesmo!) são uma solução comum na natureza?
> Quero dizer, considerando que a vida se instale e evolua em um planeta,
> seria de se esperar que pelo menos uma parte das espécies adquirisse
> Asas?
>
> Digo isso porque, observando nosso pobre e insignificante planetinha
> judiado, vejo que existem diversos animais em diferentes ramos evolutivos
> que desenvolveram asas como soluções também diferentes, estruturalmente.
> Os insetos têm asas supereficientes. Os pássaros idem, desenvolvidos a
> partir de ancestrais comuns aos répteis. Diabos, os mamíferos têm
> representantes com asas! E, pra não falar dos parentes mais velhos, os
> peixes! Alguns desenvolveram "coisas" bastante parecidas com asas.
>
> Sendo assim, seria de se esperar que, em um longínquo planeta em que a
> vida estivesse evoluindo aos trancos e barrancos, uma das "soluções" que
> teriam mais probabilidades de surgir seriam as asas?
>
> É isso. Viajei muito? que acham?
>
>
> ------------------------------------
>
> ##### ##### #####
>
> Página de apoio
> http://www.ciencialist.com
>
>
> ##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos
>
>
>
>
>
>
> ____________________________________________________________________________________
> Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! +Buscados
> http://br.maisbuscados.yahoo.com



--
Usando o revolucionário cliente de e-mail do Opera:
http://www.opera.com/mail/


------------------------------------

#####   #####   #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


#####   #####   #####   #####Links do Yahoo! Grupos




--------------------------------------------------------------------------------



No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.73/2514 - Release Date: 11/19/09
19:42:00



------------------------------------

#####   #####   #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


#####   #####   #####   #####Links do Yahoo! Grupos

<*> Para visitar o site do seu grupo na web, acesse:
    http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/

<*> Para sair deste grupo, envie um e-mail para:
    ciencialist-unsubscribe@yahoogrupos.com.br

<*> O uso que você faz do Yahoo! Grupos está sujeito aos:
    http://br.yahoo.com/info/utos.html




Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "Jose Renato" <jrma@terra.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 23/11/2009 22:42

Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 - 18h04

Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto

O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.

Da EFE


O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se trate de testes em baixa velocidade.

"Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).

"Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes testados", acrescentou.

O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.

  

Foto: Cern/Maximilien Brice

Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang (Foto: Cern/Maximilien Brice)

 

 

  • Aspas

    Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"

Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.

O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100 metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a França.

"É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro detectores de partículas do acelerador.

"Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.

 


Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo



"Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.

 

'Big Bang'

"Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer. 

 

 


Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no Bóson de Higgs



A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes entre elas.

Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem ela chegaria a 3.5 TeV.

"Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos certeza disso", afirmou Gianotti. 

 

  • Aspas

    Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC funciona perfeitamente"

"Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou Heuer.

O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.

"A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que ela nos surpreenda", disse Gianotti. 

Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4 bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.

 

< http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html >


SUBJECT: CONVITE
FROM: "Lucimary Vargas-Obs.Monoceros" <observatorio.monoceros@gmail.com>
TO: <observatorio_monoceros@yahoogrupos.com.br>
DATE: 24/11/2009 09:43

Prezados amigos,

 

 

Comemorando o Ano Internacional da Astronomia a

Ediora Brasil Seikyo e o Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro (IHGB)

Convidam para o lançamento do livro

 

 

 

Astronomia e Budismo

Ronaldo Rogério de Freitas Mourão e Daisaku Ikeda

 

 

Data: quarta-feira, 25 de novembro de 2009

Horário: 17 horas

Local: Instituto Histórico e Geográfico Brasileiro

Av. Augusto Severo, 8, Glória, Rio de Janeiro.

 

 

Com um grande abraço,

Ronaldo Rogério de Freitas Mourão.


SUBJECT: RES: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 24/11/2009 10:41

Fiat lux!

 

[ ]s

 

Alvaro Augusto

alvaro@lunabay.com.br

http://www.lunabay.com.br/

http://twitter.com/alvaro_augusto

 

 

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Jose Renato
Enviada em: segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade

 




Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 - 18h04

Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto

O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.

Da EFE


O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se trate de testes em baixa velocidade.

"Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).

"Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes testados", acrescentou.

O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.

  

Foto: Cern/Maximilien Brice

Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang (Foto: Cern/Maximilien Brice)

 

 

  • Aspas

Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"

Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.

O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100 metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a França.

"É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro detectores de partículas do acelerador.

"Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.

 


Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo




"Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.

 

'Big Bang'

"Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer. 

 

 


Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no Bóson de Higgs




A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes entre elas.

Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem ela chegaria a 3.5 TeV.

"Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos certeza disso", afirmou Gianotti. 

 

  • Aspas

Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC funciona perfeitamente"

"Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou Heuer.

O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.

"A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que ela nos surpreenda", disse Gianotti. 

Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4 bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.

 

< http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html >





SUBJECT: Re: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: Luís Junior <jrcarpediem@gmail.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 24/11/2009 12:38

"Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos certeza disso", afirmou Gianotti.

Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.

2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br>
 

Fiat lux!

 

 

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Jose Renato
Enviada em: segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade

 




Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 - 18h04

Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto

O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.

Da EFE


O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se trate de testes em baixa velocidade.

"Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).

"Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes testados", acrescentou.

O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.

  

Foto: Cern/Maximilien Brice

Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang (Foto: Cern/Maximilien Brice)

 

 

  • Aspas

Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"

Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.

O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100 metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a França.

"É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro detectores de partículas do acelerador.

"Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.

 


Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo




"Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.

 

'Big Bang'

"Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer. 

 

 


Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no Bóson de Higgs




A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes entre elas.

Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem ela chegaria a 3.5 TeV.

"Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos certeza disso", afirmou Gianotti. 

 

  • Aspas

Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC funciona perfeitamente"

"Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou Heuer.

O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.

"A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que ela nos surpreenda", disse Gianotti. 

Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4 bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.

 

< http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html >






SUBJECT: Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "oraculo333" <oraculo@atibaia.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 24/11/2009 13:14

Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo."

He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não antes..:-)

Homero


--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luís Junior <jrcarpediem@...> escreveu
>
> "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos
> certeza disso", afirmou Gianotti.
>
> Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.
>
> 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@...>
>
> >
> >
> > Fiat lux!
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@...
> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > *De:* ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:
> > ciencialist@yahoogrupos.com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > *Para:* ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 -
> > 18h04
> > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto
> >
> > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> >
> > Da EFE
> > ------------------------------
> >
> > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira
> > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em
> > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se
> > trate de testes em baixa velocidade.
> >
> > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como
> > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve
> > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande
> > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> >
> > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes
> > testados", acrescentou.
> >
> > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de
> > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> >
> >
> >
> > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de
> > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang
> > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > - [image: Aspas]
> >
> > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> >
> > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em
> > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em
> > meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.
> >
> > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100
> > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a
> > França.
> >
> > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante
> > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > detectores de partículas do acelerador.
> >
> > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte
> > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> >
> >
> > ------------------------------
> >
> > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto
> > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > ------------------------------
> >
> >
> >
> > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.
> >
> >
> >
> > *'Big Bang'*
> >
> > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando
> > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta
> > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> >
> >
> >
> >
> > ------------------------------
> >
> > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os
> > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a
> > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no
> > Bóson de Higgs
> > ------------------------------
> >
> >
> >
> > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos
> > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as
> > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes
> > entre elas.
> >
> > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV
> > (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem
> > ela chegaria a 3.5 TeV.
> >
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não
> > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> >
> >
> >
> > - [image: Aspas]
> >
> > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > funciona perfeitamente"
> >
> > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para
> > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou
> > Heuer.
> >
> > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> >
> > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que
> > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> >
> > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4
> > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> >
> >
> >
> > <
> > http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html
> > >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
>




SUBJECT: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: Luís Junior <jrcarpediem@gmail.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 24/11/2009 13:33

Você tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.

2009/11/24 oraculo333 <oraculo@atibaia.com.br>
 

Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo."

He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não antes..:-)

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luís Junior <jrcarpediem@...> escreveu


>
> "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos
> certeza disso", afirmou Gianotti.
>
> Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.
>
> 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@...>

>
> >
> >
> > Fiat lux!
> >
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@...

> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> >
> >
> >
> > *De:* ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:
> > ciencialist@yahoogrupos.com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > *Para:* ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 -
> > 18h04
> > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto
> >
> > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> >
> > Da EFE
> > ------------------------------
> >
> > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira
> > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em
> > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se
> > trate de testes em baixa velocidade.
> >
> > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como
> > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve
> > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande
> > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> >
> > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes
> > testados", acrescentou.
> >
> > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de
> > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> >
> >
> >
> > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de
> > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang
> > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > - [image: Aspas]
> >
> > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> >
> > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em
> > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em
> > meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.
> >
> > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100
> > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a
> > França.
> >
> > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante
> > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > detectores de partículas do acelerador.
> >
> > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte
> > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> >
> >
> > ------------------------------
> >
> > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto
> > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > ------------------------------
> >
> >
> >
> > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.
> >
> >
> >
> > *'Big Bang'*
> >
> > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando
> > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta
> > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> >
> >
> >
> >
> > ------------------------------
> >
> > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os
> > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a
> > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no
> > Bóson de Higgs
> > ------------------------------
> >
> >
> >
> > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos
> > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as
> > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes
> > entre elas.
> >
> > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV
> > (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem
> > ela chegaria a 3.5 TeV.
> >
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não
> > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> >
> >
> >
> > - [image: Aspas]
> >
> > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > funciona perfeitamente"
> >
> > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para
> > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou
> > Heuer.
> >
> > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> >
> > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que
> > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> >
> > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4
> > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> >
> >
> >
> > <
> > http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html
> > >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
>



SUBJECT: Re: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "Luiz Ferraz Netto" <leobarretos@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 24/11/2009 13:46

Não Luis Junior, eles realmente não sabem ... se soubessem não precisaria gastar esta fortuna para reunir tantos cientistas e construir o LHC. Quando não se sabe algo é preciso pesquisar (função da Ciência) ou vc queria que eles fizessem o que? rezassem?! Promover uma reunião de padres? Acendessem velas? Ficar olhando para as rosas?
 
Aguarde, assim que a Ciência avançar mais um passo, os crentes vão querer utilizar desse passo para justificar alguma abobrinha mística. Crente apreciaria muito que a Ciência comprovasse aquilo em que eles acreditam ... é o pé do galo!
 
[]´
     ===========================
            Luiz Ferraz Netto [Léo] 
        leo@feiradeciencias.com.br
           leobarretos@uol.com.br
         luizferraz.netto@gmail.com
     http://www.feiradeciencias.com.br
     ===========================
----- Original Message -----
From: Luís Junior
To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:38 PM
Subject: Re: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade

 

"Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos certeza disso", afirmou Gianotti.

Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.

2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@lunabay.com.br>
 

Fiat lux!

 

 

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de Jose Renato
Enviada em: segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade

 




Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 - 18h04

Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto

O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.

Da EFE


O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se trate de testes em baixa velocidade.

"Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).

"Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes testados", acrescentou.

O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.

  

Foto: Cern/Maximilien Brice

Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang (Foto: Cern/Maximilien Brice)

 

 

  • Aspas

Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"

Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.

O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100 metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a França.

"É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro detectores de partículas do acelerador.

"Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.

 


Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo




"Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.

 

'Big Bang'

"Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer. 

 

 


Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no Bóson de Higgs




A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes entre elas.

Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem ela chegaria a 3.5 TeV.

"Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos certeza disso", afirmou Gianotti. 

 

  • Aspas

Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC funciona perfeitamente"

"Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou Heuer.

O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.

"A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que ela nos surpreenda", disse Gianotti. 

Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4 bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.

 

< http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html >







No virus found in this incoming message.
Checked by AVG - www.avg.com
Version: 8.5.425 / Virus Database: 270.14.80/2523 - Release Date: 11/24/09 07:46:00

SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "marcelleandro2009" <marcelleandro2009@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 24/11/2009 13:48

Roberto,

--- Em ciencialist@..., "marcelleandro2009"
> A questão é – baixo ou alto risco de extinção - sobre qual
> cenário? ABCD...no fundo tiveram o mesmo fim pois todos tiverem que
> sobreviver contra a mesma dificuldade.


Nope. Veja assim. Temos uma tropa A com paraquedas, fuzil, granadas e muita munição; temos uma outra tropa B sem paraquedas, fuzil, granadas em muita munição. As duas tropas são lançadas de um avião de uma altura de 20 mil pés. A tropa A chega sã e salva ao chão. A tropa B se estrepa. Não é lícito dizer que, como a tropa A tem granadas, fuzil e munição; assim como a tropa B; então granadas, fuzil e munição *ajudaram* na sobrevivência da tropa A no cenário com a presença de paraquedas.
"...apontam *contra* a sua esperança – de sobrevivência ad aeternum..."

 

Antes de darmos seqüência na discussão é importante enfatizarmos o posicionamento que realmente cada um está defendendo, algo que me parece estar se distorcendo um pouco no caminho.

Em momento algum eu disse que a raça humana viveria para sempre, eu apenas afirmei que a probabilidade de sucesso contra as dificuldades que a natureza nos impõe é superior aos demais espécies. Eu levantei, nas discussões, questões básicas que facilitam a sobrevivência de nossa espécie se comparada com outras;

1° Diversificação alimentar" sem igual.
2° Proteção contra qualquer predador bastando ter em mão um arcaica lança. Ferramentas.
3° Condições de sobreviver nas mais extremas temperaturas (possíveis a vida) deste planeta.
4° Território, nos adaptávamos a qualquer tipo de ambiente, seja caverna, savana ou neve. Estratégias.
5° Reprodução facilitada pelo longo período de fertilidade comparada às demais espécies. O sexo evoluiu com o cérebro.
6° Temos facilidade de vivermos em bando, o que facilita muito várias das questões acima. Comunicação desenvolvida.
7° Um inteligência sem igual na história deste planeta que nos proporciona uma característica única; adaptamos a natureza às nossas necessidades.

Você pode se utilizar de um argumento extremista como base para sua argumentação, como um sociopata sentado em frente ao computador apocalíptico prestes a destruir o mundo. Mas mesmo com este exemplo, mesmo assim, continuamos a ser menos sensíveis as mudanças naturais que a grande maioria das espécies vivas. Talvez não a nossa civilização como conhecemos, mas sim a nossa espécie e sua desenvoltura intelectual.

Não é lícito dizer que, como a tropa A tem granadas, fuzil e munição; assim como
a tropa B; então granadas, fuzil e munição *ajudaram* na sobrevivência da tropa
A no cenário com a presença de paraquedas.

Tentando aproveitar desta analogia; veja que só tinha para-quedas (recursos para sobrevivência)  para um dos grupos, o mais bem armado com granada, fuzil, etc (inteligente) provavelmente se deu melhor em conseguir. O conflito direto pelos mesmo recursos foi o grande causador...

> Ninguém (nenhum grupo por completo) tenta afogar alguém se afogando junto...
Engana-se aí também. Até pais matam os próprios filhos.

Me referi como estratégia pertinente à um grupo, e não um comportamento extremista de sociopatas. A idéia se desdobra melhor logo abaixo;

A única coisa que a doutrina MAD garante é que quem tem armamento nuclear irá se armar até os dentes - dentro de suas possibilidades materiais - para assegurar a destruição de todos. A doutrina MAD não garante a racionalidade dos agentes.

Não me refiro à razão ou conceito da doutrina, mas sim ao medo natural como conseqüência dela...A garantia de morte certa ou mesmo da morte de seus valores pessoais (pátria, família, bens, etc), em um conflito no mesmo pé de igualdade é desestimulante para qualquer um seguir adiante, como um grupo, volto a dizer. Agora se tiver um maluco a fim de acabar com todo mundo por puro prazer e ainda por cima tiver oportunidade de influenciar nestas decisões, ai já é outra estória.


> O inverso também vale, muitos abrem mão de suas próprias vidas para o benefício do próximo, entre as outras coisas citadas.

Pense no seguinte: quantos homens-hora são necessários para se *construir* um edifício? E quantos são necessários para destruí-lo (não estou falando em demolição)?
Mesmo que fosse a maioria q atuasse em prol da coletividade - e os números indicam que são uma minoria - bastaria uma minoria sabotadora para fazer tudo desandar (atenção qdo digo que os que trabalham para a coletividade são uma minoria, não estou dizendo que a maioria seja sabotadora). Não é por outra razão que há fome no mundo mesmo sendo produzida duas vezes mais comida do que a necessária para alimentar a todos; não é outra razão que não se chega a um tratado climático global.

Nesta questão de civilização concordo, bastaria uma minoria levar a maioria a apoiá-la no erro. Por outro lado, perceba que os conflitos por recursos já não são mais os mesmos. Lutas territoriais ou por recursos estão cada vez mais raras. A civilização humana está aprendendo a fazer muito mais política e muito menos guerra. Veja quantos pessoas morreram em combate nesta primeira década, e compare com a média de mortes da 2°metade do século passado, e  depois compare com a 1° metade. Compare a quantidade de países envolvidos em cada período.

.

> O que vale é que espécies inteligentes tem junto a evolução tecnológica e armamentista, muito provavelmente, a evolução social, esta que tende (pela vontade de maioria) a buscar beneficiar o grupo, como um organismo só. É claro que há um processo até se chagar a tal, mas a direção é esta.

Na verdade não há muitos indicativos de que se esteja nessa direção. O comportamento social básico humano ainda é essencialmente tribal. O que você está chamando de "evolução social" é apenas uma transformação no modo de vida forçada por mudanças materiais: cidades foram crescendo porq indivíduos buscavam ali melhores condições - não há um aumento no sentimento de coletividade que faz
com que se deixe pequenas tribos de 10 a 20 pessoas para formar aglomerados absurdos de milhões de almas em poucos quilômetros quadrados. Ao contrário, pesquisas psicológicas indicam que o "Homo urbanus" tem uma maior tendência de se sentir só (mesmo no meio da multidão). E, novamente, essa tendência não é um ponto necessário pelas leis da física e/ou da lógica: cidades surgem, cidades desaparecem.

Não me referi a nossa biologia, pois é claro; ela foi moldada no decorrer de milhões de anos para não ir tão além de um grupo familiar, e não é a toa que levamos anos para aprendermos, desde a infância, a viver bem na sociedade.
Entretanto, a nossa biologia atual propicia que aprendamos a viver satisfatoriamente desta forma (sociedade), onde acabamos fazendo parte de várias tribos interligadas que agem de forma muito parecida. Nossas tribos familiares se comportam como nossas tribos de academia, escolas, empregos, ônibus fretado, vizinhos, igreja, futebol, etc. Na grande maioria destas tribos a hegemonia é razoavelmente suficiente para que elas não entrem em conflitos com freqüência e sejam mutuamente influenciáveis como um grande e único grupo.



> Em suma, é caótico demais para considerar estas questões de forma tão simples, projetando finais tão dramáticos. Ai a
> opinião e interpretação de cada tem um peso muito maior do que os dados extremamente abstratos...

Bom lembrar que estudos genéticos indicam que a humanidade passou por alguns gargalos severos: no mais recente é possível que não houvesse ao final muito mais do que 10 mil pessoas - que depois repovoaram o local e se dispersaram pelo
planeta. A nossa civilização é, em grande medida, fruto de um breve intervalo na era glacial em que estamos - somente nos últimos 10 mil anos o clima mudou a ponto de permitir a sustentação de grandes campos agrícolas. Menos de 5 graus para mais ou para menos, tornam a nossa civilização insustentável.
E lembre-se tb de que, se o sistema é caótico, há *muito* mais maneiras de que se atinja um estado de equilíbrio - extinção - do que de não-equilíbrio.

 

Concordo totalmente em relação ao equilíbrio citado necessário para a sobrevivência na nossa civilização de 6 bilhões de pessoas. Mas a nossa tecnologia e modo de vida não tem uma relação tão direta ao tamanho de nossa civilização. Um sociedade global com 1 décimo da nossa provavelmente POUCO afetaria negativamente no potencial humano em desenvolver sua tecnologia. É justamente pelas conseqüências disto que hoje temos centenas de milhões de pessoas vivendo na mais extrema miséria.

Onde tínhamos centenas de camponeses hoje temos uma única máquina, onde tínhamos centenas de metalúrgicos hoje temos alguns poucos robôs, e daí para pior (ou melhor). A nossa necessidade numérica ficará cada vez menor com o desenvolvimento tecnológico (automatização), as bilhões de bocas famintas por gigantescas fazendas e campos agrícolas talvez se tornem alguns poucos milhões abastecidos por novos e mais eficientes métodos de cultivo alimentar....

E isto também vale para os recursos; como a necessidade de combustível será também completamente deflacionada com o passar do tempo com novas opções mais eficientes. Este equilíbrio tão grande não se fará tão necessário no futuro. Basta se manter por um pouco mais de tempo...e neste caso, o histórico comparativo e a matemática estão a nosso favor.

Marcel

 

 


SUBJECT: Colóquio Ceticismo e Iluminismo
FROM: "Alberto Mesquita Filho" <albmesq@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 24/11/2009 18:45

I COLÓQUIO INTERNACIONAL CETICISMO E ILUMINISMO

Universidade Sao Judas Tadeu em parceria com Université Sherbrooke do Canadá

São Paulo, December 2 - 4 de Dezembro de 2009 e
Quebec, 14-16 avril 2010

Informações: http://www.usjt.br/info/colloque.php
Programação: http://www.usjt.br/info/colloque.pdf
Inscrição (gratuita): http://www.usjt.br/eventos/wpessoa_ilogininternet.php

[ ]´s
Alberto
http://ecientificocultural.com/indice.htm
Mas indiferentemente a tudo isso, o elétron não é uma carga elétrica
coulombiana e a Terra se move. E a história se repetirá.






SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "roberto" <roberto.takata@bol.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 24/11/2009 19:17

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "marcelleandro2009"
> Em momento algum eu disse que a raça humana viveria para sempre, eu
> apenas afirmei que a probabilidade de sucesso contra as
> dificuldades que a natureza nos impõe é superior aos demais
> espécies.

Vc falou mais do que isso: falou em 0,001% de extinção.
http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/message/75342

> Você pode se utilizar de um argumento extremista como base para sua
> argumentação, como um sociopata sentado em frente ao computador
> apocalíptico prestes a destruir o mundo. Mas mesmo com este exemplo,
> mesmo assim, continuamos a ser menos sensíveis as mudanças
> naturais que a grande maioria das espécies vivas. Talvez não a
> nossa civilização como conhecemos, mas sim a nossa espécie e sua
> desenvoltura intelectual.

Não há extremismo quando sabemos a quantidade de ogivas nucleares que existem no mundo. Uma parte sobre as quais a Rússia perdeu o controle. Sem falar no Irã que vai desenvolver - com a ajuda da conversa mole do governo brazuca (não falo em governo Lula, porq. qq outro governo brazuca faria a mesma coisa).

> Tentando aproveitar desta analogia; veja que só tinha para-quedas
> (recursos para sobrevivência) para um dos grupos, o mais bem armado
> com granada, fuzil, etc (inteligente) provavelmente se deu melhor em
> conseguir. O conflito direto pelos mesmo recursos foi o grande
> causador...

Só que os recursos para a sobrevivência entre os Homo sapiens e Homo habilis são virtualmente idênticos. Vc precisa se fixar sobre o que está chamando de vantagem para sobrevivência. No começo era inteligência suficiente para lavar batatas. Depois passou para civilização...

> Não me refiro à razão ou conceito da doutrina, mas sim ao medo
> natural como conseqüência dela...A garantia de morte certa ou mesmo
> da morte de seus valores pessoais (pátria, família, bens, etc), em
> um conflito no mesmo pé de igualdade é desestimulante para
> qualquer um seguir adiante, como um grupo, volto a dizer.

Medo da morte não conta muito. Quem jogou os aviões contra as torres gêmeas, p.e., estava tranquilo qto a isso - o suficiente para seguir adiante com o plano pelo menos.

Mas de outro modo, o próprio medo da morte pode desencadear sequências desastrosas. Novamente, a crise dos mísseis cubanos é um bom exemplo.

> Lutas territoriais ou por recursos estão cada vez mais raras.

Historicamente vc está errado - e muito. E.g. o que é a guerra do Iraque senão uma guerra por recurso (petróleo)? O que foram as guerras civis africanas senão guerra por recursos: diamantes, petróleo, controle do poder? O que são as escaramuças entre Equador e Peru senão uma disputa por território? O que é o revanchismo boliviano em relação ao Acre?

Comparar a primeira metade do século 20, em que houve duas grandes guerras, com a segunda metade não é lícito.

> grande maioria destas tribos a hegemonia é razoavelmente suficiente
> para que elas não entrem em conflitos com freqüência e sejam
> mutuamente influenciáveis como um grande e único grupo.

Vc precisa ver as estatísticas de mortes violentas nos países...

> Mas a nossa tecnologia e modo de vida não tem uma relação
> tão direta ao tamanho de nossa civilização. Um sociedade global
> com 1 décimo da nossa provavelmente POUCO afetaria negativamente no
> potencial humano em desenvolver sua tecnologia. É justamente pelas
> conseqüências disto que hoje temos centenas de milhões de pessoas
> vivendo na mais extrema miséria.

Tem uma relação diretíssima na verdade. A parte ocidental do globo vive em sociedade de consumo de massa. Quase toda tecnociência é voltada na estruturação e manutenção dessa sociedade. E nem precisamos ir tão longe, basta fazer uma correlação entre número de habitantes de uma cidade e a diversidade e qualidade de serviços oferecidos: cinema, restaurantes, pontos de internet, etc.

[]s,

Roberto Takata



SUBJECT: Re: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "Jose Renato" <jrma@terra.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 24/11/2009 23:47

Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos físico-químico-biológico...
Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos experimentos iniciados no LHC.
[]s
José Renato
........................................................
 

A PONTE 

José Renato M. de Almeida*

 

Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um rio.

Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e, imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões vinham sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche. Ora – diziam os mais apressados – ela está aí porque está! Porque sempre esteve! E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto de muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos “causos”. Quem construiu essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só agora há habitantes nas margens do rio?

Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem que, há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol, escalando torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.

Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas delas.

Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a qual, atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E muitas outras explicações.

A Assembléia dos Pescadores a Molinete – APM proclamava aos seus seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos Pescadores de Tarrafa – CPT, afirmavam que ela fora construída para que eles pudessem pescar desfrutando a sombra e a água fresca sob a ponte.

Muitos não entravam nessas questões metafísicas ou utilitárias de menor relevância, mas arranjavam um jeito de cobrar pedágio e licenças daqueles que a atravessavam ou a usavam para pescar. 

Todas essas controvérsias, porém, não bastava aos mais curiosos. Um grupo deles reuniu-se para procurar responder as principais questões ainda pendentes. Depois de pesquisar externamente as superfícies e as formas da ponte, decidiram investigar sua estrutura interna. Houve algum receio e até protestos dos mais precavidos. Alguns acreditavam que, se a ponte fosse perscrutada - a fim de tirar amostras para análise dos materiais internos de que era constituída – ela poderia desabar, caso atingisse algum ponto crítico de sustentação. Convenhamos que isso seria uma grande catástrofe para os habitantes da região, já acostumados a andar pra lá e pra cá sobre ela. Mas eles não se intimidaram. Após muitas discussões decidiram remover, com equipamentos especiais projetados com esse objetivo, amostra do material de seu interior. Tiveram sucesso no projeto e divulgaram, com grande euforia, o resultado das análises a todos os habitantes.

Foi uma época de sucesso e vitória do conhecimento. Enfim, as respostas estavam dadas! Os componentes usados na edificação da ponte, aqueles que compunham sua estrutura, não eram mais nenhum mistério. 

Depois disso, fizeram vários corpos-de-prova na tentativa de obter compostos que proporcionassem resultados práticos semelhantes em resistência, flexibilidade e harmonia de formas aos pesquisadores e seus financiadores. Muitos fracassos foram ocultados e as experiências de sucesso passaram a ser registradas e vendidas, proporcionando grandes somas de dinheiro aos seus “descobridores”.

Mesmo assim ainda havia alguns pesquisadores insatisfeitos com todas aquelas maravilhosas descobertas. Esses, silenciosamente, passavam dias e dias pensando, refletindo e conjeturando, na tentativa de redesenhar o projeto original da ponte. Investiam em intensas pesquisas com ultra-som, raios-x, ressonância magnética, cálculos complicadíssimos, e muita, muita imaginação. 

A grande maioria dos habitantes achava perda de tempo essas tentativas de resgatar o projeto original ou, pelo menos, tentar elaborar um esboço dele. Afinal, dizia, a ponte já estava ali totalmente pronta e utilizável. Para que então se preocupar com isso? Esses malucos! Será que não têm o que fazer de mais útil?

O que de fato preocupa a nós outros, é que poucos estão empenhados em preservá-la. Poucos se dão conta de sua importância para a própria vida e à vida dos demais habitantes. Acreditamos que, se nada de concreto for acordado e algo de efetivo realizado, breve a ponte estará deteriorada, suja, contaminada e intransitável. A hora de agir já tarda. 

............................................................... 

NOTA

Esse artigo foi inspirado nas idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630) de que Deus é igual à natureza – Deus sive natura. Afirma, também, que a felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal, a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo. Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela cairia. (Tratado político-teológico)

*José Renato M. de Almeida

# As idéias não têm dono... Mas têm autoria!

...............................................................................................................

From: Luís Junior
To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:33 PM
Subject: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidadeVocê tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.

2009/11/24 oraculo333 <oraculo@atibaia.com.br>
 
Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo."

He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não antes..:-)

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luís Junior <jrcarpediem@...> escreveu

> "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos
> certeza disso", afirmou Gianotti.
>
> Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.
>
> 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@...>
>
> >
> >
> > Fiat lux!
> >
> >
> > [ ]s
> >
> >
> > Alvaro Augusto
> >
> > alvaro@...

> >
> > http://www.lunabay.com.br/
> >
> > http://twitter.com/alvaro_augusto
> >
> >
> > *De:* ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:
> > ciencialist@yahoogrupos.com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > *Para:* ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
> >
> >
> >
> > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 -
> > 18h04
> > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto
> >
> > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> >
> > Da EFE
> > ------------------------------
> >
> > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira
> > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em
> > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se
> > trate de testes em baixa velocidade.
> >
> > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como
> > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve
> > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande
> > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> >
> > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes
> > testados", acrescentou.
> >
> > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de
> > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> >
> >
> > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de
> > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang
> > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> >
> > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> >
> > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em
> > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em
> > meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.
> >
> > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100
> > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a
> > França.
> >
> > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante
> > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > detectores de partículas do acelerador.
> >
> > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte
> > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> > ------------------------------
> >
> > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto
> > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > ------------------------------
> >
> > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.
> >
> > *'Big Bang'*
> >
> > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando
> > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta
> > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> > ------------------------------
> >
> > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os
> > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a
> > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no
> > Bóson de Higgs
> > ------------------------------
> >
> >
> > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos
> > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as
> > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes
> > entre elas.
> >
> > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV
> > (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem
> > ela chegaria a 3.5 TeV.
> >
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não
> > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > funciona perfeitamente"
> >
> > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para
> > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou
> > Heuer.
> >
> > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> >
> > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que
> > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> >
> > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4
> > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> >
> >
> >
> > <
> > http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html
> > >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
>



E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, clique aqui.
Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
indesejadas sejam classificadas como Spam.


Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
Atualizado em 24/11/2009


SUBJECT: Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "oraculo333" <oraculo@atibaia.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 25/11/2009 00:09

Bem, já que estamos no "assunto", um conto edificante para compensar o do Renato.:-)

http://www.youtube.com/watch?v=_l2Z7VMmOtU

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Jose Renato" <jrma@...> escreveu
>
> Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos físico-químico-biológico...
> Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos experimentos iniciados no LHC.
> []s
> José Renato
> ........................................................
>
> A PONTE
>
> José Renato M. de Almeida*
>
>
>
> Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um rio.
>
> Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e, imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões vinham sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche. Ora – diziam os mais apressados – ela está aí porque está! Porque sempre esteve! E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto de muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos "causos". Quem construiu essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só agora há habitantes nas margens do rio?
>
> Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem que, há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol, escalando torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.
>
> Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas delas.
>
> Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a qual, atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E muitas outras explicações.
>
> A Assembléia dos Pescadores a Molinete – APM proclamava aos seus seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos Pescadores de Tarrafa – CPT, afirmavam que ela fora construída para que eles pudessem pescar desfrutando a sombra e a água fresca sob a ponte.
>
> Muitos não entravam nessas questões metafísicas ou utilitárias de menor relevância, mas arranjavam um jeito de cobrar pedágio e licenças daqueles que a atravessavam ou a usavam para pescar.
>
> Todas essas controvérsias, porém, não bastava aos mais curiosos. Um grupo deles reuniu-se para procurar responder as principais questões ainda pendentes. Depois de pesquisar externamente as superfícies e as formas da ponte, decidiram investigar sua estrutura interna. Houve algum receio e até protestos dos mais precavidos. Alguns acreditavam que, se a ponte fosse perscrutada - a fim de tirar amostras para análise dos materiais internos de que era constituída – ela poderia desabar, caso atingisse algum ponto crítico de sustentação. Convenhamos que isso seria uma grande catástrofe para os habitantes da região, já acostumados a andar pra lá e pra cá sobre ela. Mas eles não se intimidaram. Após muitas discussões decidiram remover, com equipamentos especiais projetados com esse objetivo, amostra do material de seu interior. Tiveram sucesso no projeto e divulgaram, com grande euforia, o resultado das análises a todos os habitantes.
>
> Foi uma época de sucesso e vitória do conhecimento. Enfim, as respostas estavam dadas! Os componentes usados na edificação da ponte, aqueles que compunham sua estrutura, não eram mais nenhum mistério.
>
> Depois disso, fizeram vários corpos-de-prova na tentativa de obter compostos que proporcionassem resultados práticos semelhantes em resistência, flexibilidade e harmonia de formas aos pesquisadores e seus financiadores. Muitos fracassos foram ocultados e as experiências de sucesso passaram a ser registradas e vendidas, proporcionando grandes somas de dinheiro aos seus "descobridores".
>
> Mesmo assim ainda havia alguns pesquisadores insatisfeitos com todas aquelas maravilhosas descobertas. Esses, silenciosamente, passavam dias e dias pensando, refletindo e conjeturando, na tentativa de redesenhar o projeto original da ponte. Investiam em intensas pesquisas com ultra-som, raios-x, ressonância magnética, cálculos complicadíssimos, e muita, muita imaginação.
>
> A grande maioria dos habitantes achava perda de tempo essas tentativas de resgatar o projeto original ou, pelo menos, tentar elaborar um esboço dele. Afinal, dizia, a ponte já estava ali totalmente pronta e utilizável. Para que então se preocupar com isso? Esses malucos! Será que não têm o que fazer de mais útil?
>
> O que de fato preocupa a nós outros, é que poucos estão empenhados em preservá-la. Poucos se dão conta de sua importância para a própria vida e à vida dos demais habitantes. Acreditamos que, se nada de concreto for acordado e algo de efetivo realizado, breve a ponte estará deteriorada, suja, contaminada e intransitável. A hora de agir já tarda.
>
> ...............................................................
>
> NOTA
>
> Esse artigo foi inspirado nas idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630) de que Deus é igual à natureza – Deus sive natura. Afirma, também, que a felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal, a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo. Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela cairia. (Tratado político-teológico)
>
> *José Renato M. de Almeida
>
> # As idéias não têm dono... Mas têm autoria!
>
> ...............................................................................................................
>
> From: Luís Junior
> To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:33 PM
> Subject: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
>
> Você tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.
>
>
> 2009/11/24 oraculo333 <oraculo@...>
>
>
> Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo."
>
> He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não antes..:-)
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luís Junior <jrcarpediem@> escreveu
>
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos
> > certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> > Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.
> >
>
> > 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@>
> >
> > >
> > >
> > > Fiat lux!
> > >
> > >
> > > [ ]s
> > >
> > >
> > > Alvaro Augusto
> > >
>
> > > alvaro@
>
> > >
> > > http://www.lunabay.com.br/
> > >
> > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > >
> > >
> > > *De:* ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:
> > > ciencialist@yahoogrupos.com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > > *Para:* ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
> > >
> > >
> > >
> > > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 -
> > > 18h04
> > > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto
> > >
> > > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> > >
> > > Da EFE
> > > ------------------------------
> > >
> > > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira
> > > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em
> > > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se
> > > trate de testes em baixa velocidade.
> > >
> > > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como
> > > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve
> > > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande
> > > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> > >
> > > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes
> > > testados", acrescentou.
> > >
> > > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de
> > > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> > >
> > >
> > > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de
> > > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang
> > > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> > >
> > > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> > >
> > > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em
> > > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em
> > > meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.
> > >
> > > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100
> > > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a
> > > França.
> > >
> > > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante
> > > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > > detectores de partículas do acelerador.
> > >
> > > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte
> > > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> > > ------------------------------
> > >
> > > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto
> > > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > > ------------------------------
> > >
> > > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.
> > >
> > > *'Big Bang'*
> > >
> > > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando
> > > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta
> > > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> > > ------------------------------
> > >
> > > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os
> > > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a
> > > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no
> > > Bóson de Higgs
> > > ------------------------------
> > >
> > >
> > > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos
> > > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as
> > > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes
> > > entre elas.
> > >
> > > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV
> > > (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem
> > > ela chegaria a 3.5 TeV.
> > >
> > > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não
> > > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> > >
> > > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > > funciona perfeitamente"
> > >
> > > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para
> > > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou
> > > Heuer.
> > >
> > > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> > >
> > > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que
> > > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> > >
> > > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4
> > > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> > >
> > >
> > >
> > > <
> > > http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html
> > > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> >
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> ------------------------------------------------------------------------------
> E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
> Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, clique aqui.
> Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
> indesejadas sejam classificadas como Spam.
>
>
> ------------------------------------------------------------------------------
> Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> Atualizado em 24/11/2009
>




SUBJECT: Experiencia de Tyndall
FROM: Luis Brudna <luisbrudna@gmail.com>
TO: ciencialist <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 25/11/2009 09:25

Encontrei por acaso a experiência de Tyndall
http://www.agamenonquimica.com/docs/experiencias/experiencias_2ano.pdf
e percebi que a explicação pode estar incompleta.

Será que um fio de nylon teria o mesmo efeito? Desconfio que a
explicação não esta somente na influência da pressão no ponto de
fusão.

Veja também a
Questão 4
http://www.moderna.com.br/moderna/didaticos/em/fisica/fundamentos/testes/tp2_6.htm
E confira a resposta.

Até
Luís Brudna
-


SUBJECT: Re: Experiencia de Tyndall
FROM: "brudna" <brudna@yahoo.com>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 25/11/2009 09:49

Buenas...
Achei uma referência que confirma o que eu estava imaginando.

http://books.google.com.br/books?id=6EPud5Uan1oC&lpg=PA9&ots=MGoKQh8JCF&dq=tyndall%20regelation%20experiment&pg=PA10#v=onepage&q=tyndall%20regelation%20experiment&f=false

(ou pelo link http://bit.ly/68KYhu )

Até
Luís Brudna



--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luis Brudna <luisbrudna@...> escreveu
>
> Encontrei por acaso a experiência de Tyndall
> http://www.agamenonquimica.com/docs/experiencias/experiencias_2ano.pdf
> e percebi que a explicação pode estar incompleta.
>
> Será que um fio de nylon teria o mesmo efeito? Desconfio que a
> explicação não esta somente na influência da pressão no ponto de
> fusão.
>
> Veja também a
> Questão 4
> http://www.moderna.com.br/moderna/didaticos/em/fisica/fundamentos/testes/tp2_6.htm
> E confira a resposta.
>
> Até
> Luís Brudna
> -
>




SUBJECT: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "J.Victor" <j.victor.neto@uol.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 25/11/2009 10:44

Olá, Homero e José Renato,
 
Mero exercício de retórica, que nada tem de objetivo. Não sei como um Einstein daqueles acreditava em bobagens do tipo.  
 
"....idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630) de que Deus é igual à natureza – Deus sive natura. Afirma, também, que a felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal, a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo. Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela cairia. (Tratado político-teológico)".
 
Mas quero mesmo é comentar sobre o filme,  focando Abraão e Isaac. Conheço outra versão do "fato". Segundo a Bíblia, Abraão, piegas e submisso, deitou Isaac sobre a mesa de sacrifícios, a se que sbmeteu entre intrigado, submisso e perplexo, de olhos arregalados de medo, e o desejo de obedecer ao paizão amoroso e temente a Deus. Foi devidamente imobilizado, mãos e pés. O moleque nem estrebuchava, mas sua cabeça estava a mil, procurando uma saida para a imbecilidade, da qual seria a vítima mais famosa. Assim, contrito e rezando,  Abraão iniciou os procedimentos para atender ao desafio de Deus, imolar o filhote para provar a Ele o seu love incondicional, etc. e tal. Enquanto isso, Isaac olhava, olhos esbugalhados, molhando-se de medo,  para a adaga levantada pelo pai o mui amigo, apontada para o seu coração. No instante em que o Patriarca descia a arma, ecoou nos ares, aqueles santos dizeres, em voz estrondosa  e grave : Abraão, Abraão, com tal gesto provas que realmente me amas, oh! filho meu. Libertai, pois, o Isaac, teu pobre e amado filho.  Quando o botão foi desligado e a voz silenciou, Abraão, de imediato, cortou as cordas, pelo que Isaac pulou da mesa de sacrifícios e... pernas prá que te quero, capoeira a dentro, batendo qualquer record de velocidade. Abraão gritou que ele estava salvo, "nada deveis temer, meu filho",   e que poderia voltar, que não levaria mais nenhuma facada santa.
Ao que, Isaac, respondeu(de longe...). Salvo o quê, ó Pai? Estás brincaaando!
E acrescentou: Se eu não fosse ventríloquo eu estaria era "torrado" e mal pago, isto sim! Ou seja: ****xxx??¹¹*****.
 
Sds,
 
Victor 
 
 
----- Original Message -----
From: oraculo333
To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Sent: Tuesday, November 24, 2009 11:09 PM
Subject: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade

 

Bem, já que estamos no "assunto", um conto edificante para compensar o do Renato.:-)

http://www.youtube.com/watch?v=_l2Z7VMmOtU

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Jose Renato" <jrma@...> escreveu
>
> Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos físico-químico-biológico...
> Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos experimentos iniciados no LHC.
> []s
> José Renato
> ........................................................
>
> A PONTE
>
> José Renato M. de Almeida*
>
>
>
> Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um rio.
>
> Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e, imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões vinham sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche. Ora – diziam os mais apressados – ela está aí porque está! Porque sempre esteve! E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto de muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos "causos". Quem construiu essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só agora há habitantes nas margens do rio?
>
> Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem que, há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol, escalando torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.
>
> Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas delas.
>
> Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a qual, atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E muitas outras explicações.
>
> A Assembléia dos Pescadores a Molinete – APM proclamava aos seus seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos Pescadores de Tarrafa – CPT, afirmavam que ela fora construída para que eles pudessem pescar desfrutando a sombra e a água fresca sob a ponte.
>
> Muitos não entravam nessas questões metafísicas ou utilitárias de menor relevância, mas arranjavam um jeito de cobrar pedágio e licenças daqueles que a atravessavam ou a usavam para pescar.
>
> Todas essas controvérsias, porém, não bastava aos mais curiosos. Um grupo deles reuniu-se para procurar responder as principais questões ainda pendentes. Depois de pesquisar externamente as superfícies e as formas da ponte, decidiram investigar sua estrutura interna. Houve algum receio e até protestos dos mais precavidos. Alguns acreditavam que, se a ponte fosse perscrutada - a fim de tirar amostras para análise dos materiais internos de que era constituída – ela poderia desabar, caso atingisse algum ponto crítico de sustentação. Convenhamos que isso seria uma grande catástrofe para os habitantes da região, já acostumados a andar pra lá e pra cá sobre ela. Mas eles não se intimidaram. Após muitas discussões decidiram remover, com equipamentos especiais projetados com esse objetivo, amostra do material de seu interior. Tiveram sucesso no projeto e divulgaram, com grande euforia, o resultado das análises a todos os habitantes.
>
> Foi uma época de sucesso e vitória do conhecimento. Enfim, as respostas estavam dadas! Os componentes usados na edificação da ponte, aqueles que compunham sua estrutura, não eram mais nenhum mistério.
>
> Depois disso, fizeram vários corpos-de-prova na tentativa de obter compostos que proporcionassem resultados práticos semelhantes em resistência, flexibilidade e harmonia de formas aos pesquisadores e seus financiadores. Muitos fracassos foram ocultados e as experiências de sucesso passaram a ser registradas e vendidas, proporcionando grandes somas de dinheiro aos seus "descobridores".
>
> Mesmo assim ainda havia alguns pesquisadores insatisfeitos com todas aquelas maravilhosas descobertas. Esses, silenciosamente, passavam dias e dias pensando, refletindo e conjeturando, na tentativa de redesenhar o projeto original da ponte. Investiam em intensas pesquisas com ultra-som, raios-x, ressonância magnética, cálculos complicadíssimos, e muita, muita imaginação.
>
> A grande maioria dos habitantes achava perda de tempo essas tentativas de resgatar o projeto original ou, pelo menos, tentar elaborar um esboço dele. Afinal, dizia, a ponte já estava ali totalmente pronta e utilizável. Para que então se preocupar com isso? Esses malucos! Será que não têm o que fazer de mais útil?
>
> O que de fato preocupa a nós outros, é que poucos estão empenhados em preservá-la. Poucos se dão conta de sua importância para a própria vida e à vida dos demais habitantes. Acreditamos que, se nada de concreto for acordado e algo de efetivo realizado, breve a ponte estará deteriorada, suja, contaminada e intransitável. A hora de agir já tarda.
>
> ...............................................................
>
> NOTA
>
> Esse artigo foi inspirado nas idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630) de que Deus é igual à natureza – Deus sive natura. Afirma, também, que a felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal, a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo. Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela cairia. (Tratado político-teológico)
>
> *José Renato M. de Almeida
>
> # As idéias não têm dono... Mas têm autoria!
>
> ...............................................................................................................
>
> From: Luís Junior
> To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:33 PM
> Subject: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
>
> Você tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.
>
>
> 2009/11/24 oraculo333 <oraculo@...>
>
>
> Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo."
>
> He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não antes..:-)
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luís Junior <jrcarpediem@> escreveu
>
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos
> > certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> > Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.
> >
>
> > 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@>
> >
> > >
> > >
> > > Fiat lux!
> > >
> > >
> > > [ ]s
> > >
> > >
> > > Alvaro Augusto
> > >
>
> > > alvaro@
>
> > >
> > > http://www.lunabay.com.br/
> > >
> > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > >
> > >
> > > *De:* ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:
> > > ciencialist@yahoogrupos.com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > > *Para:* ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
> > >
> > >
> > >
> > > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 -
> > > 18h04
> > > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto
> > >
> > > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> > >
> > > Da EFE
> > > ------------------------------
> > >
> > > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira
> > > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em
> > > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se
> > > trate de testes em baixa velocidade.
> > >
> > > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como
> > > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve
> > > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande
> > > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> > >
> > > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes
> > > testados", acrescentou.
> > >
> > > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de
> > > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> > >
> > >
> > > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de
> > > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang
> > > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> > >
> > > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> > >
> > > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em
> > > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em
> > > meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.
> > >
> > > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100
> > > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a
> > > França.
> > >
> > > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante
> > > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > > detectores de partículas do acelerador.
> > >
> > > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte
> > > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> > > ------------------------------
> > >
> > > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto
> > > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > > ------------------------------
> > >
> > > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.
> > >
> > > *'Big Bang'*
> > >
> > > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando
> > > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta
> > > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> > > ------------------------------
> > >
> > > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os
> > > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a
> > > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no
> > > Bóson de Higgs
> > > ------------------------------
> > >
> > >
> > > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos
> > > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as
> > > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes
> > > entre elas.
> > >
> > > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV
> > > (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem
> > > ela chegaria a 3.5 TeV.
> > >
> > > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não
> > > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> > >
> > > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > > funciona perfeitamente"
> > >
> > > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para
> > > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou
> > > Heuer.
> > >
> > > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> > >
> > > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que
> > > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> > >
> > > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4
> > > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> > >
> > >
> > >
> > > <
> > > http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html
> > > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> >
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> ----------------------------------------------------------
> E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
> Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, clique aqui.
> Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
> indesejadas sejam classificadas como Spam.
>
>
> ----------------------------------------------------------
> Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> Atualizado em 24/11/2009
>


SUBJECT: Re: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "Jose Renato" <jrma@terra.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 25/11/2009 12:09

Homero, segundo suas crenças de conclusões científicas, parece-me que os
papeis foram trocados no vídeo!
No lugar do deus-acaso cego-idiota e do sábio-perspicaz-intencional ser
humano, aparece o ser humano como idiota e o deus-acaso cheio de intenções
orientadoras para com sua cria...
[]s
José Renato
...........................................

----- Original Message -----
From: "oraculo333" <oraculo@atibaia.com.br>
To: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
Sent: Tuesday, November 24, 2009 11:09 PM
Subject: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade


Bem, já que estamos no "assunto", um conto edificante para compensar o do
Renato.:-)

http://www.youtube.com/watch?v=_l2Z7VMmOtU

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Jose Renato" <jrma@...> escreveu
>
> Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na
> natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos
> físico-químico-biológico...
> Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos
> experimentos iniciados no LHC.
> []s
> José Renato
> ........................................................
>
> A PONTE
>
> José Renato M. de Almeida*
>
>
>
> Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um
> rio.
>
> Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e,
> imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões vinham
> sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche. Ora -
> diziam os mais apressados - ela está aí porque está! Porque sempre esteve!
> E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto de
> muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos "causos". Quem construiu
> essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só agora
> há habitantes nas margens do rio?
>
> Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem que,
> há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças
> resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol, escalando
> torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e
> cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a
> ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.
>
> Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali
> mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar
> seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas
> delas.
>
> Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que
> haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam
> que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a qual,
> atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E
> muitas outras explicações.
>
> A Assembléia dos Pescadores a Molinete - APM proclamava aos seus
> seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito
> bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da
> ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos
> Pescadores de Tarrafa - CPT, afirmavam que ela fora construída para que
> eles pudessem pescar desfrutando a sombra e a água fresca sob a ponte.
>
> Muitos não entravam nessas questões metafísicas ou utilitárias de menor
> relevância, mas arranjavam um jeito de cobrar pedágio e licenças daqueles
> que a atravessavam ou a usavam para pescar.
>
> Todas essas controvérsias, porém, não bastava aos mais curiosos. Um grupo
> deles reuniu-se para procurar responder as principais questões ainda
> pendentes. Depois de pesquisar externamente as superfícies e as formas da
> ponte, decidiram investigar sua estrutura interna. Houve algum receio e
> até protestos dos mais precavidos. Alguns acreditavam que, se a ponte
> fosse perscrutada - a fim de tirar amostras para análise dos materiais
> internos de que era constituída - ela poderia desabar, caso atingisse
> algum ponto crítico de sustentação. Convenhamos que isso seria uma grande
> catástrofe para os habitantes da região, já acostumados a andar pra lá e
> pra cá sobre ela. Mas eles não se intimidaram. Após muitas discussões
> decidiram remover, com equipamentos especiais projetados com esse
> objetivo, amostra do material de seu interior. Tiveram sucesso no projeto
> e divulgaram, com grande euforia, o resultado das análises a todos os
> habitantes.
>
> Foi uma época de sucesso e vitória do conhecimento. Enfim, as respostas
> estavam dadas! Os componentes usados na edificação da ponte, aqueles que
> compunham sua estrutura, não eram mais nenhum mistério.
>
> Depois disso, fizeram vários corpos-de-prova na tentativa de obter
> compostos que proporcionassem resultados práticos semelhantes em
> resistência, flexibilidade e harmonia de formas aos pesquisadores e seus
> financiadores. Muitos fracassos foram ocultados e as experiências de
> sucesso passaram a ser registradas e vendidas, proporcionando grandes
> somas de dinheiro aos seus "descobridores".
>
> Mesmo assim ainda havia alguns pesquisadores insatisfeitos com todas
> aquelas maravilhosas descobertas. Esses, silenciosamente, passavam dias e
> dias pensando, refletindo e conjeturando, na tentativa de redesenhar o
> projeto original da ponte. Investiam em intensas pesquisas com ultra-som,
> raios-x, ressonância magnética, cálculos complicadíssimos, e muita, muita
> imaginação.
>
> A grande maioria dos habitantes achava perda de tempo essas tentativas de
> resgatar o projeto original ou, pelo menos, tentar elaborar um esboço
> dele. Afinal, dizia, a ponte já estava ali totalmente pronta e utilizável.
> Para que então se preocupar com isso? Esses malucos! Será que não têm o
> que fazer de mais útil?
>
> O que de fato preocupa a nós outros, é que poucos estão empenhados em
> preservá-la. Poucos se dão conta de sua importância para a própria vida e
> à vida dos demais habitantes. Acreditamos que, se nada de concreto for
> acordado e algo de efetivo realizado, breve a ponte estará deteriorada,
> suja, contaminada e intransitável. A hora de agir já tarda.
>
> ...............................................................
>
> NOTA
>
> Esse artigo foi inspirado nas idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630)
> de que Deus é igual à natureza - Deus sive natura. Afirma, também, que a
> felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente
> o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única
> substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal,
> a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo.
> Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma
> ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da
> mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de
> sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela
> cairia. (Tratado político-teológico)
>
> *José Renato M. de Almeida
>
> # As idéias não têm dono... Mas têm autoria!
>
> ...............................................................................................................
>
> From: Luís Junior
> To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:33 PM
> Subject: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa
> velocidade
>
> Você tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os
> resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.
>
>
> 2009/11/24 oraculo333 <oraculo@...>
>
>
> Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão
> fazendo."
>
> He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim
> mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não
> antes..:-)
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luís Junior <jrcarpediem@>
> escreveu
>
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda
> não temos
> > certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> > Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão
> fazendo.
> >
>
> > 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@>
> >
> > >
> > >
> > > Fiat lux!
> > >
> > >
> > > [ ]s
> > >
> > >
> > > Alvaro Augusto
> > >
>
> > > alvaro@
>
> > >
> > > http://www.lunabay.com.br/
> > >
> > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > >
> > >
> > > *De:* ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:
> > > ciencialist@yahoogrupos.com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > > *Para:* ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa
> velocidade
> > >
> > >
> > >
> > > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em
> 23/11/09 -
> > > 18h04
> > > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido
> oposto
> > >
> > > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> > >
> > > Da EFE
> > > ------------------------------
> > >
> > > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta
> segunda-feira
> > > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam
> circulando em
> > > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo,
> embora ainda se
> > > trate de testes em baixa velocidade.
> > >
> > > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando
> como
> > > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva
> Steve
> > > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado
> Grande
> > > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> > >
> > > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores
> várias vezes
> > > testados", acrescentou.
> > >
> > > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o
> lançamento de
> > > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> > >
> > >
> > > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão
> de
> > > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao
> Big Bang
> > > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> > >
> > > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos
> identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger
> o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> > >
> > > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos
> em
> > > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em
> operação em
> > > meio a uma grande expectativa da comunidade científica
> internacional.
> > >
> > > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está
> situado a 100
> > > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira
> com a
> > > França.
> > >
> > > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e
> fascinante
> > > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > > detectores de partículas do acelerador.
> > >
> > > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a
> segunda parte
> > > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> > > ------------------------------
> > >
> > > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por
> enquanto
> > > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > > ------------------------------
> > >
> > > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos
> identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger
> o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro",
> explicou Myers.
> > >
> > > *'Big Bang'*
> > >
> > > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o
> LHC
> > > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e,
> quando
> > > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões
> a alta
> > > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> > > ------------------------------
> > >
> > > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar
> os
> > > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves
> sobre a
> > > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física,
> baseada no
> > > Bóson de Higgs
> > > ------------------------------
> > >
> > >
> > > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que
> há 30 anos
> > > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar
> por que as
> > > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão
> diferentes
> > > entre elas.
> > >
> > > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade
> de 1.2 TeV
> > > (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano
> que vem
> > > ela chegaria a 3.5 TeV.
> > >
> > > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda
> não
> > > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> > >
> > > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o
> LHC
> > > funciona perfeitamente"
> > >
> > > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas
> janelas para
> > > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir",
> acrescentou
> > > Heuer.
> > >
> > > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> > >
> > > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos
> deixar que
> > > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> > >
> > > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho,
> cerca de 4
> > > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> > >
> > >
> > >
> > > <
> > >
> http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html
> > > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> >
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> ------------------------------------------------------------------------------
> E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
> Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, clique aqui.
> Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
> indesejadas sejam classificadas como Spam.
>
>
> ------------------------------------------------------------------------------
> Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> Atualizado em 24/11/2009
>




------------------------------------

##### ##### #####

Página de apoio
http://www.ciencialist.com


##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos



E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, visite
http://ecp.terra.com.br/cgi-bin/reportspam.cgi?+_d=SCYzMTczMzI5I3Blcm0hdGVycmEmMSwxMjU5MTE0OTU5LjcyODQ1LjIwMTUzLmNvbGV2aWxlLnRwbi50ZXJyYS5jb20sMTk0MDY=TerraMail
Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
indesejadas sejam classificadas como Spam.

Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
Atualizado em 24/11/2009




SUBJECT: Lei da Gravidade Revisada
FROM: Raphael Santos Lapa <raphaelclarinete@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 25/11/2009 13:06

Viram?

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=lei-gravidade-revisada-dispensar-materia-escura&id=010130091123


Uma equipe internacional de astrônomos descobriu uma conexão inesperada entre a misteriosa matéria escura e as estrelas visíveis e os gases que permeiam as galáxias.

O achado poderá revolucionar o nosso entendimento da força da gravidade.

Força desconhecida

Segundo o Dr. Hongsheng Zhao, um dos membros da equipe, parece haver uma força desconhecida agindo sobre a matéria escura.

Somente 4% do universo é composto dos elementos que conhecemos. Mas as estrelas e os gases nas galáxias movem-se tão rapidamente que os astrônomos especulam que a gravidade desses corpos celestes não seria suficiente para mantê-los agrupados.

Assim surgiu o conceito da matéria escura, um halo hipotético de um material desconhecido que seria responsável pela "gravidade faltante." Até o momento, contudo, não há qualquer evidência direta de sua real existência, e mesmo uma explicação mais sólida a seu respeito continua sendo procurada.

Gravidade modificada

Agora, o grupo de astrônomos propôs que as interações entre a matéria comum e a matéria escura podem ser mais significativas e mais complexas do que se acreditava.

Mais ainda, eles especulam que a matéria escura pode não existir e que os movimentos anômalos das estrelas nas galáxias poderiam dever-se a uma modificação na gravidade em escalas extragalácticas.

"A matéria escura parece 'saber' como a matéria visível é distribuída. Elas parecem conspirar uma contra a outra de tal forma que a matéria visível no raio característico desse halo escuro seja sempre a mesma," explica o Dr. Benoit Famaey, outro membro da equipe.

"Isto é extremamente surpreendente, uma vez que seria de se esperar que o equilíbrio entre a matéria escura e a matéria visível dependesse fortemente da história individual de cada galáxia," diz o pesquisador.

Quinta força

Segundo o Dr. Zhao, os dados revelam padrões absolutamente estranhos. "É como encontrar um zoológico com animais de todas as idades e tamanhos, mas com uma característica miraculosamente idêntica, digamos, a sua espinha dorsal ou alguma coisa do tipo."

A seguir, ele apresenta a ideia revolucionária. "É possível que uma quinta força, não-gravitacional, esteja controlando a matéria escura com uma 'mão invisível', deixando os mesmos rastros em todas as galáxias, independentemente de suas idades, formatos e tamanhos," diz o Dr. Zhao.

Uma força assim poderia resolver um mistério ainda maior, conhecido como energia escura - outro conceito teórico, sem evidências diretas, elaborado para explicar a aceleração da expansão do Universo.

Revisão da lei da gravidade

Uma solução mais radical seria uma revisão da lei da gravidade, desenvolvida por Isaac Newton em 1687 e refinada por Albert Einstein, em sua teoria da relatividade. Einstein nunca decidiu inteiramente se suas equações deveriam ou não adicionar uma constante onipresente, a constante cosmológica, agora chamada de energia escura.

"Se analisarmos nossas observações com uma lei da gravidade modificada, faz total sentido substituir a ação efetiva da matéria escura hipotética por uma força estreitamente relacionada com a distribuição da matéria visível," conclui Zhao.

Se aceita pela comunidade científica, tanto em termos conceituais e lógicos quanto em termos de checagem contra outros conjuntos de dados, esta pesquisa poderá alterar algumas das teorias científicas mais largamente aceitas sobre a história e a expansão do universo.


 

---------------------------------------------------------------------------------
http://rapensando.blogspot.com
http://meadiciona.com/rapensando



De: Jose Renato <jrma@terra.com.br>
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Enviadas: Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009 12:09:17
Assunto: Re: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade

 

Homero, segundo suas crenças de conclusões científicas, parece-me que os
papeis foram trocados no vídeo!
No lugar do deus-acaso cego-idiota e do sábio-perspicaz- intencional ser
humano, aparece o ser humano como idiota e o deus-acaso cheio de intenções
orientadoras para com sua cria...
[]s
José Renato
............ ......... ......... ......... ....

----- Original Message -----
From: "oraculo333" <oraculo@atibaia. com.br>
To: <ciencialist@ yahoogrupos. com.br>
Sent: Tuesday, November 24, 2009 11:09 PM
Subject: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade

Bem, já que estamos no "assunto", um conto edificante para compensar o do
Renato.:-)

http://www.youtube. com/watch? v=_l2Z7VMmOtU

Homero

--- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "Jose Renato" <jrma@...> escreveu
>
> Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na
> natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos
> físico-químico- biológico. ..
> Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos
> experimentos iniciados no LHC.
> []s
> José Renato
> ............ ......... ......... ......... ......... ........
>
> A PONTE
>
> José Renato M. de Almeida*
>
>
>
> Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um
> rio.
>
> Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e,
> imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões vinham
> sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche. Ora -
> diziam os mais apressados - ela está aí porque está! Porque sempre esteve!
> E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto de
> muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos "causos". Quem construiu
> essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só agora
> há habitantes nas margens do rio?
>
> Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem que,
> há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças
> resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol, escalando
> torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e
> cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a
> ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.
>
> Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali
> mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar
> seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas
> delas.
>
> Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que
> haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam
> que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a qual,
> atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E
> muitas outras explicações.
>
> A Assembléia dos Pescadores a Molinete - APM proclamava aos seus
> seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito
> bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da
> ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos
> Pescadores de Tarrafa - CPT, afirmavam que ela fora construída para que
> eles pudessem pescar desfrutando a sombra e a água fresca sob a ponte.
>
> Muitos não entravam nessas questões metafísicas ou utilitárias de menor
> relevância, mas arranjavam um jeito de cobrar pedágio e licenças daqueles
> que a atravessavam ou a usavam para pescar.
>
> Todas essas controvérsias, porém, não bastava aos mais curiosos. Um grupo
> deles reuniu-se para procurar responder as principais questões ainda
> pendentes. Depois de pesquisar externamente as superfícies e as formas da
> ponte, decidiram investigar sua estrutura interna. Houve algum receio e
> até protestos dos mais precavidos. Alguns acreditavam que, se a ponte
> fosse perscrutada - a fim de tirar amostras para análise dos materiais
> internos de que era constituída - ela poderia desabar, caso atingisse
> algum ponto crítico de sustentação. Convenhamos que isso seria uma grande
> catástrofe para os habitantes da região, já acostumados a andar pra lá e
> pra cá sobre ela. Mas eles não se intimidaram. Após muitas discussões
> decidiram remover, com equipamentos especiais projetados com esse
> objetivo, amostra do material de seu interior. Tiveram sucesso no projeto
> e divulgaram, com grande euforia, o resultado das análises a todos os
> habitantes.
>
> Foi uma época de sucesso e vitória do conhecimento. Enfim, as respostas
> estavam dadas! Os componentes usados na edificação da ponte, aqueles que
> compunham sua estrutura, não eram mais nenhum mistério.
>
> Depois disso, fizeram vários corpos-de-prova na tentativa de obter
> compostos que proporcionassem resultados práticos semelhantes em
> resistência, flexibilidade e harmonia de formas aos pesquisadores e seus
> financiadores. Muitos fracassos foram ocultados e as experiências de
> sucesso passaram a ser registradas e vendidas, proporcionando grandes
> somas de dinheiro aos seus "descobridores" .
>
> Mesmo assim ainda havia alguns pesquisadores insatisfeitos com todas
> aquelas maravilhosas descobertas. Esses, silenciosamente, passavam dias e
> dias pensando, refletindo e conjeturando, na tentativa de redesenhar o
> projeto original da ponte. Investiam em intensas pesquisas com ultra-som,
> raios-x, ressonância magnética, cálculos complicadíssimos, e muita, muita
> imaginação.
>
> A grande maioria dos habitantes achava perda de tempo essas tentativas de
> resgatar o projeto original ou, pelo menos, tentar elaborar um esboço
> dele. Afinal, dizia, a ponte já estava ali totalmente pronta e utilizável.
> Para que então se preocupar com isso? Esses malucos! Será que não têm o
> que fazer de mais útil?
>
> O que de fato preocupa a nós outros, é que poucos estão empenhados em
> preservá-la. Poucos se dão conta de sua importância para a própria vida e
> à vida dos demais habitantes. Acreditamos que, se nada de concreto for
> acordado e algo de efetivo realizado, breve a ponte estará deteriorada,
> suja, contaminada e intransitável. A hora de agir já tarda.
>
> ............ ......... ......... ......... ......... ......... ......
>
> NOTA
>
> Esse artigo foi inspirado nas idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630)
> de que Deus é igual à natureza - Deus sive natura. Afirma, também, que a
> felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente
> o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única
> substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal,
> a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo.
> Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma
> ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da
> mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de
> sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela
> cairia. (Tratado político-teoló gico)
>
> *José Renato M. de Almeida
>
> # As idéias não têm dono... Mas têm autoria!
>
> ............ ......... ......... ......... ......... ......... ......... ......... ......... ......... ......... .........
>
> From: Luís Junior
> To: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:33 PM
> Subject: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa
> velocidade
>
> Você tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os
> resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.
>
>
> 2009/11/24 oraculo333 <oraculo@... >
>
>
> Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão
> fazendo."
>
> He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim
> mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não
> antes..:-)
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, Luís Junior <jrcarpediem@ >
> escreveu
>
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda
> não temos
> > certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> > Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão
> fazendo.
> >
>
> > 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@>
> >
> > >
> > >
> > > Fiat lux!
> > >
> > >
> > > [ ]s
> > >
> > >
> > > Alvaro Augusto
> > >
>
> > > alvaro@
>
> > >
> > > http://www.lunabay. com.br/
> > >
> > > http://twitter. com/alvaro_ augusto
> > >
> > >
> > > *De:* ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:
> > > ciencialist@ yahoogrupos. com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > > *Para:* ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa
> velocidade
> > >
> > >
> > >
> > > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em
> 23/11/09 -
> > > 18h04
> > > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido
> oposto
> > >
> > > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> > >
> > > Da EFE
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta
> segunda-feira
> > > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam
> circulando em
> > > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo,
> embora ainda se
> > > trate de testes em baixa velocidade.
> > >
> > > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando
> como
> > > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva
> Steve
> > > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado
> Grande
> > > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> > >
> > > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores
> várias vezes
> > > testados", acrescentou.
> > >
> > > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o
> lançamento de
> > > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> > >
> > >
> > > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão
> de
> > > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao
> Big Bang
> > > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> > >
> > > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos
> identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger
> o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> > >
> > > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos
> em
> > > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em
> operação em
> > > meio a uma grande expectativa da comunidade científica
> internacional.
> > >
> > > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está
> situado a 100
> > > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira
> com a
> > > França.
> > >
> > > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e
> fascinante
> > > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > > detectores de partículas do acelerador.
> > >
> > > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a
> segunda parte
> > > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por
> enquanto
> > > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos
> identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger
> o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro",
> explicou Myers.
> > >
> > > *'Big Bang'*
> > >
> > > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o
> LHC
> > > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e,
> quando
> > > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões
> a alta
> > > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar
> os
> > > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves
> sobre a
> > > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física,
> baseada no
> > > Bóson de Higgs
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > >
> > > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que
> há 30 anos
> > > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar
> por que as
> > > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão
> diferentes
> > > entre elas.
> > >
> > > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade
> de 1.2 TeV
> > > (teraelétron- Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano
> que vem
> > > ela chegaria a 3.5 TeV.
> > >
> > > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda
> não
> > > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> > >
> > > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o
> LHC
> > > funciona perfeitamente"
> > >
> > > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas
> janelas para
> > > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir",
> acrescentou
> > > Heuer.
> > >
> > > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> > >
> > > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos
> deixar que
> > > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> > >
> > > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho,
> cerca de 4
> > > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> > >
> > >
> > >
> > > <
> > >
> http://g1.globo. com/Noticias/ Ciencia/0, ,MUL1389246- 5603,00-ACELERAD OR+DE+PARTICULAS +LHC+JA+FAZ+ PROTONS+CIRCULAR EM+EM+SENTIDO+ OPOSTO.html
> > > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> >
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> ------------ --------- --------- --------- --------- --------- -
> E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
> Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, clique aqui.
> Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
> indesejadas sejam classificadas como Spam.
>
>
> ------------ --------- --------- --------- --------- --------- -
> Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> Atualizado em 24/11/2009
>

------------ --------- --------- ------

##### ##### #####

Página de apoio
http://www.ciencial ist.com

##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos

E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, visite
http://ecp.terra. com.br/cgi- bin/reportspam. cgi?+_d=SCYzMTcz MzI5I3Blcm0hdGVy cmEmMSwxMjU5MTE0 OTU5LjcyODQ1LjIw MTUzLmNvbGV2aWxl LnRwbi50ZXJyYS5j b20sMTk0MDY= TerraMail
Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
indesejadas sejam classificadas como Spam.

Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
Atualizado em 24/11/2009



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: RES: RES: RES: RES: [ciencialist] Ex-ministro da Aeronáutica Sócrates - ação de UFOs no país
FROM: "marcelleandro2009" <marcelleandro2009@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 25/11/2009 13:21

Roberto,

--- Em ciencialist@..., "marcelleandro2009"
> Em momento algum eu disse que a raça humana viveria para sempre, eu
> apenas afirmei que a probabilidade de sucesso contra as
> dificuldades que a natureza nos impõe é superior aos demais
> espécies.
Vc falou mais do que isso: falou em 0,001% de extinção.
http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/message/75342

Veja de novo, tem uma pequena sutileza onde fiz uma observação sobre a frase do Álvaro;

 "....Quando à origem do argumento da extinção, simples novamente: a história do nosso planeta mostra que 95% de todas as espécies que já existiram ESTÃO HOJE EXTINTAS ..." (Álvaro) / http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/message/75329

"...Sim, mas mesmo assim desconsideramos os "seus" 95%, certo? Para uma espécie que consiga ir além de "lavar a batata"  talvez este valor caia para 0,001%... (Marcel) / http://br.groups.yahoo.com/group/ciencialist/message/75342

Eu afirmei que dentre as espécies que conseguem lavar batatas, zero (0,001) foi o número de extinção até o momento, e não que temos risco ZERO de sermos extintos amanhã.

A partir daí você incluiu dentre os lavadores de batatas mais outras espécies já extintas.  Levantei então duas questões;

1° "Lavar batatas" foi um artifício de linguagem com teor caricata, para ser engraçadinha mesmo. Na verdade o contexto da discussão apontava para chances de sobrevivência de uma civilização.

2° Afirmei que estas espécies que você citou tiveram suas extinções influenciadas diretamente por outra raça inteligente por se adequarem ao mesmo nicho na natureza, e não por causas naturais, como a maioria das outras espécies.
Não é correto concluir e eficácia de sobrevivência de uma espécie na natureza se nós humanos entramos no contexto remotamente com lanças, e hoje; com facões, rifles, tratores agrícolas, pesticidas, moda da pele, "troféus" empalhados, etc.  A estatística terá uma distorção tão grande quanto a extinção por um asteróide...neste caso, não tem lavador de batatas que sobreviva mesmo. Estatisticamente este marco, causados por nós humanos, tem que ser considerado também.


> Você pode se utilizar de um argumento extremista como base para sua
> argumentação, como um sociopata sentado em frente ao computador
> apocalíptico prestes a destruir o mundo. Mas mesmo com este exemplo,
> mesmo assim, continuamos a ser menos sensíveis as mudanças
> naturais que a grande maioria das espécies vivas. Talvez não a
> nossa civilização como conhecemos, mas sim a nossa espécie e sua
> desenvoltura intelectual.
Não há extremismo quando sabemos a quantidade de ogivas nucleares que existem no mundo. Uma parte sobre as quais a Rússia perdeu o controle. Sem falar no Irã que vai desenvolver - com a ajuda da conversa mole do governo brazuca (não falo em governo Lula, porq. qq outro governo brazuca faria a mesma coisa).

Levando-se em conta que estas ogivas não são vendidas em supermercados, concordo que há boas chances de algumas cidades irem para o beleléu em casos extremos ou estratégias terroristas. Mas disto pular para o fim de toda a nossa espécie já é um conjectura muito inflada para o que vimos na prática até os dias de hoje. Pode ocorrer, mas teríamos que chegar à um nível de irracionalidade descontrolada global, comum à vários líderes e governos, tão grande que iria beirar a loucura. NOVAMENTE não acho que seja impossível mas considero que temos boas chances de isto não ocorrer de forma tão dramática como você coloca.

> Tentando aproveitar desta analogia; veja que só tinha para-quedas
> (recursos para sobrevivência) para um dos grupos, o mais bem armado
> com granada, fuzil, etc (inteligente) provavelmente se deu melhor em
> conseguir. O conflito direto pelos mesmo recursos foi o grande
> causador...

Só que os recursos para a sobrevivência entre os Homo sapiens e Homo habilis são virtualmente idênticos. Vc precisa se fixar sobre o que está chamando de vantagem para sobrevivência. No começo era inteligência suficiente para lavar batatas. Depois passou para civilização...

Ambos tinham o "mesmo nível" de inteligência, mas os recursos que me refiro são os da natureza; território, água, alimentos, etc. Neste contexto há hostilidade natural que animais têm entre si quando ocupam os mesmos nichos na natureza.
Veja por exemplo, nas savanas africanas não coexistem grande felinos com características semelhantes. Leões imperam sozinhos, güepardos adultos são rápidos o bastante para não serem vítimas deles e os leopardos são especialistas em se esconder subindo em árvores ou rochedos, mas comumente seus filhotes são massacrados por leões por puro ódio (competição). A natureza esta repleta destes exemplos...No entanto, se leões tivessem um pouco mais de habilidade para escalar ou se fossem mais rápidos, estas outras espécies provavelmente já não existiriam mais.

Novamente, no nosso tema, por mais vantagens que a inteligência propiciava a estas espécies (nossos "primos") sobre as demais na natureza, contra os nossos ancestrais; ela não foi suficiente para evitar conflitos ou levar vantagem, e com o decorrer da história elas pereceram. Você parece desconsiderar completamente este fato...

 


> Não me refiro à razão ou conceito da doutrina, mas sim ao medo
> natural como conseqüência dela...A garantia de morte certa ou mesmo
> da morte de seus valores pessoais (pátria, família, bens, etc), em
> um conflito no mesmo pé de igualdade é desestimulante para
> qualquer um seguir adiante, como um grupo, volto a dizer.

Medo da morte não conta muito. Quem jogou os aviões contra as torres gêmeas,
p.e., estava tranquilo qto a isso - o suficiente para seguir adiante com o plano
pelo menos. Mas de outro modo, o próprio medo da morte pode desencadear sequências desastrosas. Novamente, a crise dos mísseis cubanos é um bom exemplo.

Nas torres "eles" tinham uma crença que este ato favoreceria indiretamente seu país, seus familiares e amigos. Mas como um grupo, que tem uma maior hegemonia e racionalidade de valores do que simplesmente alguns terroristas (tribos isoladas), colocar em risco eminente tudo o que é mais valorizado, por uma guerra fútil, o risco no mínimo, seria muito mais considerado.
Veja na prática, quantos países com armamento nuclear foram atacados e verá que o medo gerou sim o equilíbrio que citei anteriormente. Você acha que os EUA atacariam o Afeganistão ou Iraque, se ambos tivessem condições mínimas de aplicar ações militares (mísseis intercontinentais) nucleares em solo americano?

 

> Lutas territoriais ou por recursos estão cada vez mais raras.
Historicamente vc está errado - e muito. E.g. o que é a guerra do Iraque senão uma guerra por recurso (petróleo)? O que foram as guerras civis africanas senão guerra por recursos: diamantes, petróleo, controle do poder? O que são as escaramuças entre Equador e Peru senão uma disputa por território? O que é o revanchismo boliviano em relação ao Acre?


Ocorrem cada vez em proporções menores, conforme eu disse. Ideais de expansão territoriais, políticos ou "religiosos" ,que tinham forças em contextos isolados estão perdendo seu combustível e não são apoiados como no passado.
Mesmo os EUA tendo o seu "tiro no peito" (Torres) não conseguiram o apoio esperado nas suas empreitadas na "rota da seda". Além, que no Iraque ou Afeganistão o contexto não é tão simples assim, o motivo pode até ser este (recurso) mas a condição para tal teve outros influenciadores. Nenhum dos dois líderes atacados eram candidatos a prêmio Nobel, caso contrário (nem precisaria de tanto), a política seria sim a escolha utilizada, conforme já ocorre entre os EUA e outros países desta região rica em petróleo.

 

Comparar a primeira metade do século 20, em que houve duas grandes guerras, com
a segunda metade não é lícito.


Mas se a influencia da pacificação global (ideais homogêneos) se dá nesta proporção qual seria o problema? Estamos nos baseando em nosso histórico de conflitos, conforme você propôs anteriormente.
Você pode até refutar esta grande distorção nos números causado pelas duas guerras mundiais, mas este números não são fatos isolados atípicos, mas sim, um ápice que faz parte de um contexto desencadeado por questões menores ocorridas anteriormente, seja armamentista, social, política ou tecnológica. Não foram simplesmente 2 guerras que começaram e terminaram do nada.Veja por exemplo a guerra fria (2° metade) que foi conseqüência de pormenores da 2° guerra...
No fundo se resume a países participantes e quantidade de mortos em combate.

> grande maioria destas tribos a hegemonia é razoavelmente suficiente
> para que elas não entrem em conflitos com freqüência e sejam
> mutuamente influenciáveis como um grande e único grupo.
Vc precisa ver as estatísticas de mortes violentas nos países...

Com certeza é diferente proporcionalmente aos tempos onde assistir pessoas sendo queimadas, devoradas, empaladas ou crucificadas, era o entretenimento para criancinhas de família. Hoje nossas crianças são barradas no cinema, acho que tem uma diferença social no mínimo razoável.

> Mas a nossa tecnologia e modo de vida não tem uma relação
> tão direta ao tamanho de nossa civilização. Um sociedade global
> com 1 décimo da nossa provavelmente POUCO afetaria negativamente no
> potencial humano em desenvolver sua tecnologia. É justamente pelas
> conseqüências disto que hoje temos centenas de milhões de pessoas
> vivendo na mais extrema miséria.

Tem uma relação diretíssima na verdade. A parte ocidental do globo vive em
sociedade de consumo de massa. Quase toda tecnociência é voltada na estruturação
e manutenção dessa sociedade. E nem precisamos ir tão longe, basta fazer uma
correlação entre número de habitantes de uma cidade e a diversidade e qualidade
de serviços oferecidos: cinema, restaurantes, pontos de internet, etc.


Sim mas este padrão de vida (cinema, internet, etc) é secundário para a nossa sobrevivência. Tecnologia medicinal, agrícola, computacional, ou mesmo espacial, etc, ainda seguiriam adiante, mesmo que não tivéssemos tantas opções de cremes de beleza ou lanches fast-foods a nossa disposição. A tecnologia humana não vai retroceder se houver uma diminuição nos videogames, novelas, cosméticos, terapeutas, judôcas, biscoitos, carros, futebol, vestidos, etc.

Valeus,

 

Marcel


SUBJECT: RES: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "Alvaro Augusto \(L\)" <alvaro@lunabay.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 25/11/2009 15:40

Bem, lembremos que Einstein também acreditava no socialismo! Ele foi uma super-ultra-mega-autoridade em física, mas nas outras áreas não foi tão feliz. E nem precisava!

 

[ ]s

 

Alvaro Augusto

alvaro@lunabay.com.br

http://www.lunabay.com.br/

http://twitter.com/alvaro_augusto

 

 

De: ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:ciencialist@yahoogrupos.com.br] Em nome de J.Victor
Enviada em: quarta-feira, 25 de novembro de 2009 10:45
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Assunto: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade

 




Olá, Homero e José Renato,

 

Mero exercício de retórica, que nada tem de objetivo. Não sei como um Einstein daqueles acreditava em bobagens do tipo.  

 

"....idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630) de que Deus é igual à natureza – Deus sive natura. Afirma, também, que a felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal, a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo. Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela cairia. (Tratado político-teológico)".

 

Mas quero mesmo é comentar sobre o filme,  focando Abraão e Isaac. Conheço outra versão do "fato". Segundo a Bíblia, Abraão, piegas e submisso, deitou Isaac sobre a mesa de sacrifícios, a se que sbmeteu entre intrigado, submisso e perplexo, de olhos arregalados de medo, e o desejo de obedecer ao paizão amoroso e temente a Deus. Foi devidamente imobilizado, mãos e pés. O moleque nem estrebuchava, mas sua cabeça estava a mil, procurando uma saida para a imbecilidade, da qual seria a vítima mais famosa. Assim, contrito e rezando,  Abraão iniciou os procedimentos para atender ao desafio de Deus, imolar o filhote para provar a Ele o seu love incondicional, etc. e tal. Enquanto isso, Isaac olhava, olhos esbugalhados, molhando-se de medo,  para a adaga levantada pelo pai o mui amigo, apontada para o seu coração. No instante em que o Patriarca descia a arma, ecoou nos ares, aqueles santos dizeres, em voz estrondosa  e grave : Abraão, Abraão, com tal gesto provas que realmente me amas, oh! filho meu. Libertai, pois, o Isaac, teu pobre e amado filho.  Quando o botão foi desligado e a voz silenciou, Abraão, de imediato, cortou as cordas, pelo que Isaac pulou da mesa de sacrifícios e... pernas prá que te quero, capoeira a dentro, batendo qualquer record de velocidade. Abraão gritou que ele estava salvo, "nada deveis temer, meu filho",   e que poderia voltar, que não levaria mais nenhuma facada santa.

Ao que, Isaac, respondeu(de longe...). Salvo o quê, ó Pai? Estás brincaaando!

E acrescentou: Se eu não fosse ventríloquo eu estaria era "torrado" e mal pago, isto sim! Ou seja: ****xxx??¹¹*****.

 

Sds,

 

Victor 

 

 

----- Original Message -----

From: oraculo333

Sent: Tuesday, November 24, 2009 11:09 PM

Subject: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade

 

 

Bem, já que estamos no "assunto", um conto edificante para compensar o do Renato.:-)

http://www.youtube.com/watch?v=_l2Z7VMmOtU

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Jose Renato" <jrma@...> escreveu
>
> Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos físico-químico-biológico...
> Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos experimentos iniciados no LHC.
> []s
> José Renato
> ........................................................
>
> A PONTE
>
> José Renato M. de Almeida*
>
>
>
> Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um rio.
>
> Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e, imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões vinham sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche. Ora – diziam os mais apressados – ela está aí porque está! Porque sempre esteve! E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto de muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos "causos". Quem construiu essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só agora há habitantes nas margens do rio?
>
> Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem que, há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol, escalando torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.
>
> Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas delas.
>
> Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a qual, atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E muitas outras explicações.
>
> A Assembléia dos Pescadores a Molinete – APM proclamava aos seus seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos Pescadores de Tarrafa – CPT, afirmavam que ela fora construída para que eles pudessem pescar desfrutando a sombra e a água fresca sob a ponte.
>
> Muitos não entravam nessas questões metafísicas ou utilitárias de menor relevância, mas arranjavam um jeito de cobrar pedágio e licenças daqueles que a atravessavam ou a usavam para pescar.
>
> Todas essas controvérsias, porém, não bastava aos mais curiosos. Um grupo deles reuniu-se para procurar responder as principais questões ainda pendentes. Depois de pesquisar externamente as superfícies e as formas da ponte, decidiram investigar sua estrutura interna. Houve algum receio e até protestos dos mais precavidos. Alguns acreditavam que, se a ponte fosse perscrutada - a fim de tirar amostras para análise dos materiais internos de que era constituída – ela poderia desabar, caso atingisse algum ponto crítico de sustentação. Convenhamos que isso seria uma grande catástrofe para os habitantes da região, já acostumados a andar pra lá e pra cá sobre ela. Mas eles não se intimidaram. Após muitas discussões decidiram remover, com equipamentos especiais projetados com esse objetivo, amostra do material de seu interior. Tiveram sucesso no projeto e divulgaram, com grande euforia, o resultado das análises a todos os habitantes.
>
> Foi uma época de sucesso e vitória do conhecimento. Enfim, as respostas estavam dadas! Os componentes usados na edificação da ponte, aqueles que compunham sua estrutura, não eram mais nenhum mistério.
>
> Depois disso, fizeram vários corpos-de-prova na tentativa de obter compostos que proporcionassem resultados práticos semelhantes em resistência, flexibilidade e harmonia de formas aos pesquisadores e seus financiadores. Muitos fracassos foram ocultados e as experiências de sucesso passaram a ser registradas e vendidas, proporcionando grandes somas de dinheiro aos seus "descobridores".
>
> Mesmo assim ainda havia alguns pesquisadores insatisfeitos com todas aquelas maravilhosas descobertas. Esses, silenciosamente, passavam dias e dias pensando, refletindo e conjeturando, na tentativa de redesenhar o projeto original da ponte. Investiam em intensas pesquisas com ultra-som, raios-x, ressonância magnética, cálculos complicadíssimos, e muita, muita imaginação.
>
> A grande maioria dos habitantes achava perda de tempo essas tentativas de resgatar o projeto original ou, pelo menos, tentar elaborar um esboço dele. Afinal, dizia, a ponte já estava ali totalmente pronta e utilizável. Para que então se preocupar com isso? Esses malucos! Será que não têm o que fazer de mais útil?
>
> O que de fato preocupa a nós outros, é que poucos estão empenhados em preservá-la. Poucos se dão conta de sua importância para a própria vida e à vida dos demais habitantes. Acreditamos que, se nada de concreto for acordado e algo de efetivo realizado, breve a ponte estará deteriorada, suja, contaminada e intransitável. A hora de agir já tarda.
>
> ...............................................................
>
> NOTA
>
> Esse artigo foi inspirado nas idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630) de que Deus é igual à natureza – Deus sive natura. Afirma, também, que a felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal, a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo. Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela cairia. (Tratado político-teológico)
>
> *José Renato M. de Almeida
>
> # As idéias não têm dono... Mas têm autoria!
>
> ...............................................................................................................
>
> From: Luís Junior
> To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:33 PM
> Subject: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
>
> Você tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.
>
>
> 2009/11/24 oraculo333 <oraculo@...>
>
>
> Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo."
>
> He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não antes..:-)
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luís Junior <jrcarpediem@> escreveu
>
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos
> > certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> > Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.
> >
>
> > 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@>
> >
> > >
> > >
> > > Fiat lux!
> > >
> > >
> > > [ ]s
> > >
> > >
> > > Alvaro Augusto
> > >
>
> > > alvaro@
>
> > >
> > > http://www.lunabay.com.br/
> > >
> > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > >
> > >
> > > *De:* ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:
> > > ciencialist@yahoogrupos.com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > > *Para:* ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
> > >
> > >
> > >
> > > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 -
> > > 18h04
> > > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto
> > >
> > > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> > >
> > > Da EFE
> > > ------------------------------
> > >
> > > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira
> > > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em
> > > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se
> > > trate de testes em baixa velocidade.
> > >
> > > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como
> > > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve
> > > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande
> > > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> > >
> > > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes
> > > testados", acrescentou.
> > >
> > > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de
> > > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> > >
> > >
> > > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de
> > > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang
> > > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> > >
> > > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> > >
> > > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em
> > > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em
> > > meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.
> > >
> > > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100
> > > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a
> > > França.
> > >
> > > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante
> > > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > > detectores de partículas do acelerador.
> > >
> > > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte
> > > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> > > ------------------------------
> > >
> > > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto
> > > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > > ------------------------------
> > >
> > > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.
> > >
> > > *'Big Bang'*
> > >
> > > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando
> > > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta
> > > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> > > ------------------------------
> > >
> > > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os
> > > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a
> > > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no
> > > Bóson de Higgs
> > > ------------------------------
> > >
> > >
> > > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos
> > > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as
> > > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes
> > > entre elas.
> > >
> > > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV
> > > (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem
> > > ela chegaria a 3.5 TeV.
> > >
> > > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não
> > > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> > >
> > > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > > funciona perfeitamente"
> > >
> > > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para
> > > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou
> > > Heuer.
> > >
> > > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> > >
> > > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que
> > > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> > >
> > > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4
> > > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> > >
> > >
> > >
> > > <
> > > http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html
> > > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> >
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> ----------------------------------------------------------
> E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
> Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, clique aqui.
> Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
> indesejadas sejam classificadas como Spam.
>
>
> ----------------------------------------------------------
> Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> Atualizado em 24/11/2009
>





SUBJECT: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: Belmiro Wolski <belmirow@yahoo.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 25/11/2009 17:58



--- Em qua, 25/11/09, J.Victor <j.victor.neto@uol.com.br> escreveu:

De: J.Victor <j.victor.neto@uol.com.br>
Assunto: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
Para: ciencialist@yahoogrupos.com.br
Data: Quarta-feira, 25 de Novembro de 2009, 12:44

    Que pecado, Victor! Zoando com as sagradas escrituras, tsc, tsc, tsc. Mas, sobre aquele papo de extinção e tal que rolou bastante por aí, quero tranquilizá-los. A humanidade ainda está muito longe da extinção. Me lembrei que Deus disse a Abraão que sua descendência seria tão numerosa quanto as estrelas do céu. Como só na nossa galáxia estima-se um número de estrelas entre 200 a 300 bilhões e um igual número de galáxias no universo, imagine quantos humanos faltam nascer. E quanto tempo levará para que isto aconteça. Ainda bem, né! Hajam planetas para colonizar!
 
    [],s
 
    Belmiro
 
 
 
Mas quero mesmo é comentar sobre o filme,  focando Abraão e Isaac. Conheço outra versão do "fato". Segundo a Bíblia, Abraão, piegas e submisso, deitou Isaac sobre a mesa de sacrifícios, a se que sbmeteu entre intrigado, submisso e perplexo, de olhos arregalados de medo, e o desejo de obedecer ao paizão amoroso e temente a Deus. Foi devidamente imobilizado, mãos e pés. O moleque nem estrebuchava, mas sua cabeça estava a mil, procurando uma saida para a imbecilidade, da qual seria a vítima mais famosa. Assim, contrito e rezando,  Abraão iniciou os procedimentos para atender ao desafio de Deus, imolar o filhote para provar a Ele o seu love incondicional, etc. e tal. Enquanto isso, Isaac olhava, olhos esbugalhados, molhando-se de medo,  para a adaga levantada pelo pai o mui amigo, apontada para o seu coração. No instante em que o Patriarca descia a arma, ecoou nos ares, aqueles santos dizeres, em voz estrondosa  e grave : Abraão, Abraão, com tal gesto provas que realmente me amas, oh! filho meu. Libertai, pois, o Isaac, teu pobre e amado filho.  Quando o botão foi desligado e a voz silenciou, Abraão, de imediato, cortou as cordas, pelo que Isaac pulou da mesa de sacrifícios e... pernas prá que te quero, capoeira a dentro, batendo qualquer record de velocidade. Abraão gritou que ele estava salvo, "nada deveis temer, meu filho",   e que poderia voltar, que não levaria mais nenhuma facada santa.
Ao que, Isaac, respondeu(de longe...). Salvo o quê, ó Pai? Estás brincaaando!
E acrescentou: Se eu não fosse ventríloquo eu estaria era "torrado" e mal pago, isto sim! Ou seja: ****xxx??¹¹*** **.
 
Sds,
 
Victor 
 
 
----- Original Message -----
From: oraculo333
Sent: Tuesday, November 24, 2009 11:09 PM
Subject: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade

 
Bem, já que estamos no "assunto", um conto edificante para compensar o do Renato.:-)

http://www.youtube. com/watch? v=_l2Z7VMmOtU

Homero

--- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, "Jose Renato" <jrma@...> escreveu
>
> Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos físico-químico- biológico. ..
> Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos experimentos iniciados no LHC.
> []s
> José Renato
> ............ ......... ......... ......... ......... ........
>
> A PONTE
>
> José Renato M. de Almeida*
>
>
>
> Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um rio.
>
> Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e, imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões vinham sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche. Ora – diziam os mais apressados – ela está aí porque está! Porque sempre esteve! E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto de muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos "causos". Quem construiu essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só agora há habitantes nas margens do rio?
>
> Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem que, há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol, escalando torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.
>
> Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas delas.
>
> Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a qual, atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E muitas outras explicações.
>
> A Assembléia dos Pescadores a Molinete – APM proclamava aos seus seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos Pescadores de Tarrafa – CPT, afirmavam que ela fora construída para que eles pudessem pescar desfrutando a sombra e a água fresca sob a ponte.
>
> Muitos não entravam nessas questões metafísicas ou utilitárias de menor relevância, mas arranjavam um jeito de cobrar pedágio e licenças daqueles que a atravessavam ou a usavam para pescar.
>
> Todas essas controvérsias, porém, não bastava aos mais curiosos. Um grupo deles reuniu-se para procurar responder as principais questões ainda pendentes. Depois de pesquisar externamente as superfícies e as formas da ponte, decidiram investigar sua estrutura interna. Houve algum receio e até protestos dos mais precavidos. Alguns acreditavam que, se a ponte fosse perscrutada - a fim de tirar amostras para análise dos materiais internos de que era constituída – ela poderia desabar, caso atingisse algum ponto crítico de sustentação. Convenhamos que isso seria uma grande catástrofe para os habitantes da região, já acostumados a andar pra lá e pra cá sobre ela. Mas eles não se intimidaram. Após muitas discussões decidiram remover, com equipamentos especiais projetados com esse objetivo, amostra do material de seu interior. Tiveram sucesso no projeto e divulgaram, com grande euforia, o resultado das análises a todos os habitantes.
>
> Foi uma época de sucesso e vitória do conhecimento. Enfim, as respostas estavam dadas! Os componentes usados na edificação da ponte, aqueles que compunham sua estrutura, não eram mais nenhum mistério.
>
> Depois disso, fizeram vários corpos-de-prova na tentativa de obter compostos que proporcionassem resultados práticos semelhantes em resistência, flexibilidade e harmonia de formas aos pesquisadores e seus financiadores. Muitos fracassos foram ocultados e as experiências de sucesso passaram a ser registradas e vendidas, proporcionando grandes somas de dinheiro aos seus "descobridores" .
>
> Mesmo assim ainda havia alguns pesquisadores insatisfeitos com todas aquelas maravilhosas descobertas. Esses, silenciosamente, passavam dias e dias pensando, refletindo e conjeturando, na tentativa de redesenhar o projeto original da ponte. Investiam em intensas pesquisas com ultra-som, raios-x, ressonância magnética, cálculos complicadíssimos, e muita, muita imaginação.
>
> A grande maioria dos habitantes achava perda de tempo essas tentativas de resgatar o projeto original ou, pelo menos, tentar elaborar um esboço dele. Afinal, dizia, a ponte já estava ali totalmente pronta e utilizável. Para que então se preocupar com isso? Esses malucos! Será que não têm o que fazer de mais útil?
>
> O que de fato preocupa a nós outros, é que poucos estão empenhados em preservá-la. Poucos se dão conta de sua importância para a própria vida e à vida dos demais habitantes. Acreditamos que, se nada de concreto for acordado e algo de efetivo realizado, breve a ponte estará deteriorada, suja, contaminada e intransitável. A hora de agir já tarda.
>
> ............ ......... ......... ......... ......... ......... ......
>
> NOTA
>
> Esse artigo foi inspirado nas idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630) de que Deus é igual à natureza – Deus sive natura. Afirma, também, que a felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal, a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo. Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela cairia. (Tratado político-teoló gico)
>
> *José Renato M. de Almeida
>
> # As idéias não têm dono... Mas têm autoria!
>
> ............ ......... ......... ......... ......... ......... ......... ......... ......... ......... ......... .........
>
> From: Luís Junior
> To: ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:33 PM
> Subject: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
>
> Você tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.
>
>
> 2009/11/24 oraculo333 <oraculo@... >
>
>
> Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo."
>
> He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não antes..:-)
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@ yahoogrupos. com.br, Luís Junior <jrcarpediem@ > escreveu
>
> > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não temos
> > certeza disso", afirmou Gianotti.
> >
> > Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão fazendo.
> >
>
> > 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@>
> >
> > >
> > >
> > > Fiat lux!
> > >
> > >
> > > [ ]s
> > >
> > >
> > > Alvaro Augusto
> > >
>
> > > alvaro@
>
> > >
> > > http://www.lunabay. com.br/
> > >
> > > http://twitter. com/alvaro_ augusto
> > >
> > >
> > > *De:* ciencialist@ yahoogrupos. com.br [mailto:
> > > ciencialist@ yahoogrupos. com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > > *Para:* ciencialist@ yahoogrupos. com.br
> > > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
> > >
> > >
> > >
> > > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em 23/11/09 -
> > > 18h04
> > > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido oposto
> > >
> > > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> > >
> > > Da EFE
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta segunda-feira
> > > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam circulando em
> > > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo, embora ainda se
> > > trate de testes em baixa velocidade.
> > >
> > > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando como
> > > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva Steve
> > > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado Grande
> > > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> > >
> > > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores várias vezes
> > > testados", acrescentou.
> > >
> > > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o lançamento de
> > > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> > >
> > >
> > > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão de
> > > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao Big Bang
> > > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> > >
> > > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> > >
> > > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos em
> > > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em operação em
> > > meio a uma grande expectativa da comunidade científica internacional.
> > >
> > > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está situado a 100
> > > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira com a
> > > França.
> > >
> > > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e fascinante
> > > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > > detectores de partículas do acelerador.
> > >
> > > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a segunda parte
> > > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por enquanto
> > > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos identificá-los
> > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger o
> > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro", explicou Myers.
> > >
> > > *'Big Bang'*
> > >
> > > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e, quando
> > > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões a alta
> > > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar os
> > > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves sobre a
> > > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física, baseada no
> > > Bóson de Higgs
> > > ------------ --------- ---------
> > >
> > >
> > > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que há 30 anos
> > > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar por que as
> > > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão diferentes
> > > entre elas.
> > >
> > > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade de 1.2 TeV
> > > (teraelétron- Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano que vem
> > > ela chegaria a 3.5 TeV.
> > >
> > > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda não
> > > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> > >
> > > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o LHC
> > > funciona perfeitamente"
> > >
> > > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas janelas para
> > > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir", acrescentou
> > > Heuer.
> > >
> > > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> > >
> > > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos deixar que
> > > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> > >
> > > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho, cerca de 4
> > > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> > >
> > >
> > >
> > > <
> > > http://g1.globo. com/Noticias/ Ciencia/0, ,MUL1389246- 5603,00-ACELERAD OR+DE+PARTICULAS +LHC+JA+FAZ+ PROTONS+CIRCULAR EM+EM+SENTIDO+ OPOSTO.html
> > > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> > >
> >
>
>
>
>
>
>
>
>
>
> ------------ --------- --------- --------- --------- --------- -
> E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
> Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, clique aqui.
> Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
> indesejadas sejam classificadas como Spam.
>
>
> ------------ --------- --------- --------- --------- --------- -
> Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> Atualizado em 24/11/2009
>



Veja quais são os assuntos do momento no Yahoo! + Buscados: Top 10 - Celebridades - Música - Esportes

SUBJECT: Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "oraculo333" <oraculo@atibaia.com.br>
TO: ciencialist@yahoogrupos.com.br
DATE: 25/11/2009 20:37

He, he, é uma piada, ironia, Renato, uma piada..:-) Baseada, claro, na absoluta tolice de muitas histórias edificantes biblico/sagradas..:-)

Uma piada.

Sim, o ser humano banca o idiota, na maioria das histórias edificantes, tentando obedecer uma divindade imaginária maluca e sem sentido, que ordena absurdos e tem ataques de insegurança e desequilíbrio mental. O vídeo apenas usa essa característica, de forma irônica, como piada.

Acho que sua obsessão com seu amigo imaginário está tomando proporções alarmantes, não consegue escrever nada sem tentar enfiar o sujeito no meio..:-)

Tente se lembrar, ciência, lista de ciência - superstições não se encaixam muito bem nas discussões aqui.

Um abraço.

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Jose Renato" <jrma@...> escreveu
>
> Homero, segundo suas crenças de conclusões científicas, parece-me que os
> papeis foram trocados no vídeo!
> No lugar do deus-acaso cego-idiota e do sábio-perspicaz-intencional ser
> humano, aparece o ser humano como idiota e o deus-acaso cheio de intenções
> orientadoras para com sua cria...
> []s
> José Renato
> ...........................................
>
> ----- Original Message -----
> From: "oraculo333" <oraculo@...>
> To: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
> Sent: Tuesday, November 24, 2009 11:09 PM
> Subject: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
>
>
> Bem, já que estamos no "assunto", um conto edificante para compensar o do
> Renato.:-)
>
> http://www.youtube.com/watch?v=_l2Z7VMmOtU
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Jose Renato" <jrma@> escreveu
> >
> > Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na
> > natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos
> > físico-químico-biológico...
> > Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos
> > experimentos iniciados no LHC.
> > []s
> > José Renato
> > ........................................................
> >
> > A PONTE
> >
> > José Renato M. de Almeida*
> >
> >
> >
> > Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um
> > rio.
> >
> > Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e,
> > imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões vinham
> > sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche. Ora -
> > diziam os mais apressados - ela está aí porque está! Porque sempre esteve!
> > E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto de
> > muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos "causos". Quem construiu
> > essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só agora
> > há habitantes nas margens do rio?
> >
> > Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem que,
> > há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças
> > resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol, escalando
> > torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e
> > cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a
> > ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.
> >
> > Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali
> > mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar
> > seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas
> > delas.
> >
> > Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que
> > haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam
> > que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a qual,
> > atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E
> > muitas outras explicações.
> >
> > A Assembléia dos Pescadores a Molinete - APM proclamava aos seus
> > seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito
> > bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da
> > ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos
> > Pescadores de Tarrafa - CPT, afirmavam que ela fora construída para que
> > eles pudessem pescar desfrutando a sombra e a água fresca sob a ponte.
> >
> > Muitos não entravam nessas questões metafísicas ou utilitárias de menor
> > relevância, mas arranjavam um jeito de cobrar pedágio e licenças daqueles
> > que a atravessavam ou a usavam para pescar.
> >
> > Todas essas controvérsias, porém, não bastava aos mais curiosos. Um grupo
> > deles reuniu-se para procurar responder as principais questões ainda
> > pendentes. Depois de pesquisar externamente as superfícies e as formas da
> > ponte, decidiram investigar sua estrutura interna. Houve algum receio e
> > até protestos dos mais precavidos. Alguns acreditavam que, se a ponte
> > fosse perscrutada - a fim de tirar amostras para análise dos materiais
> > internos de que era constituída - ela poderia desabar, caso atingisse
> > algum ponto crítico de sustentação. Convenhamos que isso seria uma grande
> > catástrofe para os habitantes da região, já acostumados a andar pra lá e
> > pra cá sobre ela. Mas eles não se intimidaram. Após muitas discussões
> > decidiram remover, com equipamentos especiais projetados com esse
> > objetivo, amostra do material de seu interior. Tiveram sucesso no projeto
> > e divulgaram, com grande euforia, o resultado das análises a todos os
> > habitantes.
> >
> > Foi uma época de sucesso e vitória do conhecimento. Enfim, as respostas
> > estavam dadas! Os componentes usados na edificação da ponte, aqueles que
> > compunham sua estrutura, não eram mais nenhum mistério.
> >
> > Depois disso, fizeram vários corpos-de-prova na tentativa de obter
> > compostos que proporcionassem resultados práticos semelhantes em
> > resistência, flexibilidade e harmonia de formas aos pesquisadores e seus
> > financiadores. Muitos fracassos foram ocultados e as experiências de
> > sucesso passaram a ser registradas e vendidas, proporcionando grandes
> > somas de dinheiro aos seus "descobridores".
> >
> > Mesmo assim ainda havia alguns pesquisadores insatisfeitos com todas
> > aquelas maravilhosas descobertas. Esses, silenciosamente, passavam dias e
> > dias pensando, refletindo e conjeturando, na tentativa de redesenhar o
> > projeto original da ponte. Investiam em intensas pesquisas com ultra-som,
> > raios-x, ressonância magnética, cálculos complicadíssimos, e muita, muita
> > imaginação.
> >
> > A grande maioria dos habitantes achava perda de tempo essas tentativas de
> > resgatar o projeto original ou, pelo menos, tentar elaborar um esboço
> > dele. Afinal, dizia, a ponte já estava ali totalmente pronta e utilizável.
> > Para que então se preocupar com isso? Esses malucos! Será que não têm o
> > que fazer de mais útil?
> >
> > O que de fato preocupa a nós outros, é que poucos estão empenhados em
> > preservá-la. Poucos se dão conta de sua importância para a própria vida e
> > à vida dos demais habitantes. Acreditamos que, se nada de concreto for
> > acordado e algo de efetivo realizado, breve a ponte estará deteriorada,
> > suja, contaminada e intransitável. A hora de agir já tarda.
> >
> > ...............................................................
> >
> > NOTA
> >
> > Esse artigo foi inspirado nas idéias do filósofo Baruc Spinoza (1569-1630)
> > de que Deus é igual à natureza - Deus sive natura. Afirma, também, que a
> > felicidade máxima do homem é o conhecimento de Deus e este é precisamente
> > o fim ao qual a filosofia se propõe. Considera que Deus é a única
> > substância existente. Com substância, Deus é a cadeia ou processo causal,
> > a subjacente condição de todas as coisas, a lei e a estrutura do mundo.
> > Esse concreto universo de modos e coisas está para Deus assim como uma
> > ponte está para o seu projeto, sua estrutura, e as leis da matemática e da
> > mecânica segundo as quais ela é construída; são estas as bases de
> > sustentação, a condição subjacente, a substância da ponte; sem elas, ela
> > cairia. (Tratado político-teológico)
> >
> > *José Renato M. de Almeida
> >
> > # As idéias não têm dono... Mas têm autoria!
> >
> > ...............................................................................................................
> >
> > From: Luís Junior
> > To: ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > Sent: Tuesday, November 24, 2009 12:33 PM
> > Subject: Re: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa
> > velocidade
> >
> > Você tem toda razão e eu não fui claro suficientemente. Temo os
> > resultados dos experimentos que podem ser catastróficos.
> >
> >
> > 2009/11/24 oraculo333 <oraculo@>
> >
> >
> > Luis: "Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão
> > fazendo."
> >
> > He, he, parece mesmo..:-) Mas tem de se lembrar que em ciência é assim
> > mesmo, as conclusões vem DEPOIS dos dados e dos experimentos, não
> > antes..:-)
> >
> > Homero
> >
> > --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, Luís Junior <jrcarpediem@>
> > escreveu
> >
> > > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda
> > não temos
> > > certeza disso", afirmou Gianotti.
> > >
> > > Dá pra perceber que eles estão beeeem por dentro do que estão
> > fazendo.
> > >
> >
> > > 2009/11/24 Alvaro Augusto (L) <alvaro@>
> > >
> > > >
> > > >
> > > > Fiat lux!
> > > >
> > > >
> > > > [ ]s
> > > >
> > > >
> > > > Alvaro Augusto
> > > >
> >
> > > > alvaro@
> >
> > > >
> > > > http://www.lunabay.com.br/
> > > >
> > > > http://twitter.com/alvaro_augusto
> > > >
> > > >
> > > > *De:* ciencialist@yahoogrupos.com.br [mailto:
> > > > ciencialist@yahoogrupos.com.br] *Em nome de *Jose Renato
> > > > *Enviada em:* segunda-feira, 23 de novembro de 2009 22:42
> > > > *Para:* ciencialist@yahoogrupos.com.br
> > > > *Assunto:* [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa
> > velocidade
> > > >
> > > >
> > > >
> > > > Ciência e Saúde - Física - 23/11/09 - 16h33 - Atualizado em
> > 23/11/09 -
> > > > 18h04
> > > > Acelerador de partículas LHC já faz prótons circularem em sentido
> > oposto
> > > >
> > > > O experimento, no entanto, ainda é feito em baixa velocidade.
> > > > LHC recriará instantes posteriores ao 'Big Bang'.
> > > >
> > > > Da EFE
> > > > ------------------------------
> > > >
> > > > O Centro Europeu de Física Nuclear (Cern) avaliou nesta
> > segunda-feira
> > > > (23) como "um grande êxito" que feixes de prótons já estejam
> > circulando em
> > > > direções opostas no maior acelerador de partículas do mundo,
> > embora ainda se
> > > > trate de testes em baixa velocidade.
> > > >
> > > > "Podemos anunciar com grande entusiasmo que tudo está funcionando
> > como
> > > > previsto, em excelentes condições", afirmou em entrevista coletiva
> > Steve
> > > > Myers, um dos diretores responsáveis pelo acelerador, denominado
> > Grande
> > > > Colisor de Hádrons (LHC, em inglês).
> > > >
> > > > "Fizemos medições que normalmente são feitas em aceleradores
> > várias vezes
> > > > testados", acrescentou.
> > > >
> > > > O LHC voltou a funcionar na última sexta-feira (20), com o
> > lançamento de
> > > > feixes em uma só direção, depois de 14 meses paralisado.
> > > >
> > > >
> > > > [image: Foto: Cern/Maximilien Brice]
> > > > Na foto, seção do túnel circular em que será promovida a colisão
> > de
> > > > partículas para simular os instantes imediatamente posteriores ao
> > Big Bang
> > > > (Foto: Cern/Maximilien Brice)
> > > >
> > > > Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos
> > identificá-los
> > > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger
> > o
> > > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro"
> > > >
> > > > Durante esse tempo, foram reparados dois erros técnicos ocorridos
> > em
> > > > setembro de 2008, apenas nove dias depois da máquina entrar em
> > operação em
> > > > meio a uma grande expectativa da comunidade científica
> > internacional.
> > > >
> > > > O enorme acelerador, de 27 quilômetros de comprimento, está
> > situado a 100
> > > > metros de profundidade no Cantão de Genebra (Suíça), na fronteira
> > com a
> > > > França.
> > > >
> > > > "É o fim de 20 anos de esforços, e o princípio de outra nova e
> > fascinante
> > > > fase", afirmou Fabiola Gianotti, porta-voz do Atlas, um dos quatro
> > > > detectores de partículas do acelerador.
> > > >
> > > > "Demos um grande passo, e foi um grande êxito. Agora começa a
> > segunda parte
> > > > da viagem", disse, por sua vez, Tejinder Virdee, porta-voz do CMS.
> > > > ------------------------------
> > > >
> > > > Apesar dos dois feixes estarem circulando em sentidos opostos, por
> > enquanto
> > > > não se chocaram e não é esperado que isso aconteça a curto prazo
> > > > ------------------------------
> > > >
> > > > "Primeiro precisamos observar como eles circulam, e devemos
> > identificá-los
> > > > com absoluta certeza para podermos manipulá-los. Queremos proteger
> > o
> > > > acelerador e nos certificarmos de que o processo é seguro",
> > explicou Myers.
> > > >
> > > > *'Big Bang'*
> > > >
> > > > "Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o
> > LHC
> > > > funciona perfeitamente. Faremos também as mudanças necessárias e,
> > quando
> > > > tivermos confiança total no acelerador, então faremos as colisões
> > a alta
> > > > velocidade", disse o diretor-geral do CERN, Rolf Heuer.
> > > > ------------------------------
> > > >
> > > > Quando o LHC funcionar em plena capacidade, será possível recriar
> > os
> > > > instantes posteriores ao "Big Bang", o que dará informações chaves
> > sobre a
> > > > formação do universo e confirmará ou não a teoria da física,
> > baseada no
> > > > Bóson de Higgs
> > > > ------------------------------
> > > >
> > > >
> > > > A existência dessa partícula, que deve seu nome ao cientista que
> > há 30 anos
> > > > previu sua existência, é considerada indispensável para explicar
> > por que as
> > > > partículas elementares têm massa e por que as massas são tão
> > diferentes
> > > > entre elas.
> > > >
> > > > Myers especificou que a ideia é fazê-las alcançar uma velocidade
> > de 1.2 TeV
> > > > (teraelétron-Volts) nas próximas semanas. Apenas em meados do ano
> > que vem
> > > > ela chegaria a 3.5 TeV.
> > > >
> > > > "Esperamos que a 3.5 TeV já possamos observar algo novo, mas ainda
> > não
> > > > temos certeza disso", afirmou Gianotti.
> > > >
> > > > Vamos seguir passo a passo, faremos testes para comprovar que o
> > LHC
> > > > funciona perfeitamente"
> > > >
> > > > "Pode ser que a essa velocidade já possam ser abertas novas
> > janelas para
> > > > a ciência. É o que todos esperamos, mas não podemos garantir",
> > acrescentou
> > > > Heuer.
> > > >
> > > > O passo seguinte seria fazer testes a 7 TeV por feixe.
> > > >
> > > > "A natureza é mais elegante que as suposições dos humanos, vamos
> > deixar que
> > > > ela nos surpreenda", disse Gianotti.
> > > >
> > > > Para a construção do LHC foram investidos 12 anos de trabalho,
> > cerca de 4
> > > > bilhões de euros, e o esforço combinado de 7 mil cientistas.
> > > >
> > > >
> > > >
> > > > <
> > > >
> > http://g1.globo.com/Noticias/Ciencia/0,,MUL1389246-5603,00-ACELERADOR+DE+PARTICULAS+LHC+JA+FAZ+PROTONS+CIRCULAREM+EM+SENTIDO+OPOSTO.html
> > > > >
> > > >
> > > >
> > > >
> > > >
> > > >
> > > >
> > >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> >
> > ------------------------------------------------------------------------------
> > E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
> > Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, clique aqui.
> > Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
> > indesejadas sejam classificadas como Spam.
> >
> >
> > ------------------------------------------------------------------------------
> > Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> > Atualizado em 24/11/2009
> >
>
>
>
>
> ------------------------------------
>
> ##### ##### #####
>
> Página de apoio
> http://www.ciencialist.com
>
>
> ##### ##### ##### #####Links do Yahoo! Grupos
>
>
>
> E-mail verificado pelo Terra Anti-Spam.
> Para classificar esta mensagem como spam ou não spam, visite
> http://ecp.terra.com.br/cgi-bin/reportspam.cgi?+_d=SCYzMTczMzI5I3Blcm0hdGVycmEmMSwxMjU5MTE0OTU5LjcyODQ1LjIwMTUzLmNvbGV2aWxlLnRwbi50ZXJyYS5jb20sMTk0MDY=TerraMail
> Verifique periodicamente a pasta Spam para garantir que apenas mensagens
> indesejadas sejam classificadas como Spam.
>
> Esta mensagem foi verificada pelo E-mail Protegido Terra.
> Atualizado em 24/11/2009
>




SUBJECT: Re: [ciencialist] LHC já circula prótons em baixa velocidade
FROM: "Jose Renato" <jrma@terra.com.br>
TO: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
DATE: 26/11/2009 01:19

Se vc não me fala, Homero, eu nem ia perceber que o vídeo é uma piada!

Agora, tente relembrar que Ciência é o que se faz, desde sempre, para o
entendimento da Realidade...
Se vc já conseguiu entender a Existência, perceber a Realidade e responder
as perguntas que todos continuamos a fazer, deixe de se omitir e nos revele.

Imaginar um Phisis criador-gerador da existência chamado Acaso, cego e
idiota, vc considera ciência, crença ou superstição?

[]s

José Renato
...........................................

----- Original Message -----
From: "oraculo333" <oraculo@atibaia.com.br>
To: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
Sent: Wednesday, November 25, 2009 7:37 PM
Subject: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade


He, he, é uma piada, ironia, Renato, uma piada..:-) Baseada, claro, na
absoluta tolice de muitas histórias edificantes biblico/sagradas..:-)

Uma piada.

Sim, o ser humano banca o idiota, na maioria das histórias edificantes,
tentando obedecer uma divindade imaginária maluca e sem sentido, que ordena
absurdos e tem ataques de insegurança e desequilíbrio mental. O vídeo apenas
usa essa característica, de forma irônica, como piada.

Acho que sua obsessão com seu amigo imaginário está tomando proporções
alarmantes, não consegue escrever nada sem tentar enfiar o sujeito no
meio..:-)

Tente se lembrar, ciência, lista de ciência - superstições não se encaixam
muito bem nas discussões aqui.

Um abraço.

Homero

--- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Jose Renato" <jrma@...> escreveu
>
> Homero, segundo suas crenças de conclusões científicas, parece-me que os
> papeis foram trocados no vídeo!
> No lugar do deus-acaso cego-idiota e do sábio-perspicaz-intencional ser
> humano, aparece o ser humano como idiota e o deus-acaso cheio de intenções
> orientadoras para com sua cria...
> []s
> José Renato
> ...........................................
>
> ----- Original Message -----
> From: "oraculo333" <oraculo@...>
> To: <ciencialist@yahoogrupos.com.br>
> Sent: Tuesday, November 24, 2009 11:09 PM
> Subject: [ciencialist] Re: LHC já circula prótons em baixa velocidade
>
>
> Bem, já que estamos no "assunto", um conto edificante para compensar o do
> Renato.:-)
>
> http://www.youtube.com/watch?v=_l2Z7VMmOtU
>
> Homero
>
> --- Em ciencialist@yahoogrupos.com.br, "Jose Renato" <jrma@> escreveu
> >
> > Olá! Como sempre, a história se repete para constatarmos o que existe na
> > natureza e como ela promove o que chamamos de fenômenos
> > físico-químico-biológico...
> > Colo abaixo um texto pertinente com o receio de Luís quanto aos
> > experimentos iniciados no LHC.
> > []s
> > José Renato
> > ........................................................
> >
> > A PONTE
> >
> > José Renato M. de Almeida*
> >
> >
> >
> > Em uma região longínqua, havia uma ponte ligando as duas margens de um
> > rio.
> >
> > Com o passar dos anos algumas pessoas começaram a percebê-la e,
> > imediatamente, a questionar sobre ela. Inicialmente, essas questões
> > vinham
> > sob um sorriso compreensivo, tolerante ou uma boa risada de deboche.
> > Ora -
> > diziam os mais apressados - ela está aí porque está! Porque sempre
> > esteve!
> > E o que antes nem era percebido passou a ser a curiosidade e o assunto
> > de
> > muitas conversas, lucubrações e motivo de muitos "causos". Quem
> > construiu
> > essa bela ponte? De que ela é feita? Para que foi construída, se só
> > agora
> > há habitantes nas margens do rio?
> >
> > Os mais antigos do lugar diziam que tinham ouvido seus avós contarem
> > que,
> > há muito tempo, chegou um exército numeroso de homens com cabeças
> > resplandecentes, alguns empunhando espadas com o brilho do sol,
> > escalando
> > torres e escadas que alcançavam os céus. Foram eles que escavaram e
> > cravaram grandes tubulões na terra. Durante dia e noite, construíram a
> > ponte em meio a estranhos rugidos e estrondos de trovões.
> >
> > Outros diziam que ela fora trazida dos céus já pronta e instalada ali
> > mesmo por seres alados. Eram várias as lendas e histórias para explicar
> > seu aparecimento, sua construção ou instalação. Lembramos mais algumas
> > delas.
> >
> > Uns diziam que foram as intempéries climáticas agindo nas rochas, que
> > haviam moldado a ponte naquele formato, por mero acaso. Outros aventavam
> > que uma enorme besta de carga havia sacudido a cangalha do lombo, a
> > qual,
> > atirada longe, foi se fincar justamente daquele jeito sobre o rio... E
> > muitas outras explicações.
> >
> > A Assembléia dos Pescadores a Molinete - APM proclamava aos seus
> > seguidores que a ponte havia sido construída por um antigo senhor, muito
> > bondoso, para que eles pudessem pescar com todo o conforto de cima da
> > ponte, apreciando a brisa suave e o sol cálido. Já os da Congregação dos
> > Pescadores de Tarrafa - CPT, afirmavam que ela fora construída para que